O que fazer em Medellín: roteiro de 2 a 5 dias

Na dúvida sobre o que fazer em Medellín? Essa é uma cidade que foi marcada por histórias tumultuadas, mas soube se reinventar e hoje é um símbolo de transformação e inovação que oferece uma infinidade de passeios, atividades e experiências culturais, naturais e urbanas.

Se você está planejando uma visita a Medellín, na Colômbia, preparar um roteiro bem pensado é essencial para aproveitar ao máximo sua estadia, seja ela de 2 dias rápidos ou de uma imersão mais profunda de 5 dias ou mais.

Neste guia, vamos explorar as principais atrações de Medellín, desde seus famosos locais históricos até seus recantos urbanos modernos, sem esquecer as preciosidades naturais que a cercam.

Ao final, você terá um roteiro flexível que se adapta tanto a uma visita curta quanto a uma mais extensa.

Prepare-se para se encantar com a arte de rua da Comuna 13, relaxar nos jardins verdes do Jardim Botânico, sentir a vida noturna em El Poblado, e muito mais. Vamos lá?

O que fazer em Medellín: principais atrações

Na lista abaixo, explicamos as principais atrações de Medellín, Colômbia, para você colocar no seu roteiro de viagem.

Uma boa maneira de começar a conhecer a cidade, em especial se você tem pouco tempo, é através de um Free Walking Tour. Nessa modalidade de passeio, você conhece os principais pontos turísticos de Medellín acompanhado de um guia local e só paga uma gorjeta ao final.

Dá para reservar seu lugar sem custo clicando aqui.

1. El Poblado e Calle Provenza, a rua mais cool do mundo

O El Poblado tem a fama de ser a parte mais cool de Medellín, e é pra lá que os turistas costumam correr quando chegam na cidade. Com ambiente cosmopolita, ruas arborizadas e uma rica cena cultural e gastronômica, é também uma região que impressiona pelo urbanismo pioneiro de Medellín.

Calle Provenza, no El Poblado, Medellín

O ponto central do El Poblado é a Calle Provenza, considerada uma das ruas mais cools do mundo pelo Portal Time Out. Ali você encontra uma mistura de arquitetura antiga e moderna – casas tradicionais pintadas com cores vivas se alinham ao lado de cafés descolados e lojas boutique.

A Calle Provenza também é um destino imperdível para boêmios de plantão e amantes da boa comida. A rua é repleta de opções gastronômicas que vão de restaurantes de todos os tipos com menus internacionais a pequenos cafés que servem pratos locais.

Para comer, recomendo o La Tasca, um bar de tapas espanholas, o Al Alma e o Café Repeat, que servem deliciosos brunchs, e o La Matriarca, para um jantar típico antioquenho. Para beber, o El Social Tenda Mixta, um botequinho de 1969 que preserva a estética vintage e se orgulha de ser um dos poucos lugares de Medellín a não tocar reggaeton.

Particularmente, não gostei dessa região para sair à noite. Há muito turismo sexual e o lugar acaba ficando bem bad vibes depois que escurece. A única balada que considerei frequentável ali foi a LGBT Bar Chiquita.

Ali perto, uma região muito melhor para estar depois das 20h é Manilla, que fica apenas alguns quarteirões abaixo da Provenza e é onde o pessoal descolado de Medellín costuma ir.

Alguns lugares legais para ir em Manilla são o bar cubano de salsa R de Revolución (Cl. 9 #43b 36), que tem música ao vivo às quintas. Para comer, experimente o Café Dragon, ótimo para aqueles que usam Medellín como base para trabalhar remotamente.

Uma boa maneira de explorar a região do El Poblado é com um Free Waking Tour temático. Dá para reservar seu lugar sem custo clicando aqui.

2. Visitar a Comuna 13

A Comuna 13 é um exemplo de transformação e resiliência e um dos motivos pelos quais a cidade foi eleita uma das mais inovadoras do mundo.

Comuna 13, Medellín: exemplo da transformação da cidade
Comuna 13 em Medellín, na Colômbia

Por muito tempo, essa região periférica de Medellín chegou a ser rotulada como “o bairro mais perigoso do planeta”. O lugar era marcado por intensos conflitos envolvendo cartéis, gangues e forças militares e seus moradores vivam sob um estado constante de tensão e violência. Hoje, no entanto, ela emerge como um símbolo da recuperação e renascimento de Medellín, impulsionado por uma incrível mobilização comunitária.

Como parte da renovação urbana que passou Medellín após o domínio dos Narcos, na virada do século 21 a prefeitura começou a investir na área, visando melhorar a qualidade de vida dos moradores. A cidade implementou projetos de infraestrutura, como a construção de bibliotecas públicas, escolas e parques, e a instalação das famosas Escadas Rolantes ao Ar Livre, ajudam a conectar os moradores das áreas mais elevadas com o resto da cidade, melhorando significativamente a acessibilidade e a inclusão social dessas pessoas.

Essas ações impactaram diretamente a auto-estima dos moradores, que se sentiram motivados a se envolver diretamente na transformação da comunidade.

Foi deles a iniciativa de colorir os muros com os graffitis que tornaram o local mundialmente conhecido. Artistas locais usam as paredes das casas e edifícios como telas para expressar suas histórias, lutas e esperanças, criando um ambiente visualmente deslumbrante. Esses murais não são apenas decorações; são poderosos testemunhos da história da comunidade e de sua capacidade de superação.

Com a fama, vieram os visitantes, que transformaram a área no destino turístico mais popular de Medellín e criaram uma nova fonte de renda para a população local.

Além disso, a Comuna 13 tornou-se um centro de atividades culturais e educativas, com diversos workshops, apresentações de dança, música hip-hop e outras formas de expressão artística, atraindo visitantes de todo o mundo. Os tours guiados pela comunidade oferecem uma visão única da história do local, com histórias contadas por quem viveu os eventos, proporcionando uma experiência educativa e emotiva. Você pode contratar a experiência completa clicando aqui.

Conheça a Comuna 13 em um Free Walking Tour com moradores do bairro! Você escutará a história de transformação da vizinhança, suas manifestações culturais e graffitis coloridos com um local. Reserve seu lugar gratuitamente clicando aqui.

Se quiser esticar a visita, um bom lugar para curtir a noite na Comuna 13 é o bar Somos de Calle.

3. Subir aos Cerros da cidade com o Metrocable

O metrocable é outro grande projeto de inovação urbana de Medellín que vale a pena conferir de perto se você se interessa pelo tema e pela história da cidade.

Trata-se de um sistema de teleféricos integrado ao transporte público criado para alcançar as partes mais altas. Lembre-se que Medellin está em uma vale cercado de encostas muito íngremes e que, até os anos 2000, a população mais pobre vivia isolada no alto desses morros. Muitos precisavam literalmente escalar as encostas para chegar em casa sempre que desciam à cidade, e a caminhada podia levar um dia inteiro.

Com o metrocable, esses moradores passaram a acessar mais serviços públicos, como saúde e educação, e a conseguir mais oportunidades de emprego, e isso sozinho teve um impacto significativo na qualidade de vida e índices de violência urbana de Medellín. Legal, né?

Além de todo o contexto, a subida ainda revela uma perspectiva única de Medellín, e uma opção barata para tirar fotos da cidade do alto.

Minha sugestão é utilizar o metrocable da estação Santo Domingo. Localizada mais ao norte da cidade, essa estação é um ótimo ponto de partida para explorar os cerros. Essa é uma área que foi transformada por causa dessa iniciativa e, embora não tão famosa ou descolada como a Comuna 13, é uma boa opção para ver de perto a vida no alto dos morros de Medellín.

Daqui, você pode pegar o Metrocable que vai até o Parque Arví, um parque enorme e super bonito que fica ainda mais alto nos cerros, já já falaremos mais dele. O caminho até lá é cheio de paisagens bonitas, com uma vista de tirar o fôlego das montanhas e da floresta ao redor de Medellín.

4. Plaza Botero

A Plaza Botero, em Medellín é um museu a céu aberto dedicado ao famoso artista colombiano Fernando Botero, conhecido mundialmente por seu estilo único de representar figuras volumosas e exageradas.

Localizada no centrão de Medellín, a praça também é cercada por algumas das construções mais icônicas da região, incluindo o Museu de Antioquia e o Palácio da Cultura Rafael Uribe Uribe. O espaço é gigantesco e abriga mais de 20 esculturas de bronze doadas pelo próprio Botero.

Além de ser um ponto turístico popular, a Plaza Botero é um local de encontro para os habitantes da cidade. É comum ver pessoas passeando, artistas de rua se apresentando e vendedores ambulantes oferecendo todo tipo de coisa.

5. Museu da Antióquia

O Museu de Antioquia é um dos mais importantes da Colômbia e está situado bem em frente à Plaza Botero, tornando-se parte de um circuito cultural no centro de Medellín.

Um dos grandes destaques ali também é a extensa coleção de obras de Fernando Botero, mas também uma rica coleção de arte pré-colombiana, arte colonial e obras contemporâneas de outros artistas colombianos e latino-americanos. É um mergulho na história e na cultura da região.

Além das exposições permanentes, o Museu de Antioquia frequentemente sedia exposições temporárias e eventos culturais, mantendo seu conteúdo sempre fresco e interessante.

6. Parque Berrio e Parque de Las Luces

O Parque Berrío e o Parque de Las Luces são dois pontos emblemáticos de Medellín que valem a pena explorar, cada um com seu próprio charme e história.

O Parque Berrío é um dos espaços públicos mais tradicionais e históricos da cidade. Também fica no centro, bem ao lado da estação de metrô que leva o mesmo nome. É um lugar sempre cheio de gente e atividade. Fui em um domingo à tarde e me deparei com um baile a céu aberto tocando música típica antioquenha!

É ali que fica a igreja La Candelaria, a mais antiga da cidade, que adiciona um toque histórico ao local.

Já o Parque de Las Luces é a Medellín moderna e revitalizada. Situado a 10 minutos do Parque Berrio, este parque é um espaço aberto agradável para passear durante o dia, mas é à noite que a magia realmente acontece. O parque se transforma em um espetáculo de luzes, com suas colunas iluminadas criando um ambiente quase surreal. É um ótimo lugar para fotos noturnas e para sentir a vibe urbana contemporânea da cidade.

Além disso, o Parque de Las Luces fica próximo a outros pontos de interesse, como o Centro Administrativo La Alpujarra e o Museu de Antioquia, tornando-o um ponto estratégico para começar ou terminar um passeio pelo centro de Medellín.

7. Jardim Botânico de Medellín e Parque Explora

O Jardim Botânico de Medellín é um oásis de tranquilidade em meio à agitação da cidade.

Com uma área de cerca de 14 hectares, o lugar cheio de plantas nativas dos andes, árvores frondosas e uma variedade incrível de flores. O jardim abriga mais de 1.000 espécies de plantas, então prepare-se para ver um monte de verde e cores!

Não deixe de passar também pelo Orquideorama, uma estrutura moderna que abriga inúmeras orquídeas, flor símbolo da Colômbia.

Frequentemente, o jardim sedia eventos como exposições de arte, concertos musicais e workshops de jardinagem, tornando-se também um centro cultural.

Ao lado do Jardim Botânico fica o Parque Explora, um bom lugar para visitar se você viaja para Medellín com crianças ou simplesmente curte visitar museus de ciência e tecnologia.

Este parque interativo conta com mais 300 atividades que abrangem temas como física, espaço, biologia e muito mais. O destaque vai para o planetário e os espaços dedicados a exposições temporárias que estão sempre trazendo novidades.

8. Pueblito Paisa

O Pueblito Paisa é um recanto de Medellín que te transporta diretamente para a Colômbia tradicional, como se você tivesse entrado em uma vila típica da Antioquia, região da qual Medellín é a capital e, transportando para o Brasil, seria algo parecido com Minas Gerais: montanhas, cidadezinhas históricas e comida tradicional.

Localizado no topo do Cerro Nutibara, um pequeno morro no meio da cidade, o lugar é uma réplica de um típico povoado antioquenho, com ruas de paralelepípedos, casinhas coloridas, uma igrejinha, uma fonte e até uma tradicional barbearia.

Na praça de alimentação dá para provar as comidas típicas da região, incluindo a Bandeja Paisa, assistir a apresentações de música e dança folclórica e comprar artesanatos locais.

Além disso, do alto do Cerro Nutibara, você tem uma vista panorâmica espetacular de Medellín.

Onde comer a melhor bandeja paisa: Embora seja o prato mais vendido no Pueblito Paisa, a melhor Bandeja Paise em Medellín é em um pequeno restaurante no Laureles: Restaurante y Cafeteria San Joaquín. O prato é realmente enorme, considere dividir para duas ou três pessoas.

9. Parque Arví

Este parque é uma imensa de floresta, abrangendo uma área de aproximadamente 1.760 hectares. É o destino perfeito para quem busca escapar do barulho e da agitação da cidade.

Ali há uma variedade impressionante de trilhas para caminhada de diferentes níveis de dificuldade, além de pistas para passeios de bicicleta, espaço para piqueniques e até mesmo tirolesa.

Essa é uma área protegida que contribui para a conservação da biodiversidade local e promove a conscientização sobre a importância da sustentabilidade ambiental. Visitas guiadas educativas estão disponíveis, proporcionando aos visitantes uma compreensão mais profunda do ecossistema local e dos esforços de conservação.

Uma das formas mais incríveis de chegar ao Parque Arví é através do Metrocable, um sistema de teleféricos que oferece vistas espetaculares da cidade e da paisagem ao redor, como explicamos ali em cima.

10. Mercado de San Alejo

O Mercado de San Alejo ocorre aos finais de semana e trata-se de um mecado ao ar livre de artesanato, bazar de antiguidades e festival cultural.

É o lugar ideal para encontrar lembranças de viagem ou peças de decoração pra levar pra casa. Além das compras, o mercado é um espaço onde artistas locais e músicos se apresentam.

11. Tour histórico pela história de Pablo Escobar e a violência da cidade

Os passeios que abordam a história de Pablo Escobar mergulham nos capítulos mais sombrios e também nos mais inspiradores da história recente de Medellín. Ao contrário do que muita gente pensa, esse não é um passeio para enaltecer a figura do narcotraficante, mas dar uma perspectiva histórica dos anos do conflito e o processo de renovação pelo qual a cidade passou.

Durante o tour, os visitantes são levados a locais chave que foram significativos durante o auge do Cartel de Medellín nos anos 80 e 90. Isso inclui lugares como a casa onde Escobar viveu, os edifícios que foram bombardeados durante os conflitos entre os cartéis e o governo, e até mesmo o cemitério onde Escobar e outros membros do cartel estão enterrados. Esses locais são espaços de reflexão sobre o impacto devastador do narcotráfico na sociedade colombiana.

Os guias são moradores locais que viveram de perto o conflito e compartilham histórias de como a cidade superou seu passado violento e se reinventou. Tem uma opção legal para contratar aqui.

Se preferir, também dá para conhecer essa história em um Free Walking Tour. Você pode reservar seu lugar sem custo clicando aqui.

12. Casa de la Memoria

A Casa de la Memoria em Medellín é um espaço dedicado à memória e reflexão sobre a história recente de conflitos na Colômbia. Este museu interativo é também monumento ao diálogo, à compreensão e à reconciliação.

Situado em um edifício moderno no centro da cidade, a Casa de la Memoria é um lugar essencial para quem deseja compreender melhor os complexos desafios sociais e políticos enfrentados pela Colômbia nas últimas décadas.

Museu casa de la memoria em Medellín

Ao visitar o museu, os visitantes têm acesso a exposições multimídia que contam histórias de vítimas de violência, de deslocamentos forçados e de conflitos armados. Fotos, vídeos, testemunhos orais e artefatos pessoais se combinam para criar uma narrativa emocionante que não só documenta o passado, mas também incita a reflexão sobre a paz, a justiça e a humanidade.

13. Memorial do Edifício Mônaco

O Memorial do Edifício Mônaco ocupa o local onde antes ficava um prédio que foi propriedade de Pablo Escobar. A construção já foi um símbolo de poder e excesso do narcotráfico, mas foi implodido em 2019, e desde então, transformado em um memorial dedicado às vítimas da violência na cidade.

A criação do Memorial reflete um esforço consciente da cidade de Medellín para enfrentar e transformar seu passado conturbado. Ao invés de deixar um vazio, a decisão de criar um memorial no local busca fornecer um espaço para reflexão, educação e homenagem. O memorial serve como um lembrete da era sombria do narcotráfico na Colômbia e das inúmeras vidas afetadas por ela.

14. Mercado del Río

O Mercado del Río em Medellín é um epicentro gastronômico, perfeito para os amantes da boa comida e da atmosfera animada. Inspirado em famosos mercados mundiais como o Mercado de San Miguel em Madri, o Mercado del Río oferece uma experiência culinária local, combinando uma variedade incrível de opções gastronômicas em um só lugar.

São mais de 50 estandes e restaurantes, cada um oferecendo diferentes tipos de culinária. De pratos típicos colombianos a sabores internacionais, você pode saborear desde frutos do mar frescos, passando por carnes grelhadas, até opções vegetarianas e veganas. Há também uma excelente seleção de doces, cafés e sobremesas.

O mercado também é conhecido por seu ambiente jovem e animado, frequentemente servindo como palco para eventos culturais, apresentações musicais ao vivo e festivais gastronômicos.

Considere fazer um Free Walking Tour Gastronômico por Medellín para conhecer as principais guloseimas da Antioquia! Dá para reservar seu lugar sem custo clicando aqui.

15. Bate-volta à Pedra do Peñol e Guatapé

A Pedra do Peñol, também conhecida como El Peñón de Guatapé, é uma imensa rocha monolítica que se eleva sobre a cidade de Guatapé, que fica próxima a Medellín. Para chegar ao topo, é preciso vencer os mais de 700 degraus construídos em uma fenda.

A subida pode ser um desafio, mas a recompensa é uma vista panorâmica da região, com lagos de água azul-turquesa e ilhas verdes. É um dos melhores locais para apreciar a beleza natural da Colômbia.

Lá embaixo, Guatapé é conhecida por suas casinhas coloridas e pelos painéis de azulejos decorativos que contam histórias sobre a vida local, a história e a cultura.

Pra quem curte esportes aquáticos, Guatapé oferece várias atividades no reservatório próximo, como passeios de barco, jet ski e caiaque. A cidade é o lugar perfeito para relaxar após a subida da Pedra do Peñol, com excelentes restaurantes, cafés e lojas que vendem artesanato local.

Como chegar em Guatapé e na Pedra do Peñol

Chegar em Guatapé e na Pedra do Peñol a partir de Medellín é fácil. Aqui estão as opções mais comuns para chegar lá:

De Ônibus:
  1. Terminal Norte de Medellín: Vá até o Terminal Norte de ônibus de Medellín. Este terminal pode ser acessado facilmente pela estação de metrô Caribe, que está conectada ao terminal por uma passarela.
  2. Compre uma Passagem para Guatapé: Há várias empresas de ônibus que oferecem viagens frequentes para Guatapé. A viagem geralmente leva cerca de 2 horas.
  3. Pedra do Peñol Primeiro: Se quiser visitar a Pedra do Peñol antes de Guatapé, avise o motorista para que ele possa deixá-lo na entrada da pedra. Depois de visitar a pedra, você pode pegar um tuk-tuk ou um ônibus local para Guatapé, que fica a cerca de 10 minutos de distância.
De Tour Organizado:

Muitas agências de turismo em Medellín oferecem passeios de um dia para a Pedra do Peñol e Guatapé. Esses tours geralmente incluem transporte de ida e volta, um guia e, às vezes, algumas refeições. Essa é uma ótima opção se você prefere não se preocupar com os detalhes da viagem.

Dá pra contratar um tour excelente por aqui. Custa R$ 150.

De Carro ou Táxi:

Você também pode alugar um carro ou pegar um táxi de Medellín para Guatapé. Esta opção oferece mais flexibilidade e conforto, mas é mais cara. A viagem de carro leva cerca de 1,5 a 2 horas, dependendo do trânsito.

Dicas Importantes:
  • Verifique os Horários: Os horários de ônibus podem variar, então é sempre bom verificar as opções mais recentes.
  • Chegue Cedo: Especialmente nos fins de semana e feriados, quando muitas pessoas visitam Guatapé e a Pedra do Peñol, é aconselhável começar a viagem cedo para evitar multidões.
  • Tempo de Visita: Reserve tempo suficiente para subir a Pedra do Peñol e explorar Guatapé. Ambos os lugares merecem ser desfrutados sem pressa.

Roteiros em Medellín, Colômbia

Veja agora um roteiro completo para usar em Medellín.

O que fazer em Medellín em 2 dias

Dia 1

  • Manhã: Comuna 13
    • Comece seu dia com um tour guiado pela Comuna 13, conhecida por sua arte de rua vibrante e história de transformação. Não esqueça de experimentar algumas delícias locais vendidas pelos vendedores de rua.
  • Almoço em Comuna 13
    • Após o tour, aproveite para almoçar em um dos muitos cafés ou restaurantes locais na Comuna 13, saboreando pratos típicos da região.
  • Tarde: Plaza Botero e Museu de Antioquia
    • Siga para a Plaza Botero, admirando as grandiosas esculturas ao ar livre.
    • Visite o Museu de Antioquia, localizado ao lado da praça, para conhecer mais sobre a arte colombiana.
  • Noite: Jantar em El Poblado
    • Encerre o dia com um jantar em El Poblado, aproveitando para explorar a vida noturna do bairro. Se quiser esticar, vale a pena procurar um bar na região de Manilla.

Dia 2

  • Manhã: Jardim Botânico de Medellín
    • Inicie o dia com uma visita ao Jardim Botânico, um refúgio de paz e natureza no meio da cidade.
  • Tarde: Pueblito Paisa
    • Siga para o Pueblito Paisa para o almoço, aproveite a comida típica da Antioquia e veja as demais atrações do local.
  • Final de Tarde: Parque de Las Luces
    • Antes do jantar, passe pelo Parque de Las Luces, especialmente encantador ao entardecer com suas instalações luminosas.
  • Noite: Jantar e Passeio pelo Rio Medellín
    • Jante em um dos restaurantes às margens do Rio Medellín, em especial o Mercado del Rio, aproveitando a bela vista noturna.

O que fazer em Medellín em 3 dias

Siga o roteiro anterior e acrescente:

Dia 3

  • Manhã: Tour “Pablo Escobar”
    • Participe de um tour histórico sobre Pablo Escobar, visitando locais chave relacionados ao seu legado e aprendendo sobre o impacto do narcotráfico na cidade.
  • Almoço em um Restaurante Local
    • Após o tour, almoce em um restaurante típico da região.
  • Tarde: Casa de la Memoria
    • Dedique a tarde à Casa de la Memoria para entender melhor o conflito armado na Colômbia e os esforços de paz.
  • Noite: Jantar no Laureles
    • Termine seu dia com um jantar na região do Laureles, outra região gastronômica de Medellín.

O que fazer em Medellín em 5 dias

Dia 4

  • Dia Inteiro: Guatapé e Pedra do Peñol
    • Passe o dia em Guatapé, suba a Pedra do Peñol e explore a cidade.

Dia 5

  • Manhã: Passeio de Metrocable
    • Pegue o Metrocable para vistas incríveis da cidade e pare na Estação Santo Domingo e depois siga rumo ao Parque Arví.
  • Tarde: Exploração do Parque Arví
    • Explore as trilhas e a natureza no Parque Arví, desfrutando da paz e do ar fresco.
  • Noite: Jantar de Despedida em Medellín
    • Encerre sua viagem com um jantar especial em Medellín.

O que fazer em Medellín à Noite

1. Vida Noturna em El Poblado: Este bairro é o coração da vida noturna de Medellín. Com uma abundância de bares, clubes e restaurantes, El Poblado oferece diversão para todos os gostos, desde lounges sofisticados até casas noturnas animadas.

2. Jantar em Restaurante Típico: A cena gastronômica de Medellín é rica e variada. Restaurantes no Parque Lleras, em El Poblado, e ao longo da Avenida La 33 em Laureles, oferecem uma vasta gama de opções, de pratos típicos a fusões internacionais.

3. Encanto do Parque de Las Luces: Para uma experiência mais tranquila, visite o Parque de Las Luces à noite. Suas colunas iluminadas criam um cenário mágico, ideal para um passeio relaxante.

4. Música e Dança em Laureles: Laureles é conhecido por seus bares e clubes de salsa. Locais como o Son Havana são perfeitos para quem quer experimentar a autêntica cultura da salsa de Medellín.

5. Noite Cultural: Teatros como o Metropolitano e o Pablo Tobón Uribe oferecem uma agenda diversificada de espetáculos, incluindo música clássica, balé e peças de teatro.

6. Caminhada Noturna pelo Rio Medellín: Um passeio ao longo do rio é uma forma perfeita de apreciar a cidade à noite, com áreas bem iluminadas e uma atmosfera serena.

7. Explorar Laureles: Este bairro residencial oferece uma experiência noturna mais local. Com seus cafés, bares animados e restaurantes, Laureles é ideal para quem busca uma noite mais relaxada e autêntica, sem tanto gringo em volta.

8. Eventos e Festas Locais: Tanto em El Poblado quanto em Laureles, fique atento a eventos especiais, festas e apresentações musicais ao vivo, que são frequentemente realizados e trazem uma energia única para a noite.

Onde se hospedar em Medellín: dicas de hotéis

Os melhores bairros para ficar em Medellín são, sem sombra de dúvidas, El Poblado e Laureles. Evite a região do centro, que pode ficar perigosa à noite.

Se quiser uma experiência diferente, há um bom número de hospedagens na Comuna 13, mas tenha em mente que a locomoção ali é um pouquinho mais complicada.

Hotéis em Medellín

  • Vita Hotel Boutique Poblado: Conforto e bom custo/benefício na região do Poblado. Diárias a partir de R$ 250.
  • Hostal Boutique Casa Mosaiko: Para uma experiência mais local, esse hostel no Laureles é uma boa opção econômica. Diárias a partir de R$ 50 por pessoa.
  • Nakúa: Stay + Work: Se você busca um lugar com estrutura para trabalho remoto, o Nakúa é para você. Fica a um quarteirão da Calle Provenza. Diárias a partir de R$ 400.

Encontre hotéis em Medellín

Seguro de viagem para a Colômbia

Não existe obrigatoriedade de seguro de viagem para entrar na Colômbia. No entanto, é altamente recomendável que você tenha um seguro de viagem para cobrir eventualidades como doenças, acidentes ou problemas de saúde.

Mesmo que você esteja apenas fazendo uma viagem curta, os custos médicos no exterior podem ser altos e um seguro de viagem pode garantir que você tenha acesso a cuidados médicos de qualidade quando precisar.

Além disso, um bom seguro de viagem também inclui cobertura para problemas como cancelamentos de voos ou perda de bagagem.

Não arrisque a sua viagem sem um seguro de viagem. Adquira o seu agora mesmo por meio desse link ou das ofertas abaixo.

Clique aqui para fazer sua cotação e use o cupom 360MERIDIANOS05 para obter até 25% de desconto nos seguros de viagem!

Seguro Viagem:
América do Sul
MTA 15 Am. Latina +Telemedicina Albert Einstein MTA 15 Am. Latina +Telemedicina Albert Einstein
Assistência médica USD 15.000
Bagagem extraviada USD 400 (SUPLEMENTAR)
*Valor referente a 7 dias de viagem.
Affinity 35 LATAM +COVID-19 Affinity 35 LATAM +COVID-19
Assistência médica USD 35.000
Bagagem extraviada USD 1.200 (COMPLEMENTAR)
*Valor referente a 7 dias de viagem.
ITA 20 Am. Latina +Telemedicina Albert Einstein ITA 20 Am. Latina +Telemedicina Albert Einstein
Assistência médica USD 20.000
Bagagem extraviada USD 1.250
*Valor referente a 7 dias de viagem.

Medellín é perigosa?

A ideia de Medellín como uma cidade perigosa é alimentada por estereótipos antigos e pela fama do passado da cidade, marcado pela violência e pelo narcotráfico. No entanto, é importante reconhecer que Medellín passou por uma transformação notável nas últimas décadas e hoje apresenta uma realidade bem diferente.

A cidade investiu pesadamente em educação, infraestrutura e projetos comunitários, resultando em uma melhoria significativa na qualidade de vida e na segurança. Bairros que antes eram considerados inseguros agora são regiões completamente transformadas, como a Comuna 13.

Porém, como em qualquer grande cidade, em especial as da América Latina, há áreas em Medellín que são mais seguras e outras que requerem mais cautela. A maioria dos bairros turísticos, como El Poblado e Laureles, costumam ser seguros para visitantes. No entanto, ainda é aconselhável tomar precauções básicas de segurança, como evitar ruas desertas à noite, não exibir objetos de valor em público e estar atento ao seu entorno.

Além disso, Medellín tem se tornado cada vez mais popular entre turistas internacionais, e a cidade tem feito esforços para garantir a segurança dos visitantes. Há uma presença visível de polícia nos principais pontos turísticos e áreas comerciais, e os operadores turísticos locais estão bem preparados para garantir experiências seguras para os visitantes.

Em resumo, aja como você agiria em uma capital brasileira e aproveite sua viagem!

Qual a melhor época para visitar Medellín

Medellín, conhecida como a “Cidade da Eterna Primavera” devido ao seu clima agradável durante todo o ano, é um destino que pode ser visitado em qualquer época. No entanto, dependendo do que você busca experimentar na cidade, algumas épocas do ano podem ser mais atraentes que outras.

1. Clima: O clima da cidade é temperado, com temperaturas médias variando entre 22°C e 30°C. As chuvas são mais frequentes entre abril e maio, e de outubro a novembro. Se preferir explorar a cidade com menos chance de chuva, os meses de dezembro a março são ideais, com clima mais seco e dias ensolarados.

2. Eventos Culturais: Se você quer vivenciar a vibrante cultura local, considere visitar Medellín durante seus famosos eventos e festivais. O mais notável é a “Feria de las Flores” (Festival das Flores), que ocorre no início de agosto. Este festival é uma cheio de cor e alegria, com desfiles, shows, exposições de flores e muito mais. É uma oportunidade única de ver a cidade em sua forma mais festiva.

3. Temporada Turística: A alta temporada turística em Medellín ocorre durante os meses de dezembro, janeiro e julho, coincidindo com as férias escolares na Colômbia e festividades de fim de ano. Se preferir evitar multidões e preços mais altos em acomodações, considere visitar durante a baixa temporada.

Quantos dias ficar em Medellín

Para uma visita rápida, de 2 a 3 dias são suficientes para cobrir os principais pontos turísticos de Medellín. Isso inclui um passeio pela Comuna 13, uma visita à Plaza Botero e ao Museu de Antioquia, uma exploração da área de El Poblado e talvez uma rápida viagem ao Jardim Botânico. Este roteiro é intenso, mas permite que você experimente um pouco da essência da cidade.

Com 4 a 5 dias em Medellín, você terá uma experiência mais relaxada e aprofundada. Com esse tempo adicional, você pode incluir visitas a lugares como o Parque Arví, o Pueblito Paisa e o Mercado del Río. Também é possível fazer um passeio de um dia a Guatapé e a Pedra do Peñol.

Se você tiver mais de 5 dias, poderá realmente mergulhar na vida local. Isso inclui participar de eventos culturais, explorar bairros menos turísticos, como Laureles, e talvez até fazer algumas aulas de salsa. Com mais tempo, você também pode explorar outras cidades e atrações na região de Antioquia, como Santa Fe de Antioquia, Jardín ou a Reserva Natural Cañón del Río Claro.

Qual é melhor: Medellín ou Bogotá?

Que a luta comece! Brincadeirinha!

A escolha de qual é melhor, Medellín ou Bogotá, depende muito do que você busca em sua experiência de viagem, pois cada cidade tem suas peculiaridades, atrações e atmosferas distintas.

Bogotá é uma das maiores cidades da América do Sul e tem uma vibe mais cosmopolita e agitada, com restaurantes estrelados e muito vida noturna. Já Medellín é menor e mais acolhedora, seria como uma Belo Horizonte colombiana.

Por isso, a escolha depende muito se você é o tipo de pessoa que ama uma metrópole ou se gosta mais de um lugar do tipo que todo mundo conhece seus vizinhos.

Leia também:
O que fazer em Bogotá: guia completo pela cidade
Onde ficar em Bogotá: melhores bairros e hotéis

Clima:

  • Medellín: Conhecida como a “Cidade da Eterna Primavera”, tem um clima ameno e agradável durante todo o ano, com temperaturas médias que variam entre 22°C e 30°C.
  • Bogotá: Localizada em uma altitude mais elevada, Bogotá tem um clima mais frio e variável, com temperaturas que costuma ficar abaixo de 20°C o ano inteiro.

Cultura e Atmosfera:

  • Medellín: É vibrante, moderna e conhecida por sua renovação urbana e social. A cidade tem um forte senso de identidade local e é famosa pela hospitalidade de seus moradores.
  • Bogotá: Como capital da Colômbia, possui uma mistura rica de influências culturais, históricas e políticas. Oferece uma ampla gama de museus, teatros e espaços culturais.

Atrações Turísticas:

  • Medellín: Destaca-se por sua arte de rua, o inovador sistema de transporte público (incluindo o Metrocable), a vida noturna vibrante de El Poblado e eventos como a Feria de las Flores.
  • Bogotá: Oferece atrações históricas como La Candelaria, o Museu do Ouro, o Cerro de Monserrate e um cenário artístico e gastronômico mais diversificado.

Segurança:

  • Ambas as cidades fizeram progressos significativos em termos de segurança nos últimos anos. No entanto, como grandes metrópoles, ambas requerem precauções de segurança básicas.

Facilidade de Viagem:

  • Medellín: Com seu tamanho mais compacto e sistema de metrô eficiente, é fácil de navegar.
  • Bogotá: Maior e mais expansiva, pode ser um pouco mais desafiadora para se deslocar, especialmente considerando o trânsito. Importante dizer que também é consideravelmente mais cara que Medellín.

Natureza e Arredores:

  • Medellín: Está mais próxima a destinos naturais como Guatapé e o Parque Arví.
  • Bogotá: Oferece acesso a paisagens de alta montanha e planícies, incluindo o Parque Nacional Natural Chingaza.

Conclusão: Escolher entre Medellín e Bogotá depende do que você valoriza mais em uma viagem. Se busca um clima ameno, uma atmosfera vibrante e inovações urbanas, Medellín pode ser a escolha ideal.

Por outro lado, se prefere uma cidade com rica história, diversidade cultural e mais opções de arte e gastronomia, Bogotá pode ser mais atraente.

Inscreva-se na nossa newsletter

5/5 - (2 votes)

Compartilhe!







Eu quero

Clique e saiba como.

 




Natália Becattini

Sou jornalista, escritora e nômade. Viajo o mundo contando histórias e provando cervejas locais desde 2010. Além do 360meridianos, também falo de viagens na newsletter Migraciones, no Youtube e em inglês no Yes, Summer!. Vem trocar uma ideia comigo no Instagram. Você encontra tudo isso e mais um pouco no meu Site Oficial.

  • 360 nas redes
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
  • Twitter

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

2 comentários sobre o texto “O que fazer em Medellín: roteiro de 2 a 5 dias

  1. Obrigada pelo relato e vídeos, estão excelentes!
    Estou dando uma pesquisada aqui. Você achou a Comuna 13 excessivamente turística? Acha que valeu?
    Andei pesquisando sobre a Comuna 3. Andou por lá também?

    Obrigada!

2018. 360meridianos. Todos os direitos reservados. UX/UI design por Amí Comunicação & Design e desenvolvimento por Douglas Mofet.