Tags:
Atlas: Amsterdam, Holanda

O IAmsterdam Card vale a pena?

Um passe para os museus da cidade, acesso ao transporte público e um livrinho de cupons de desconto. É isso que o IAmsterdam Card, cartão para turistas que desejam explorar a famosa cidade holandesa, oferece. A proposta seria ótima, não fosse um pequeno inconveniente: o preço para lá de salgado.

Vendido em três modalidades, o cartão sai por 47 euros para 24 horas; 57 euros para 48 horas ou 67 euros para 72 horas. Investir uma quantia dessas em um city card exige análise, afinal, ninguém quer gastar seus preciosos euros em uma furada. Para começar, tenha em mente que Amsterdam já é uma cidade cara por natureza. No caso do viajante econômico, as atrações turísticas são talvez o que mais pesa no rombo no orçamento.

Como funciona o IAmsterdam Card

Quando você pega o seu cartão, vai receber um livrinho que explica todos os passes e descontos que tem direito. Dentro dele, vem um cartão vermelho, parecido com um cartão de crédito. É esse que você vai usar para os museus. Você vai ver também um ticket de papel: esse é o cartão do transporte público.

Os tempos de ambos os cartões começam a correr a partir do primeiro uso, mas atenção – os cartões são independentes. Isso significa que, quando você usar o cartão vermelho a primeira vez, começa a correr o tempo dele, mas o cartão de transporte público só vai passar a valer quando você pegar o primeiro ônibus ou bondinho em Amsterdam.

Planeje sua viagem: Saiba onde ficar em Amsterdam

Atrações IAmsterdam Card

Já os cupons de desconto – os que vem dentro do livrinho para serem destacados e entregues nos estabelecimentos – não possuem tempo determinado. Você pode usar quando quiser para conseguir bebidas grátis, descontos nas refeições e outros mimos.

Dentro do livrinho você também vai achar um vale para uma passeio gratuito nos canais de Amsterdam.

O que está incluído

Entrada gratuita em 38 museus e atrações – incluindo a Casa de Rembrandt e o Museu do Van Gogh.

Acesso livre ao transporte público da cidade durante a validade do seu passe.

Casa de Rembrandt Amsterdam

Um passeio pelos canais de Amsterdam grátis.

Desconto em diversas outras atrações, shows, teatros e restaurantes.

Vale a pena investir em um?

O que faz o IAmsterdam Card talvez não valer a pena, para mim, é o que NÃO está incluído. Ao investir algumas dezenas de euros em um desses, você não ganha acesso a três das atrações mais legais da cidade: a Casa da Anne Frank, o Rijksmuseum (concede apenas um desconto de 2.5 euros) e a Heineken Experience (concede 25% de desconto). E essas três atrações juntas representam um gasto extra de cerca de 40 euros.

Heineken Experience

Por isso, depende do planejamento de cada um e do que você quer ver. Se tem pouco tempo e quer muito ir a um desses lugares não inclusos, não, não gaste seu dinheiro com um. Se você não tá nem aí para cerveja, obras de arte famosas ou menininhas judias, pode optar por só usar as atrações do cartão e talvez economizar alguns trocados. Para ter certeza, planeje o que você quer ver com antecedência e faça as contas na ponta do lápis.

Já para quem vai ficar em Amsterdam por mais de três dias, o cartão de 72 horas pode ser uma compra interessante. Além de ter mais tempo para explorar as vantagens do city card, com o planejamento mais folgado dá para descobrir atrações interessantes que você não tinha pensado em ir antes – e sem pagar nada mais por elas. Foi numa dessas que a gente visitou o Dutch Resistance Museum, um museu interativo que conta o envolvimento holandês na Segunda Guerra.

Veja também: Os museus imperdíveis de Amsterdam

Dicas para utilizar o IAmsterdam Card

Se você vai comprar o cartão, existem algumas dicas que podem fazer você aproveitar de verdade os euros investidos:

Planeje-se – No site oficial do IAmsterdam, você encontra uma lista com todas as atrações incluídas. Use essa lista para montar o seu roteiro de viagem. Pesquise sobre os lugares para saber o que te interessa. Às vezes pode ter um museu super legal que você nunca iria visitar se tivesse que comprar a entrada separadamente. Lembre-se também de colocar atrações mais próximas no mesmo dia, de forma a otimizar o tempo.

Aluguel de bicicletas em Amsterdam

Aluguel de bicicletas – Apesar do acesso gratuito ao transporte público, você pode querer passar um dia pedalando pela cidade, no melhor estilo holandês. O cartão oferece 25% de desconto no aluguel de bicicletas. Para aproveitar melhor essa vantagem, planeje-se para conhecer a cidade a duas rodas antes de validar seu cartão de transporte público ou depois que o prazo dele expirar.

Deixe as atrações mais demoradas para o último dia – Vamos supor que você validou o seu cartão de 24 horas às 11 horas da manhã de hoje. Não vá direto para o Van Gogh Museum e perca sua tarde inteira lá. Ao invés disso, gaste o dia com atrações mais rápidas e deixe para ver as obras do pintor no dia seguinte, quando a validade estará no fim e você não poderá ver nada depois. Só se lembre de chegar à atração antes do cartão expirar, caso contrário o plano vai por água abaixo.

Onde Comprar

O IAmsterdam Card está à venda em diversos pontos da cidade, mas os mais convenientes para os turistas são a Estação Central de Amsterdam (na verdade, em um escritório de turismo que fica do lado oposto à saída da estação), no aeroporto, na Museumplein e nos postos Shell. Clique aqui para ver todos os postos de venda. No mesmo site, você pode reservar o seu cartão pela internet e depois apenas retirar em um desses postos.

Vai viajar? O Seguro de Viagem é obrigatório em dezenas de países da Europa e pode ser exigido na hora da imigração. Além disso, é importante em qualquer viagem. Veja como conseguir o seguro com o melhor custo/benefício e garanta promoções.

A viagem do 360meridianos a Amsterdam contou com o apoio da Press Office do Amsterdam Marketing, órgão oficial da cidade.


Compartilhe!



Com o 360meridianos, você encontra as melhores opções para planejar a sua viagem. Confie em quem já tem prática no assunto!

 

Reserve seu hotel com o melhor preço e alto conforto

 


Veja as melhores opções para seguros de viagem

 


Transfira dinheiro para o Brasil e exterior com menos taxas

 


Alugue veículos com praticidade e comodidade

 




Quer 70 páginas de dicas (DE GRAÇA!)
para planejar sua primeira viagem?




Natália Becattini

Já chamei muito lugar de casa, mas é pra Belo Horizonte que eu sempre volto. Viajo o mundo em busca de histórias e de cervejas locais. Além do 360, mantenho uma newsletter sobre o a vida, o universo e tudo mais, que eu chamo de Vírgulas Rebeldes. Vira e mexe eu também estou procrastinando lá no instagram @natybecattini e no twitter.

  • 360 nas redes
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
  • Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

11 comentários sobre o texto “O IAmsterdam Card vale a pena?

  1. Olá pessoal, tenho lido que as filas do I Amsterdam para entrar nos museus são longas e demoradas. AO contrário de quem compra o ingresso na hora. Isso realmente tem acontecido?

  2. Qual a diferença desse para o hollandpass?

    Com
    Certeza vou visitar as 3 principais atrações que vc mencionou

    O holland da direito a isso?

    Tenho 5 dias livres na cidade

    Então não sei qual escolher

    Obrigado

  3. Acompanho o blog e curto muito as dicas que vocês postam.
    Queria saber umas coisas, não tem a ver com o post e nao sei onde contatá-los:
    Vocês fizeram o 1° intercambio pela AIESEC né? Foram para India certo?
    Quanto tiveram que pagar?
    Eu não encontro muitos depoimentos de ex intercambistas da Aiesec então quis perguntar pra vocês 🙂
    vlw!

      1. AH ok, é +/- o valor que me passaram então.
        Sou do interior de SP, me interessei bastante pelos programas que a AIESEC propicia, vou correr atrás pra ver se dá certo 😀
        Li sim esse post ajudou bastante!
        Obrigada novamente

  4. Numa cidade pequena como Amsterdã acho que deve valer bem a pena um cartão como esse. Porque se você quer ver bastante coisa o tempo de locomoção não é o maior problema. Mas em lugares como Londres é uma gincana. Eu estou para falar do London Pass há tempos no blog, mas a verdade é que não tenho nada de bom para dizer então fico pensando se vale a pena dar uma dica do que não fazer…

    1. Liliana, no meu caso eu fiz as contas antes de ir e valeu a pena sim usar o London Pass. Mas concordo que pode virar uma maratona. Eu adoro entrar em tudo que é monumento/atração então valeu, mas quem se contenta em tirar uma foto por fora só, não vai gostar… Conto tudo no meu blog, tem até uma tabela comparando quanto gastei com o passe e quanto gastaria no mesmo roteiro sem o passe: http://taindopraonde.blogspot.com.br/2013/07/vale-a-pena-passe-turistico-Londres.html

    2. Ei Liliana, e também tem o fato de que as entradas para as atrações em Amsterdam são todas muito caras, o cartão pode acabar valendo a pena. Qualquer museu que você economiza são 17, 20 euros a menos. Já Londres é cheia de museus gratuitos ou que cobram uma doação, então realmente não acho que compraria um cartão por lá, realmente.O melhor é fazer as contas direitinho pra ver o que compensa ou não! Abraços!

2018. 360meridianos. Todos os direitos reservados. UX/UI design por Amí Comunicação & Design e desenvolvimento por Douglas Mofet.