Tags:
Atlas: Boston, Estados Unidos

O que fazer em Boston, nos Estados Unidos: roteiro de 1 a 3 dias

Eu estive em Boston três vezes durante minha temporada nos Estados Unidos. Conheci outros cantos do país, mas a capital de Massachusetts é, sem dúvida, a cidade que mais gostei. Nesse post, conto para vocês o que fazer em Boston, num roteiro de 1 a 3 dias, que passa pelos principais pontos turísticos da cidade.

Quantos dias ficar em Boston?

Boston é moderna, ao mesmo tempo em que conta muita história – e isso se revela na arquitetura, que traz a beleza e o charme que só a região da Nova Inglaterra, nos EUA, tem. Além disso, a cidade tem uma vida cultural relevante e atrações legais. Isso sem contar que ali perto ficam duas das maiores universidades do mundo: Harvard e MIT.

Com isso, o ideal é que você fique três dias na cidade. Assim dá para ver tudo com calma, conhecer os museus e a área universitárias. Mas dá para conhecer o básico em um bate-volta, por exemplo.

Um pouco da história de Boston

A cidade foi uma das primeiras a ser fundada pelos imigrantes ingleses, em 1630. É um cenário importante na história dos Estados Unidos, pois algumas das mais importantes cenas na luta pela independência se passaram ali, como o Boston Tea Party, um protesto dos colonos americanos contra a Inglaterra, que jogaram milhares de libras em chá no mar – o protesto foi um evento chave para a Revolução Americana. A importância do lugar continuou na Guerra Civil, quando a cidade foi um dos centros do movimento abolicionista. Figuras fundamentais na história dos EUA vieram dali, como os presidentes Benjamin Franklin e John Kennedy, além de Alexander Graham Bell, o inventor do telefone, e o escritor Edgar Allan Poe.

Boston: pontos turísticos

O que fazer em Boston: roteiro de viagem

Um passeio bem bacana para quem quer conhecer a Boston é a Freedom Trail. Trate-se de um caminho de cerca de 4 km, que passa pelos pontos históricos mais importantes da cidade. A caminhada começa no Boston Common (um parque municipal) e termina no USS Constitution (um navio antigo).

Atrações de Boston

Um dos lugares onde vale a pena parar durante essa caminhada é o Faneuil Hall (foto acima), que foi construído em 1742 como uma área de mercados e um ponto de encontro. O local serviu de cenário para protestos. Hoje, é onde fica o Quincy Market, um mercado central muito organizado e bonitinho, com comidas ótimas e não muito caras. A limpeza do local é impressionante. Tudo isso fica na região Downtown, que é onde se concentram não só os pontos históricos, como também os bares, restaures e lojas.

Roteiro de uma viagem a Boston

Ali do ladinho está a Chinatown, uma das maiores dos Estados Unidos, e o Financial District, que fica na região do porto e tem uma série de prédios altos, alguns modernos, outros não, criando uma skyline interessante.

Boston, Estados Unidos

Quem quer fazer compras, conhecer uma região diferente do Downtown ou então só ver vitrines chiques, pode caminhar na Newbury Street, em Back Bay. De lojas de roupas a uma enorme loja da Apple, a rua é bem bonita e tem aquela vibe “Oscar Freire”, mas com estilo do século 17.

Dos museus, numa lista que inclui mais de 10, eu visitei o Museu de Ciência de Boston, que fica na região do West End, próximo ao campo dos Red Sox, o famoso time de beisebol de Boston. Cruzando a ponte onde fica o museu, você chega à Cambridge, uma espécie de cidade satélite, onde também estão localizados o MIT e Harvard. Caminhar pelos campus de duas das maiores e mais importantes universidades do mundo é bem legal. Visitei o museu do MIT, onde ficam expostas algumas das inovações tecnológicas criadas por alunos.

Em Harvard, não só consegui entrar no campus, como em um dos prédios clandestinamente (poxa, eu tinha que ver como era por dentro), além de caminhar pelas ruas da região, que são lindas, cheias de lojinhas e cafés legais. Comi pizza num buraco frequentado por alguns dos alunos mais inteligentes do mundo e me diverti muito.

Turismo em Boston

Viagem a BostonComo chegar em Boston

Pelo aeroporto internacional, o Boston Logan. Também pode ser de carro, de trem, de ônibus ou até mesmo de barco. Ou seja, é uma cidade bem servida de transportes.

Como se locomover

Todo mundo fala para você evitar carros em Boston por conta do trânsito ruim. Eles não são realmente necessários, levando-se em conta que o serviço de trem e metrô é excelente e atende a todos os cantos da cidade. Além disso, a cidade é  plana e dá para ir andando para tudo quanto é lado. Foi isso que eu fiz, mesmo com o inverno e montes de neve.

Atenção: Não é uma boa ideia viajar para os Estados Unidos sem um seguro de saúde internacional, já que os custos hospitalares lá são altíssimos. Leia aqui como achar um seguro com bom custo/benefício (e com desconto!)

*foto da imagem destacada: Wikimedia Commons


Compartilhe!



Com o 360meridianos, você encontra as melhores opções para planejar a sua viagem. Confie em quem já tem prática no assunto!

 

Reserve seu hotel com o melhor preço e alto conforto

 


Veja as melhores opções para seguros de viagem

 


Transfira dinheiro para o Brasil e exterior com menos taxas

 


Alugue veículos com praticidade e comodidade

 




Quer 70 páginas de dicas (DE GRAÇA!)
para planejar sua primeira viagem?




Luiza Antunes

Sou jornalista, tenho 30 anos e moro no Porto, Portugal, quando não estou viajando. Eu já larguei meu emprego três vezes para viajar e finalmente encontrei uma profissão que me permite "morar no aeroporto". Já tive casa em quatro países diferentes, dei a volta ao mundo e cumpri minha meta de visitar 30 países antes dos 30. Mas o mundo é muito maior e, se puder, quero conhecer cada canto dele e inspirar vocês a fazer o mesmo. Siga @afluiza no Instagram

  • 360 nas redes
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
  • Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

9 comentários sobre o texto “O que fazer em Boston, nos Estados Unidos: roteiro de 1 a 3 dias

  1. OLÁ TUDO bem? Qual a época mais econômica e menos frio para conhecer Boston?
    Conhece hoteis bem em conta e de fácil acesso a cidade?

  2. Oi Luiza,
    Eu também vou a Boston. O inverno. Você tem dicas de programações de la? Há lugares para esquiar e patinar nos arredores? E o ano novo la, como é?
    Obrigada

    1. Oi Gabriela,

      Sobre o que fazer na cidade, minhas dicas são as que estão no post mesmo. Não passei o Reveillon lá, então não sei te dizer qual a programação. Como a cidade tem muitos bares, acho que deve ser fácil achar uma festa. A região de Downtown me parece uma boa opção.

      Para esquiar nos arredores, tem as White Mountains, que estão mais ou menos a duas horas de viagem. Dá uma olhada nesse post: https://www.360meridianos.com/2013/01/white-mountains-estados-unidos.html

      bjs

  3. Olá Luíza, qual data você foi a Boston? Estamos querendo passar 2 dias lá, sei que é corrido, mas visitaremos os principais lugares, o que você sugere?
    Obrigada

    1. Oi Márcia,

      Eu estive em Boston no inverno, entre dezembro e fevereiro. Muita neve e frio. Mas a cidade fica linda.

      Se você só vai ficar dois dias, sugiro que siga o roteiro que está no post mesmo. Incluí os principais lugares.

      bjs

  4. Olá Luíza,

    tudo bem? Pretendo ir a Boston em agosto, por acaso vc tem alguma indicação de hospedagem? Dei uma pesquisada na net, mas não encontrei nenhuma dica sobre qual a melhor região para se hospedar em Boston.

    Desde já agradeço a atenção!
    Viviani

    1. Ei Viviani,

      Tudo bom, e vc?

      Eu fiquei no HI de Boston, que fica no Chinatown. Eu acho que a melhor região para se hospedar é a central (Downtown), porque dali você consegue ir a pé para a maioria dos lugares e tem acesso fácil ao transporte público. O Chinatown e o Financial District também são bons lugares.

      Espero que tenha te ajudado. Se tiver na dúvida entre alguns lugares e quiser me perguntar, fique a vontade!

      bjs

2018. 360meridianos. Todos os direitos reservados. UX/UI design por Amí Comunicação & Design e desenvolvimento por Douglas Mofet.