Parque Nacional de Ko Chang: um paraíso pouco explorado na Tailândia

Parque Nacional de Ko Chang: um paraíso pouco explorado na Tailândia

A poucos quilômetros do lugar onde as águas do Golfo da Tailândia passam das mãos do país para o Camboja, está um arquipélago de 52 ilhas que, até cerca de 20 anos atrás, passava despercebido pelas hordas de turistas em busca das praias paradisíacas do Sudeste Asiático. Inaugurado em 1982, o Mu Ko Chang National Marine Park foi descoberto pelos viajantes mais ou menos na mesma época em que recebeu acesso à eletricidade, mas muitas partes de suas ilhas permanecem intocadas ou ainda guardam aquela cara de vila de pescadores perdida no tempo.

Reserva de Koh Chang - Tailandia

Protegidos pelas regras de preservação do parque, o grupo de ilhas se espalha por uma região de 650 km quadrados – habitat de mais de 70 espécies de pássaros e 40 espécies de animais de outros tipos, como tartarugas, macacos, veados e serpentes, além, é claro, de dezenas de recifes de corais e animais aquáticos que tornam o lugar um destino atrativo para os praticantes de mergulho e snorkeling.

Reserva de Koh Chang - Koh Kood - Tailandia

A diversidade da vida marinha, aliás, faz do Mu Ko Chang National Marine Park um dos melhores pontos para a prática de esportes aquáticos da Tailândia. Entre os favoritos dos mergulhadores estão a costa oeste de Ko Chang, perto da praia Bang Bao, e ilhas menores como Ko Wai, Ko Rang, Ko Lao Ya e Ko Klang. Há ainda a possibilidade de mergulhar entre navios naufragados durante uma batalha naval que aconteceu por ali em 1941.

Já quem prefere o snorkeling precisa contratar um barco que leva até os recifes. Como essa atividade é mais popular entre turistas, os grupos costumam ir sempre para o mesmo lugar, na mesma hora, o que resulta em uma experiência tumultuada e massiva. Uma opção mais exclusiva – e mais cara – é contratar um guia particular com um grupo pequeno e, assim, evitar os horários de pico e os lugares mais manjados.

Cidades e ilhas do Parque Nacional de Ko Chang

A ilha que batiza a reserva natural, Ko Chang, é a maior do arquipélago e o destino mais popular dentro dos domínios do parque, seguida por Ko Kood – mais selvagem e remota – e Ko Mak, mais tranquila e relaxada que a irmã maior. Há ainda outras ilhas menores, como Ko Wai, Ko Rang, Ko Lao Ya e Ko Klang, algumas delas totalmente livres da presença humana. Ko Kood e Ko Mak não são protegidas pela reserva e, por isso, puderam desenvolver-se para o setor turístico com a presença de resorts e restaurantes. Apenas 80% de Ko Chang faz parte dos domínios de proteção ambiental, o que exclui todas as praias da costa oeste da ilha.

Por isso, a melhor maneira de explorar as maravilhas naturais do parque é usando uma das três ilhas maiores como base e comprando passeios com as agências locais. Ko Chang é, em geral, a melhor opção por oferecer mais variedade de hospedagem, infraestrutura, transporte para as outras ilhas e agências. Uma alternativa é passar algumas noites em cada uma delas e desfrutar o melhor que elas têm a oferecer.

Ko Chang

Reserva de Koh Chang - Tailandia

Considerada a capital do arquipélago, Ko Chang conta com alguns povoados que se formam ao longo de suas principais praias, sempre na costa oeste da ilha, que está fora da zona de proteção ambiental. Lonely Beach é a praia mais badalada, com festa todos os dias e um montão de mochileiros jovens que ocupam os bares e bungalows da cidade.

Leia também:  O que fazer em Ko Chang

Ali há também diversas agências de viagem que organizam excursões dentro e fora da ilha. Além das atividades aquáticas, outro grande atrativo são as caminhadas na reserva ecológica. Como 80% da ilha está sob proteção ambiental, o que não falta é natureza tropical para explorar. Não deixe de visitar também as vilas de pescadores, que ainda preservam o antigo modo de vida local.

A cidade conta com táxis (umas caminhonetes que levam passageiros sentados atrás) entre as vilas, mas em geral a locomoção é um pouco limitada e, por isso, as pessoas costumam alugar moto para explorar a ilha.

Veja aqui algumas opções de hospedagem em Ko Chang.

Ko Mak

Koh Mak - Arquipélago Koh Chang -Tailândia

Ko Mak fica 20 km ao sul de Ko Chang e é mais tranquila, fina e elegante. As praias também costumam ser mais vazias e há poucas opções de hospedagem ali, assim como de restaurantes e agências de turismo. Recomendado para quem só quer um pedaço de praia para chamar de seu por alguns dias ou apenas como um bate-volta de Ko Chang.

Ko Kood

Reserva de Koh Chang - Koh Kood - Tailandia

Ko Kood é a segunda maior ilha do arquipélago de Ko Chang. Essa ilha também é bem menos festeira que Ko Chang, mas me pareceu mais selvagem e parada no tempo que Ko Mak. Aqui também há vilas de pescadores onde não é raro escutar vietnamita em vez do tailandês – culpa da proximidade da fronteira. Uma das maiores atrações locais é a cachoeira Klong Chao, cuja queda forma uma piscina natural em meio ao cenário da floresta tropical.

Agências de Ko Chang também organizam day trips e passeios de mergulho em Ko Kood. Por isso não é necessário ficar na ilha se você não quiser. Ko Kood, no entanto, também conta com algumas boas opções de hospedagem, incluindo resorts na beira da praia por preços bem em conta.

Leia também: Ko Kood, a ilha da Tailândia onde o tempo não passa

Já chamei de casa a Cidade do Cabo, Chandigarh, Buenos Aires e Barcelona, mas acabo sempre voltando pra minha querida BH. Gosto de literatura, cervejas, música e artigos de papelaria, mas minha grande paixão é contar histórias. Por isso, desde 2011 viajo o mundo e escrevo sobre o que vi. Também estou no blog sobre escrita criativa Oxford Comma.

Siga @natybecattini no Instagram

Deixe um comentário