Comidas e bebidas típicas da Ilha da Madeira

Antes da minha viagem à Ilha da Madeira, minhas colegas portuguesas do mestrado, entre elas uma madeirense legítima, fizeram uma listinha das coisas que eu deveria comer lá. Eu, obediente como sou, comi tudinho e ainda vim aqui repassar as dicas para vocês. Afinal, comer bem é uma boa ideia em qualquer viagem. Além das comidas, também testei algumas das bebidas típicas da Madeira.

Bolo do Caco

Chama-se bolo, mas na verdade é um pão típico que tem o formato redondo, como um bolo, porque é assado sobre uma pedra de basalto bem quente, também conhecida como caco. Assim, ele fica com uma crosta bem fininha crocante e o resto macio.

bolo do caco ilha da madeira

O bolo de caco é sempre consumido com manteiga temperada com alho e ervas e mais algum recheio a sua escolha. Normalmente é servido como entrada em restaurantes ou como refeição mesmo, em formato de sanduíche.

Bolo de mel

Bolo de mel ilha da madeira

O bolo de mel, ao contrário do bolo de caco, é de fato um bolo. É mais seco, feito com mel de cana, típico por aquelas bandas desde o século 16, quando começou a produção de açúcar na ilha. É temperado com canela, erva-doce, nozes, amêndoas e frutas cristalizadas. Lembra um pouco um panetone, mas com uma massa mais consistente e doce.

bolo-de-mel-madeira

Foto: Iguaria

Espada com Banana

ilha da madeira espada com banana

O peixe mais típico da Ilha da Madeira é o espada preto, que nada em águas profundas e que tem um aspecto assustador, pelo menos quando visto no mercado. Porém, também é muito saboroso, principalmente quando preparado à moda da Madeira, com molho de maracujá e banana assada.

ilha da madeira peixe espada preto

Buu!

Espetada

espetada

Via: Paraíso Luso

Esse prato é um velho conhecido do Brasil – o nosso famoso e amado espetinho. A Ilha da Madeira tem a sua espetada típica, que é feita com um espeto comprido de pau de louro. A espetada pode ser feita com carne de vitela, porco ou atum.

Vinho da Madeira

Assim como Porto tem um vinho famoso que leva seu nome, a Madeira também tem um vinho próprio que é o seu maior produto de exportação. Anualmente, são produzidos cerca de 4 milhões de litros por ano, uma tradição que remonta à época da ocupação da ilha, em 1419.

É um vinho mais doce, de alto teor alcoólico. Ou seja, se você gostar do vinho do Porto, vai gostar do vinho da Madeira, e se não curtir muito, vale a mesma regra.

Madeira_Wine

Crédito: y kawahara – CC BY 2.0

As principais marcas são: Madeira Wine Company, Vinhos Justino Henriques, H. M. Borges, Henriques & Henriques (provei esse), Pereira d’Oliveira e Vinhos Barbeito.

Poncha

Poncha

Via: Patria Lusa Bar

A Ilha da Madeira tem a sua própria versão da caipirinha: a Poncha, que é feita de aguardente de cana, açúcar e limão ou outra fruta, como maracujá. Na verdade, as nossas caipirinhas é que se inspiraram na Poncha, mas hoje em dia a fama é nossa.

A grande diferença entre as duas bebidas é que a Poncha parece ser feita com o suco concentrado da fruta, e não com a fruta “esmagada”, como no Brasil. Eles também vendem Poncha engarrafada, mas é terrível. Beba uma fresca, bem gelada, em qualquer bar ou restaurante na Ilha.

Frutas

mercado municipal funchal

Poucas coisas me divertiram tanto nessa vida quanto duas meninas da República Tcheca tirando uma série fotos emocionadas com um pé de banana no Jardim Botânico. Pois é, o exótico está nos olhos de quem vê. E a Ilha da Madeira é a rainha das “frutas exóticas”, pelo menos para os padrões europeus. Eles produzem diversos tipos de banana, incluindo um tipo específico, a banana da madeira, que é mais firme e amarelada.

O que chamou a atenção até dessa brasileira que vos fala foram os vários tipos de maracujá. Como essa é uma das minhas frutas favoritas (e é praticamente impossível encontrá-la em Coimbra), os vendedores acabaram me convencendo a comprar algumas versões muito caras no Mercado Municipal de Funchal: mas tinha maracujá tomate, maracujá limão, maracujá banana, além das versões que a gente encontra no Brasil. Enfim, vale a pena se aventurar pelas frutas diferentes produzidas na Madeira, mesmo que você não tenha interesse nas fotos com o pé de manga ou goiaba, rs.

Vai viajar? O Seguro de Viagem é obrigatório em dezenas de países da Europa e pode ser exigido na hora da imigração. Além disso, é importante em qualquer viagem. Veja como conseguir o seguro com o melhor custo/benefício e garanta promoções.

Clube Grandes Viajantes

Olá, somos a Luíza Antunes, o Rafael Sette Câmara e a Natália Becattini. Há 10 anos fazemos o 360meridianos, um blog que nasceu da nossa vontade de conhecer outras terras, outros povos, outras formas de ver o mundo. Mas nós começamos a sonhar com a estrada ainda crianças e sem sair de casa, por meio de livros sobre lugares fantásticos. A gente acredita que algumas das histórias mais incríveis do mundo são sobre viagens: a Ilíada, de Homero, Dom Quixote, de Cervantes; Harry Potter, Senhor dos Anéis e Guerra dos Tronos. Todo bom livro é uma viagem no tempo e no espaço. E foi por isso que nasceu o Grandes Viajantes: o clube literário do 360meridianos. Uma comunidade feita para você que ama ler, escrever e viajar.

Somos especialistas em achar livros raros, já esquecidos pelo tempo. Fazemos a curadoria de crônicas, contos e histórias de escritores e escritoras incríveis, que atualizamos numa edição moderna e bonita. A cada mês você receberá em seu e-mail uma nova aventura sempre no formato de livro digital, que são super práticos, para você ler onde, quando e como quiser.

Além do livro raro e do bônus exclusivo, recompensas que todos os nossos associados recebem, oferecemos duas experiências diferentes à sua escolha:

1) Para quem quer se aprofundar nas histórias e conhecer pessoas com interesses parecidos;< br/>
2) Para quem, além de ler, também quer escrever seus relatos.

Conheça cada uma das categorias e escolha a que combina melhor com você. Venha fazer parte do Clube Grandes Viajantes.

recompensas clube recompensas clube


Compartilhe!







KIT DE PLANEJAMENTO DE VIAGENS
Receba nossas novidades por email
e baixe gratuitamente o kit




Luiza Antunes

Sou jornalista, tenho 30 anos e moro no Porto, Portugal, quando não estou viajando. Eu já larguei meu emprego três vezes para viajar e finalmente encontrei uma profissão que me permite "morar no aeroporto". Já tive casa em quatro países diferentes, dei a volta ao mundo e cumpri minha meta de visitar 30 países antes dos 30. Mas o mundo é muito maior e, se puder, quero conhecer cada canto dele e inspirar vocês a fazer o mesmo. Siga @afluiza no Instagram

  • 360 nas redes
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
  • Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

19 comentários sobre o texto “Comidas e bebidas típicas da Ilha da Madeira

  1. Olá Luiza! Sendo madeirense de gema, amante da Madeira e profissional do turismo felicito pelo artigo e pela forma como foi guiada gastronomicamente pela madeirense de gema! No entanto acrescentaria uma quantidade de iguarias de encher o olho!! Quando quiser visitar-nos, a ementa é por nossa conta!

    Melhores Cumprimentos,

    Marco Vieira
    CEO Madeira Island Vacations
    https://madeiraislandvacations.com

  2. ola pessoal sou a lena , vou de ferias pra Madeira .
    gostaria que me dessem umas dicas onde comer (barato) pontos a visitar.

    De 12 a 15 de maio 2017

    Lena

  3. Olá! Gostei do blog, eu estou pesquisando sobre a ilha, pois estou escrevendo um livro, uma história fictícia sobre o meu avô materno, estou adorando pesquisar sobre a ilha, e a culinária não podia faltar. Vou para a ilha visitar e conhecer me Julho de 2017, assim que meu livro ficar pronto. Moro em são paulo, brasil. Um abraço e boa semana.

  4. olá. Pretendo ir à Madeira em Outubro ou Novembro. Iremos eu e meu marido. Mas, estou pensando em levar tb minha mãe que tem 82 anos. Apesar da idade, é uma senhora disposta, alegre e adora viajar. Porém, apesar da saúde e energia, são 82 anos e por isso gostaria de saber de você se a cidade oferece opções para roteiro para a terceira idade. Obrigada e parabéns pelo seu blog!

  5. Hola, gostei muito das dicas. Estou viajando pra Madeira e gostaria se pudesse me dar nomes de luares onde pode-se comer comida típica que não seja caro nem pra turistas. Muito obrigada.

    1. Oi Miri,

      Esse é um grande defeito dessa blogueira. Eu quase nunca anoto o nome dos restaurantes que vou, sorry! Eu lembro que comi num lugar bem simples na Rua das Aranhas.

      Minha sugestão é que você evite os restaurantes na região da Rua de Santa Maria, que são exatamente caros e turísticos.

      Abraço

      1. Olá.
        Por favor corrija os seguintes nomes:
        É “Cais do Sardinha” e não “da Sardinha” e “Rua dos Aranhas” e não “das Aranhas”.
        Ambos referem-se a nomes de pessoas.

    2. Bem como sou um madeirense de raiz posso lhe dizer onde se come muito bem e sem ser caro! Tem muitas opções de escolha como por exemplo o viola, o lagar, o santo António e restaurantes na localidade de câmara de lobos freguesia do estreito de câmara de lobos. Muitas saudades da “minha” ilha

  6. Não conhecia a comida da Ilha da Madeira. Achei-a muito diferente da servida no continente. Mas, acredito que deva ser igualmente excelente!

2018. 360meridianos. Todos os direitos reservados. UX/UI design por Amí Comunicação & Design e desenvolvimento por Douglas Mofet.