Tags:
Atlas: Paris, França

O Paris Museum Pass vale a pena?

Como sempre, a resposta para essa pergunta é simples: depende. Como em todos os outros passes do tipo, eu sugiro que você faça uma listinha dos lugares que quer ver e confira quantos deles estão inclusos. Depois, é só fazer as contas para ver se a economia é real. Eu não sou muito fã desse tipo de cartão, até porque nunca planejo um roteiro fechado com as atrações que eu vou ver. Mas, em geral, o Paris Museum Pass foi o passe que mais compensou para mim, entre todos que eu já usei.

A principal vantagem desse cartão é que, ao contrário de muitos outros do gênero, os principais museus e algumas das atrações mais cobiçadas da cidades estão no Paris Museum Pass. Além disso, você não vai precisar enfrentar as filas quilométricas que se formam na entrada de alguns pontos turísticos, especialmente em alta temporada.

Planeje sua viagem: Saiba em qual região ficar em Paris 

Consiga seu seguro de viagem obrigatório com 5% de desconto

Paris Museum Pass vale a pena
 

O passe é vendido em três modalidades: Dois dias (42 euros), quatro dias (56 euros) e seis dias (69 euros). Com esse valor, você garante sua entrada no Louvre, Versailles, Museu D’Orsay e Centre Pompidou, além de poder subir no Arco de Triunfo e na torre de Notre Dame. Para visitar essas atrações, você teria que desembolsar 70 euros nos ingressos avulsos. O resto é lucro: sem contar as entradas da Torre Eiffel, Montparnasse, La Defense e atrações privadas, que não fazem parte do pacote, você não vai ter que desembolsar quase nada a mais (veja atrações abaixo).

A conta, no entanto, pode não ser tão convidativa para quem tem pouco tempo na cidade. Se você comprar o cartão de dois dias, por exemplo, vai ter que visitar quatro ou cinco atrações para fazer valer o preço pago, considerando que as atrações dentro de Paris custam entre 8 e 13 euros. Como a maior parte dos locais incluídos são museus, a maratona pode ser puxada.

Entrada Paris Museum Pass
 

A coisa começa a ficar mais vantajosa para quem tem mais tempo e uma visita a Versailles no roteiro. O ingresso no Palácio é o mais caro: 18 euros. Um dia passeando pelos jardins de Maria Antonieta e você só precisa de ver cerca de quatro atrações em três dias (no passe de quatro dias) ou cinco atrações em cinco dias (no passe de seis dias).

Além disso, com mais dias na cidade você vai ter tempo de sobra para ver coisas interessantes que não veria caso não estivessem incluídas no passe, além de poder voltar nas atrações que mais gostou sem ter que comprar outra entrada. Mesmo assim, só o planejamento e a ponta do lápis vão te falar se esse investimento é para você.

Como funciona o Paris Museum Pass

O passe é um caderninho que contém todas as atrações que você tem direito. No verso, há um espaço para você preencher a data em que ele foi usado pela primeira vez. Os dias começam a contar a partir dessa data.

Você pode visitar quantas atrações quiser dentro do prazo. Se quiser, também pode ver uma atração mais de uma vez, sem problemas. Essa é uma ótima ideia em lugares gigantes, como o Louvre. Assim não corre o risco de acontecer com você o que aconteceu comigo: ter que interromper a visita ao museu mais famoso do mundo porque você era fisicamente incapaz de um passo a mais que fosse.

Notre Dame de Paris no inverno

O que está incluído?

Veja abaixo as atrações que fazem parte do Paris Museum Pass e tire suas próprias conclusões se o investimento vale a pena para você. A lista foi retirada do site oficial. Paris Museum Pass


Compartilhe!



Com o 360meridianos, você encontra as melhores opções para planejar a sua viagem. Confie em quem já tem prática no assunto!

 

Reserve seu hotel com o melhor preço e alto conforto

 


Veja as melhores opções para seguros de viagem

 


Transfira dinheiro para o Brasil e exterior com menos taxas

 


Alugue veículos com praticidade e comodidade

 




Quer 70 páginas de dicas (DE GRAÇA!)
para planejar sua primeira viagem?




Natália Becattini

Já chamei muito lugar de casa, mas é pra Belo Horizonte que eu sempre volto. Viajo o mundo em busca de histórias e de cervejas locais. Além do 360, mantenho uma newsletter sobre o a vida, o universo e tudo mais, que eu chamo de Vírgulas Rebeldes. Vira e mexe eu também estou procrastinando lá no instagram @natybecattini e no twitter.

  • 360 nas redes
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
  • Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

8 comentários sobre o texto “O Paris Museum Pass vale a pena?

  1. Olá Natália

    Você acha que vale a pena comprar o Museum Pass para um dia e meio em Paris?
    No caso eu e meu esposo vamos bem no inverno, terceira semana de dezembro, dizem que é baixa temporada. O foco maior seria Versales, Louvre e Notre Dame…Obrigada!

    1. Fran, se vale a pena ou não depende do que vocês vão ver. Tem que colocar na ponta do lápis o preço das entradas dos museus que você quer ir e comparar com o valor do passe… E, claro, também tem a vantagem de evitar fila para comprar…

      Abraços

  2. Estou louco para visitar a Europa – o euro é uma grande barreira para mim.

    Com a ásia/africa America do Sul e Central tão mais baratas acabo nunca indo e sempre lendo a respeito

    1. Pensar em euro é tenso! Tbm gosto de lugares baratinhos. Na última viagem na Europa eu só pensava: que saudade dos preços da ásia!

2018. 360meridianos. Todos os direitos reservados. UX/UI design por Amí Comunicação & Design e desenvolvimento por Douglas Mofet.