fbpx
Tags:
Atlas: Alagoas, Piranhas, Brasil

Onde ficar no Cânion do Xingó: pousadas em Piranhas e Canindé

Onde ficar no Cânion do Xingó? Quinto maior cânion navegável do mundo, o Xingó está na divisa do Sergipe com Alagoas, a 230 km de Aracaju, a porta de entrada mais próxima do atrativo.

Falarei em outros textos sobre o planejamento da viagem em si. Neste, o objetivo é escolher a hospedagem numa área linda do nosso nordeste. Aqui você vai encontrar dicas de hotéis e pousadas no Cânion do Xingó, tanto em Piranhas quanto em Canindé de São Francisco. 

Onde ficar no Cânion do Xingó: Piranhas ou Canindé de São Francisco?

Numa ponta fica Canindé de São Francisco, do lado sergipano. É de lá que partem muitos dos catamarãs; é lá que estão algumas das prainhas mais famosas da região.

Onde ficar no Cânion do Xingó: pousadas canindé

Canindé de São Francisco

Atravesse a ponte que separa os dois estados, cruzando o Velho Chico, e siga por mais 20 quilômetros. Pronto! Você está em Piranhas, cidade de Alagoas que também fica às margens do São Francisco, mas que é muito mais interessante que Canindé.

É que Piranhas é um destino turístico por si só, independente dos cânions. Está repleta de casinhas coloridas, igrejas, alguns museus e dois mirantes, conjunto que fez com que o centro histórico da cidade fosse declarado Patrimônio Nacional pelo IPHAN.

Fundada no final do século 19, Piranhas é a terra onde Lampião e seu bando encontraram seu fim, o que faz da Rota do Cangaço outra atração local. Por isso, não tenha dúvidas: é melhor se hospedar em Piranhas.

Piranhas, Alagoas

Piranhas do alto do Mirante do Século 19

Melhores hotéis em Piranhas, Alagoas

Agora que você já decidiu a cidade, é importante também delimitar a região da hospedagem. E a resposta é fácil: fique hospedado no centro histórico de Piranhas. Assim você poderá conhecer tudo a pé e aproveitar os bares e restaurantes locais, após o passeio de barco.

Alguns hotéis e pousadas em Piranhas, a capital turística do Cânion do Xingó.

  • A Pousada Porto de Piranhas tem vista para o Velho Chico. Ótima para casais! Diárias a R$ 225.
  • O Pedra do Sino Hotel tem uma vista espetacular da cidade e piscina com borda infinita, mas está no fim de uma longa escadaria e ao lado de um dos mirantes. É uma boa para casais que estão de carro. Diárias a R$ 480.
  • O Dunen Hotel. Com piscina e bem localizado. Opção para famílias e quem está sem carro. Diárias a R$ 250.
  • Hospedaria Valdice: opção para famílias no centro histórico de Piranhas.
  • Casa Canoa: aluguel de temporada estilo Airbnb em Piranhas. Para famílias e grupos de até seis pessoas. Diárias da casa inteira por R$ 700.
  • Pousada Recanto dos Canyons: Quartos para famílias, grupos maiores e casais. Ótima localização e conforto. Diárias a R$ 300.
  • O Canto: Pousada em Piranhas bem charmosa, perfeita para casais. Diárias a R$ 250.

    Veja outras opções de hospedagem em Piranhas

Importante: como são poucos hotéis e a cidade lota em feriados, não deixe para reservar na última hora.

onde ficar no Cânion do Xingó

Piranhas, no centro histórico

Pousadas em Canindé de São Francisco

Piranhas é uma opção melhor, mas não faltam pousadas em Canindé de São Francisco. Uma praia de rio e vários bares são alguns dos atrativos da cidade.

Ficar por ali pode ser um pouco mais barato, além de ser a opção para quem viaja de última hora e encontra todos os hotéis de Piranhas lotados.

Se resolver ficar em Canindé, segue uma lista de pousadas e hotéis no lado sergipano do Xingó:

  • Xingó Parque Hotel & Resort – Único resort da área. Tem piscina grande, com toboágua, o que acaba atraindo muitas famílias. Estacionamento gratuito e bom café da manhã. Diárias a R$ 500.
  • Pousada Rekinty – Elogiada pela localização. É uma das pousadas de Canindé de São Francisco mais reservadas. Quartos para famílias. Diárias a R$ 150.
  • Pousada Vitória – Outra boa opção de pousada em Canindé. Diárias a R$ 150.

Pousadas em Xingó: quanto custa?

Como ficou claro no texto, as pousadas no Xingó custam a partir de R$ 150 para o casal. Opções mais confortáveis e com piscina custam cerca de R$ 500.

Já casas de temporada podem ser boas opções para famílias ou grupos maiores, com diárias na casa dos R$ 600, e quem estiver de carro e quiser economizar na hospedagem pode ficar em Canindé de São Francisco.

Os preços, claro, aumentam na alta temporada.

Quantos dias ficar no Xingó, Alagoas?

Muita gente faz esse passeio no esquema bate/volta a partir de Aracaju. Para isso é preciso sair cedo da capital sergipana, às 6h30, para conseguir chegar a tempo dos passeios de barco, que saem entre 10h e 11h.

Só que o pouco tempo não permite conhecer outros atrativos da região, como a Rota do Cangaço (foi ali que Lampião morreu), o Vale dos Mestres, a cidade de Piranhas ou mesmo fazer uma visita guiada pela Usina do Xingó. Por isso, não recomendo o bate-volta. É melhor dormir pelo menos uma noite em Piranhas – quem ficar duas vai ver tudo com mais calma ainda, no tempo ideal.

Por outro lado, se você não tiver mesmo mais que um dia, várias agências oferecem o passeio de bate-volta a partir de Aracaju, o que custa entre R$ 200 e R$ 250, mais as refeições. Algumas empresas também oferecem o bate-volta a partir de Maceió, o que torna o dia ainda mais longo.

Devo alugar um carro para ir ao Cânion do Xingó?

Pode ser a melhor opção, tanto para percorrer os atrativos da região quanto para economizar no deslocamento, principalmente para quem viaja em grupo.

Foi o que fizemos: alugamos um veículo em Aracaju. As estradas estavam boas – convém apenas ficar atento, porque há grande quantidade de animais na pista. Bodes principalmente.

Vai alugar um carro? Não deixe de ler nosso guia para reservar um veículo com os melhores preços e cobertura do seguro.

Para planejar sua viagem: 

5/5 - (1 vote)

Compartilhe!







Banner para newsletter gratuita

Receba grátis nosso kit de Planejamento de Viagem

Eu quero!

 

 




Rafael

Siga minhas viagens também no perfil @rafael7camara no Instagram - Quando criança, eu queria ser jornalista. Alcancei o objetivo, mas uma viagem de volta ao mundo me transformou em blogueiro. Já morei na Índia, na Argentina e em São Paulo. Em 2014, voltei para Belo Horizonte, onde estou perto da minha família, do meu cachorro e dos jogos do América. E a uma passagem de avião de qualquer aventura.

  • 360 nas redes
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
  • Twitter

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Um comentário sobre o texto “Onde ficar no Cânion do Xingó: pousadas em Piranhas e Canindé

2018. 360meridianos. Todos os direitos reservados. UX/UI design por Amí Comunicação & Design e desenvolvimento por Douglas Mofet.