Como tirar o visto da Índia pela internet

Cá estou eu, dois anos e mais de 100 comentários depois, comemorando o fato de que tirar o visto para Índia ficou mais fácil. Pelo menos para turistas. Já estávamos esperando essa novidade há algum tempo. Finalmente, na semana passada o Ministério of Home Affairs indiano anunciou a mudança: agora brasileiros (e viajantes de várias nacionalidades) que vão para lá a turismo podem fazer tudo pela internet, sem aquela confusão de correio, cheque, etc. Enfim, a mudança é boa, mas envolve algumas pegadinhas que é bom ficar atento. Então, bora entender, passo a passo, como conseguir o visto indiano?

visto india

1. Quem pode tirar o visto eletrônico para a Índia?

Pessoas cujo objetivo da viagem seja recreativo, turístico, encontrar amigos ou parentes, fazer um pequeno tratamento médico ou uma visita de negócios casual. O aplicante deve escolher uma das três categorias: e-Tourist visa, e-Business Visa and e-Medical visa

É preciso ter as passagens de ida e volta e dinheiro suficiente para sobreviver na Índia no período da visita. Esse visto não é válido para quem pretende visitar uma das áreas de permissão especial.

2. Qual a validade do visto?

O visto de turista é válido para 60 dias a partir da data de chegada na Índia. A entrada dupla (um exemplo: entrar na Índia, sair da Índia e ir para a Tailândia e depois voltar para Índia) é permitida para o  e-Tourist visa e e-Business Visa. A entrada tripla é permitida no e-Medical Visa.

A quantidade de dias é bem menor que a validade do visto regular, assim como a possibilidade de múltiplas entradas. Ou seja, se você pretende ficar mais de um mês, deve se aplicar usando o método antigo, através da Embaixada ou Consulado da Índia no Brasil. Temos um post explicando direitinho como fazer isso.

3. Qual a antecedência que devo me aplicar?

No mínimo quatro dias antes da viagem, com uma janela de 120 dias. A Embaixada da Índia dá um exemplo bem claro: “Se você está solicitando o visto online em 1º de setembro, você poderá escolher a data de chegada entre 5 de setembro a 2 de janeiro”.

4. Quanto custa?

US$ 80 por pessoa, fora as taxas do cartão de crédito ou débito, por volta de 2,5%. A taxa deve ser paga no mínimo quatro dias antes da viagem. Uma vez paga, não será reembolsada.

5. Vou viajar com minha família, posso preencher um formulário só para todos?

Não, é um formulário e uma taxa por passageiro.

6. O que vai acontecer quando eu chegar na Índia?

Você deve levar uma cópia impressa da Autorização Eletrônica de Viagem (ETA, que será enviada por e-mail). Chegando na imigração, já na Índia, eles vão pegar esse documento, suas informações biométricas e autorizarão sua entrada. A Autorização Eletrônica de Viagem (ETA) é válida para a entrada em 25 aeroportos: Ahmedabad, Amritsar, Bagdogra, Bangalore, Calcutá, Calicut, Chennai, Chandigarh, Cochin, Coimbatore, Delhi, Gaya, Goa, Guwahati, Hyderabad, Jaipur, Lucknow, Mangalore, Mumbai, Nagpur, Pune, Tiruchirapalli, Trivandrum, Varanasi e Vishakhapatnam. Ainda, cinco portos marítmos: Cochin, Goa,  Mangalore, Mumbai e Chennai.

É permitido sair do país por qualquer cidade!

7. Posso prorrogar ou renovar esse visto?

O visto de turismo eletrônico pode ser pedido no máximo duas vezes por ano. Ele não pode ser prorrogado ou convertido para outros tipos de visto.

8. Quais são os documentos necessários para fazer a solicitação online?

– Passaporte com no mínimo seis meses de validade. É preciso digitalizar a pagina de identificação do documento (com a foto e dados) e salvar em formato PDF. O tamanho mínimo é de 10kb e o máximo de 300kb.

– Fotografia recente e frontal do rosto com fundo branco. Formato JPEG. Tamanho: Mínimo de 10 Kb / Máximo de 1 Mb. A altura e largura da foto devem ser iguais.

– Você deve preencher o formulário em inglês.

9. Como me aplicar para o Visto de Turista Eletrônico ou Tourist Visa on Arrival?

Entre no site: indianvisaonline.gov.in e clique no quadradinho laranja “Visa On Arrival Application”.

No formulário, além dos documentos solicitados acima você deve preencher seus dados pessoais como endereço, data de nascimento e profissão. Você também precisa indicar o aeroporto que vai entrar na Índia e a data prevista da viagem.

É possível salvar o formulário para terminar de preencher mais tarde.  O governo indiano disponibiliza, 24h por dia, um Centro de Apoio de Vistos. O serviço está disponível pelo número +91 11 24300666 ou por email: [email protected]

Quando terminar de preencher tudo, você deve pagar a taxa do visto e só então receberá o ETA por email.

Vai viajar? O seguro de viagem é obrigatório em dezenas de países e indispensável nas férias. Não fique desprotegido na Índia. Veja como conseguir o seguro com o melhor custo/benefício para o país – e com cupom de desconto.


Compartilhe!



Com o 360meridianos, você encontra as melhores opções para planejar a sua viagem. Confie em quem já tem prática no assunto!

 

Reserve seu hotel com o melhor preço e alto conforto

 


Veja as melhores opções para seguros de viagem

 


Transfira dinheiro para o Brasil e exterior com menos taxas

 


Alugue veículos com praticidade e comodidade

 




Quer 70 páginas de dicas (DE GRAÇA!)
para planejar sua primeira viagem?




Luiza Antunes

Sou jornalista, tenho 30 anos e moro no Porto, Portugal, quando não estou viajando. Eu já larguei meu emprego três vezes para viajar e finalmente encontrei uma profissão que me permite "morar no aeroporto". Já tive casa em quatro países diferentes, dei a volta ao mundo e cumpri minha meta de visitar 30 países antes dos 30. Mas o mundo é muito maior e, se puder, quero conhecer cada canto dele e inspirar vocês a fazer o mesmo. Siga @afluiza no Instagram

  • 360 nas redes
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
  • Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

218 comentários sobre o texto “Como tirar o visto da Índia pela internet

Carregar mais comentários
2018. 360meridianos. Todos os direitos reservados. UX/UI design por Amí Comunicação & Design e desenvolvimento por Douglas Mofet.