4 roteiros de viagem pela Grécia e outras dicas imperdíveis

Planejar um roteiro de viagem pela Grécia pode causar palpitações. Um dos destinos turísticos mais visitados do mundo, o país é uma combinação perfeita de cenários icônicos, monumentos históricos importantes, comida deliciosa e, o melhor, preços amigáveis. O problema é que tudo isso é distribuído num mapa que inclui uma grande porção continental e mais 227 ilhas habitadas (dentro de um universo de cerca de seis mil).

Neste texto, tentamos fazer com que a sua tarefa de viajar para a Grécia seja mais fácil. Preparamos quatro roteiros, baseados em viagens que a equipe do 360meridianos já vez. Também vamos explicar quais são as principais ilhas gregas, cidades históricas e outros pontos turísticos importantes. E, claro, damos dicas mastigadinhas sobre quanto tempo ficar, qual a melhor época para ir, quanto custa a viagem e como se locomover pelo país e entre as ilhas.

Roteiro Grécia Ilha de Nisyros

Ilha de Nisyros, Dodecaneso

Vai viajar? O Seguro de Viagem é obrigatório em dezenas de países e importante em qualquer viagem. Veja como conseguir o seguro com o melhor custo/benefício

1. Quais lugares conhecer? Entendendo o mapa da Grécia

A Grécia é dividida entre a região continental, onde você encontra boa parte do acervo arqueológico do país, muitas atrações culturais e belezas naturais, e o conjunto de ilhas espalhadas entre o Mar Egeu e o Mar Jônico.

Principais grupos de Ilhas Gregas:

  • Ciclades: grupo de 56 ilhas no mar Egeu, onde ficam as famosíssimas Mykonos, Santorini, Ios, além de Naxos, Milos e Paros.
  • Dodecaneso: ilhas que ficam pertinho da costa da Turquia, também no mar Egeu. Para visitar: Rodes, Cós, Patmos, Kálymnos e Nisyros.
  • Jônicas: se chamam assim porque ficam no mar de mesmo nome. São Corfu, Zakynthos, Lefkada, Kefalônia e Paxos, entre outras.
  • Creta: é uma única ilha, a maior do país. Se você for, vale a pena ficar só por ali.
  • Esporade: conjunto bem perto do continente, onde foi gravado o filme Mamma Mia, em Skopelos. Também tem Skiathos e Alonissos.
  • Sarônicas: ilhas pertinho de Atenas, dá para fazer até bate-volta. Para conhecer: Hydra, Spetses, Poros e Kythnos.

O principal da Grécia Continental:

O que fazer em Atenas Parthenon

  • Atenas e arredores: a capital da Grécia merece mais do que um dia da sua atenção e nos seus arredores você encontra algumas praias a uma distância de trem (Alimos, Glyfada, Voula, entre outras), além do conjunto de ilhas Sarônicas, muito próximas.
  • Tessália e Grécia central: é ali que você conhece a incrível Delfos, uma das principais ruínas arqueológicas da Grécia e Patrimônio da Humanidade. Ainda, os lindos mosteiros de Meteora, construídos no alto de grandes montanhas de pedra. Além disso, é onde fica o Monte Parnassos, em que o clima permite a pratica de esportes de inverno.
  • Macedônia: a região no Norte da Grécia onde nasceu e reinou Alexandre, o Grande. É onde fica a cidade histórica de Tessalônica, o monte Olimpo (sim, aquele onde os deuses supostamente moravam) e as belas praias da península de Halkidiki.
  • Peleponeso: uma região que você vai reconhecer pelos nomes das histórias gregas. É ali que ficam Esparta, Micenas, Epidauro, Mystras, Olimpia, Nafplio, entre outros lugares cheios de história e ruínas arqueológicas. No blog português Voyage tips tem muitas dicas interessantes de um roteiro pela área.

Dicas extras

O Wikitravel Greece (em inglês) é uma boa fonte para desvendar os mistérios da preparação de um roteiro grego. Também recomendo o site de turismo oficial do país, o Discover Greece. Por fim, o site Greeka tem um ranking das ilhas gregas – ajuda quem está na dúvida de qual escolher.

2. Quanto tempo ficar na Grécia?

O mínimo é entre 10 a 15 dias, já que permite conhecer uma parte continental (Atenas, Delfos e Meteora, por exemplo) e as praias (duas ou três ilhas). Não há voos diretos do Brasil para Atenas. Dessa forma, será necessário considerar também uma parada estratégica em alguma outra cidade, provavelmente na Itália, para de lá seguir para a capital grega.

Visitar a Grécia Atenas

Marina Zeas, nos arredores de Atenas

Se você tiver de 20 a 30 dias, então é o caso de dividir o seu roteiro entre a parte continental mais um ou dois grupos de ilhas.

Só tem sete dias? Nesse caso, minha sugestão é que você escolha dois lugares que queira muito ver e foque neles. Pode ser só Atenas e uma ilha. Ou quem sabe Meteora e a Macedônia Central. Ou ainda a região das Cíclades, Dodecaneso ou Creta. A grande questão é se planejar para passar mais tempo curtindo a Grécia que dentro de um ônibus ou barco.

3. Roteiros de viagem para Grécia (testados e aprovados)

Todos esses roteiros foram feitos pela nossa equipe, e sugerimos algumas pequenas mudanças baseadas em erros e acertos que vivemos durante as viagens. A maioria deles tem 12 dias, o que permite acrescentar três dias para um stopover no local entrada na Europa: as melhores conexões para a Grécia, saindo do Brasil, costumam ser em Roma ou Milão.

  • Grécia Continental: joias secretas

13 dias de viagem: 3 dias em Atenas, 1 dia (e uma noite) em Delfos, 2 dias em Meteora, 2 dias em Tessalônica, 4 dias nas praias de Halkidiki, 1 dia de caminho de volta para Atenas.

Leia:
O que fazer em Atenas: 10 principais atrações
Meteora e seus incríveis mosteiros
Roteiro em Tessalônica, capital da Macedonia
Tudo sobre as belas praias de Halkidiki

Onde ficar em Atenas Plaka

Distrito de Plaka, em Atenas

São necessários pelo menos três dias em Atenas para conhecer os pontos turísticos e aproveitar a vida cultural e noturna da cidade. Além disso, mesmo que você faça tudo rápido, sobra tempo para conhecer alguma das praias ou ilhas nos arredores. Uma boa sugestão de acomodação por lá é o Home and Poetry (vista para a Acrópole, diárias a partir 150 euros).

A melhor sugestão em seguida é que você alugue um carro (veja nossas dicas para conseguir o aluguel mais barato) e siga de manhã cedo para Delfos, para passar o dia no entorno das ruínas mais incríveis do país, onde ficam os Templos de Apolo e Atena (leia mais sobre o passeio no blog Turomaquia). Aproveite seu dia com calma e explore bem o sítio arqueológico. Nossa dica é que você durma em Delfos – Nidimos Hotel (3 estrelas, diárias a partir de 50 euros) e no dia seguinte de manhã siga as quase quatro horas de estrada para Meteora.

Meteora é daqueles lugares que deixam as pessoas sem palavras. O nome significa “suspensa no ar”, por conta das montanhas de pedra e os mosteiros cristãos ortodoxos construídos bem no alto delas.

Visitar a Grécia Meteora

Monastério de Varlaam, em Meteora

Sugerimos o hotel familiar Archontiko Mesohori Suites & Apartments, que fica na vila de Kastraki, ao pé das montanhas (diárias a partir de 65 euros, nota 9,6). Depois de fazer o check-in e almoçar, será hora de um reconhecimento da cidade – e de preferência um tour na hora do pôr do sol. No dia seguinte, visite mais mosteiros pela manhã.

Depois do almoço, siga para o próximo destino: Thessaloniki, ou, em bom português, Tessalônica, é a segunda maior cidade da Grécia e fica na região da Macedônia Central, a terra de Alexandre, o Grande. Tessalônica, além de ser uma excelente cidade base para explorar melhor a região, é também rica em história e em festas, bares e restaurantes, por ser a cidade com o maior número de jovens no país. Fique ali por duas noites.

Quanto custa viajar pela Grécia

Por fim, continue a rota pela região da Macedônia Central em Halkidiki. A área é formada por três penínsulas e centenas de praias. É uma ideia diferente para quem quer aproveitar as praias gregas e entrar em contato com outra parte da história do país. Além disso, a região de Halkidiki é mais barata do que as ilhas e não envolve transporte de balsa. A foto da imagem destacada, lá no começo do post, é de lá!

Halkidiki Grécia

O retorno para Atenas é uma viagem de seis horas.

  • Grécia Clássica: Ilhas Cíclades

12 dias de viagem: 3 dias em Atenas, 3 dias em Mikonos, 2 dias em Ios, 4 dias em Santorini

roteiro pela grecia santorini

Esse foi o roteiro de viagem que minha irmã fez de Lua de Mel na Grécia. Ela acabou optando pelo mais tradicional, que foca nas ilhas Cíclades. Todo o transporte entre as ilhas foi feito de ferry (balsa), mas também é possível ir de avião. Você pode ler o post completo, que detalha hotéis e preços dessa viagem.

  • Grécia Alternativa: Ilhas do Dodecaneso e Turquia

15 dias de viagem: 2 dias em Atenas, 3 dias em Cós, 2 dias em Nisyros, 4 dias em Rhodes, 3 dias em Bodrum, na Turquia

Leia:
O que fazer na Ilha de Cós
Nisyros, conhecendo a ilha-vulcão
Guia de viagem completo para Bodrum, na Turquia

Fiz essa viagem em agosto de 2018, altíssima temporada, e consegui gastar cerca de 55 euros por dia. E o bônus desse roteiro é que você vai ver de perto os locais onde ficavam duas maravilhas do mundo antigo.

Ilha de Cos Grecia ruinas agios stephanos

Ruínas na praia de Agios Stephanos, Ilha de Cós

Eu não passei por Atenas porque há voos baratos para Cós saindo de Berlim, onde eu estava. Mas incluí dois dias na capital nesse roteiro aqui, porque faz mais sentido para os brasileiros. De Atenas, você pode seguir tanto para Cós quanto para Rhodes de avião – o que estiver mais barato.

Fique três dias em Cós, e lembre-se de alugar um carro, buggy ou moto, para poder conhecer todos as ruínas históricas, como o local onde Hipócrates inventou a medicina, além das praias mais distantes. É possível fazer os passeios de ônibus, mas isso torna tudo mais complicado por causa dos poucos horários e trajetos.

Rodes é uma ilha que conta não só com belas praias, mas também com várias ruínas da Grécia clássica, afinal ali ficava uma das maravilhas do mundo antigo, o Colosso de Rodes. Leia sobre a visita a Rodes no blog Fragata Surprise.

Ilha de Nisyros Grecia cratera do vulcao

Cratera do vulcão em Nisyros

De Cós e Rodes, há barcas diárias que te levam a Nisyros, uma ilha-vulcão que tem um clima incrível e onde você pode ver a cratera enorme. Passe dois dias por lá. E partindo das ilhas maiores você consegue seguir por alguns dias para Bodrum, na Turquia, um balneário lindo, com maravilhosa comida turca e belas praias. Saiba mais sobre o local. De Bodrum você pode voltar de avião para Atenas.

  • Roteiro pela Grécia do Instagram: Zakynthos e Santorini

9 dias de viagem: 3 dias em Atenas, 3 dias em Santorini e 3 dias em Zakynthos

Nesse roteiro da Fernanda, que trabalha com a gente no blog, todos os trajetos foram feitos de avião. E, olha só, ela pagou por volta de 20 euros em cada um deles! Uma pechincha e uma grande economia de tempo em comparação com o trajeto de balsa.

Em Santorini, ela ficou hospedada na região de Fira. “Para ir ver o famoso pôr do sol, em Oia, aluguei um buggy durante os três dias que estive lá. Super compensa, se você quiser mobilidade e agilidade. Nos outros dias, fui conhecer as praias belíssimas”. Segundo a Fê, a vida noturna em Fira é bem agitada, com restaurantes, bares e várias lojinhas de presentes. “Vale muito a pena passar as noites no centro. Tem restaurante com os mais variados tipos de comida e o preço é bem ok”. 

Sair de Santorini para Zakynthos envolve dois voos, com uma parada em Atenas (o que é bem mais rápido do que pegar duas balsas). As ilhas estão em lados opostos do país. Na ilha da famosa Navagio Beach, a Fernanda ficou hospedada no Canadian Hotel, em Laganas, um dos bairros turísticos. “O hotel era bom, o quarto espaçoso, com cozinha acoplada e um piscina enorme”, conta. No bairro tem uma praia bem legal e alguns restaurantes ao redor. À noite, tem várias atrações e muito movimento.

Mar em Zakhyntos Roteiro pela Grecia

Segundo ela, o passeio para a praia do naufrágio, com águas azul-elétrico, pode ser feito de duas formas: “você compra o passeio em uma agência de turismo (cerca 25 euros a 30 euros) e vai pra lá de barco, o trajeto dura umas cinco horas. No passeio, a gente conhece algumas praias pelo caminho (de uma água azul que eu nunca vi na vida) e depois para pra conhecer a Praia do Naufrágio, dá pra ficar tomando sol e mergulhar também”. Importante dizer que o navio não está no fundo da água e sim encalhado na areia e todo enferrujado: “Não pode nem sonhar em encostar nele, tanto por questões de preservação da atração turística, quanto pra não sair de lá com tétano”. 

A outra forma de conhecer a praia, explica a Fernanda, é alugando um carro e chegando por cima. Quem opta por isso não consegue acessar a praia, mas dá pra tirar uma foto bem legal lá de cima.

3. Qual a melhor época para ir a Grécia?

Junho e setembro são os melhores meses para conhecer a Grécia. Apesar de ainda serem considerados alta temporada, não é tão cheio, o clima estará quente, a água do mar agradável e os preços de acomodação mais amigáveis.

Os meses mais quentes e mais cheios são julho e agosto, porque é o ápice do verão na Europa e muita gente tira férias na Grécia. Com isso, espere preços mais altos e lugares lotados.

moinho de vento kos roteiro na grecia

Moinho de vento em Cós

Abril, maio e outubro são o que chamamos de média temporada. Os valores de hospedagem caem, as atrações estão mais vazias, mas em compensação a água do mar é mais fria e há risco de chuva, apesar dos dias provavelmente ainda estarem quentes.

A baixa temporada vai novembro a março. Nessa época faz frio, chove muito e parte da estrutura turística das ilhas está totalmente fechada: muitos hotéis e restaurantes nem abrem nesse período. Essa é uma boa época para conhecer somente a parte continental e quem sabe até ver neve nos pontos mais altos do país.

4. Como se locomover?

Há quatro formas de se locomover pela Grécia:

  • Alugando um carro (ou scoter/moto), que é a melhor forma de rodar dentro das ilhas ou pelo continente.
  • De ônibus, se você não quiser ou não souber dirigir. Nesse caso, apesar de conseguir chegar em muitos lugares, ficará a mercê de horários bem aleatórios dos ônibus gregos.
  • De trem: também tem poucas linhas e horários, mas atende a quem quer conhecer a parte continental.
  • De ferry (balsa), que é a forma mais comum de circular entre as ilhas
  • De avião, já que várias low costs fazem com que às vezes o custo/benefício de ir entre ilhas seja melhor voando.

Onde ficar em Meteora Grécia Visão geral

Se você quer entender melhor como funciona cada um desses métodos, quanto custa e como reservar com antecedência, recomendo fortemente que leia o guia sobre como se locomover na Grécia. 

5. Quanto custa?

A média de gastos por dia para um viajante econômico fica de 50 a 60 euros por pessoa. Já um viajante que prefere uma viagem mais confortável vai gastar entre 100 a 110 euros por dia – e também por pessoa.

Quer entender como chegar nessa conta, pensando em hospedagem, alimentação, transporte e demais gastos, além do valor total, em reais, para uma viagem de 15 dias? Então veja o post detalhado sobre quanto custa viajar pela Grécia.

Salve essas dicas no seu board do Pinterest:

pinterest praia grecia


Compartilhe!



Com o 360meridianos, você encontra as melhores opções para planejar a sua viagem. Confie em quem já tem prática no assunto!

 

Reserve seu hotel com o melhor preço e alto conforto

 


Veja as melhores opções para seguros de viagem

 


Transfira dinheiro para o Brasil e exterior com menos taxas

 


Alugue veículos com praticidade e comodidade

 




Quer 70 páginas de dicas (DE GRAÇA!)
para planejar sua primeira viagem?




Luiza Antunes

Sou jornalista, tenho 30 anos e moro no Porto, Portugal, quando não estou viajando. Eu já larguei meu emprego três vezes para viajar e finalmente encontrei uma profissão que me permite "morar no aeroporto". Já tive casa em quatro países diferentes, dei a volta ao mundo e cumpri minha meta de visitar 30 países antes dos 30. Mas o mundo é muito maior e, se puder, quero conhecer cada canto dele e inspirar vocês a fazer o mesmo. Siga @afluiza no Instagram

  • 360 nas redes
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
  • Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

26 comentários sobre o texto “4 roteiros de viagem pela Grécia e outras dicas imperdíveis

  1. Olá Luiza,
    Estou com a viagem programada para final de Março, ainda é época fria então estou na dúvida sobre o roteiro e queria uma opinião. Vale a pena ir para as ilhas nessa época ou reservo todos os meus 11 dias para conhecer apenas a parte continental?

    Obrigada!

    1. Oi Mariana,

      Não acho que você vai conseguir pegar praia, mas pode ser que as paisagens estejam bonitas. Se for para ir para ilhas, escolha alguma que tenha coisas interessantes para ver além de praia e veja em fóruns da internet para conferir se não estará tudo fechado nessa época fora da temporada.

      De qualquer forma, tem muitos lugares na Grécia continental que valem a pena conhecer.

  2. LUIZA, BOA TARDE.
    MEU NOME É DENIS, BRASILEIRO E TENHO 3 SEMANAS ! VC ME AJUDA A MONTAR UMA VIAGEM DOS SONHOS?? VOU SOZINHO, GOSTO DE VIAJAR SOZINHO. GOSTO DE CONFORTO MAS SOU DESCOLADO. GOSTO DEFAZER CAMINHADAS! ORÇAMENTO TRANQUILO!!
    OBRIGADO

  3. Olá Luiza, tudo bem? Tenho 13 dias para organizar meu roteiro entre grecia e turquia. Pensei 8 dias na turquia e 7 na grécia (Atenas e uma ilha). Qual sua opinião?

      1. Luiza, se puder entrar em contato eu agradeço. Nao sei nada de grecia e estou querendo conhecer Atenas, Rodhes, Creta mykonos e santorini.

        Minha principal duvida esta quando ao deslocamento para as ilhas.

        Tks

    1. Palpites: 2016-2017 não tem sido uma época muito segura na Turquia, especialmente ao sul. Istambul é fantástica e justifica ficar pelo menos 3 dias (Grande Bazar, estreito de Bósforo, mesquita azul, torre de Galatasaray e museu de Santa Sofia são os destaques); se vai depois para Grécia, ficar em Cushadasi e visitar Éfeso; na Capadócia, use Urgup como base se você pensa em voar de balão e experimente um dos hotéis incrustados na rocha.

    2. Danilo, países tão perros, mesma cultura, mas tão diferentes…
      A turquia é algo mágico.
      Desculpa me intrometer, mas eu faria apenas Turquia ou apenas Grécia. Não dividiria seu tempo.
      Explore o país ao Maximo que vc puder. Depois partir para outro.
      Não sou fã dessa que conheço tantos países… mas conhecer superficialmente.
      Conheça a fundo. A turquia tem vilarejos onde tem pastores.
      Tem a capadócia que é indescritível, tem o litoral com lugares paradisíacos, pumakale é um tesouro, a casa da Virgem Maria é arrepiante.
      E Istambul, é de tirar o fôlego.
      Não conheço a Grécia ainda, vamos agora em junho.
      Mas não dividiria o tempo em 2 países tão complexos.
      A turquia posso te garantir que vc achará pouco 15 dias.
      Desvende a Turquia. Depois me conte.
      Por incrível que pareça foi o país mais seguro que já fui até hoje.

  4. oi Luiza vou para Portugal no dia 11/11 e no dia 16/11 estarei indo para Grécia,vou ficar 5 dias lá,vc poderia me ajudar em qual roteiro fazer sendo que queremos Atenas e Santorinni,vc pode me ajudar onde ficar,o que vizitar e como i de um lugar a outro?obrigada!!

    1. Oi Antônia,

      Nós não fazemos roteiros personalizados, mas aqui no blog você encontra muitas informações para montar seu roteiro de maneira independente

  5. Bom dia,
    gostaria de umas informações, por favor.
    Estarei na Grécia entre os dias 15 e 20 de agosto deste ano. Estou pesquisando sobre roteiros e encontrei este site. Será ótimo se você puder me ajudar.
    O que você recomenda para fazer em um roteiro de 5 dias pela Grécia, entre Atenas e demais ilhas?
    Desde já, muito obrigado!

    1. Oi Carlos,

      Eu ficaria 2 dias em Atenas e 3 dias em uma ilha só. Aí você precisa escolher qual, de preferência alguma que tenha aeroporto, para que você possa ir de avião!

      abraço

  6. Luiza, Vou ficar 3 dias ma Grécia, vou direto para Atenas, porém queria aproveitar a praia em alguma ilha. Teria alguma sugestão de algo perto e barato, pois tenhos poucos dias…. Agradeço a informação….

    Carol

  7. Olá Luiza boa noite! Quero viajar para Grecia em 20/07/2016 saindo do RJ. Tenho 10 dias, e quero fazer coisas como, ficar em um hotel que tenha uma varandinha para o mar, um bom jantar mediterraneo, ir numa danceteria a noite. jantar em uma praia, visitar aquelas casinhas brancas, etc….pode me dar dicar. Queria conhecr as ilhas mais famosas e a capital Atenas. Muito obrigada

    1. Oi Soeli,

      Em Atenas você não terá como ficar de frente para o mar, porque ele fica distante do centro da cidade.
      O lugar dos seus sonhos me parece ser Santorini. Rodhes, Mikonos, Creta também são bem famosas.

      abraço

  8. olá podem me passar uma informação , no roteiro da Grécia não achei esta . Gostaria de saber se para ir de Atenas para Ilha de Santorine e Myconos os barcos vão todos os dias ? É um passeio de Ida e Volta ou não? Consigo visitar em um dia ou preciso me hospedar nas ilhas. Pois ficarei a princípio em Atenas e não sei se permaneço com a reserva do hotel em Atenas . Quero conhecer Atenas e no mínimo essas ilhas.

  9. Olá Luiza.Estou planejando ir à Grécia em setembro do ano que vem(2016 coma minha esposa. Primeiro: é uma boa época em termos de clima e preço?
    No mais, pretendo ficar cerca de 18/19 dias, ao todo, incluindo todos os deslocamentos. Estou pensando em visitar Atenas, Meteora, Delfhos e duas ilhas : Santorini e Milos.
    Pretendo ficar uns 5 dias em Atenas,2 em Meteora, 1 dia de excursão a Delfhos(quando estiver em Atenas),3 dias em Santorini e 3 dias em Milos, mais todos os deslocamentos, incluindo a viagem de ida e volta ao Brasil, o que daria uns 18 dias.

    Será que vale à pena eu me hospedar em Delfhos?

    Você teria uma outra sugestão de roteiro?

    Grato

    Robson.

2018. 360meridianos. Todos os direitos reservados. UX/UI design por Amí Comunicação & Design e desenvolvimento por Douglas Mofet.