White Mountains, neve e esqui nos Estados Unidos

Você já ouviu falar nas Montanhas Brancas (ou White Mountains)? Quando planeja uma viagem para os Estados Unidos, pensa em incluí-las no trajeto? Se não, saiba que muitos outros brasileiros pensaram. E centenas de norte-americanos também. A Floresta Nacional das Montanhas Brancas (White Mountains National Forest) é um parque nacional nos Estados Unidos, localizado principalmente no estado de New Hampshire – e um pedaço no Maine – que fica no norte da costa leste do país. A cadeia de montanhas faz parte dos montes Apalaches e possui diversas estações de esqui, além de trilhas, belezas naturais e um monte de atrações, principalmente para famílias ou grupos de amigos (mas também é legal para casais buscando viagens românticas).

Eu estive lá no inverno de 2008-2009, enquanto fazia intercâmbio em Lincoln, uma das cidades turísticas do circuito das montanhas. Apesar do meu trabalho exaustivo no McDonalds, nos dias de folga eu aproveitava para conhecer um pouco mais a região.

White Mountains - Estados Unidos

O primeiro grande atrativo das White Mountains é a proximidade com Boston, a cerca de duas horas; e Nova York, cerca de cinco horas. Ou seja, é possível dar uma escapadinha da visita às grandes cidades e conhecer um lugar lindo ou se aventurar esquiando. A região tem um sem fim de hotéis e resorts de todos os preços e opções de conforto. Também tem vários restaurantes e opções de pubs para quem quer se divertir durante as noites (eu ia escondida e entrava pelos fundos, porque não tinha 21 anos. Clandestinidade, a gente vê por aqui).

Esqui nas White Mountains, Estados Unidos

O que não falta nas White Mountains são estações de esqui. Attitash, Bretton Woods, Waterville Valley, Wildcat, Cannon e Loon são algumas delas. Além de fazer esqui e snowboarding, as estações também oferecem atividades como cross-country skiing, snow tubing e snowmobile. É uma região onde neva muito, então você não corre o risco de chegar lá e não ter neve para brincar.

Eu frequentava a Loon Moutain, que é a estação de esqui de Lincoln. Lá tem a maior gôndola de New Hampshire, com uma vista linda. Foi o lugar que mais gostei de esquiar até hoje (fui também no Chile e na Nova Zelândia). O motivo é exatamente a beleza da vista. Como a estação fica em uma floresta nacional, as pistas em geral são circundadas por árvores e eles organizam a decida de forma a parecer que você está dando voltas pela montanha, ao invés de descer direto e reto. Eu só fui nas pistas fáceis, para iniciantes e famílias – sempre tive muita assistência do pessoal da montanha. Achei as pistas bem sinalizadas (no Chile eu não conseguia distinguir a pista verde da azul, por exemplo).

Bretton Woods é outra estação que é muito em recomendada, uma amiga trabalhava lá, mas eu não fui esquiar. É lá que fica o Monte Washington, o pico mais alto da região. Aliás, se o nome Bretton Woods te soa familiar, não estranhe. Foi lá que ocorreram as conferências de Bretton Woods, em 1944, no hotel Mont Washington: essa conferência, resumidamente, reuniu 44 países para definir regras para relações comerciais e financeiras entre os países mais industrializados do mundo – com isso foi criado o FMI e o BIRD. Então, para quem curte história ou economia, ainda é um passeio cultural.

Montanhas Brancas, Estados Unidos

E quanto custa esquiar por lá? O passe do lift, verificado em janeiro de 2013, custa entre 60 e 80 dólares para adultos. Comprando passes para mais de um dia tem desconto. O aluguel do equipamento fora da montanha é sempre mais barato. Em Lincoln, as grandes lojas de aluguel deixavam sempre cupons de desconto no McDonalds, por isso é bom dar uma olhada. Também existem várias lojas pequenas, no caminho da cidade para a montanha, que além do aluguel, vendem roupas (novas ou de segunda mão) a ótimos preços. E se você for pequeno ou magro, vale muito a pena dar uma olhada na seção infantil, onde tudo é MUITO mais barato – minhas calças de esqui novas custaram cerca de 10 dólares, na época. Para ir de Lincoln até a montanha tinha um ônibus grátis.

White Mountains além do esqui ou fora do inverno

As estações do ano na região das White Mountains são muito certinhas, então as atrações seguem esse calendário e programas de verão e primavera não estarão abertos durante o inverno, assim como algumas atrações naturais também podem estar fechadas por conta da neve.

Além de esquiar, há várias coisas para fazer por lá. Dizem que a época mais bonita é o outono, por volta de setembro e outubro. E a época mais cheia (de americanos) é o verão, por conta dos parques temáticos e atrações familiares.

Estação de esqui nos Estados Unidos

Existem três opções de passeios de trem pelas montanhas e seus belos cenários, o Conway Scenic Railroad, Mount Washington Cog Railway e o Hobo Railroad. A última, na época de natal realiza um “Expresso Polar” noturno – as crianças e os pais vão de pijamas e o passeio tem uma temática natalina. Outra programação para crianças durante o natal é o Santa’s Village, que é um parque temático natalino, com direito a carrossel de renas.

Para quem tem interesse em caminhadas pela natureza, o Flume Gorge é uma opção excelente. É um desfiladeiro natural impressionante, com cachoeiras e piscinas naturais pelo caminho. Ele está localizado dentro de um parque estadual onde ficava o Old Man of the Mountain, uma figura de pedra, cravada naturalmente na montanha, que é o emblema de New Hampshire. As pedras desmoronaram em 2003, mas ainda tem um memorial sobre a formação rochosa. Por ali também ficam dois lagos, o Echo Lake e o Profile Lake. Quem quiser chegar na região de Cable Car, pode pegar o Cannon Aerial Tramway, que oferece vistas até do Canadá!

Esqui nos Estados Unidos

Uma opção legal, em outro ponto das montanhas, é Lost River, uma região formada na Era Glacial, com muros de pedras, cavernas e cascatas. E o Polar Caves Park também oferece passeios por cavernas e trilhas, além de ter museus e exibição de animais. Já para quem quer curtir parques temáticos, há algumas alternativas: Six Gun City & Fort Splash, Story Land e Whale’s Tale Water Park.

Como chegar e como se locomover por lá

Montanhas nos estados Unidos

Os pontos turisticos ficam em cidades diferentes, mas próximas umas das outras. Você pode escolher só um lugar que queira conhecer e ficar por lá, ou circular entre as cidades. Um atrativo para circular são as estradas, que fazem parte do passeio, como a The Kancamagus Highway, que vai de Lincoln a North Cornway. É conhecida como “Scenic Drive”, por causa da beleza da vista ao redor. O ideal seria alugar um carro e rodar pela região. O veículo também é de grande utilidade para quem vai esquiar e quer evitar carregar os equipamentos até o ponto de ônibus.

Para chegar lá, saindo de outros estados, só é possível de carro ou de ônibus. As distâncias são curtas. Porém, as opções de horários de ônibus, saindo de Boston ou Nova York, são poucas. De Boston, o ônibus sai do aeroporto. De Nova York é preciso pegar um ônibus até Concord ou Manchester, em New Hampshire, e de lá pegar um outro ônibus para uma das cidades menores – mas é importante ficar atento aos horários disponíveis. Quem puder alugar carro, sai barato e é definitivamente mais prático.

Atenção: Não é uma boa ideia viajar para os Estados Unidos sem um seguro de saúde internacional, já que os custos hospitalares lá são altíssimos. Leia aqui como achar um seguro com bom custo/benefício (e com desconto!)


Compartilhe!



Com o 360meridianos, você encontra as melhores opções para planejar a sua viagem. Confie em quem já tem prática no assunto!

 

Reserve seu hotel com o melhor preço e alto conforto

 


Veja as melhores opções para seguros de viagem

 


Transfira dinheiro para o Brasil e exterior com menos taxas

 


Alugue veículos com praticidade e comodidade

 




Quer 70 páginas de dicas (DE GRAÇA!)
para planejar sua primeira viagem?




Luiza Antunes

Sou jornalista, tenho 30 anos e moro no Porto, Portugal, quando não estou viajando. Eu já larguei meu emprego três vezes para viajar e finalmente encontrei uma profissão que me permite "morar no aeroporto". Já tive casa em quatro países diferentes, dei a volta ao mundo e cumpri minha meta de visitar 30 países antes dos 30. Mas o mundo é muito maior e, se puder, quero conhecer cada canto dele e inspirar vocês a fazer o mesmo. Siga @afluiza no Instagram

  • 360 nas redes
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
  • Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

16 comentários sobre o texto “White Mountains, neve e esqui nos Estados Unidos

  1. Boa tarde.
    Estou procurando algo para fazer no dia de acao de gracas (24/nov).
    Voce sabe me dizer alguma opcao legal de passeio? Sei que nesse dia dificilmente estara nevando, mas algumas estacoes fazem sua propria neve… saberia me dizer qual sempre faz isso?
    E mesmo sem neve, alguns passeios legais pela montanha para se fazer…

    Muito obrigado!!!

    1. Olá Nicolas,

      Pelo que dei uma lida nos sites das estações (indicados no post) as estações abrirão para esqui a partir dessa semana.

      Além disso, no próprio site das White Mountains eles listam as atrações e passeios disponíveis para todas as épocas do ano.

      Dá uma olhada: http://www.visitwhitemountains.com/attractions/adventures-and-activities
      http://www.visitwhitemountains.com/attractions/hiking-the-whites
      http://www.visitwhitemountains.com/attractions/historic-adventures
      http://www.visitwhitemountains.com/attractions/natural-wonders
      http://www.visitwhitemountains.com/attractions/outdoor-recreation

      Abraço

  2. Que bacana. Eu vim aqui no blog procurando dicas sobre o Canadá e encontrei essa delícia de post sobre as White Mountains, que eu tenho um carinho tão especial, porque foi lá que aprendi e peguei o gostinho por esportes de neve. Ainda tenho família por lá, o que me faz querer voltar cada vez mais.

    Beijocas,

    Sandra

    1. Ei Sandra,

      Infelizmente ainda não estivemos no Canadá, mas eu também tenho muito carinho pelas White Mountains, te confesso que ainda não achei montanhas mais bonitas para esquiar!

      Quero muito voltar lá um dia para matar as saudades.

      bjs

  3. Boa noite, Luiza. Muito bom este seu post (o blog todo ta ótimo)!
    Vou em outubro com marido e filho de 2 anos para Montreal. Queremos alugar um carro e ir ate Boston, passando por Toronto, Niagara Falls etc. Na volta, eu gostaria de conhecer as White Mountains. Tu achas que é viável?
    Ficaremos 15 dias. Abraços!
    Estou te seguindo no Instagram.

  4. Oi Luiza, adorei suas dicas, vou para Boston do dia 22/12 a 03/01,já conheço Boston e agora irei uns dias para essa região, gostaria de saber se vc me sugere algum hotel. Obrigada!

    1. Oi Marisa,

      Olha, eu fui lá há muito tempo, não tenho uma dica especifica de hotel, mas me lembro que tinha vários, de todos os jeitos. Por exemplo, em Lincoln, cidade de 1000 habitantes, tinha mais de 7 opções de hotéis.

      Minha dica é que você procure um hotel que ofereça transporte ida e volta para a montanha, se você não estiver de carro.

      bjs

  5. Estou indo para lá esquiar em dez/2013 no Loon Mountain. Tenho um filho de 11 anos e vai gostar do passeio de trem Polar Express. Valeu pelas dicas.

    1. Que legal Roberto! Tenho muita vontade de voltar lá. Se lembrar, mande um oi para o pessoal que trabalha no McDonalds.
      E se quiser mais dicas, só falar. bjs

2018. 360meridianos. Todos os direitos reservados. UX/UI design por Amí Comunicação & Design e desenvolvimento por Douglas Mofet.