O Museu Nacional do Azulejo, em Lisboa

O Museu Nacional do Azulejo, em Lisboa

Se tem uma coisa que Portugal sabe fazer como ninguém é transformar cerâmica em arte. Nos muros, varandas, corredores e igrejas, azulejos coloridos transformam cidades como Lisboa em um verdadeiro mosaico.

As peças, produtos de uma história que vem sendo escrita desde a Idade Média, contam casos, passam mensagens ou decoram o cotidiano português de forma abstrata.

Leia também: O que fazer em Lisboa: roteiro de 3 dias

Azulejos nas ruas de Lisboa - Portugal

Azulejos nas ruas de Lisboa - Portugal

A tradição lusitana recebeu influências diversas, como islâmica, indiana e holandesa, mas foi reinventada de uma forma única por ali. A originalidade, o simbolismo, o uso ininterrupto das peças por cinco séculos e as adaptações das técnicas conforme o estilo da época transformaram  azulejo na expressão máxima da cultura nacional e deram a ele um lugar cativo no coração dos portugueses. 

Painel de azulejo nas ruas de Lisboa - Portugal

Andar pelas ruas de Lisboa já é visitar um museu do azulejo em espaço público, mas isso não torna a visita ao Museu Nacional do Azulejo desnecessária.

Localizado em um antigo convento, o lugar reúne quinhentos anos de história dessa arte. Além de peças portuguesas, o museu também tem azulejos espanhóis e holandeses.

Painel de azulejo - Lisboa - Portugal

O lugar é repleto de painéis de azulejos que foram desenhados para decorar diferentes construções. Durante a visita, você vai notar que muitos painéis imitam tapeçaria ou pinturas. Outros ilustram passagens bíblicas, fatos da história portuguesa, casos ficcionais e até mesmo piadas.

Mural de Azulejo - Museu Nacional

Painel de Azulejo - Museu Nacional

Menina - Museu Nacional do Azulejo

É interessante também notar como os azulejos usados na decoração do prédio se incorporaram à exposição. A igreja do convento, fundado no século 16, está preservada e aberta à visitação, como parte da exposição permanente do museu.

Igreja do Museu Nacional do Azulejo

Igreja do Convento - Museu Nacional do Azulejo

O terceiro piso abriga um gigantesco painel que representa o panorama de Lisboa antes do grande terremoto de 1755, que colocou a cidade no chão. Grande parte dos prédios retratados na obra de arte foi destruída com o sismo.

Museu Nacional do Azulejo – Serviço

O Museu Nacional do Azulejo fica na Rua Madre de Deus, 4. Para chegar lá, você pode pegar os ônibus 718, 742, 794, 759 (noturno), que param em frente ao prédio. Já o 29 e o 759 te deixam a cinco minutos de caminhada, na Av. Infante D. Henrique. Se preferir ir de metrô, desça na Estação de Santa Apolónia e caminhe por 20 minutos.

O horário de funcionamento é de terça a domingo, das 10h às 18h (última admissão às 17h30). O valor do ingresso é de 5 euros. Estudantes, jovens e pessoas com mais de 65 anos pagam meia. Crianças com até 12 anos entram de graça.

Mais informações no site oficial. Você também pode comprar o Lisboa Card, um cartão que dá entrada gratuita para diversas atrações em Lisboa e acesso ao transporte público. Compre antecipadamente e evite filas!

Vai viajar? O Seguro de Viagem é obrigatório em dezenas de países da Europa e pode ser exigido na hora da imigração. Além disso, é importante em qualquer viagem. Veja como conseguir o seguro com o melhor custo/benefício e garanta promoções.

Já chamei de casa a Cidade do Cabo, Chandigarh, Buenos Aires e Barcelona, mas acabo sempre voltando pra minha querida BH. Gosto de literatura, cervejas, música e artigos de papelaria, mas minha grande paixão é contar histórias. Por isso, desde 2011 viajo o mundo e escrevo sobre o que vi. Também estou no blog sobre escrita criativa Oxford Comma.

Siga @natybecattini no Instagram

6 comentários em O Museu Nacional do Azulejo, em Lisboa

  1. Natália, lindas fotos, adorei. Estamos indo em família para Lisboa nas férias. Como é o desconto de estudante nos museus de Lisboa? É só apresentar a carteira de estudante brasileira? Vc sabe se tem limitação de idade? É que eu e meu marido estamos estudando também. Parabéns pelo post!

    • Olá Sandra, para ser mais garantido, o pessoal costuma fazer a carteirinha internacional de estudante para viajar pela Europa, mas em Portugal, por conta da facilidade da língua, costumam aceitar a brasileira sim. Claro, sempre pode ter alguém que vai implicar, mas acho mais difícil e só pelo valor do Museu do Museu do Azulejo não vale a pena fazer a outra.

  2. Que lindos, Natalia! Pena que nao fiquei sabendo desse museu antes de ir a Lisboa, no ano passado… Mas tirei muitas fotos pelas ruas e voltei totalmente apaixonada por essa arte!
    Parabéns pelo post!

Deixe um comentário