Tags:
Atlas: Inglaterra, Londres, Reino Unido

A Londres dos filmes e livros

Tudo começou em Camelot, sem data precisa, diz a lenda. Meu caso de amor com os ingleses começou com a espada na pedra, a Távola Redonda, Morgana, Arthur e Lancelot (não gosto da Guinevere), nos tempos de Brumas de Avalon e minha imaginação fértil.

Não é segredo para ninguém que me conhece um pouco que Londres é a minha cidade favorita do mundo, mesmo antes de ter ido lá. O sotaque britânico me cativa. A rainha Elizabeth (a primeira, não essa de agora) é um dos meus ídolos feministas. E, para além da história do Império Britânico, das guerras e revoluções, temos as histórias das histórias de Londres, que estão aí desde Excalibur.

London Bridge is falling down, falling down, falling down

A Torre de Londres foi construída em 1066. Foi palco de assassinatos, decapitações, assaltos, torturas e mistérios, retratada em diferentes narrativas. O monumento está a somente 19 libras de uma visitação incrível, principalmente para quem acompanha a trajetória de Henrique XIII, Ana Bolena e a já citada Elizabeth na TV ou no cinema.

Do outro lado do Tâmisa, atravessando a Tower Bridge, está um complexo de prédios modernos – é a prefeitura. Para mim, essa é um das magias de Londres: a capacidade de concentrar, em uma só cidade, o moderno e o antigo sem criar contrastes estranhos. Tudo ali respira metrópole, ao mesmo tempo em que consegue manter muita conexão com a história e tradições.

Planeje sua viagem: Saiba onde ficar em Londres 

A Londres dos filmes e livros
Atenção, não confunda a ponte de Londres (abaixo) com a ponte da Torre (foto acima).

London Bridge_ Ponte de Londres

E se endereços como 221B Baker St. fazem algum sentido para você, bem vindo a Londres! A capital, além de valorizar suas construções históricas e seus monumentos, também abre à visitação lugares imortalizados pela cultura. E não é à toa. Londres inspira, estimula e está na vanguarda cultural desde sempre até hoje. Mas para falar mais sobre isso, voltemos ao Sherlock.

Elementar, meu caro Watson

Fachada do Museu do Sherlock Holmes

Na rua Baker Street, exatamente no número 221B, foi construído um museu bastante detalhado de como seria a casa do famoso detetive criado por Sir Arthur Conan Doyle em 1887. Já na 48 Doughty Street, é a casa onde Charlies Dickens viveu que virou museu. Fica em Camden Town.

Esta região esteve nos noticiários em 2011, porque Amy Whinehouse nasceu, cresceu, bebeu e morreu no bairro. Aliás, este é melhor lugar para encontrar gente de todo tipo, lojas de todo tipo, roupas de todo tipo, tudo bem barato. (Visite o Camden Market por volta de 16h, perto da hora de fechar. Os vendedores vão estar mais dispostos a barganhar e você ganha mais desconto).

camden market londres

Ficou um pouco confuso? Pois fique atento! Em vários pontos da cidade existem placas azuis redondas dizendo, por exemplo: “Dame Agatha Christie (1890 – 1976) – Detective Novelist and play wrighter lived here 1934 – 1941”. Encontramos esses locais  com a mesma frequência em que vimos placas indicando que algum espaço havia sido destruído durante a Segunda Guerra Mundial  – aproveitando a deixa, visitem o Museu Imperial da Guerra e o Wiston Churchil Gabinet Museum.

Depois, vale ir até o West End e assistir Mouse Trap, uma das peças de Christie que está em exibição desde 1952. Ou, quem sabe, dar um pulinho no Shakespeare’s Globe, réplica do teatro que foi destruído em 1613 por um incêndio e reconstruído a 230m do mesmo lugar, em 1997. A réplica conserva as mesmas características da época de Romeu e Julieta e Hamlet.

Museu do Sherlock Holmes

Harry: E a gente pode achar tudo isso em Londres? Hagrid: Apenas se você souber aonde ir

plataforma kings cross londres

Não estranhe se, ao pegar um trem, lá pelas bandas da King’s Cross, encontrar um monte de gente fazendo fila para tirar foto de um carrinho entrando em uma parede. Afinal, se você não esteve desligado do mundo nos últimos  anos, sabe que ali, entre as Plataformas 9 e 10, encontra-se o portal para entrada no Expresso de Hogwarts e o mundo de Harry Potter.

Como a estação está em reforma, conscientes da importância do local para nós, turistas, eles reconstruíram a plataforma 9 3/4 do lado de fora da estação. Alem disso, existem diversas ofertas de Tour Harry Potter por Londres, nos lugares de gravação do filme e nos endereços citados por J.K. Rowling ao longo dos livros. E para completar, o London Film Museum traz um acervo sensacional, não só de Harry Potter, mas de boa parte dos filmes que foram rodados nos estúdios ingleses.

londres museu do filme harry potter

londres-harry-potter

Museu do Filme de Londres

Cause London is drowning and I, I live by the river

Por outro lado, se sua onda é música, já deve saber que boa parte das bandas ou artistas considerados “os melhores de todos os tempos” surgiram em Londres ou tiveram um papel importante na cidade. Elton John, David Bowie, Queen, The Rolling Stones, Led Zeppelin, Sex Pistols, The Clash e até Spice Girls (ok, esqueça aquela parte dos melhores, nesse caso), só para citar alguns. Existem vários espaços musicais ou pubs – from east to west, onde diversidade é a palavra de ordem, basta escolher que tipo de música você curte – super democrático.

Abbey Road Londres Beatles

E antes que você pense que eu estou me esquecendo de uma certa banda, dê uma checada naquela rua, a Abbey Road, sabe? Uma das faixas de pedestres mais reconhecidas do mundo está lá para ser fotografada e para atrapalhar o tráfego de carros da região com a legião de turistas que param o trânsito dia e noite (não acredita? Confira na câmera ao vivo) para imitar a capa do disco de 1969. E você também pode se juntar aos  fãs dos Beatles do mundo inteiro e pixar o muro do Abbey Road Studios com sua canção favorita ou mensagem. Nós já demos nossa contribuição…

Abbey Road Studios Londres

Vai viajar? O Seguro de Viagem é obrigatório em dezenas de países da Europa e pode ser exigido na hora da imigração. Além disso, é importante em qualquer viagem. Veja como conseguir o seguro com o melhor custo/benefício e garanta promoções.

Clube Grandes Viajantes

Olá, somos a Luíza Antunes, o Rafael Sette Câmara e a Natália Becattini. Há 10 anos fazemos o 360meridianos, um blog que nasceu da nossa vontade de conhecer outras terras, outros povos, outras formas de ver o mundo. Mas nós começamos a sonhar com a estrada ainda crianças e sem sair de casa, por meio de livros sobre lugares fantásticos. A gente acredita que algumas das histórias mais incríveis do mundo são sobre viagens: a Ilíada, de Homero, Dom Quixote, de Cervantes; Harry Potter, Senhor dos Anéis e Guerra dos Tronos. Todo bom livro é uma viagem no tempo e no espaço. E foi por isso que nasceu o Grandes Viajantes: o clube literário do 360meridianos. Uma comunidade feita para você que ama ler, escrever e viajar.

Somos especialistas em achar livros raros, já esquecidos pelo tempo. Fazemos a curadoria de crônicas, contos e histórias de escritores e escritoras incríveis, que atualizamos numa edição moderna e bonita. A cada mês você receberá em seu e-mail uma nova aventura sempre no formato de livro digital, que são super práticos, para você ler onde, quando e como quiser.

Além do livro raro e do bônus exclusivo, recompensas que todos os nossos associados recebem, oferecemos duas experiências diferentes à sua escolha:

1) Para quem quer se aprofundar nas histórias e conhecer pessoas com interesses parecidos;< br/>
2) Para quem, além de ler, também quer escrever seus relatos.

Conheça cada uma das categorias e escolha a que combina melhor com você. Venha fazer parte do Clube Grandes Viajantes.

recompensas clube recompensas clube


Compartilhe!







KIT DE PLANEJAMENTO DE VIAGENS
Receba nossas novidades por email
e baixe gratuitamente o kit




Luiza Antunes

Sou jornalista, tenho 30 anos e moro no Porto, Portugal, quando não estou viajando. Eu já larguei meu emprego três vezes para viajar e finalmente encontrei uma profissão que me permite "morar no aeroporto". Já tive casa em quatro países diferentes, dei a volta ao mundo e cumpri minha meta de visitar 30 países antes dos 30. Mas o mundo é muito maior e, se puder, quero conhecer cada canto dele e inspirar vocês a fazer o mesmo. Siga @afluiza no Instagram

  • 360 nas redes
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
  • Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

4 comentários sobre o texto “A Londres dos filmes e livros

2018. 360meridianos. Todos os direitos reservados. UX/UI design por Amí Comunicação & Design e desenvolvimento por Douglas Mofet.