Tags:
Atlas: Istambul, Turquia

É perigoso viajar para a Turquia?

“O que as pessoas estão falando da Turquia lá fora?” – com olhos ansiosos, o vendedor de tapetes disparou a pergunta. Antes que eu tivesse tempo de responder, acrescentou: “Eu estava a 20 metros da praça na hora dos ataques. Poderia ter sido uma das vítimas. Todos ficaram chocados. Istambul é uma cidade segura, é raro que ocorram crimes assim, violentos. Agora tenho medo de como isso vai repercutir, que os turistas parem de vir”.

Seu medo não era injustificado. Essa era a minha primeira vez em Istambul, mas um amigo que me acompanhou na visita ao distrito histórico me garantiu que, em sua terceira visita, nunca havia visto a cidade tão vazia. A percepção tem fundamento. A agência TravelSupermarket, que aponta tendências no mercado de turismo, apontou um declínio no turismo na Turquia, que já foi considerada um destino popular entre viajantes britânicos e de outras partes da Europa e, há alguns anos, foi descoberta por brasileiros. A redução é impactante pois afeta diretamente a economia do país e a vida de diversos turcos que tiram do turismo seu sustento.

É perigoso viajar para a turquia?

Dias antes do embarque, bombardeada com as notícias dos ataques do Isis na Praça Sultanahmet, eu mesma experimentei o medo e a dúvida sobre se esse seria o melhor momento para visitar o país. Receio que se mostrou infundado, e até um pouco bobo, no momento em que eu aterrizei na cidade. A vida em Istambul seguia normal, apesar do trauma.

Ser vítima de um ataque terrorista é uma fatalidade. Estar presente no mesmo país, na mesma cidade, no mesmo local e hora de um atentado é como pegar aquele avião que vai cair ou, no outro extremo da sorte, ganhar na loteria. Há mais chances de você morrer num acidente de carro (1 em 18.585) ou de sofrer um afogamento (1 em 79.065) que em um ataque terrorista nas suas férias (1 em 25.000.000).

Em todos esses casos, a gente sabe dos riscos. Lá no fundo a gente sabe que não está 100% seguro. Que, por menor que seja a probabilidade, a chance existe e sempre nos ronda. Ainda assim, eu não vejo ninguém recusando carona para o feriado na praia ou deixando de pegar um avião porque um acidente aéreo com mortes ocorre a cada 345 mil voos.

É perigoso viajar para a Turquia? | A chave é o medo

Por do sol em Istambul, Turquia

Mas, então, se as chances são tão pequenas, por que tem gente desistindo de viagem por causa de ataques do tipo? Para entender isso, é preciso voltar lá na definição de terrorismo. Segundo a Santa Wikipedia, “O terrorismo é o uso de violência por meio de ataques localizados a elementos ou instalações de um governo ou da população governada, de modo a incutir medo, terror e assim obter efeitos psicológicos que ultrapassem largamente o círculo das vítimas”.

Trocando em miúdos, podemos dizer que os terroristas jogam com o nosso medo de uma forma irracional. Eles buscam atemorizar a população – e, no caso de Istambul e Paris, buscaram especificamente atemorizar os turistas – com a sensação de que, como algo ocorreu uma vez, há chances de que ocorra novamente a qualquer momento.

Para isso, eles contam com uma aliada não intencional, mas bastante poderosa: a mídia, que, por sua própria natureza e pelos critérios de noticiabilidade, cobre extensivamente esse tipo de tragédia e sem querer apaga todos os outros milhares de turistas que visitaram a cidade e voltaram ilesos para casa.

Mas o medo criado por esse tipo de ataque é irracional porque, como já vimos, não está baseado em fatos e evidências, mas num jogo psicológico que nos leva a acreditar que qualquer um pode ser o próximo e que o perigo nos espreita. Mas, se a gente parar para pensar, não é assim sempre? Uma coisa é você estar ciente dos perigos da estrada. Outra completamente diferente é evitar qualquer viagem de carro porque alguém já morreu assim.

É perigoso viajar para a Turquia? | Preconceito regional ajuda

A cobertura jornalística ainda ajuda a intensificar outro tipo de sentimento, nem sempre condizente com a realidade, ao só se lembrar de falar de certos lugares, como a Turquia, quando algo de trágico acontece. Porque nos acostumamos com uma história única sobre determinados lugares, passamos a acreditar – equivocadamente – que esse tipo de evento é a regra, e não a exceção.

Quer um exemplo? Dá uma olhada nesse gráfico que aponta os riscos de um atentado terrorista na Europa e norte da África:

Risco de atentado terrorista na Europa

A Espanha e a França estão classificadas em vermelho, no mesmo nível da Turquia. No entanto, quando eu vim morar em Barcelona ninguém questionou minha sanidade. Da mesma forma, as pessoas não deixaram para lá o sonho de subir na Torre Eiffel depois dos atentados em Paris, em 2015. Isso porque, embora os dois países estejam marcados com o mais alto risco de atentados em lugares turísticos, as pessoas conseguem entender que, ainda assim, esses eventos são fatos isolados. O mesmo não acontece com países como a Turquia e a Tunísia.

É perigoso viajar para a Turquia? | Ir ou não ir, eis a questão

Mesquita Azul - Istambul

Acredito que, neste ponto, vocês já sabem a minha opinião a respeito do tema, mas a decisão é apenas sua. Justamente por ser irracional, o medo é um sentimento difícil de controlar, pois está além do alcance das estatísticas e argumentos lógicos. Se, apesar de tudo, você decidir que é melhor não viajar, paciência, a Turquia vai estar ali daqui a alguns meses ou anos, pronta para te receber quando o temor passar.

E há mais uma ponderação: antes da minha viagem, uma amiga ainda pontuou que não iria à Turquia neste momento. Não porque tivesse medo de ataques, mas porque não gostaria de ter sua viagem estragada pelo clima de tensão e insegurança supostamente causado pelos mesmos. A preocupação também não procede. Em nada minha estadia foi prejudicada pelos eventos passados. Atrações turísticas? Todas abertas. Pessoas nas ruas, vendedores gritando nos mercados, vida noturna. Tudo seguia normal.

Ao que parece, as pessoas ali se recusam a deixar que o medo afete suas vidas. Acredito que devemos fazer o mesmo. Porque, se a gente se lembrar de qual é o objetivo desses ataques, é preciso reconhecer: no momento em que deixarmos o medo governar nossas vidas e decisões, o terrorismo vence.


Compartilhe!



Com o 360meridianos, você encontra as melhores opções para planejar a sua viagem. Confie em quem já tem prática no assunto!

 

Reserve seu hotel com o melhor preço e alto conforto

 


Veja as melhores opções para seguros de viagem

 


Transfira dinheiro para o Brasil e exterior com menos taxas

 


Alugue veículos com praticidade e comodidade

 




Quer 70 páginas de dicas (DE GRAÇA!)
para planejar sua primeira viagem?




Natália Becattini

Já chamei muito lugar de casa, mas é pra Belo Horizonte que eu sempre volto. Viajo o mundo em busca de histórias e de cervejas locais. Além do 360, mantenho uma newsletter sobre o a vida, o universo e tudo mais, que eu chamo de Vírgulas Rebeldes. Vira e mexe eu também estou procrastinando lá no instagram @natybecattini e no twitter.

  • 360 nas redes
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
  • Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

93 comentários sobre o texto “É perigoso viajar para a Turquia?

  1. Muito boa abordagem sobre insegurança aplicada ao turismo, em especial ao País Turco ou Capital Istambul, texto totalmente aplicado a qualquer região com a mesma característica dimensionada ao medo pelas mídias sociais, comportamentos e reportagens negativas.
    O texto de 2016, adequado ao tempo, pois o terrorismo como mencionado é sempre atual, aproveita a ampla divulgação de suas ações pela internet e redes sociais, a pratica da divulgação do medo e da discriminação por vezes religiosa e política é um foco.
    Gostaria apenas de cooperar com uma abordagem feita no mesmo texto sobre riscos comparados a outros países da Europa, o tamanho do território e o número de locais públicos ajudam nas probabilidades de riscos a atentados, por exemplo, considerando países identificados em vermelho, quanto maior o território menor a probabilidade, quanto maior número de locais visitados por turistas menor a probabilidade, comparado a outros países também em vermelho, mas de menor território e menor o número de locais turísticos.
    Espero ter ajudado e compreendido.
    Obrigado.

  2. Desculpe a ironia, um atentado onde mata algumas pessoas se chama terrorismo, e no Brasil se chama o que? Quando se morre mais de 60 mil todos os anos pela violência? qualquer país do oriente médio (não estou falando aqui da Turquia que é 100% segura, é só Pesquisar) é mais seguro que o Brasil. Lendo as perguntas eu fico pasmo, é só para dentro. Ah! Parabéns pelo post simplesmente sensacional

    1. É só olha para dentro. Mas a midia faz um escassel com acontecimentos isolados fora e engole o que acontece (ou achamos super normal você não se sentir seguro em lugar nenhum do Brasil).

    2. Olá Elias, acho que é por aí também. A maioria dos países é mais seguro que o Brasil. Além disso, existe um esforço de relacionar o terrorismo a países e pessoas muçulmanos. Quando houve o atropelamento em NY, perguntaram para um policial se era terrorismo e ele respondeu “não sabemos a religião do suspeito ainda”. Como se não houvesse terrorismo de todas as formas e com todas as motivações e como se os ataques xenofóbicos e homofóbicos praticados por brancos e cristãos nos EUA também não fosse uma forma de terrorismo.

  3. Olá, gostaria de saber se aconselham a viajar para a turquia neste momento e se é seguro fazer todo o circuito de onibus. As distâncias entre as cidades são muito longas, é cansativo? Obg

  4. Bom dia Natália.
    Meu esposo vai para Itália tentar a dupla cidadania este ano, saída do Brasil em maio, mas o voo dele vai para Istambul depois Roma. Ele vai ficar em um hotel mais de 12 horas até a saída do voo para Roma. Minha dúvida é.É seguro? É mais fácil seguro pegar, táxi ou Uber, para leva-lo ao Hotel?
    Qual sua dica para que possamos ficar mais tranquilos aqui na Brasil e ele lá?

    1. Olá Simone,

      É perfeitamente seguro. Istambul é uma cidade multicultural, viva, linda e ele vai ter uma grande oportunidade de conhecê-la. Eu passei quatro dias lá, andando de transporte público, caminhando pelas ruas, fui a bares, lugares turísticos, foi incrível e morro de vontade de voltar. Do aeroporto ele pode pegar um uber ou um taxi, como ele preferir.

      Abraços

  5. Estou pensando em pegar um voo que faz conexão com a Turquia a noite, é seguro ficar no aeroporto lá? E que ficarei boa parte da madrugada, e sou mulher e viajarei sozinha.

  6. Olá Natália!
    Agora é a minha vez, ou melhor, outra vez… kkk
    Estava com uma viagem de 11 dias marcada para Turquia em 21 de julho de 2016. Tivemos que cancelar e a Turkish Airline foi até compreensiva conosco, porém tivemos que insistir um tanto! Reembolsaram tudo e não cobraram multa.
    Agora quero ir, mas estou temerosa, mais por conta da minha filha de apenas 14 anos. Ai Santo, vc iria?
    Abraços,
    Adriana

    1. Adriana, como eu disse, estive na Turquia em fevereiro de 2016 e estava tranquilo. As notícias que tive depois também era de que estava tranquilo… eu iria, mas essa decisão é só sua…

      Abraços

      1. Obrigada Natália! Pois é, ontem quando te escrevi, eu nem estava sabendo, acontecia um atentado em Manchester. England.Isso confirma tudo o que vc já escreveu sobre a relação de terrorismo no mundo e da Turquia.

        Abraço

  7. Boa noite. Temos conexão em Istambul, vindo de Paris com destino a São Paulo.Gostaria de informações à respeito da Turkish Airlines. Considerando que chegaremos em Istambul por volta das 15h e o próximo voo é apenas as 09h do outro dia, a cia aérea é obrigada a nos fornecer hospedagem em hotel? Quanto à cidade, neste tempo que teremos poderíamos dar uma volta e conhecer alguns pontos turísticos? Li no post e em alguns comentários acima que a cidade é tranquila, gostaria apenas de confirmar a informação. Obrigado.

    1. Fernando, não sei se é obrigatório, mas no site da Turkish diz que eles oferecem hotel para conexões com mais de 10 horas. Sugiro que você entre em contato com a companhia para se informar melhor. Você pode dar uma volta lá no fim da tarde e noite desse dia, sim. A cidade é tranquila.

      Abraços!

    1. Vimar, eu só estive na Turquia no ano passado. Tudo o que sei é baseado nessa experiência e no que leio nos noticiário e no que as pessoas me contam sobre viagens mais recentes. Ainda não vi ninguém falando para não ir de jeito nenhum….

      Abraços

    2. Olá Natalia e Vimar, também estou planejando ir no final de Setembro.
      Vocês possuem maiores noticias de lá? Será que há alguma restrição de não ir de maneira nenhuma?

      Bjs

      1. Hayla, até onde eu sei está tranquilo. Ultima notícia que tive foi de uma amigo que foi em dezembro e não teve problema nenhum…

        Abraços

  8. Legal!

    Hoje mesmo comentando com uma amiga a mesma disse que não era uma boa hora pra ir para Istambul. (eu informei que estava indo e como ela mora em Londres, pensei que seria fácil para ela me encontrar)
    Mas ela não animou, falou até para procurar o endereço da embaixada brasileira por lá, just in case. To indo daqui duas semanas e fico mais preocupada com o risco de um possível terremoto que um possível ataque terrorista. Vou solita mesmo e não vejo a hora! 🙂

    1. Karine, boa viagem. Tenho certeza que será incrível. Se quiser, volte aqui para contar sua experiência depois! 🙂

      Abraços!

  9. Bom Dia A Todos ;

    Gente acabei de ver esse posto sobre a segurança de Turquia e queria dexiar uns comentarios para que viajante ficar em paz 🙂 Sou um guia turistico y licenciado pelo governo moro na Capadocia e trabalho no Turismo faz tempo ne, entao Turquia teve uns anos dificies mesmo e confrentando com muitos grupos terroristas.A quantidade dos turistas ja diminiu e afecto bastante o setor de turismo.
    Graças a Deus que o governo ja pegou a segurança como cem percento , e mesmo sendo assim o turista fica mas tranquilo que todos . Nao esta acontecendo mas ataques ou tal,
    e na Europa tambem foi o mesmo gente , a gente tem que viajar para os paises que tinham esses problemas e demonstrar como estamos decicados de nossas decicaoes.

    se for precisar mas informaçao eu gostaria de ajudar em tudo .
    podem contar comigo com este numero tambem whatsapp

    +905549976427

    Obrigado.

    Burak EKICI

    1. Olá Burak, estou pensando ir em abril a Turquia. Concordo em todos os pontos colocados por você é pela Natália a quem dou meus parabéns pelo blogue. Tenho duas perguntas: abril é um bom mês para ir a Turquia, falo das condições climáticas, e como posso acompanhar notícias do país?
      Obrigado
      Francisco

  10. Estamos embarcando para Turquia dia 27 de dezembro, visitaremos várias cidades e passaremos o réveillon na capadócia, preocupado mais com frio, rsrsrs.
    Sobre atentados, como anda a situação por lá para turismo?
    Já vamos com os passeios todos inclusos, viagem de 10 dias….
    Desde já agradeço, abraço a todos.

    1. Luiz como estava o ambiente com relação a segurança aí Turquia?

      Vc passou msm o réveillon na Capadócia? Esteve em Istambul tbm? Qual a sua sensação vc teve nos dois lugares com relação aos ataques?

      Tenho viagem marcada pra Turquia dentro de alguns dias, mas estou muito preocupado com a situação atual.

      Informações de quem esteve la recentemente vai ajudar bastante.

      Obrigado

  11. Olá Natália , boa tarde !

    Meu nome e Wilson Quintano , moro em São Paulo – Capital , estou programando uma viagem para Turquia ( Istambul ) a trabalho , mas infelizmente não tenho um bom Inglês. Vc acha que posso me comunicar em Espanhol ou Português por lá.
    Os Turcos são receptivos com turistas e comercialmente também ?
    Se vc conhecer brasileiros que moram por lá , para acompanhamento e hospedagem , ira me ajudar muito.
    Deste já , agradeço Vossa atenção

    1. Wilson,

      Olha, pra ser sincera o Espanhol e o Português não são tão falados lá como o Inglês não. Mas pode ser que você dê sorte.
      O turcos são muito receptivos e muitos deles fazem negócios com o Brasil.
      Infelizmente não conheço ninguém para te ajudar…

      Abraços

  12. Ola, viajamos em novembro para Europa, ficaremos alguns dias em Roma e uma semana na Grécia. Mas eu ficarei sozinha em Istambul uns 3 dias. Pode orientar em relação à guias turísticos? Não tem problema eu estar sozinha? Obrigada

  13. Estou a caminho da europa com meu marido e nossa passagem de volta será pela turkish airlines, dia 21/09, onde faremos escala de 39horas na turquia; selecionamos um hotel proximo ao aeroporto pela airbnb, e o dono do hotel ja nos ofereceu traslado, guia turistico. estou mais tranquila com a viagem sendo aguardada e guiada por alguem do local. pode ser uma boa dica para quem esta com viagem marcada.

      1. acabo de voltar da Turquia. aconselho a todos que quiserem ir, foi o melhor lugar que visitei. o lugar em que fui melhor recebida, em toda a Europa. atualmente nao tem nada que preocupe na Turquia. esta tranquilo. ficamos apenas 39 horas, mas aproveitamos ao maximo.

  14. Parabéns pelo texto Natália.
    Tenho planos de conhecer a Turquia no final de janeiro de 2017, estou em vias de fechar a viagem, mas também estou receoso. Ainda não chequei a política de cancelamento de vôos e hoteis.
    O que vcs fariam no meu lugar ?

    1. Gustavo, difícil dizer. Se você está muito preocupado, pode pensar em cancelar. Afinal estresse é o que a gente não quer passar nas férias. Eu iria, mas confesso que sou meio cabeça dura pra essas coisas. Enfim, faça o que te deixar mais confortável.

      Abraços!

  15. Boa tarde a todos, especialmente a Natália, autora de um texto interessante e que nos leva a refletir.Diferentemente de vcs, tenho intenção de conhecer a Turquia no final de janeiro de 2017, mas também estou receoso com os últimos acontecimentos.
    Estou em vias de fechar a viagem, mas ainda não chequei a política de cancelamento de voos e hoteis.
    Com essa antecedência, o que vcs fariam no meu lugar ?
    Obrigado e boa viagem a todos.

    1. Agora que vi que você ainda não tinha fechado a viagem. Se está com receio talvez escolha outro destino e deixe a poeira baixar…

      Abraços!

  16. Bah Natália, estou com passagem comprada para a região da Cappadocia para setembro desse ano. Compramos nossa passagem depois do atentado ao aeroporto sem medo pois pensamos “aconteceu..agora a segurança vai aumentar” mas eu estou com metade do coração na Turquia e a outra metade na consciencia … Realmente é uma decisão muito difícil, ainda mais agora com a tentativa de derrubar o governo. Tantos policiais que foram demitidos. Será que eles tem capacidade de fazer a segurança no país ? É uma pena. Penso muito em deixar o terrorismo ganhar, e que o objetivo deles é exatamente esse… impedir o turismo, acabar com o estado. Mas confesso que não sei o que fazer … Nosso hotel é cancelamento gratuito ate inicio de setembro e vamos levando em banho maria até lá… mas ja cheguei a olhar outros destinos para substituir a tão sonhada Cappadocia…

    1. Pois é Andressa. Esse post fala sobre o terrorismo, mas com a tentativa de golpe a coisa muda de figura. Porque ai não é um atentado com dia e hora específicos, mas uma situação mais generalizada. Aproveita que a sua viagem é daqui a alguns meses e vai acompanhando a situação do país. A tendência é que as coisas se normalizem.

      Abraços

    2. Andressa, o que você decidiu? Também iria pra Istambul e Capadócia em setembro, tudo pago e sem possibilidade de reembolso (passagens). Não sei o que fazer 🙁

  17. O problema de ir para Turquia é a reincidência dos ataques no mesmo local. Só este ano já foram oito, mais de um por mês, e muitos tiveram como alvo os Turistas. Iria pra lá agora no segundo semestre, mas desisti.
    Vou, entre outros lugares, para Paris e Madri, que também já foram alvos de atentados, contudo não tiveram como alvo preferencial os turistas e nem ocorreram com tanta frequência.
    Também acredito que o risco é pequeno, contudo, posso estar errado, mas acho que a Turquia não é um dos lugares mais seguros no momento.
    É claro que também tem o efeito psicológico, prefiro estar em um lugar relativamente tranquilo de que em outro sob alerta, afinal são férias e o objetivo é relaxar.
    Talvez seja esse o mesmo motivo pelo qual eu prefira a “mini-copacabana” de Balneário Camboriú, do que a Copacabana original do Rio.

    1. Leonardo, o atentado em Paris do final ano passado também foi em lugares de grande interesse turístico. E esse agora da Bastilla também atingiu turistas. (Seria algo que eu provavelmente estaria vendo se estivesse em Nice…). Enfim, a Turquia está com seus problemas, e a coisa se agravou com o golpe (que é algo diferente de terrorismo. Nesse momento eu esperaria a situação política se normalizar para visitar o país). Mas ainda acho que, com relação aos ataques, o risco não é tão diferente de visitar a França, por exemplo. No entanto, você está certo, a gente tem que escolher o que deixa a gente mais tranquilo.

  18. Natalia,
    Li teus textos e concordo contigo.
    Estou com tudo comprado e pago para minhas filhas e eu passarmos 12 dias na Turquia e 14 dias na Grécia a partir de 01 de outubro/2016.
    Nós amamos viajar e tenho certeza que tudo correrá maravilhosamente bem como todas as outras viagens que fizemos.
    Bjus

        1. Tah bem Mônica!
          Vai dar certo….. fica longe dos grupinhos e das manifestações 🙂
          O nosso passeio seria de muitos dias na Turquia, aí seria perigoso pois iriamos a muitos lugares.

    1. Alessandra e Clarice, também irei em outubro com meu marido… Depois da tentativa de golpe e de ser declarado estado de emergência os planos de vocês ainda estão de pé?

      1. Oi Ariane!

        O que mais me preocupa e me faz repensar a respeito do nosso roteiro é o fato dessa mexida com direitos humanos, prisão de jornalistas, enfim, são 55 mil presos, além disso, o fechamentos ou estatização de meios de comunicação…. isso é um péssimo indicativo para o turista em geral.
        Vamos deixar a Turquia de fora e acrescentar outro lugar no lugar desses dias e continuar com o passeio na Grécia.

          1. Oi Alessandra!
            Não conseguimos sem as multas previstas.
            As nossas passagens são pela KLM e eu até tentei um acordo com eles sem pagar todo o valor de 200 dólares para cancelamento ou 120 dólares para alterações, pois trata-se de um caso de excepcionalidade esse da Turquia, mas eles não aceitaram.
            Então vamos refazer o itinerário incluindo outros lugares nos dias que estaríamos na Turquia.
            Na Grécia vai continuar o mesmo previsto.

    2. Clarice, vc vai? Também iria pra Istambul e Capadócia em setembro, tudo pago e sem possibilidade de reembolso (passagens). Não sei o que fazer 🙁

      1. Oi Juliana!
        Tu lestes direitinho as “condições” na passagem? A KLM me devolve mediante o pagamento de 200 dólares de multa ou 120 dólares para alterar datas e/ou destinos.
        O seguro eles devolvem integralmente, eu até já cancelei e já recebi de volta.
        Agora….sinceramente, eu perderia a passagem mas não iria para a Turquia de jeito nenhum…. O Presidente fechou o país para o resto do mundo, não tem rádio, tv, jornalistas/imprensa, internet e telefonia fiscalizadas!

        Tenta negociar, Juliana.

  19. Natália,
    estou de viagem marcada para Istambul agora em agosto/2016, para Capadocia, Pamukkale e Kusadasi. Estava super tranquila.
    Todavia, esses últimos ataques na Turquia, em Ancara e em Istambul me deixaram preocupada, em virtude da reincidência, ainda mais cuidando-se de aeroporto e pontos turísticos…
    O que vc me recomendaria?!
    Estou um pouco apreensiva, confeso.

    1. Mariana, desde quando eu escrevi esse texto já houve outros ataques, então não sei dizer que você deve ir ou ficar. Eu mantenho minha posição: iria, mas acho que você tem que tomar a decisão que deixa seu coração mais tranquilo.

      Abraços

      1. Oie Juliana.
        Resolvemos cancelar a viagem pois não tem condição de visitar o país nesse instabilidade política.
        Conseguimos cancelar a parte terrestre sem multa, mas o aéreo a Latam cobrou uma multa de 220,00 dólares. Vamos tentar reaver esse valor judicialmente pois é um caso de força maior, não pode haver cobrança de multa.

      1. Alessandra, tudo cancelado.
        Meu embarque seria dia 01/08 e a volta dia 14/08. Ficaria todo esse tempo viajando pela Turquia. Todavia, diante deste caos político, resolvemos cancelar. O pacote terrestre foi reembolsado integralmente. As passagens eram pela Latam com Turkish; nos cobraram uma multa de 200 dólares, mas vamos tentar reaver judicialmente pois o cancelamento foi por motivo de força maior. O espaço aéreo da Turquia está sendo fechado constante, sem condições de viajar.

        1. Esse é meu medo.. ficar presa lá.
          Minha passagem de volta é Egito, mas estaria antes na Turquia.. Se fico presa lá, atrapalha toda minha viagem no Egito e minha volta pro Brasil…
          Você tem lido notícias sobre os espaço aéreo de lá??
          Obrigada.

          1. Eu cancelei também, justamente por causa disso. Turquia seria meu segundo destino, depois Itália, não quis correr o risco.

  20. Natalia, sou modelo e um dos meus destinos esse ano é Turquia. Mais precisamente metade de julho, quando começa a temporada forte. Mas estou pensando em cancelar por conta dos ataques deste mes no centro historico e no aeroporto. Seria para passar 3 meses. Como estao as coisas por ai? Oque vc me aconselha?
    Obrigada
    Pati

    1. Pati, eu não estou na Turquia no momento, fiz uma viagem pra lá em fevereiro, por isso não sei te informar do clima. Eu não sei te dizer se você deve ir ou ficar. Acho que deve fazer o que seu coração mandar. É aquela coisa que eu falei no texto né, impossível prever o que vai acontecer, no Brasil ou na Turquia…

  21. Bom dia! Mas e a questão de mulheres não poderem sair desacompanhadas? Eu e minha irma estamos planejando uma viagem onde fazemos uma escala por mais de 24h em Istambul, porem ouvimos comentários que mulheres, em algumas ocasiões, não poderem sair do aeroporto sozinhas. Tem algum fundamento? Isto pode ocorrer?

  22. Excelente texto, Natália. Vc entende bem sobre os efeitos e desejos desses terroristas loucos. Como você, também já chamei (e chamo) de casa alguns lugares do mundo. Vivi alguns meses no Marrocos e o receio de algum atentado era muito baixo, mas existia (pq já houve um tempo atrás e por não sabermos com exatidão o que esses loucos pensam).
    Vivi uns meses em Barcelona também, e mesmo sabendo dos riscos, eu não tinha medo. Mas confesso que, infelizmente, tirei a Turquia do meu roteiro, pelo fato das recentes explosões e por fazer fronteira com a Síria. Sei que é um receio e não devemos deixar o medo vencer, mas nesse caso prefiro deixar a cautela vencer e ir pra outros cantos do mundo. Uma grande pena, mas paciência. Abraços e boa sorte na sua vida catalã!

    1. Que pena, Leandro! Mas olha, Istambul está bem, de verdade. Espero que você possa visitá-la um dia.

      Abraços e obrigada!

  23. Oi Natalia, penso exatamente como você … tenho uma viagem marcada para setembro e incluirei Istambul e Capadocia, estou com dor no coração em ter que tirar esses destinos … Mesmo pensando que as chances são quase nulas, no fundo bate um pouco de medinho … Realmente não sei o que fazer :/

  24. Excelente texto e você resume tudo quando diz”mas a decisão é apenas sua”. Viajei para Paris uma semana após o 13 de novembro, com meu filho e neto(12 anos), em momento algum pensei em desistir, sabia que teria que ficar mais atenta, uma única vez o metrô que estávamos foi esvaziado e uns homens entraram procurando alguma coisa, já estávamos perto do nosso studio, somente mais 2 paradas, optamos por seguir caminhando. Muito policiamento nas ruas, abri MUITO minha bolsa nas lojas ao entrar, sem problema, perfeitamente compreensível. Ainda fui para Londres, Berlim, Roma e voltei para Paris ficando até o final da viagem. O maior terrorismo foi feito por amigos e familiares aqui no Brasil antes da minha viagem, mas nada me fez NEM pensar em mudar meus planos, porque ” a decisão é apenas sua”. Beijos

    1. Simone, que bom que você não desistiu e que deu tudo certo. Espero que muitas outras viagens como essa se repitam. A gente tem que vencer o medo.

      Abraços!

  25. A Turquia foi um dos destinos que mais me encantou entre tantos outros países que tive a oportunidade de visitar. O temor sobre atos terroristas faz sim parte das preocupações de quem imagina um destino com grau mais elevado de risco, mas fico agora imaginando como um europeu o norte americano vê uma possível vigem ao nosso Brasil, e em especial à bela e encantadora Rio de Janeiro onde esta estabelecido o caos, com elevadíssimo índices de violência e dengue? Francamente, conhecendo a Turquia e varias de suas cidades me imagino muito mais segura por lá do que em nosso amado Brasil, lamentavelmente.

2018. 360meridianos. Todos os direitos reservados. UX/UI design por Amí Comunicação & Design e desenvolvimento por Douglas Mofet.