Como funciona um seguro de viagem?

Como funciona um seguro de viagem?

Quando planejamos uma viagem, a última coisa que passa pela nossa cabeça é algum problema que podemos ter. Afinal, pensar em ver o Coliseu é bem mais interessante do que refletir sobre ser atropelado por uma moto. Mas, no fim das contas, o seguro de viagem é uma parte importante do planejamento – sem ele você pode ficar em apuros, sem saber como pagar uma conta (gigante) de hospital ou sem grana para comprar roupas extras, caso sua mala seja extraviada. É preferível contratar e não usar, a não ter nada na hora da necessidade.

Existe um sem número de opções de seguradoras de viagem no mercado. Saber qual seguro e qual cobertura você precisa é tão importante quanto garantir que você estará segurado durante uma viagem ao exterior. Seguem algumas dicas importantes para levar em conta na hora de contratar um seguro de viagens:

A cobertura dos seguros de viagem

Quando você for contratar o seguro, é muito importante analisar o que ele cobre e qual o valor máximo da cobertura e reembolso. Por exemplo, quando fizemos a  viagem de volta ao mundo, escolhemos um seguro especifico para o período na Europa, porque sabíamos que lá, além do tratamento ser mais caro, é estipulado um valor mínimo obrigatório. Para o resto do tempo, majoritariamente na Índia, resolvemos fazer o seguro mais barato, porque como os valores são em dólar e lá o custo de vida é muito baixo, esse plano seria suficiente para cobrir tudo.

ESTRADA - ARGENTINA - Cachi

Vale a pena ver se o seu seguro atende, além das assistência médica e odontológica, coisas como seguro de bagagem, cancelamento de viagem, assistência jurídica, repatriação, seguro de vida, entre outros. É importante pensar também se você pretende fazer algum esporte que envolva riscos (esqui, mergulho, etc). Alguns seguros incluem esse valor no pacote e outros cobram mais caro por isso. Pesquisar é sempre a regra de ouro.

Seguro de viagem obrigatório

Na Europa, alguns países exigem que os turistas tenham um seguro com cobertura de € 30 mil. Todos os países que assinam o Acordo de Schengen solicitam a comprovação de contratação de seguro de viagem na entrada (não necessariamente vão te pedir, mas é melhor ter).

Os países são: Alemanha, Áustria, Bélgica, Dinamarca, Eslováquia, Eslovênia, Espanha, Estônia, Finlândia, França, Grécia, Holanda, Hungria, Islândia, Itália, Letônia, Lituânia, Luxemburgo, Malta, Noruega, Polônia, Portugal, República Tcheca, Suécia e Suíça.

Rio Sena, em Paris

Seguro de viagem do Ministério da Saúde

Eu não sabia disso até pesquisar para escrever este post, então acho que muita gente também não sabe.  Há um acordo bilateral que garante atendimento de saúde gratuitamente no exterior e vale atualmente em três países: Portugal, Cabo Verde e Itália – não tem relação com o INSS. Trata-se de um acordo bilateral feito pelo Ministério da Saúde com esses países. Isso significa que não é preciso comprovar contribuição com a previdência para ter acesso ao atendimento.

Antes de viajar, a pessoa tem que retirar um documento chamado Certificado de Direito à Assistência Médica Durante Estadia Temporária (CDAM). Para obtê-lo, você deve procurar o posto do Ministério da Saúde no seu estado – eu explico direitinho nesse post como conseguir.

Seguro de viagem do cartão de crédito

Dê uma olhada nas regras do seu cartão de crédito. Pode ser que ele ofereça algum tipo de cobertura. Isso obviamente depende do grau de “riqueza” do seu cartão – quanto mais cara a anuidade, mais benefícios. O serviço pode ser um seguro de acidentes pessoais e bagagem ou pode até contar com assistência médica e soluções jurídicas.

Mas vale a pena ler as letras miúdas com muito cuidado. Pode ser que a cobertura só esteja disponível se você comprar as passagens com o cartão, ou outras regras que podem atrapalhar sua vida caso você realmente precise do seguro.

Ladakh, India

O que fazer quando eu estiver viajando?

Mantenha sempre anotado com você (e também  guardado junto com seus documentos) o telefone internacional que você tem que ligar e o número da sua apólice. Muitas empresas de seguro recebem chamadas a cobrar. Ligue para eles e siga as instruções para resolver o problema.

Caso seja uma emergência, procure o médico, guarde todos os documentos do hospital e de pagamento, e depois peça um reembolso, seguindo as regras da seguradora. Também  é possível pedir o reembolso quando você voltar para o Brasil – é só ficar atento aos prazos de cada empresa.

Onde comparar preços de seguros

Fechamos uma parceria e vamos participar do programa de afiliados da Seguros Promo, um comparador de preços de seguro de viagens do Brasil. O funcionamento é simples. E com ele você consegue orçar, ao mesmo tempo, os preços em 10 empresas de seguros diferentes – e garantir o melhor valor e a melhor cobertura. Veja o passo a passo:
1 – Clique aqui.
2 – Informe seu destino e as datas de viagem.
3 – Forneça seu nome, telefone e e-mail. A SegurosPromo não te enviará spams! Isso é apenas para que a melhor proposta para essa viagem específica possa chegar até você. Clique em comparar.
4 – A Seguros Promo vai comparar os preços nas maiores seguradoras do país! Basta escolher a melhor opção para você (a mais barata ou a de melhor custo/benefício). Você pode dividir o valor em até doze vezes sem juros ou pagar com desconto no boleto.
5 – Antes de pagar não deixe de acrescentar o nosso cupom de desconto exclusivo para leitores: 360MERIDIANOS05 e garanta 5% de desconto.
6 – O comprovante e a apólice serão enviado por e-mail. Simples e eficiente.

onde ficar em cape town

Sou jornalista, tenho 29 anos e moro no Porto, Portugal, quando não estou viajando. Eu já larguei meu emprego três vezes para viajar e finalmente encontrei uma profissão que me permite "morar no aeroporto". Já tive casa em quatro países diferentes, dei a volta ao mundo e cumpri minha meta de visitar 30 países antes dos 30. Mas o mundo é muito maior e, se puder, quero conhecer cada canto dele e inspirar vocês a fazer o mesmo. Siga @afluiza no Instagram

81 comentários em Como funciona um seguro de viagem?

  1. Oi Luiza,

    Vou pra Coimbra em agosto desse ano pra fazer a licenciatura integral (4 anos) na UC, e preciso do visto de residência para fins de estudo. O consulado pede que eu envie o comprovante de Seguro médico internacional de viagem, válido pelo período que vou permanecer em Portugal.

    Porém, já consegui o PB-4 e também o seguro da UC. Será que preciso contratar um seguro privado? Caso afirmativo, será que posso contratar só durante alguns meses (tipo até fim de dezembro)? Tenho medo de ser barrada na imigração, ou ter o visto negado…

    PS. Amo o blog de vcs, tem sido meu salvador

  2. boa luz
    Quero saber se preciso de seguro de saude se minha universidade me abrangido. Quero estudar na universidade de coimbra e minha carta de aceitçao estipulo que tenho uma seguro escolar

  3. Oi Luiza, estava pesquisando justamente sobre o seguro viagem porque surgiu uma dúvida na hora do preenchimento da solicitação, fiz uma pesquisa sobre o tema e encontrei seu blog.
    Dúvida: Minha viagem será por 4 países, mas na hora de preencher o formulário só aparece a possibilidade de colocar um destino. O seguro cobre os demais automaticamente sendo todos signatários do mesmo tratado?

    Aproveitando a oportunidade já que vi um cometário parcial sobre esses assuntos:

    1 – Eu estou fazendo meu seguro através do cartão VISA. Ela não é a seguradora e sim a AIG, mas me permite emitir gratuitamente o certificado em meu nome e de meus acompanhantes, no caso minha esposa e filha que é menor de 21 anos.
    As condições principais são: Cartão PLATINUM ou INFINITE e ter comprado a passagem com o cartão. Um detalhe interessante é que não precisa ter comprado diretamente na Cia aérea como meu caso que comprei em uma agência. É bom ler as condições para evitar surpresas.

    2 – Esses mesmos cartões oferecem também seguro para viagem nacional e outras facilidades. Para conseguir não é difícil, a própria operadora mandou o meu, mas quem já tem o VISA basta solicitar a troca para sua operadora. Nem todos são caros, depende do que é oferecido a mais. Como o meu não tem nenhuma vantagem adicional, não é muito caro.

    3 – Quem viaja pelo país e não tiver o seguro, se tiver um plano de saúde, mesmo que regional como meu caso, mas de uma operadora nacional, também é atendido nos casos de urgência e emergência normalmente. Já precisei de atendimento para minha filha em Fortaleza, liguei para o plano, o hospital deles ficava longe de onde eu estava, me deram o endereço de outro conveniado mais próximo. O ruim de não ser o hospital conveniado é que te pedem um cheque de garantia e depois você tem que ir atrás de alguns documentos e da liberação do seu plano para resgatar o cheque. Enquanto minha filha estava no hospital eu fui até o escritório local do plano, peguei a documentação e voltei ao hospital onde resgatei o cheque. Em Ponta Grossa no Paraná, em julho16 eu e minha filha pegamos uma virose, fomos atendidos no hospital do plano sem qualquer dificuldade ou burocracia.

    • Oi Wilson,

      Desculpe a demora para responder.

      Sobre o seguro: se for tudo na mesma região (Europa, por exemplo, não tem problema). Se não for, liga para o atendimento deles e pede ajuda para preencher.

      No mais, obrigada pelas dicas sobre o seguro do cartão de crédito

  4. Olá. Luiza!

    Estou querendo viajar para Alemanha no próximo ano e passar 90 dia;irei com meu esposo e filho que terá mais ou menos 1 aninho. Seria obrigatório este seguro? por conta do tempo que pretendemos passar, tendo em vista que fomos no ano de 2015 e passamos 30 dias e não fizemos nenhum seguro.

    Desde já agradecida!

  5. Alguém sabe se é importante ou pelo menos interessante ter seguro para uma viagem prolongada e sem data certa para terminar, dentro do Brasil?
    Vale a pena?

    • Oi Amanda,

      Depende do seu plano de saúde ou cartão de crédito. Se você tiver um plano de saúde de cobertura nacional, talvez seria interessante só fazer um seguro para a sua bagagem, por exemplo

      • Oi Luiza..
        Então o seguro seria mais para área saúde e para bagagem?
        Como sou filha de militar, eu posso ser atendida em qualquer hospital-base no Brasil.. então fora isso, acho que a única coisa que eu poderia me preoucupar é com bagagem mesmo, neh?

        • Sim, seria mais para bagagem mesmo. É bom ler as regras com calma, porque são poucas as operadoras que cobrem viagem de brasileiros dentro do Brasil

  6. Oi Luíza,
    Gostaria de deixar o relato da minha experiência com o seguro do Cartão de Crédito VISA. Em 20/07/2016 sofri um acidente de carro, juntamente com meu marido, minha filha e sobrinha, em Buenos Aires. Tive múltiplas fraturas na bacia. Fomos socorridos e levados para um hospital público. A partir daí meu marido entrou em contato com a VISA para autorização de remoção para um hospital particular, sendo que esta autorização nunca foi dada. Dormi em um local de pequenas cirurgias e gesso, com fezes e urina pelo chão. No dia seguinte fomos praticamente expulsos do hospital. Meu marido conseguiu alugar uma ambulância, e me levou para o hotel em que estávamos hospedados. Tivemos que ficar mais 20 dias em Buenos Aires, até que eu pudesse sentar, para encarar um vôo para Brasília. Hoje, depois de muitos e-mails, telefonemas sem fim, disseram que vão ressarcir 1/5 do valor que gastamos. Conclusão: seguro VISA é uma furada!!!! Graças à DEUS eu contei com o apoio de médicos brasileiros, via wat zap, para meu tratamento enquanto estava na Argentina. NUNCA mais viajo sem seguro de saúde!

    • Oi Renata,

      Você já pensou em entrar com um processo contra eles? Separa todos os documentos e conversa com um advogado. Eu acho que vale a pena.

      Eu

  7. Uma duvida sempre fiz seguro viagem internacional pergunto se houver Ex um infarte ou uma diverticulite aguda . Pergunto isso naquela desculpa de donçapre existente:????

    • Você precisa ler no seu contrato Iago, mas o mais provável é que não tenha nenhum tipo de reembolso.

      Você não usou porque não viajou ou porque viajou e não teve problema?

  8. Os países seriam Portugal, Itália e Cabo Verde, não? Acho que não há mais acordo do Ministério da Saúde com a Espanha. Me corrijam se estiver errado.

  9. Boa tarde,

    Entrei no link que você indicou para a CDAM, mas lá não aponta “estudantes” apenas trabalhadores, empregadores e aposentados. Saberia me dizer se é possível tirar para alunos de mestrado?

  10. Eu lí todas as perguntas, sobre seguro saúde para viagem, que o pessoal tem.Antes eu comprava o seguro , mas depois que eu fiquei sabendo que ,quem comprava a parte aérea pelo cartão, tinha o seguro gratuíto(telefonando para VISA, isto no meu caso). Outra dúvida que as pessoas tem é quanto aos países visitados. O seguro é válido desde o dia da partida até o dia do regresso. Eu já fui para o Marrocos e Barcelona, Austrália e Japão, Russia, Israel e Grecia, Hawai e China, mas o seguro saúde é um só, não precisando ter dois seguros, só porque são dois continentes diferentes.Agora estou me preparando para ir á India. Estou aproveitando muito, as informações de voces.Parabens!!

  11. Olá Luiza td bem ,pode me ajudar tenho uma filha que está na Índia e sairá de lá nesta semana para Turquia ,não tem como cotar seguro da origem? E se caso ela fizer pequenas viagens em países por perto é obrigatório este seguro ? Obrigada

    • Oi Fernanda,

      Desculpe não ter respondido antes!

      O seguro não necessariamente é obrigatório, mas certamente é uma mais valia porque em caso de qualquer problema, ele ajuda a resolver. O seguro se aplica a data da viagem contratada e a regiões cobertas, não necessariamente um país específico.

  12. Todos comentam sobre as vantagens de se contratar um seguro de saúde quando se faz uma viagem a outros paises. E, sempre vejo a palavra “reembolso”. Você saberia informar se o segurado, ao necessitar um atendimento hospitalar, terá de pagar toda a despesa ao obter a alta e depois receber da seguradora ou a seguradora já pagará diretamente ao hospital no momento da alta ??
    A intenção de se fazer um desses seguros é justamente não ter de arcar com uma despesa inesperada que pode ser, algumas vezes, bem elevada. Porque se você tiver de pagar toda despesa, mesmo que receba depois da seguradora, pode ser um grande transtorno. Afinal, quando se faz um seguro dessa natureza é para se evitar tal despesa.

    • Oi Fernando,

      Tem seguros de viagem que trabalham com reembolso e tem outros que trabalham com a cobertura “antecipada”. A questão do reembolso é por exemplo, se ocorrer alguma emergência que você não tenha tempo de acionar o seguro antes de precisar dos serviços. Porque para essa cobertura antecipada funcionar, você liga para o seguro e eles te indicam qual hospital ou médico ir. A questão aí é escolher bem qual a seguradora melhor atende o que você precisa

  13. Oi Luisa tudo bem?
    Eu estou indo para Lisboa em setembro e tenho uma dúvida:Mesmo sendo inscrita na segurança social e ter o cartao de utente?(Residi em Portugal por 9 anos)precisarei desse seguro viagem?Obrigado.

  14. Oi, Luiza!

    Então, se eu for do Rio para Lisboa ou outra cidade de Portugal, fazendo uma escala na Suiça ou Londres, terei que fazer um seguro viagem além do CDAM? Puxa vida…

    Confere aí pra ver se eu não entendi errado!

  15. Oi
    Pretendo ir para a Alemanha e ficar no máximo 20 dias.
    Com escala em Portugal,posso fazer só o seguro do INSS? Pois o país de entrada vai ser Portugal e depois Alemanha.

  16. Olá, pessoal.
    Farei uma viagem de 3 meses pela Europa no ano que vem, porém meu cartão de crédito me oferece apenas 2 meses de cobertura. Vocês sabem me dizer se há algum problema em contratar a Mondial apenas para os últimos 30 dias de viagem?
    Obrigada pela ajuda!

    • Oi Ana,

      Não tem problema de você contratar a Mondial para os últimos 30 dias. Basta você ter os comprovantes que terá cobertura de seguro para todo o período da viagem!

      Abraço

      • olá Luíza, Como vai? Tem certeza que não tem problema contratar o seguro da Mondial para data que não coincida exatamente com a data de embarque no país de origem? É que eu e duas amigas estamos indo viajar para o Chile, mas vamos em datas diferentes. Tentamos contratar o seguro em conjunto, com o início da vigência com a primeira data de embarque, mas não deixaram com a justificativa de que o seguro só cobre se a data de início dele coincidir exatamente com a data de embarque no Brasil… Para mim não faz nenhum sentindo, mas, o fato é que não conseguimos. Cada uma terá que fazer o

  17. Olá Luíza, obg pela orientação com relação a seguro viagem.

    Todavia, tenho uma questão: “p cada país que eu vistar poderá ser pedido o seguro? ou, uma vez que eu já tenha feito a imigracao em Espanha (mostrando toda a documentação lá, inclusive o seguro) pode-se viajar para os outros paises sem se preocupar em ter que mostrar o seguro de novo (visto que se trata de voos domesticos na Europa).

    obg

    • Oi Neibe,

      Dentro do espaço de Schengen, só vão conferir uma vez se você tem seguro. Porém, na imigração feita no primeiro país, eles podem conferir se você tem seguro para todos os dias de viagem na Europa, não só naquele país, entende?

      abraço

    • Oi Marly,

      Olha, eu nunca tinha recebido uma dúvida assim. Não tenho certeza sobre isso. Normalmente, os seguros adquiridos no Brasil tem o voucher em português mesmo. Você pode pedir para a seguradora te enviar um voucher em inglês, se estiver com muito medo da imigração.

  18. Oi Luiza! Liguei para Mondial e a atendente me informou que ela e a Allianz são a mesma empresa. No entanto, o seguro da Allianz é mais barato… Será que não faz diferença contratar um ou outro? Vc sabe? Obrigada!

    • Oi Paolla,

      São a mesma empresa mesmo, mas as coberturas de seguro são meio diferentes, você tem que ler o contrato com cuidado.
      A Allianz está mais barata mesmo com o seguro de 15% que a gente dá aqui no blog?

  19. Olá! Minha irmã irá viajar para Alemanha daqui a 5 dias e não possui o seguro.Ela tem passagem de ida e volta e carta convite. Mas estamos preocupados com a imigração ,em relação a mandar ela voltar. Se ocorrer algum problema ela pode estando lá entrar em contato com alguma seguradora e fazer ?

    • Oi Pedro,

      Ela deveria fazer o seguro. A imigração pode impedí-la de entrar e também se ela tiver qualquer problema não adianta contratar depois…

  20. ola,gostaria de saber se posso fazer o seguro do inss para Espanha,
    pois vi em outro blog que a Espanha não tem mais o acordo com Brasil.
    Obrigada…

    • Oi Daine,

      Aparentemente é isso mesmo. Eu estou a procura de uma informação oficial e vou atualizar o post.

      Além disso, está programado para esse mês um post só sobre como conseguir esse seguro do Inss

      abraço

  21. Olá,

    Pretendo viajar para a India em Janeiro e gostaria de saber se é possivel trocar Real por RI ou se eu devo comprar dolares para levar na viagem. Como funciona?

    • Oi Maria,

      Vai ser difícil trocar reais com rúpias, então tenho duas recomendações: ou você leva dólares e troca lá.

      Ou saca lá na Índia do seu cartão de débito (precisa liberar antes no banco para uso internacional), que aí a conversão para rúpias é feita automaticamente.

      Na verdade, sempre ter mais de uma forma de levar o dinheiro é o mais recomendado.

  22. Olá! Mais um ótimo post! Só fiquei com um dúvida: por que recomendam a Mondial para período curto? Vocês acham que ela não funciona bem pra uma volta ao mundo?

    • A questão é o contrário disso: Seguros como Mondial, GTA e IAC funcionam bem em qualquer situação. Foram nossos seguros durante a volta ao mundo e em várias viagens. E não temos reclamações. Mas eles não são pensados para isso, mas para viagens normais, de férias.

      O WN, por outro lado, é pensado para nômades. Para gente que viaja sem data certa de voltar, por vários países e precisa de cobertura muito ampla, talvez porque pretenda fazer esportes de aventura, por exemplo.

      Se sua volta ao mundo tem data certa para começar e acabar e você não pretende encarar esportes de aventura, então o seguro da Mondial funciona perfeitamente.

      É mais uma questão de perfil de viajante mesmo. E o que cada um espera da cobertura.

  23. Luiza estou indo para o Marrocos em Maio, porém o vôo tem escala na Alemanha(que tem o Acordo de Schengen). Preciso do seguro obrigatório???

    • Oi Carolina,

      Se você não for sair do espaço de embarque, ou seja, não for passar pela imigração na Alemanha, não precisa.

      Porém, se for descer no país precisa sim!

  24. Tinha ouvido falar sobre esse seguro em outro site (World Nomads) . Ele só tem atendimento em inglês? Como meu inglês não é lá essas coisas, fiquei com receio. Outra pergunta: pagamentos relacionados a saúde podem ser realizados por meio de cartão de crédito? Já que esse seguro só paga reembolso,pois em geral não viajo com tanto dinheiro para cobrir despesas caras. Obrigado

  25. Olá!!
    Gostaria de dar meu depoimento. Fiz o seguro World Nomads, pois fui passar a principio 9 meses na Espanha. Fiquei muito decepcionada, pois quando precisei usar eles disseram que não tinha convênio com nenhum hospital, clínica, médico… em fim… que eu teria que pagar pela consulta e depois solicitar reembolso. Disse que não tinha dinheiro para tal, que já havia pago, e muito caro, para estar assegurada quando precisasse e eles me responderam qu eu fosse no público. Achei absurdo, mas fui ao público. Na Espanha é cobrado o atendimento a estrangeiros, embora com carteira de residente, mas eles podem fazer o recibo a de cobrança, não é obrigado pagar na hora, mas tem que pagar. Voltei a entrar em contato perguntando se a cobrança poderia ser enviada a World Nomads uma vez que eu não queria ter problemas e não tem sentido pagar um seguro caríssimo e depois você ter que pagar para pedir reembolso de algo que já foi quitado. Eles me responderam que não, que não recebem cobranças. eu teria que pagar e pedir reembolso. Agora imaginem se você precisar ir ao médico, fazer n exames e vivendo com uma bolsa de estudo como você vai fazer? Não gostei da experiência. Não aconselho. Já uma amiga que tinha o Coris, ligava para o seguro e logo eles encaminhavam para médicos e clinicas conveniadas e sem ter que pagar nada a mais por isso.

    • Olá Darlene,

      Está escrito no contrato e no site deles que o pagamento é por reembolso. É preciso ter atenção na hora de fechar qualquer serviço para depois não se sentir decepcionado por uma coisa que foi acordada por você na hora que você contratou o seguro. Mas eles reembolsam tudo direitinho e muito rápido. Só tive boas experiências com eles.

      Existem seguros que têm convênios com os hospitais, mas aí você fica a mercê de onde eles te mandarem. A vantagem do reembolso é você escolhe onde vai ser atendido e eles cobrem o que você gastar. Pode escolher o melhor hospital do país. A desvantagem é que você precisa dar o dinheiro para depois receber. Cabe a cada um escolher o que é melhor e por isso é importante ler o contrato com atenção.

      Abraços

  26. Olá Luíza,
    Vou passar uns dias na Europa e estou em busca do melhor seguro. O World Nomads tem um preço ótimo e uma cobertura incrível, e como você relatou, funciona de verdade!!!
    Luíza, só não comprei o seguro ainda porque me surgiu uma dúvida…Vi que o seguro cobre um valor acima do que o tratado de Schengen exige, porém, o site deles não cita a emissão do “certificado de Schegen”. Na hora da compra, eles emitem alguma carta ou certificado citando “Schengen”? Ou isso não é necessário? Basta ter o valor acima de 30 mil euros do seguro de saúde?
    Obrigada pela ajuda!!!

    • Oi Nancy,

      Desculpe a demora para responder.

      Eu não sei sobre esse certificado de Schegen. O necessário é ter um seguro que cubra mais de 30 mil euros, essa é a regra!

      bjs

  27. Boa noite Luíza!
    Comprei minhas passagens para a Índia através da decolar.com, e eles apresentaram a opção do seguro Assist Card o qual aceitei…
    Você já ouviu falar? Sabe se é bom e confiável?
    Obrigada!

    • Oi Laura,

      Eu não conheço esse seguro. Pesquisa sobre ele na internet, veja se tem reclamações de outros usuários.

      E leia com muita atenção todas as cláusulas da cobertura. Veja se ele atende em todos os quesitos necessários.

      abraço

  28. Olá,
    pretendo viajar por 5 dias pela Alemanha. Na verdade vou apenas á 2 cidades para um festival de musica. É necessário contratar o seguro saúde por um período tão curto de tempo?
    obrigada.

    • Oi Luciana,

      Sim, pelas regras da imigração na Europa, para entrar no continente você precisa ter o seguro. O oficial da imigração pode te pedir a comprovação do seguro na sua entrada, no aeroporto.

      Abraço

  29. Boa noite Luiza.Vou à Itália com minha noiva em novembro ficaremos 15 dias.faremos conexão de 8 horas em Amsterdãm e durante este período na Itália iremos de trem até Paris,onde ficaremos por 4 dias.Depois retornaremos à Itália até o retorno ao brasil.Eu tenho o passaporte europeu e minha noiva o brasileiro. Minha dúvida é se o convenio com o INSS basta ou se será necessário o seguro Schengen , e no meu caso que sou europeu , também preciso de seguro-saúde? Muito obrigado.

    • Oi Marcio,

      Desculpe a demora para responder. O convênio do INSS só funciona para a Itália, dentro dos seus destinos. Então, se você tiver algum problema em Paris, vai estar sem cobertura.

      Eu realmente não sei como funcionam as regras para quem tem passaporte europeu. Mas no caso da sua noiva, ela teoricamente precisa contratar um seguro de saúde que cubra os 30 mil euros, já que passará por Paris e Amsterdam.

      bjs

  30. Olá Luíza.

    Favor informar, se possível, qual a empresa que faz seguro de viagem que inclua o aéreo, terrestre e cruzeiro marítimo na América do Norte. Obrigado.

    • Oi Nelson,

      Tem várias empresas que fornecem seguros de viagem. Eu indico algumas no post, que já usei. Todas oferecem diferentes tipos de cobertura que se adequam à viagem que você vai fazer. Dá uma olhada nessas e vê se alguma dá certo para você

      abraço

  31. Gostaria de dar meu depoimento como comprador e usuario do seguro saúde GTA vendido pela empresa VIP TUR de Piracicaba-SP à minha familia. Estamos fazendo uma viagem para os USA que dura 3 meses. Para isso resolvi tomar todas as providencias e fiz o seguro GTA – OURO. Na hora que me venderem deixaram claro que para cada membro the minha familia teríamos 18 mil dolares de cobertura para cada ocorrencia. Infelizmente, logo na segunda semana de viagem, minha esposa teve um problema de saúde e tivemos que chamar o 911 que é a emergencia aqui nos USA. Em menos de 5 minutos o resgate estava na porta de minha casa e fomos para o hospital. La, enquanto minha mulher estava sendo medicada, tentei inumeras vezes ligar para o Seguro GTA (conforme orientação) mas sem resposta. O Hospital fez a parte dele e graças a Deus não houve maiores problemas.Fomos para casa. De verdade os problemas começaram depois disso, pois a GTA que vincula o plano com outra Segurado chamada CORIS que ao receberem os boletos de cobrança (cerca de 8 mil dolares no total) se negam a pagar, dizendo que era doença pre-existente. É uma vergonha. Se vc faz um seguro é porque sabe que um dia podera passar mal ou ter problemas de saúde. Vamos ter que fazer exames que comprovem que não temos problema algum de saúde para podermos fazer seguro? Para que serve entao. Pessoal, faz mais de 3 meses que venho trocando e-mail com as empresas envolvidas (VIP TUR, GTA e CORIS) e nada. Hj recebi um email dizendo que a parte deles ja esta feita, ou seja, vou ter que arcar com as despesas. Só me resta uma saída…….vou processar e buscar meus direitos na justiça. Aconselho. caiam fora destas empresas.

  32. boa tarde Luiza,
    Me confirma, como vcs conseguiram fazer o seguro GTA com um plano específico para 17 dias na Europa e outro para 10 meses para outros paises? Isso foi separado? valores diferentes?
    Pergunto pq, estou embarcando em junho para a europa, vou ficar 1 mês e depois vou para a India por 3 meses e volto para a Irlanda e fico até fev/14 ( onde nao precisaria do seguro, pois já vai ter cobertura pelo curso de intercambio). como está muito caro fazer pelo periodo todo com os termos do Euro assit, estou tentando fazer dois seguros separados, mas não estao aceitando, pois deveria fazer um único.

    Por favor, me dá uma luz do que deveria fazer!

    obrigada,
    Claudia

    • OI Cláudia,

      Eu não sei exatamente como foi feito, porque foi via Aiesec, mas fizemos em dois planos diferentes, o EuroAssit para 17 dias e o Bronze para 10 meses. Assim, pagamos o valor referente a 17 dias na Europa mais o valor para o resto da viagem, na cobertura mais barata.

      Não faz nenhum sentido você fazer um seguro único sendo que não precisa da cobertura européia na Ásia. Tenta fazer dois seguros separados e gerar dois vouchers, se eles não quiserem organizar duas coberturas num mesmo pacote.

      Espero que tenha ajudado!

      bjs

Deixe um comentário

RBBV - Rede Brasileira de Blogueiros de Viagem
ABBV - Associação Brasileira de Blogs de Viagem

Parceiros: