Como é o passeio no Bondinho do Pão de Açúcar, no Rio

Ele está lá há 600 milhões de anos. Em todo esse tempo, só fez impressionar. Os portugueses foram os primeiros turistas que tiveram que pegar o queixo no chão, logo depois de avistarem o Pão de Açúcar pela primeira vez. Tudo bem que  o cartão-postal mais bonito do Rio ainda não tinha esse nome, mas a beleza era a mesma.

Passados 500 anos, incontáveis viajantes já passaram pela mesma sensação, a mesma certeza de que o Rio de Janeiro é um lugar especial.  Afinal de contas, que outra cidade do mundo tem um Pão de Açúcar para chamar de seu?

Praia Vermelha, Rio de Janeiro

Se a natureza já tinha sido generosa com o Rio, o homem mostrou que sempre dá para melhorar. Em 1908, o engenheiro Augusto Ferreira Ramos resolveu acreditar num sonho: construir um imenso teleférico ligando a Praia Vermelha aos morros da Urca e do Pão de Açúcar. Na época, só existiam dois projetos semelhantes no mundo, na Espanha e na Suíça. Desnecessário dizer que muita gente achou que a ideia era uma loucura, né?

Loucura ou não, o teleférico saiu do papel. Para isso, centenas de operários-alpinistas ajudaram na subida das peças e dos cabos de aço morro acima. Há quem diga que os pinos usados por aqueles homens, mais de um século atrás, ainda estão lá, encravados na rocha. 

O esforço compensou. O primeiro trecho do teleférico foi inaugurado em 1912, ligando a Praia Vermelha ao Morro da Urca. A ligação com o Pão de Açúcar veio alguns meses depois. Pronto! Nascia assim o bondinho, um dos símbolos máximos do Brasil. Em mais de 100 anos de funcionamento, o Bondinho do Pão de Açúcar já transportou cerca de 40 milhões de pessoas. Gente de todos cantos do mundo – atualmente, 47% dos visitantes são estrangeiros.

Confesso que eu precisei de algumas visitas ao Rio de Janeiro para resolver dar uma passada no Bondinho. Sabe como é, numa cidade com tantas belezas, muitas vezes a gente acaba adiando alguns passeios. Resolvi esse problema no ano passado, no mesmo dia em que fui ao Cristo Redentor. E garanto: é incrível

Após enfrentar a fila na Estação da Praia Vermelha, na Urca, embarcamos no bondinho. São poucos minutos até o Morro da Urca, a primeira parada, que tem cerca de 200 metros de altura. Ali fica a Praça dos Bondes, onde estão expostos os primeiros bondinhos do teleférico. No Morro da Urca também fica um anfiteatro e mais duas áreas para eventos, tudo com vista da Baía de Guanabara. Por falar em vista, da primeira parada já é possível ter uma visão bem legal de alguns dos pontos turísticos mais famosos do Rio.

Veja também: onde ficar no Rio de Janeiro

Bondinho do Pão de Açúcar

Viu o Cristo lá no fundo? 

Cristo Redentor, Rio de Janeiro

Bondinho do Pão de Açúcar

Mas o melhor mesmo está no alto do Pão de Açúcar, a 395 metros acima do mar. Lá fica um restaurante e uma loja de souvenires, mas a principal atração é a paisagem. Ainda bem.

Passeio no Bondinho do Pão de Açúcar, Rio de Janeiro

Pão de Açúcar, Rio

Passeio no Bondinho do Pão de Açúcar: informações úteis

A passeio custa R$80 para adultos. Quem tem entre 6 e 21 anos paga R$40. Crianças com menos de 6 anos não pagam entrada. Estudantes, idosos e portadores de necessidades especiais também têm direito a meia-entrada. A bilheteria funciona das 8h às 19h50 e o parque fecha uma hora depois da bilheteria.  Mais informações pelo telefone (21) 2546-8400 ou no site oficial.  


Compartilhe!



Com o 360meridianos, você encontra as melhores opções para planejar a sua viagem. Confie em quem já tem prática no assunto!

 

Reserve seu hotel com o melhor preço e alto conforto

 


Veja as melhores opções para seguros de viagem

 


Transfira dinheiro para o Brasil e exterior com menos taxas

 


Alugue veículos com praticidade e comodidade

 




Quer 70 páginas de dicas (DE GRAÇA!)
para planejar sua primeira viagem?




Rafael

Quando criança, eu queria ser jornalista. Alcancei o objetivo, mas uma viagem de volta ao mundo me transformou em blogueiro. Já morei na Índia, na Argentina e em São Paulo. Em 2014 voltei para Belo Horizonte, onde estou perto da minha família, do meu cachorro e dos jogos do América. E a uma passagem de avião de qualquer aventura. Siga minhas viagens também no instagram, no perfil @rafael7camara no Instagram

  • 360 nas redes
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
  • Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

8 comentários sobre o texto “Como é o passeio no Bondinho do Pão de Açúcar, no Rio

  1. e so reduzir o valor do bilhete que terar mais visitante de todas as classes pensa nisso sem ores do controle o brigado por ler o meu pensamento

  2. que maravilha de deus para poucos porque e muito caro para nos cariocas tenho 56 anos e estar fazendo um ano que eu estive aqui mais eu quero voltar este ano se deus que ser

  3. Bom dia.Por gentileza gostaria de saber como faço para chegar ao Bondinho do Pão de Açúcar saindo da Central do Brasil e quanto é o ingresso e onde compro? É que minha filha vai fazer 15 anos e tem vontade de ir lá e eu não sei.Desde já agradeço.

  4. Eu viajei dia 06 de Maio de 2016.
    Da uma ansiedade quando a gente chega e olha por causa da altura.Mas é natural…
    Quando o bondinho está subindo ou descendo não sente nada…e a viagem é muito rápida…03 minutos ou menos…muito bom….

  5. Já estive no Rio três vezes, mas, ainda não tive a oportunidade de ir ao Pão de Açúcar, estou fazendo planos para ir lá no ano que vem.
    Gostei muito da sua matéria sobre o Pão de Açúcar, muita rica em detalhes, ela me motivou mais ainda ir até lá e conhecer de pertinho essa maravilha natural.

2018. 360meridianos. Todos os direitos reservados. UX/UI design por Amí Comunicação & Design e desenvolvimento por Douglas Mofet.