fbpx
Tags:

Conhecendo a blogueira: Naty

Atualizado em maio de 2016

Há alguns meses, percebi que tinha um movimento rolando entre os blogs de outros nichos. Era uma postagem coletiva chamada Know your blogger, na qual o blogueiro era convidado a contar 11 curiosidades e a responder 11 perguntas sobre a vida dele, o universo e tudo mais. Na época, achei interessante saber um pouco mais sobre as pessoas do outro lado da tela, principalmente quando o blog era sobre um assunto especializado, com menos espaço para postagens pessoais.

Na hora, eu já pensei aqui no 360meridianos. Poxa vida, há quanto tempo a gente se conhece? Pode ser que você tenha caído aqui de paraquedas, mas muita gente entra no blog com frequência. Lê, comenta, compartilha. Alguns leitores eu cheguei a conhecer ao vivo, outros viraram amigos virtuais. Mas nosso papo aqui é meio monotemático, né? Por isso, achei que seria legal falar um pouquinho mais de quem eu sou quando não estou com a mochila nas costas.

naty - know your blogger

Senta que lá vem a história

1. Sou a mais velha de três irmãs. Isabela, a do meio, cursa Medicina. Renata, a mais nova, estuda Terapia Ocupacional. Minha mãe é socióloga e meu pai é economista, mas ambos apenas de formação, pois nunca trabalharam nas respectivas áreas. Eles se separaram quando eu tinha 16 anos.

2. Minha família nunca foi de viajar muito, mas uma das lembranças mais felizes da minha infância é da época que a gente acampava na Serra do Cipó, aqui em Minas.

3. Música já foi uma parte bem importante na minha vida. Não toco nem campainha, mas quando eu era mais nova, adorava descobrir novas bandas e ouvir álbuns inteiros na sequência. Na faculdade, cheguei a colaborar com o site Pílula Pop, ser responsável pelo programa de TV deles (ia ao ar na TV Universitária) e estagiar em um programa sobre MPB em uma TV pública mineira. Com o tempo, essa paixão foi perdendo espaço na minha vida para dar lugar a outras coisas. Hoje, confesso que escuto praticamente as mesmas bandas que escutava há cinco anos. E sinto falta da época que eu era mais antenada.

4. Abri meu primeiro blog lá pelo ano de 2001, com uns 13 anos. Eu não me lembro como ele se chamava (Roller Coaster? Acho que era), mas me lembro que tocava “Stay Together for the Kids”, do Blink 182, quando a página abria (oh, o horror!). Eu usava para desabafar minhas frustrações adolescentes, claro. Depois disso, perdi a conta de quantos blogs tive. O 360 foi o primeiro que vingou. Recentemente abri um novo, o Oxford Comma, para compartilhar minhas impressões e aprendizados sobre a arte de escrever e também compartilhar textos e coisas legais que eu li, vi ou ouvi por ai.

computador-jim-carrey

5. Nessa época, meu passatempo pós-aula era criar templates para o blogger e presentear minhas amigas. Era um tempo em que a linguagem internética era bem mais simples e eu fazia tudo em HTML, do zero, a partir do bloco de notas (porque achava que assim era mais divertido – neeeerd!).

6. Eu decidi fazer Jornalismo aos 13 anos e nunca mais mudei de ideia. Acho que escolhi o curso certo (apesar dos perrengues). Mesmo assim, na época de prestar vestibular, achei que era muito chato que eu não estivesse surtando com o futuro como meus amigos e fui procurar a psicóloga do colégio. Pedi um teste vocacional, alegando que eu estava em dúvida se fazia Direito (não estava), porque minha família ficava me pressionando (não ficava). O resultado deu Jornalismo em primeiro lugar (boring!), mas Letras e Serviço Social também foram apontadas como boas opções para mim. Quanto ao direito, a psicóloga disse apenas: “Desaconselhável. Você é uma pessoa criativa, Direito é muito burocrático para você”. No fim das contas, acho que ela estava certa.

7. Eu amo ler e sempre me obrigo a achar um tempo para isso na correria do dia a dia. Ano passado bati meu recorde: 48 livros. Meu objetivo era ler um por semana, mas no final do ano tudo desandou e até hoje eu não recuperei o ritmo. Os favoritos de 2014 foram “O Senhor das Moscas” e “O Sol é para todos”. Já meus escritores favoritos da vida são Guimarães Rosa e Gabriel García Márquez.

8. Eu também amo literatura de fantasia e tudo relacionado ao tema. Tenho o sonho de um dia escrever um livro do gênero e já até pensei em criar um blog sobre o assunto.

9. Meu filme favorito é “Brilho Eterno de uma Mente sem Lembranças”. Já até briguei com um amigo por causa disso.

brilho eterno de uma mente sem lembranças

10. Não assisto filme de terror com espíritos porque fico uma semana sem conseguir dormir, mas não me importo de ler livros com o mesmo tema.

11. Sou muito ansiosa, do tipo que tem insônia, rói unha, se preocupa com coisas antes da hora ou que estão fora do seu alcance e que come o que tiver na geladeira. Viajar me ajuda a focar mais no aqui e agora, acho que é um dos motivos pelos quais eu gosto tanto.

globo terrestre

Diz aí

Na brincadeira original, essa era a hora que um blogueiro fazia 11 perguntas para que o outro respondesse. Como estou entrando nessa do nada, selecionei algumas das perguntas mais legais que vi por aí e outras que eu inventei.

1. Mostre uma foto de infância

Naty criança

2. Bolacha ou biscoito?

Biscoito forever and ever.

3. Pra onde você voltaria em uma viagem no tempo?

Acho que pra era dos dinossauros, porque uma dúvida que me tira o sono é se eles tinham pele de réptil ou penas. E se tinham penas, como é que era isso, gezuis?

4. Do que você tem medo?

De não dar certo.

5. Escolha um livro para ler pelo resto da vida.

Cem anos de solidão, do Gabriel García Márquez.

6. Você tem algum bichinho de estimação?

O Whisky, um salsicha.

Whisky - cachorro salsicha
7. Uma comunidade do Orkut que te representa

comunidade orkut
8. Pareço legal, mas…

Já tive uma listinha de vingança estilo Arya Stark. (Advinhem meu signo…)

pelicano wtf
9. Escolha um drink. Eu pago!

Mojito!

Passar tempo em aeroportos - Kindle
10. Facebook, Twitter ou Instagram? 

Instagram! (Sigam @360meridianos e @natybecattini!)

11. Qual música está na sua cabeça agora?

Fluorescent Adolescent, do Arctic Monkeys. Sei lá por que, tem tempos que não escuto.

É isso! Rafa e Lu também vão postar as respostas deles nas próximas semanas. E, blogueiros de viagem (e de outras coisas), fica o convite para quem quiser participar da brincadeira também. =)

Clube Grandes Viajantes

Gostou deste texto? O 360meridianos faz jornalismo de viagem profissional, completo e de qualidade. Com a pandemia, vimos o site entrar em risco. É que produzir conteúdo bem-feito dá trabalho – e custa caro. Infelizmente, não conseguimos escrever reportagens especiais, dicas de viagem completíssimas e histórias cativantes sem dinheiro.

Foi por isso que criamos o Clube de Assinaturas Grandes Viajantes, um espaço para apaixonados pelo 360meridianos, por viagens e por leitura. As contribuições de 9 ou 19 Reais garantem não só que consigamos continuar produzindo textos como este, mas também te prometemos diversas recompensas exclusivas: ebooks, lives, um grupo de discussão, um minicurso de escrita e muito mais! Venha fazer parte do Clube Grandes Viajantes.

recompensas clube recompensas clube


Compartilhe!







KIT DE PLANEJAMENTO DE VIAGENS
Receba nossas novidades por email
e baixe gratuitamente o kit




Natália Becattini

Jornalista, escritora e mochileira. Viajo o mundo em busca de histórias e de cervejas locais. Já chamei muito lugar de casa, mas é pra BH que eu sempre volto. Além do 360, mantenho uma newsletter inconstante, a Vírgulas Rebeldes, na qual publico crônicas e contos . Siga também no instagram @natybecattini e no twitter.

  • 360 nas redes
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
  • Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

64 comentários sobre o texto “Conhecendo a blogueira: Naty

  1. Oi Natália, você poderia me enviar, por gentileza, uns xingamentos clássicos em inglês, espanhol, francês e italiano? Tipo uns 3 de cada língua. Pode ser por email.
    Grato

  2. Bom dia Natália,
    Vou 4 dias a Barcelona no final Maio,so chicas..
    Me dá umas dicad de hoteis proximo ao centro porque não iremos slugar carro e para sair a noite é mais fácil.
    Obrigadinha desde Ilha da Madeira.!!
    Silene

    1. Silene, não conheço nenhum hotel porque como morava lá nunca precisei usar… Mas um bairro legal, tranquilo e central que você pode buscar é o Eixample…

      Abraços! 🙂

  3. Olá Natalia bom dia.
    vi seu post sobre curacao ( viagem pela pullmatur).
    vc cita que o legal seria pegar uma excursão disponibilizada pelo navio.
    tudo q vc citou ter conhecido foi pela excursão ou independente?
    aguardo seu contato.
    att
    Helen

  4. Olá Natália, Tudo Bem?
    Sou uma destas por aí, viajantes, super interessada por manifestos culturais, estive em alguns lugares que você também e alguns outros..pois bem!! Em 20 dias estou mudando para Barça e gostaria muito da sua dica de bairros, custo benefício!

    Super Super Obrigada, quem sabe um café em qualquer livraria por aí :)!!

    Tati

    1. Olá Tati, para morar barato, melhor ficar nas cidades da periferia de Barcelona. Porém é ruim para deslocamento se você quiser sair muito pela cidade, principalmente a noite. Dentro e Barcelona algumas das regiões com melhor custo benefício são Sants/Les Corts, Guinardó e Poble Nou… Recomendo muito as três.

      E poxa, to indo embora dia 15 fevereiro… Mas Barcelona vai ser pra sempre minha casa, voltarei com certeza!

      Abraços!

  5. Não bastava vocês escreverem sobre viagens, vocês ainda citam meus autores, filmes, séries e músicos preferidos, comentam sobre astrologia, postam fotos de cachorros salsichas e, lóóógico, confirmam que o correto é biscoito! Estou me sentindo em casa!

    Muito sucesso pra vocês!

      1. Natália,gostaria que vc me indicasse um guia que fale português na Índia, quer fazer um passeio de 15 dias particular. E algumas dicas de hoteis nas cidades mais visitadas.
        Grata. Heroina

        1. Ei, não conheço guias na Índia, ainda mais que falem português. Fiz a viagem por conta própria. Dicas de hotéis temos em cada cidade, basta buscar aqui no blog (ou dizer quais você vai visitar)!

          Abraços

      2. Natalia, bom dia,
        Olha gostaria de entrar em contacto com vcs para ver, quais as possibilidades, de dar a conhecer os nossos Tours, Rotterdam – Amsterdam Zaanse Schans (Moinhos) visite no FB ” Casatours “. Tenho tido muitos clientes vindos de Catalunya e Brazil.
        Agradeço a vossa colaboração e o vosso maravilhoso Blogs.
        Os meus Cumprimentos
        Kinito Van-Dunem
        ww.casatours.nl ( estamos a fazer manutenção )
        Watsap; Casatours telef. +31 651338976

  6. Oii Natália , eu vou fazer um trabalho falando tudo sobre a África e eu gostaria de saber , qual foi a sua experiência quando você esteve na África do Sul? , como foi ver aquelas crianças passando fome? , por que que você se interessou em fazer trabalho voluntário? E qual foi a sua lição depois que você voltou da África do Sul? , gostaria que você me responde-se isso é muito importante para mim , se você me responder ficarei agradecida pelo resto da minha vida!

    1. Olá Maria Eduarda,

      Na verdade, eu não vi crianças passando fome, já que no hospital elas eram muito bem alimentadas. Eu sempre tive vontade de ser voluntária e por isso me interessei quando descobri o programa. Nesse texto aqui, eu conto um pouco das lições que eu tirei e como foi minha experiência: https://www.360meridianos.com/2013/03/como-trabalho-voluntario-na-africa-do-sul.html
      Você pode usar os trechos dele no seu trabalho 😉

      Abraços

Carregar mais comentários
2018. 360meridianos. Todos os direitos reservados. UX/UI design por Amí Comunicação & Design e desenvolvimento por Douglas Mofet.