Tags:
Atlas: Lima, Peru

Como é o voo da Avianca para Lima

Os relógios marcavam duas e meia da manhã quando eu chamei o Uber que me levaria para Guarulhos. O voo da Avianca para Lima, no Peru, exige que os passageiros sejam madrugadores: sairíamos às 5h55 da matina. Por outro lado, a vantagem é chegar na capital peruana cedo, às 9h da manhã, após 5h10 de voo e em condições de aproveitar o dia (e a gastronomia) da cidade.

A empresa colombiana Avianca, que em 2009 se fundiu com a caribenha TACA e há alguns anos passou a operar também no Brasil, ocupando o lugar e o nome da antiga OceanAir, virou a segunda maior companhia área da América Latina. Apenas a LATAM, fusão da chilena LAN com a brasileira TAM, é maior. Nos últimos anos, a Avianca se tornou uma opção para voar para os Estados Unidos, para o Caribe e para outras partes da América do Sul a partir do Brasil.

Veja também: Peru, muito além de Machu Picchu

Onde ficar em Lima: dicas de bairros e hotéis

Vai viajar? O Seguro de Viagem é obrigatório em dezenas de países e indispensável em qualquer viagem. Não fique desprotegido no Peru. Veja como conseguir o seguro com o melhor custo/benefício com nosso código de desconto.

O voo da Avianca para Lima a partir de Guarulhos é diário – a volta do Peru para o Brasil sai sempre às 22h, horário de Lima, e chega em solo verde e amarelo às 4h55, hora brasileira. Os relógios no Peru marcam duas horas a menos em relação ao horário oficial de Brasília. Além disso, a empresa também opera voos diretos para Lima a partir de Porto Alegre (diários, sempre às 6h25 e com volta às 22h30) e do Rio de Janeiro (diários, saída às 5h35 e volta às 21h30). Além da Avianca, a LATAM voa para a capital peruana.

Como foi minha experiência de voo

Voamos num Airbus A321, com 194 lugares, sendo 12 deles na classe executiva, que ocupa três fileiras na parte dianteira da aeronave, de duas em duas poltronas, e o restante na classe econômica, onde viajei e que tem os assentos distribuídos em fileiras de três. Na ida dei azar: fui no meio. Apesar disso, não achei desconfortável e tinha algum espaço para as pernas.

voos para Lima, no Peru

O ponto negativo, por outro lado, foi a falta de entretenimento de bordo individual. Tudo bem que o voo era de madrugada, tudo bem que ninguém tinha dormido direito e eu mesmo demorei poucos minutos para apagar, mas, mesmo assim, fez falta. E lembrando que o voo não é dos mais curtos – são mais de cinco horas!

Voo da Avianca para Lima, no Peru

A comida estava dentro do padrão de voos do mesmo tipo que já fiz pela América do Sul. Era simples, mas não comprometia. Pedi uma massa no voo de ida, comi o pãozinho e até as frutas, mas ainda deixei sobrar um pouco.

Dica importante, mas que eu mesmo deixei passar, até por não estar na janelinha: pouco mais de uma hora antes de pousar em Lima, o avião começa a sobrevoar os Andes. Se tiver oportunidade, pegue a câmera, abra bem os olhos e curta o visual, que, dizem os que viram, é um espetáculo. Como o voo de volta é noturno, nele não dá para ver nada.

Voo da Avianca para Lima

Saímos de Guarulhos no horário e chegamos em Lima pontualmente. Por falar na cidade peruana, cabe elogios para o Aeroporto Jorge Chávez, que já foi indicado algumas vezes como o melhor da América do Sul, pela Skytrax Research.

O voo de volta, uma semana depois, também foi num A321. Mas com uma diferença: dessa vez tínhamos sistema de entretenimento individual, o que foi ótimo, já que embarcamos cedo, às 21h30,  e eu ainda não estava com sono. Já dentro do avião, sentado no corredor (ufa!) houve um atraso de quase uma hora, período em que o piloto e técnicos ficaram na cabine tentando resolver algum problema.

voo da avianca para o peru

Tudo resolvido, levantamos voo. Além do entretenimento de bordo, também gostei mais da comida no voo de volta, que continuou simples, mas estava mais interessante. Chegamos em Guarulhos com atraso, mas bem.

Fiz uma pesquisa de preços e descobri que o voo direto para Lima custa entre R$ 900 e R$ 1100, mais as taxas. Isso, claro, é uma estimativa – você pode achar tarifas mais baratas ou até pagar bem mais que isso, dependendo da época do ano. Ao contrário do que eu esperava, os voos a partir de Porto Alegre são até um pouco mais baratos – e mais curtos – que os que partem do sudeste.

*O 360meridianos viajou ao Peru a convite do Submarino Viagens e da PromPerú.


Compartilhe!



Com o 360meridianos, você encontra as melhores opções para planejar a sua viagem. Confie em quem já tem prática no assunto!

 

Reserve seu hotel com o melhor preço e alto conforto

 


Veja as melhores opções para seguros de viagem

 


Transfira dinheiro para o Brasil e exterior com menos taxas

 


Alugue veículos com praticidade e comodidade

 




Quer 70 páginas de dicas (DE GRAÇA!)
para planejar sua primeira viagem?




Rafael

Quando criança, eu queria ser jornalista. Alcancei o objetivo, mas uma viagem de volta ao mundo me transformou em blogueiro. Já morei na Índia, na Argentina e em São Paulo. Em 2014 voltei para Belo Horizonte, onde estou perto da minha família, do meu cachorro e dos jogos do América. E a uma passagem de avião de qualquer aventura. Siga minhas viagens também no instagram, no perfil @rafael7camara no Instagram

  • 360 nas redes
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
  • Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

10 comentários sobre o texto “Como é o voo da Avianca para Lima

  1. Comprei um vôo Avianca Taca no trajeto Rio -Lima-Miami. Já li alguns comentários negativos sobre. Alguém que já tenha feito esse trajeto pode me dar uma opinião?

  2. Teve que pagar alguma taxa de 177 dólares para ir pela Avianca?
    Estou lendo que quando compram vôo domestico pelo Peru com a Avianca tem essa taxa absurda para estrangeiros.

  3. Em geral, gostei do voo da Avianca para Peru. Fiz conexão em Lima com destino final em Cusco.
    Posso dizer que a unica coisa que me incomodou, foi realmente o fato de não ter entretenimento individual, para um voo de mais de 5h! Quase não consigo dormir no avião, e isso dá a sensação de que o voo demora muito mais – foram 5h que pareceram 8h, sério!
    Me chamou atenção o que vc falou sobre o aeroporto de Lima. Realmente a estrutura é muito boa, mas achei inacreditável não haver NENHUM banco para sentar fora das áreas de embarque. Esperei uma conexão de 5h sentada/deitada literalmente no chão, e não era a unica.

  4. O A321, assim como o 757 são terríveis para voos longos, por serem aeronaves de corredor único e com mais de 200 assentos. O sistema de entretenimento quebra um galho, mais de 5 horas de voo é sofrível, eu fiz GRU x Madri em um A340 da Iberia sem sistema de entretenimento, foi bem ruim, aproveitei pra escrever.

  5. Vale lembrar que a madrugada no Brasil compensa aqueles que também deem conexões na capital Peruana e também na Colombiana. Já que os voos foram calculados para seguirem conectando para Centro América e Norte América.

  6. Voar por 4-5 horas sem entretenimento individual é uma tortura (ao menos para mim que não dorme quase nada em aviões).

    Mas se o preço estiver bom, vale a pena o ‘sacrifício”!

2018. 360meridianos. Todos os direitos reservados. UX/UI design por Amí Comunicação & Design e desenvolvimento por Douglas Mofet.