Tags:
Atlas: Braga, Portugal

O que fazer em Braga, Portugal: roteiro de um dia

Eu já contei para vocês várias curiosidades sobre a história de Braga, a cidade mais antiga de Portugal, que foi importante durante o Império Romano, a Bracara Augusta e depois, na Idade Média, ganhou o título de Roma Portuguesa, porque o arcebispo local resolveu construir muitas igrejas e praças a exemplo da Roma italiana.

Com isso, há muitas coisas em Braga para visitar, incluindo os jardins mais lindos de Portugal, espalhados pela cidade, e restaurantes e bares interessantes. O melhor é que boa parte das atrações estão concentradas no centro histórico, de forma que fica tudo pertinho a pé.

Eu fiz toda a minha visita em um dia (apesar de já ter voltado à cidade algumas vezes), mas usei Braga como base para conhecer outras cidades da região do Minho: Guimarães e Barcelos. Eu realmente não recomendo ir a Braga e Guimarães no mesmo dia. As duas cidades tem muito a oferecer e perde-se muito colocando-as no mesmo dia. Se não der para ir as duas, escolha uma só e aproveite.

Vai viajar? O Seguro de Viagem é obrigatório em dezenas de países da Europa e pode ser exigido na hora da imigração. Além disso, é importante em qualquer viagem. Veja como conseguir o seguro com o melhor custo/benefício e garanta promoções.

O que fazer em Braga: roteiro de um dia pela cidade

o-que-fazer-em-braga-praca

Comece o seu passeio na Praça da República, uma das praças centrais da cidade, onde também fica o Convento e Basílica dos Congregados, cuja entrada é gratuita. Essa praça é um lugar bem agradável no final da tarde, quando fica cheia de pessoas aproveitando o fim do expediente para relaxar no espaço público.

Saiba mais sobre Braga: Como é a Braga Romana, uma feira histórica em Portugal
Como fazer e provar o Pudim do Abade de Priscos da doçaria tradicional do Minho

curiosidades-de-braga-portugal-jovens

Braga Medieval

Vá caminhando em direção ao belo chafariz da praça. À sua frente, encontra-se a Igreja da Lapa e alguns cafés tradicionais da cidade. Dá para ver também o topo do Castelo de Braga, que, infelizmente, foi demolido no início do século 20, mas restou essa Torre de Menagem.

o que fazer em braga portugal

À esquerda estará a florida Avenida Liberdade e o Posto de Turismo da cidade, que eu recomendo uma passada para pegar um mapa e informações sobre eventos que podem rolar nesse dia. Tire uma foto da Avenida desse ângulo e não se apresse, você voltará ali mais tarde.

braga europa em agosto

Siga a Rua do Souto, fechada para trânsito de carros, cheia de comércio, e vá até a próxima parada, o Jardim de Santa Bárbara e o Paço Arquiepiscopal, um belo jardim numa ala medieval conservada de uma construção dos séculos 14 e 15.

viver em portugal luiza braga o que fazer em braga portugal

Retorne para a Rua Souto, para ver o outro lado das construções no Largo do Paço, que constituiu a sede da República Bracarense, extinta em 1790. No centro, fica o belo Chafariz do Castelo, que realmente tem a forma de um castelo e tem uma imagem feminina no topo simbolizando a cidade. O chafariz é de 1723.

onde-ficar-em-braga-portugal

Um dos prédios do Largo do Paço é sede da Reitoria da Universidade do Minho e fica aberto para visitação. Também faz parte do Paço o prédio da Biblioteca Pública de Braga, que fica voltado para a Praça do Município. Logo na entrada há vários painéis lindos de azulejo. Do outro lado está a Câmara Municipal. A próxima parada do roteiro é a majestosa Sé de Braga. A Igreja, também conhecida como Santa Maria de Braga, foi construída num local onde existia um templo romano – logo na entrada tem uma inscrição à deusa egípcia Isis.

curiosidades-de-braga-portugal-inscricao-romana

A igreja começou a ser convertida em templo cristão nos séculos 4 e 5, o que torna a Sé o edifício católico mais antigo do país. O prédio visitado hoje tem estilo barroco, reformado no século 17, mas conserva muito da arquitetura românica dos séculos anteriores. A visita ao claustro e área exterior é gratuita, mas para entrar na catedral custa 2 euros.

o que fazer em braga portugal o que fazer em braga portugal

Fica a dica: a Rua Dom Paio Mendes, uma das que leva a entrada da igreja, é um dos points de bares e movimentação noturna em Braga!

curiosidades-de-braga-portugal-se

Siga para a próxima atração, que é o Arco da Porta Nova, uma construção de 1773 que marca uma das entradas dos muros da cidade – “nova” porque substitui uma porta mais antiga, do período medieval.

o que fazer em braga portugal

Do outro lado do Arco fica o Campo das Hortas, outro jardim muito simpático e que rende boas fotos.

o que fazer em braga portugal

Também por ali está o Jardim da Casa dos Biscainhos e o Museu dos Biscainhos – focado em artes decorativas do período que vai entre o século 17 e meados do século 19. A entrada nos jardins, que são fechados por muro, é gratuita, mas é preciso respeitar os horários de abertura, que fecham para o almoço: de 10h às 12h30 e de 14h às 17h30.

Braga Romana

Há lugares onde você pode visitar o que restou da Bracara Augusta. As Termas Romanas do Alto da Cividade eram banhos públicos erguidos no início do século 2, mas que só foram descobertas no final dos anos 70. Ficam abertas de terça a domingo, das 9h às 13h e das 14h às 18h. Nos finais de semana o horário é de 10h às 17h. A entrada custa €2.

braga-portugal-termas_de_maximinos

Crédito: Manuel Anastácio – CC BY 3.0

Você também pode ir ao Museu de Arqueologia D. Diogo de Souza, inaugurado em 2007, que tem vários artefatos e mosaicos romanos. Aberto de terça a domingo, das 10h às 17h30, entrada por 3 euros. Ainda, a Fonte do Ídolo é um santuário rupestre do início do século 1, dedicado a uma divindade fluvial chamada Tongoenabiago. A entrada também custa 2 euros. Fica aberto de terça a domingo, das 9h à 12h30 e 14h às 13h30.

Faça uma pausa para o almoço, e depois circule pelo Largo de Santa Cruz, com as imponentes Igreja de Santa Cruz, construída no século 17, e a Igreja do Hospital de São Marcos, também da mesma época.

o que fazer em braga portugal

Siga para o Palácio do Raio, um palacete barroco, todo azul, construído também em meados do século 17, que foi recentemente restaurado. É possível só admirar a bela fachada ou entrar no local, onde hoje funciona o Centro Interpretativo Memórias da Misericórdia de Braga. O museu não é muito interessante, então não vale a pena entrar, na minha opinião.

o que fazer em braga portugal

O que fazer em Braga: Bom Jesus do Monte

Seguindo em direção novamente à Avenida Liberdade, aproveite para passear por ali e tirar mais fotos da bela avenida florida. Depois, desça até o ponto do ônibus que fica nessa avenida (em frente ao Pingo Doce) e pegue o autocarro 2, em direção a Bom Jesus. Não se preocupe em ficar perdido, você vai descer no ponto final. O bilhete custa 1,65  e pode ser comprado diretamente com o motorista.

onde-ficar-em-braga-bom-jesus Você vai chegar na beira da atração mais famosa da cidade, o Santuário de Bom Jesus do Monte. Leia o post só sobre ele e suas famosas escadarias. O Santuário fica no alto de uma colina, em volta de uma mata. Minha sugestão é que você suba de funicular, que funciona com um sistema de contrapeso de água (custa 2,50) e desça, mais tarde, pelas famosas escadas. A entrada no Santuário é gratuita.

Por fim, deixo também a sugestão de jantar. É a hamburgueria Bira dos Namorados. Eles têm um cardápio bem especial, com hambúrgueres e sanduíches diferentes e deliciosos: eu comi um que tinha banana caramelizada e estava divino.

o que fazer em braga portugal

Os preços são bons, as sobremesas também são lindas, tem uma carta de cervejas massa. É possível que tenha fila de espera, mas vale a pena! Fica na Rua D. Gonçalo Pereira, 85.

Dicas de hospedagem em Braga

Se você só for fazer de Braga seu bate-volta, então recomendo ver nosso post de Onde ficar no Porto. Mas se você quiser aproveitar mais tempo em Braga ou, como eu, usar a cidade de base para conhecer um post mais da região do Minho, então vale a pena ficar hospedado por lá. Fizemos uma seleção de acomodação em Braga para todos os bolsos:

Você também pode conferir várias opções de hospedagem em Braga direto no mapa:

Booking.com


Compartilhe!



Com o 360meridianos, você encontra as melhores opções para planejar a sua viagem. Confie em quem já tem prática no assunto!

 

Reserve seu hotel com o melhor preço e alto conforto

 


Veja as melhores opções para seguros de viagem

 


Transfira dinheiro para o Brasil e exterior com menos taxas

 


Alugue veículos com praticidade e comodidade

 




Quer 70 páginas de dicas (DE GRAÇA!)
para planejar sua primeira viagem?




Luiza Antunes

Sou jornalista, tenho 30 anos e moro no Porto, Portugal, quando não estou viajando. Eu já larguei meu emprego três vezes para viajar e finalmente encontrei uma profissão que me permite "morar no aeroporto". Já tive casa em quatro países diferentes, dei a volta ao mundo e cumpri minha meta de visitar 30 países antes dos 30. Mas o mundo é muito maior e, se puder, quero conhecer cada canto dele e inspirar vocês a fazer o mesmo. Siga @afluiza no Instagram

  • 360 nas redes
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
  • Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

67 comentários sobre o texto “O que fazer em Braga, Portugal: roteiro de um dia

  1. Oi, Luiza! Obrigada pelas informações! Saberia dizer se o funcionamento de Braga (centro comercial, restaurantes, etc) aos finais de semana – especialmente domingo – é normal? Digo isso porque estou planejando um roteiro e gostaria de saber se ter apenas o final de semana lá seria suficiente. Tenho receio de aos domingo os estabelecimentos estarem fechados. Obrigada!

    1. Oi Amanda,

      É possível que alguns restaurantes e lojas estejam fechados sim. Importante dizer que nem tudo fecha e morre, na área mais turística muita coisa permanece aberta, mas se tiverem lugares específicos que você queira conhecer, o jeito é olhar no site/facebook/instagram do local para ver se abre aos domingos ou não

  2. Oi! Estou no restaurante Cantinho nesse exato momento e tive que vir comentar enquanto ainda estou aqui. A experiência está sendo horrível!! O bolinho de bacalhau é intragável, ngm na mesa conseguiu comer! (A gnt acha que não é bacalhau isso, deve ser algum outro peixe)
    A frigideira não é de carne OU queijo, ela vem carne em qualquer opção. Eu sou vegetariana e tive que dar a minha para minha mãe, que não conseguiu comer pq a massa folhada é só gordura e a cerne segundo ela deve ser velha ou de péssima qualidade.
    O atendimento está uma confusão, só tem uma garçonete (o que é normal na Europa, então tudo bem) mas mesmo o pessoal do balcão está atrapalhado, estamos prestando atenção e todas as mesas estão recebendo pedidos errados.
    Enfim, vim aqui apenas para alertar. Nao sei quando vc veio, mas talvez esteja sob nova administração e não é mais a mesma coisa que foi na sua visita.

    1. Oi Karina,

      Obrigada por comentar.

      Dada as duas reclamações já, vou retirar essa indicação do post!

      Abraço e boa sorte nas próximas refeições (a Bira dos Namorados eu garanto que ainda é incrível – e tem opção vegetariana).

  3. Oi Luiza! Obrigado pelas dicas, estou anotando tudo para a minha viagem, muito completo o seu site, parabéns!
    Gostaria de pedir uma sugestão de como ir de Braga para Guimarães… não encontrei muitas respostas, você sabe?
    Obrigado!

  4. Olá, estou em Braga e o restaurante frigideiras do cantinho foi uma decepção, sinto muito. O atendimento foi ruim, além de demorado grosseiro, bem fora dos padrões medianos de Portugal toda ! Depois a frigideira era gordurosa o arroz estava cru e a salada não tinha tempero, nem foram servidoa à mesa.
    Ademais, a dona do estabestabelecimento colocou-se a gritar com um morador de rua que pedia sopa aos clientes, bem desagradável!

    1. Oi Tamiris,

      Que péssimo que você teve essa experiência. Quando eu fui foi ótimo, mas já faz muito tempo que não retorno. Fica então seu comentário de alerta para os leitores

  5. Pra fazer tudo isso em Braga é necessário passar o dia todo lá (chegar de manhã cedo e ir embora à noite)? Quantas horas você levou pra fazer tudo que está no post?

  6. Vou a Portugal dia 14/09 e volto dia 04/10 deste ano (2018). Chego em Lisboa, mas quero ir até Braga, vou parando aonde mais gostar!. Vou sozinha , me separei depois de um casamento de 30 anos!!! E penso em gastar o mínimo possível. O que você recomenda? Roteiro, hospedagem, locomoção.

  7. Passamos o dia em Braga e fizemos quase tudo que vc sugeriu no post, só faltou tempo para Bom Jesus. Maravilhoso e muitíssimo obrigado pelas dicas e sugestões. Estamos em Porto e foi realmente muito tranquilo esse bate-volta, mas quase tivemos que dormir em Braga, pegamos o último comboio às 23:32 de volta a Porto rsrsrs. Parabéns!!!!

    1. hahahaha “se eu perder esse trem, que sai agora às onze horas, só amanhã de manhã…”
      Fico feliz que o post tenha ajudado Anderson.

  8. Luiza parabens pelo belo e caprichado trabalho de todos voces.
    Estou ficando viciada no blog. Estarei em maio em Portugal por 6 dias inteiros. De uns pitacos e dicas para mim – Braga e Guimaraes no mesmo dia fica complicado? Passeios pelo Rio de Douro vc indica? A minha hospedagem sera no Porto.

      1. Oi Luiza,
        Poxa 🙁 Agora fiquei triste. Pq não recomendas Braga e Guimarâes no mesmo dia? Nem que seja pra visitar 3 ou 4 pontos principais de cada cidade? Rsrsrs É que vou ficar apenas 5 dias no Porto. Daí reservei um deles para conhecer essas duas cidades.
        Beijinho

        1. Oi Eliete,

          Porque eu valorizo aproveitar bem um lugar ao invés de correr para ver pontos turísticos. As duas cidades merecem um dia da sua atenção e acredito que é melhor escolher uma ou outra e depois voltar, quando puder.

          Dá para fazer? Dá. Tem muita agência vendendo esse tipo de pacote. Mas não é o que nós acreditamos que seja uma forma agradável de conhecer essas cidades tão lindas e com tanta história para oferecer.

  9. Oi Luiza, gostei de suas informações sobre Braga. Pretendemos minha esposa, minha filha e eu ficar 1 dia em braga e 2 em porto. Obrigado pela dica. E se tiver informações do Porto ficarei grato se me enviar.

    Obrigado

    Geraldo

  10. Oi Luiza
    Estou morando há 2 meses no Porto e torço todos os dias pra esbarrar com vc pela rua e que vc tenha tempo e disposição de bater altos papos, haha. Adoro seu blog, parabéns!!

  11. Luíza ,o ano que vem 2018 eu e meu marido vamos de sSantiago de Compostela à Portugal .Queremos ir até Fátima .Gostaria de conhecer Braga, Porto e Lisboa temos 6 dias .O que vc sugere.È possível?

  12. Ola Luiza,

    meus pais estão planejando ir para Portugal em maio de 2018 e ficar 15 dias, então gostaria sua opnião se vale a pena visitar porto, lisboa e braga nesse tempo, sendo que eles tem 62 e 65 anos. Penso no financeiro e se ficaria muito cansativo. desde ja agradeço e lhe parabenizo pelo seu texto.

    1. Oi Lucyanna,

      15 dias só em Braga é muito pouco. Nesse período dá para visitar muitos lugares em Portugal e não ser nada cansativo. Eles inclusive podem alugar um carro para ter mais conforto.

    2. Lucyanna, não sei se te ajudo.

      Tenho 60 anos e minha esposa 62. Em maio de 2017 passamos 15 dias em Portugal com nossos dois filhos. Fizemos Lisboa, Porto, Lagos (Algarve) e ainda demos uma escapada até Sevilha (linda cidade).

      Se os seus pais gostam de dirigir na estrada (é o meu caso) as viagens são bem tranquilas. As estradas são ótimas e as distâncias relativamente pequenas.

      Em Lisboa e no Porto não usamos o carro, mas nos demais locais e para as viagens fizemos tudo com carro alugado.

      Portugal é um espetáculo. Com certeza eles vão gostar muito.

  13. Eu só acrescentaria no roteiro um local mesmo na avenida central que não demora muito a ver mas que vale a pena e que por fora nem parece muito atrativo mas que por dentro é lindo lindo! É o museu Nogueira da Silva, que pertence à universidade do minho. Por fora vê-se uma montra em vidro que deixa espreitar para a galeria de arte, mas depois lá dentro tem vários salões antigos e arrojados e, o melhor de tudo, o grande jardim das traseiras, de inspiração francesa, com todo um ar muito fancy 🙂 parabéns, de uma bracarense, pelo post 😉

      1. Parabéns pelo o Blog, tenho certeza que é de grande ajuda a todos. Se possível poderia me falar que se chegando de transporte público tem agência de turismo que se possa contratar para um tuor guiado? Também se é possível se conhecer Braga e Guimarães em um dia.
        Obrigado
        Francisco

        1. Não acho possível e nem que faça sentido conhecer Braga e Guimarães no mesmo dia.

          Sobre o tour, sim, é possível contratar algum tour diretamente na cidade, mas eu recomendaria deixar reservado com antecedência.

          1. Luiza, por conta do nosso roteiro (estaremos hospedados em Porto) só teremos um dia para Braga e Guimarães. Sei que é difícil conhecer as duas cidades no mesmo dia, mas nesse caso o que você nos recomendaria de mais importante nas duas cidades? Devemos dar prioridade a Braga?

          2. Oi Eleazar,

            Não existe uma coisa mais importante do que a outra, depende muito do que você gosta ou tem vontade de visitar. O que eu recomendaria é que você leia bem os textos sobre Braga e os textos sobre Guimarães e liste aquilo que te interessa mais.

  14. Oi Luiza!
    Vamos a Portugal em outubro 2017.
    Um dos lugares que já decidimos foi Porto. Vamos passar três dias em Portugal. Qual a tua sugestão para aproveitarmos bem o tempo. Obrigada!

    1. Oi Eliane,

      Se vão ficar só três dias em Portugal meu conselho é que fiquem só no Porto mesmo. No máximo um bate volta a Braga ou Guimarães.

  15. Oi Luiza, tudo bem?!
    Vou passar minha lua de mel em setembro, em Portugal, e restou um dia em porto para um bate e volta, estaremos de carro, é uma boa ir em braga?
    Outra dúvida, como é a questão de beber e dirigir em portugal?

    Grata, bjjs!!

    1. Oi Bruna,

      Braga pode ser uma boa se vocês quiserem essa coisa de turismo de cidade. Eu, pessoalmente, prefiro Guimarães. Outra opção, já que estarão de carro, é ir conhecer algumas cidades menores e paisagens do Douro ou do Minho.

      Sobre beber e dirigir, é crime, mas a tolerância é um pouco maior. Algo como uma taça de vinho é permitido.

      1. Oi Luiza!!

        Obrigada pela resposta!! Nós separamos um dia para Guimarães e a Quinta das Aveledas, outro dia para um passeio pelo Douro.. Vou pesquisar sobre o Minho, não tinha ouvido falar, muito obrigada!!

        🙂

  16. Luiza, tudo bem?. Pretendemos viajar a Portugal e usaremos Braga com dois dias para conhecer a cidade e mais dois dias para um bate e volta a Viana do castelo e Guimarães. Somo andarilhos e gostamos de conhecer tudo a pé.
    Vale a pena esta proposta. Obrigado (Jaime e Sonia).

  17. Em Portugal há dois portugais! (risos)
    A forma como são chamados os famosos bolinhos de bacalhau é, para o norte, e quando digo norte digo a área metropolitana do Porto, Braga e Viana do Castelo e talvez Aveiro, esse nome mesmo, bolinhos de bacalhau. Os pastéis de bacalhau é nome do resto do país. Mas qualquer família conhece os dois nomes e os sabe cozinhar e é um prato obrigatório em qualquer festa ou pic-nic.
    O meu filhote quando vem de Londres quer sempre comer….
    Hummmm está-me a crescer água na boca…..

  18. Eu não conheço Braga, achei linda obrigda por essa matéria da proxima vez que eu for a Porto vou conhecer Braga.
    Um abraço
    Lenilda Matias

  19. Oi Luiza!
    Num outro post você comentou que é possivel ir do Porto para Braga por 3,40, com ligação nos trens regionais, mas terminou não ficando muito claro pra mim. Poderia me explicar melhor, ou teria algum site que fosse possível ver de onde saiam esses trens?
    Obrigada
    Amanda

  20. Fiquei em Braga dois dias, em fevereiro desse ano, e não consegui conhecer nada porque choveu forte o tempo todo! Vou novamente ano que vem, durante o verão e espero agora conseguir conhecer a cidade. Seu post vai me ajudar muito. Obrigada!

2018. 360meridianos. Todos os direitos reservados. UX/UI design por Amí Comunicação & Design e desenvolvimento por Douglas Mofet.