O que fazer em Porto de Galinhas: os melhores passeios da região

Procurando dicas sobre o que fazer em Porto de Galinhas? Essa praia dentro da cidadezinha de Ipojuca, a 65 quilômetros do Recife, está entre os destinos mais visitados do Brasil. O lugar é uma extensão de oito praias que formam belas piscinas naturais e estão entre as mais bonitas do país.

Com este guia de viagem, conto para vocês o que fazer em Porto de Galinhas, além de outras dicas importantes como quando ir, onde ficar e passeios nos arredores.

O que fazer em Porto de Galinhas

Recife e Olinda também são excelentes opções de passeio, com a facilidade de haver transporte público. Confira nossos posts sobre o que fazer no Recife e o que fazer em Olinda.

Quando ir a Porto de Galinhas?

De setembro a fevereiro é a melhor época para ir a Porto de Galinhas em Pernambuco. Ou seja, os meses de primavera e verão: pouca chuva e calor para aproveitar bem a praia. Claro, não se esqueça que janeiro é mês de alta temporada, com preços bem mais altos e tudo lotado. No Nordeste, costuma chover nos meses de inverno, então é melhor evitar.

Outro fator importante na hora de decidir qual data ir é a Tábua das Marés. Basicamente, quando a maré é baixa, as praias ficam mais bonitas e as piscinas naturais se formam. Eu já fiz um post explicando direitinho como funciona a tábua das marés e recomendo fortemente que, se for possível, você escolha dias de maré baixa para fazer sua viagem. Mas, mesmo que não dá para marcar sua viagem de acordo com as marés, a viagem continua boa!

Também tem vontade de conhecer Fernando de Noronha? Então confira todas as nossas dicas para realizar esse sonho de viagem!

O que fazer em Porto de Galinhas: Praia da Vila

Praia da vila de Porto de Galinhas

Como chegar em Porto de Galinhas

O aeroporto mais próximo de Porto de Galinhas é o de Recife. A notícia boa é que, apesar de às vezes passagens para o Nordeste serem caras saindo de outras regiões brasileiras, costumam rolar muitas promoções para Recife. Conseguimos fazer o voo, ida e volta de BH, por exemplo, por menos de R$300 reais.

De Recife, leva cerca de uma hora até Porto de Galinhas de carro, pela rodovia PE 060, que é bem nova (e tem pedágio). Vale a pena ficar pelo menos uma noite (e dois dias) em Recife antes de descer para as praias de Porto e arredores.

E realmente eu recomendo o aluguel de carro, porque facilita muito para conhecer mais praias e fazer os trajetos com facilidade. Eu e minha família fizemos a reserva pela internet e pegamos o carro no aeroporto em Recife. Neste texto aqui explicamos como você pode fazer para garantir o aluguel com menor preço.

Não quer alugar carro? Tem ônibus! É a Expresso Vera Cruz, que sai do aeroporto ou rodoviária em Recife e leva até a vila Porto de Galinhas. O trajeto dura cerca de duas horas e para em frente ao Corpo de Bombeiros da vila. Tem uma linha, a 195, que faz o trajeto com ar-condicionado (custa R$ 15,60) e outra mais simples e mais barata, a 191, sem ar-condicionado, por R$ 10,70. Para saber o itinerário certinho e horários, consulte o site oficial.

O que fazer em Porto de Galinhas: Pontal de Maracaípe

Pontal de Maracaípe

Se for um grupo maior de pessoas, sempre dá para negociar um transfer ou táxi para fazer o trajeto (espere pagar de 150 a 200 reais). Há hotéis que têm o serviço de Transfer do aeroporto até a hospedagem, normalmente cobrado separadamente. Basta combinar antes da chegada. Um translado com empresas privadas sai por volta de 80 a 100 por pessoal

O que fazer em Porto de Galinhas: os melhores passeios

1. Praias em Porto de Galinhas

Se você me perguntar o que eu fiz na minha temporada em Porto de Galinhas, a resposta é: eu explorei diferentes praias e gastei meu tempo entre entrar no mar e curtir a sombra e água de coco fresca. Se você se cansar dessa vida boa, há diversas atividades de aventura, esportes aquáticos e passeios pela região que valem a pena.

Porto de Galinhas tem oito praias de uma ponta a outra:

  • Serrambi
  • Enseadinha
  • Pontal do Maracaípe
  • Maracaípe
  • Vila de Porto de Galinhas
  • Cupe
  • Pontal do Cupe
  • Muro Alto.

Leia também: Guia de praias de Pernambuco.

  • A praia da Vila de Porto de Galinhas é a mais famosa, fica bastante cheia e é dali que saem as jangadas para os passeios das piscinas naturais.
  • Enseadinha e Pontal do Maracaípe (foto abaixo) são as praias mais tranquilas: tem menos gente por ali, menos opções de quiosques em volta – para chegar na primeira é preciso até passar pela entrada de um condomínio, mas tudo bem, é liberado.

O que fazer em Porto de Galinhas: Pontal de Maracaípe

  • Muro Alto, Pontal do Cupe e Serrambi são praias bonitas que servem a resorts que ficam na região: mas também dá para não-hóspedes visitarem.
  • Maracaípe, Serrambi e Cupe são praias com mais ondas, onde é mais comum a prática de surf e outros esportes marinhos – ou seja, não são tão boas para banho.

2. Porto de Galinhas: passeio para as piscinas naturais

Só dá para ver as piscinas naturais em dias e horários de maré baixa. Para saber quais são esses horários, é preciso conferir a tábua das marés. Programe-se para chegar ao local das piscinas cerca de duas horas antes do indicado na tábua.

É preciso ir até o guichê da Associação dos Jangadeiros, pagar R$20, e pegar uma jangada (cabem até seis pessoas) para chegar às piscinas. Tenha em mente que nem todas estão abertas para o público e que não é uma boa ideia andar em cima dos recifes para ver os peixinhos mais de perto. Aqui nós explicamos como isso causa um sério desequilíbrio natural.

O passeio leva também para uma área para tomar banho de mar. Mais dicas no Viaje na Viagem, que é especialista nesses passeios.

3. Passeios de aventura e esportes marinhos em Porto de Galinhas

Passeio de Buggy

É possível embarcar num passeio de buggy que levar de uma ponta a outra em Porto de Galinhas: de Muro Alto ao Pontal de Maracaípe. Para isso, procure a Associação dos Bugueiros de Ipojuca, que fica na Avenida Beira Mar. O aluguel do buggy custa certa de R$ 250, e o veículo comporta até quatro pessoas.

Você pode combinar com o bugueiro detalhes do passeio, como o trajeto, tempo de parada em cada praia e horário de retorno. Vale dizer que em alguns trecho é proibido passar de buggy pela areia, por serem locais de desova das tartarugas. Por isso, parte do trajeto precisará ser feita pelas ruas.

Projeto de preservação de animais marinhos

Dá para visitar dois projetos de preservação de animais marinhos em Porto de Galinhas: o Hippocampus, que trabalha na preservação de cavalos marinhos, e o  Ecoassociados, que ajuda as tartarugas marinhas.

A visita ao Projeto Hippocampus precisa ser agendada pelo telefone (81) 98180-2233 ou pelo email disponibilizado no site. Lá dentro, você terá a oportunidade de fazer uma visita guiada pelo laboratório do projeto e aprender mais sobre a espécie e a fauna marinha pernambucana.

Já a ONG Ecoassociados (Rua Caraúna, de 9h às 12h e de 14h às 18h) realiza, além dos trabalhos de educação ambiental, o monitoramento das praias da região, que são local de desova das tartarugas. A sede abriga o Museu da Tartaruga Marinha, com peças anatômicas de tartarugas reais.

Quem visita Porto de Galinhas entre dezembro e fevereiro tem, ainda, a oportunidade de ver a eclosão dos ovos na praia.

Esportes Aquáticos

Uma forma diferente de aproveitar as praias de Porto de Galinhas. Para isso, você pode contratar diversas empresas normais que oferecem o aluguel dos equipamentos, guias e suporte para as atividades. Entre os esportes que podem ser praticados, estão o surf, kitesurfing, stand-up paddle e o mergulho. 

4. City tour por Recife e Olinda

Essa é uma boa opção para quem escolheu Porto de Galinhas como destino principal em Pernambuco e não teve oportunidade de conhecer a capital do estado. Recife e Olinda estão a apenas 65 quilômetros dali e são repletas de opções gastronômicas, históricas e culturais e cabem certinho em uma viagem bate-volta a partir de Porto de Galinhas.

O passeio, operado pelas agências de Ipojuca, custa cerca de R$ 100 por pessoa. O trajeto pode variar de guia para guia, mas costuma incluir os centros históricos das duas cidades. Quem estiver de carro pode arriscar fazer por conta própria.

5. Bate-volta à Praia dos Carneiros

Localizada no município de Tamandaré, a Praia dos Carneiros está a apenas 45 quilômetros de Porto de Galinhas, o que faz dela outra boa opção de bate-volta a partir dali. Junto com as praias de Fernando de Noronha, Carneiros também é considerada não apenas uma das mais bonitas do Brasil, mas do mundo.

Diversas empresas da região oferecem o passeio, mas é super fácil de fazê-lo por conta própria se você estiver de carro. A viagem dura cerca de uma hora e será preciso pagar pelo estacionamento dos quiosques (a partir de R$60), mas o valor é revertido em consumação. Leia aqui tudo sobre o que fazer na Praia dos Carneiros.

6. Bate-volta à praia de Maragogi

Uma curta viagem de lancha ou catamarã te deixa no paraíso tropical de Maragogi. É possível contratar o tour com agências (a partir de R$ 250), incluindo ou não as famosas piscinas naturais conhecidas como Galés de Maragogi. Nesse caso, vale muito a pena contratar uma agência para a viagem, para minimizar o risco de chegar lá e não conseguir ver as piscinas. Veja mais sobre o que fazer em Maragogi.

7. Visita à Ilha de Santo Aleixo

Mais um tour que é amplamente vendido pelas agências locais, a visita à Ilha de Santo Aleixo é um mergulho em uma praia maravilhosa, de águas claras e natureza selvagem tomando conta da paisagem.

O trajeto até lá dura apenas cerca de 15 minutos em lancha rápida, e você terá 4 horas para aproveitar a ilha. Há um restaurante no local, a JP Petiscaria.

O que fazer em Porto de Galinhas: Muro Alto

Praia do Muro Alto

Quer dicas gastronômicas? Recomendo dar uma olhada nas sugestões da minha xará, no Janelas Abertas.

Onde ficar em Porto de Galinhas: qual praia?

Caso você esteja sem carro ou queira ficar mais perto de onde tem mais estrutura de restaurantes e comércio, a dica é ficar na Vila de Porto mesmo, ali no centrinho tem várias opções para todos os bolsos e você consegue mais facilmente buggies, táxis e ônibus.

Outra opção é ficar num resort. Tenha em mente que os resorts ficam espalhados pela região, com acesso mais fácil para as praias próximas. Por exemplo, o Nannai ou o Summervile, na praia de Muro Alto. Ou o Prodigy e o Enotel na praia do Cupe. E o Serrambi Resort, em Serrambi. Uma coisa importante a se ter em mente na hora de escolher sua hospedagem é uma região que concentra a maior parte dos hotéis grandes é a Praia do Cupe.

Entretanto, essa é uma praia que não dá muito para nadar, por conta do mar bravo. Se você valoriza mais a qualidade da praia do que a qualidade da hospedagem, fique atento antes de reservar.

Não gosta de resort? Que tal uma pousada? A minha praia favorita, Ponta de Maracaípe, tem algumas pousadas interessantes como a Pousada Xalés de Maracaípe e a Pousada Brisas. Claro, há opções em todas as praias, confira aqui.

Se você for fazer apenas um bate-volta até lá, confira nossas dicas de onde ficar em Recife.

O que fazer em Porto de Galinhas: Enseadinha

Enseadinha

Por fim, uma opção boa é ficar num flat, apartamento ou vila, onde você terá mais espaço e disponibilidade de uma cozinha. E como há uma grande oferta, há uma variedade de valores: um preço médio de R$300 a diária no Sollarium Residence (casa para até quatro adultos e duas crianças), na Enseadinha. Um Flat no Nannai, para até cinco adultos, por R$ 500 a diária. Ou os Chalés Adria, na praia da Vila, por cerca de R$150 por noite.  Se não curtiu essas opções, veja aqui uma lista deles, espalhados entre as praias.

Arredores de Porto de Galinhas

O Cabo de Santo Agostinho e a Praia dos Carneiros (foto abaixo) são algumas das opções mais próximas de Porto de Galinhas e que rendem um bom passeio para quem está de carro – ambas ficam a mais ou menos uma hora de estrada.

Tem gente que também anima fazer bate-voltas para o interior de Pernambuco, como Caruaru, ou descer até Maragogi, em Alagoas. Tenha em mente que as distâncias fazem com que esses trajetos levem mais de duas horas. Eu não acho que é uma boa ideia e aconselharia a deixar essas outras praias para uma outra viagem.

praia de carneiros pernambuco


Compartilhe!







Quer nosso kit de Planejamento de Viagens?
Contém um Ebook, tabelas de orçamento,
roteiro e check-list (DE GRAÇA!)




Luiza Antunes

Sou jornalista, tenho 30 anos e moro no Porto, Portugal, quando não estou viajando. Eu já larguei meu emprego três vezes para viajar e finalmente encontrei uma profissão que me permite "morar no aeroporto". Já tive casa em quatro países diferentes, dei a volta ao mundo e cumpri minha meta de visitar 30 países antes dos 30. Mas o mundo é muito maior e, se puder, quero conhecer cada canto dele e inspirar vocês a fazer o mesmo. Siga @afluiza no Instagram

  • 360 nas redes
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
  • Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Um comentário sobre o texto “O que fazer em Porto de Galinhas: os melhores passeios da região

2018. 360meridianos. Todos os direitos reservados. UX/UI design por Amí Comunicação & Design e desenvolvimento por Douglas Mofet.