Conhecendo o blogueiro: Rafa

Conhecendo o blogueiro: Rafa

Vocês já se divertiram com as esquisitices da Naty e da Lu. Agora chegou a minha vez: vou contar algumas curiosidades sobre minha vida, o universo e tudo mais, além de responder 11 perguntas.

Para quem não sabe, o 360 resolveu participar da brincadeira Know your blogger, uma postagem coletiva que começou na blogosfera gringa e resolvemos importar para o Brasil. É uma forma de vocês, leitores, conhecerem melhor a gente, além de um tributo aos bons e velhos blogs pessoais. Vamos lá? Então não deixe de ler os textos da Naty e da Lu.

Conhecendo a blogueira: Naty

Conhecendo a blogueira: Lu

1 – Tenho duas irmãs, ambas mais novas: a Fernanda, que estuda Direito, e a Ana, que se perdeu na vida e resolveu fazer Jornalismo. Minha mãe deve ter um papel nisso, já que ela também era jornalista. A gente cresceu com minha mãe apresentando programas de rádio, escrevendo para jornais e até apresentando um programa de TV local, durante um curto período de tempo.

Minha mãe se foi em 2011, de forma brusca, quando eu estava no meio da minha primeira viagem internacional, na África do Sul. Há dores que nunca passam. Essa é uma delas. Embora a cicatriz esteja sempre presente, aprendi, ao longo dos últimos quatro anos, que minha mãe permanece em minha vida. Todos os dias.

2 – Meu pai se separou da minha mãe quando eu tinha sete anos. Mais tarde ele se casou de novo – hoje ele tem uma família que eu adoro e considero pacas. De lá veio o Felipe, que não tem o meu sangue, mas é irmão do mesmo jeito, afinal moramos juntos durante quase oito anos, dividindo quartos, video games e socos ocasionais. Socos de zueira, claro. Ahhh, meu pai tem uma autoelétrica, mas gosta mesmo é de escrever: ele tem 13 livros publicados de forma independente, pelo Clube dos Autores. E agora criou um blog sobre carros, o Maos aos Auto. Pai, fiz o jabá. 😉

3 – Pra minha família, viajar tinha um sinônimo: Guarapari, cidade no Espírito Santo. Até os meus 20 e poucos anos, esse era o único lugar que eu conhecia fora BH e as cidades históricas de Minas, que visitei em excursões do colégio. Comecei a ir para outros lugares assim que consegui meu primeiro emprego (e salário).

Mochilão Guarapari Espirito Santo

Guarapari, mas pode chamar de Paris

4 – Eu sou muito introspectivo. A ponto da Lu ter me chamado de aprendiz de ermitão, mas isso já é intriga dos opositores. Percebi ser uma pessoa calada – e que isso incomodava o mundo extrovertido – ainda no colégio. Enquanto os pais de outras crianças eram chamados para conversar por conta de problemas normais, como bagunça ou esquecer o dever de casa, os meus ouviam preocupações do tipo: “mas ele não fala nada”.

Isso continuou na minha vida adulta, causando o mesmo espanto em todas as empresas em que trabalhei. Cansei de ouvir frases como “Você é o funcionário mais calado que já passou por aqui” e “Você fala português?”. Calma, mundo. Como diria o físico COOPER, SheldonI’m not insane, my mother had me tested. E sim, eu fui aprovado no tal teste.

Sheldon

5 – Acho que minha introspecção explica a área em que fui trabalhar, assim que entrei no curso de Comunicação Social: televisão. Passei quase três anos trabalhando na TV UFMG, onde conheci a Naty, a Lu e alguns dos amigos mais próximos que tenho hoje.

No começo eu trabalhava apenas nos bastidores. Assim que tentei ir para frente das câmeras, ouvi de diversos orientadores que era melhor eu esquecer aquilo, eu não levava jeito para palco. Mas eu insisti, para provar que não tem essa de “não levar jeito” e que introspecção não é sinônimo de timidez. Fiz várias reportagens, como a que está no vídeo abaixo. E deixei a UFMG com uma certeza: eu queria ser repórter de TV.

6 – Tirando a experiência no Canal Universitário, eu nunca fui repórter de TV. Mas trabalhei mais quatro anos com televisão, na Globo Minas, primeiro como estagiário de produção e depois como Coordenador de Telejornais. Foram quase dois anos sem dormir no Bom Dia Minas, quando eu entrava na empresa às 4h. Sim, da madrugada. E largava o trampo seis horas depois, quando a maioria das pessoas ainda estava entrando na vida real.

Aprendi muito nessa época, mas o mais importante é simples: poucas coisas são mais valiosas que dormir bem. Por conta daquele horário maluco, eu dormia em mesas de bar, dormia em festas, dormia em reuniões sociais, dormia. Sempre. E, julgando pelo tanto de sono que tenho hoje, ainda não me recuperei da experiência.

sono

7 – Resolvi parar de trabalhar com TV quando a internet se tornou o veículo de comunicação mais importante do mundo, causando estragos no Ibope de todos os canais. Hoje eu quase não vejo TV – só mesmo Netflix. Por falar nisso, acho que as Smart TVs são o ponto máximo da evolução humana. A gente pode até tentar, mas não dá para alcançar nada mais incrível que isso, meu povo. E já que o assunto é internet, eu tive pelo menos uns cinco blogs antes do 360, um deles de viagem. Só o 360 venceu na vida, mas o objetivo de viver de blog existia desde o primeiro projeto.

8 – Eu gosto mais de ler e de escrever que de viajar. Aprendi a gostar de literatura com meus avós paternos e com uma tia, que também é minha madrinha. Ela passava os fins de semana lendo livros do Monteiro Lobato pra gente. O Gabriel García Márquez foi meu escritor favorito durante muito tempo. E continua sendo, mas hoje ele divide espaço com o Hemingway. É complicado escolher livros favoritos, mas acho que ficaria com Cem Anos de Solidão e Por Quem os Sinos Dobram. Acho.

9 – “Você torce para o Atlético ou para o Cruzeiro?” Cansei de ouvir essa pergunta, dita em tom causal toda vez que conto que sou de BH. E cansei de me irritar com ela: torço para o América Mineiro. E sim, torço mesmo – fui ao Independência em quase todos os jogos deste ano e sentia uma falta tremenda disso quando estava morando fora do Brasil.

Já cheguei a viajar regularmente para ver o Coelhão jogar. Em 2011 eu ia, quase toda semana, acompanhar os jogos em Sete Lagoas, que fica a 1h30 de BH – naquela época tanto Mineirão quanto Independência estavam fechados para reforma. Resolvi parar com isso numa terça-feira chuvosa. O América ganhava até os 45 minutos do segundo tempo, mas tomou a virada da Portuguesa, para a incredulidade dos 187 presentes. Cheguei em casa encharcado, quando os relógios marcavam 2h da manhã. Pior: em uma hora eu devia levantar para trabalhar. Jurei que nunca mais faria isso. Falhei miseravelmente.

Acho que por isso o livro Febre da Bola, do Nick Hornby, também significa tanto na minha vida.

América MG

No antigo Independência, em 2009

10 – Eu gosto muito de cinema. E tenho uma queda por faroestes, a ponto de ter feito um trabalho final de faculdade sobre esse tema. Os filmes do Sergio Leone estão entre os meus favoritos e já jurei que o galo do vizinho cantava no mesmo ritmo da música tema de Três Homens em Conflito, do Ennio Morricone.

Mas nem só de faroestes vive o cinema. Nos últimos anos, alguns dos filmes mais marcantes que vi foram Bastardos Inglórios, Cisne Negro e Meia Noite em Paris. Também adoro Os Sonhadores, A Primeira Noite de um Homem, O Franco Atirador, Crepúsculo dos Deuses e mais um monte de filmes antigos, quer dizer, clássicos.

Três homens em conflito

11 – Eu queria ser vegetariano. Já até tentei – consegui ficar meses sem comer carne, entre 2013 e 2014. Hoje como, mas de forma muito reduzida, porque é muito complicado evitar totalmente, tanto no Brasil quanto durante nossas viagens de (quase sempre) baixo orçamento. Mas abolir a carne da minha vida é um dos objetivos para 2015.

Diz aí:

1. Mostre uma foto da infância

Rafa pequeno

Oi, povo 🙂

2. Bolacha ou Biscoito

Biscoito. Nem preciso explicar, né?

3. Pra onde você voltaria em uma viagem no tempo?

Sonho com o dia em que o turismo no tempo será possível e até já escrevi um texto sobre esse assunto. Acho que Grécia, Roma e Egito Antigo seriam minhas primeiras escolhas, mas também daria um pulo na Beagá das primeiras décadas do século 20, só pra ver de qual é.

4. Do que você tem medo 

De más notícias.

5. Escolha um livro para ler o resto da vida

Já apontei meus dois livros favoritos acima, então deixo aqui minha homenagem à literatura de fantasia: Senhor dos Anéis, Harry Potter e Guerra dos Tronos: amo vocês.

6. Você tem algum bichinho de estimação?

Já tive vários, cachorros e gatos, e acho que não tem o menor sentido escolher entre eles. Eu dei o Whisky para a Naty, então acho que esse cachorro brincalhão conta como meu também.

Whisky

Pra descontrair, um gif do dia em que o Whisky entrou em nossas vidas. 🙂

whisky gif

7. Uma comunidade no Orkut que me representa

As inúteis, mas divertidas, como “Lenin, de três”. Como não gostar?

“Os Bolcheviques iniciaram com Trotsky, Anatóli Lunatcharski, старый большевик, Josef “el loco” Stalin e Lenin.

Já os Mencheviques entraram em quadra com Pavel Axelrod, Alexander Martinov, Czar Nicolau II, Julius Martov e Pipoka.

Faltando 2.7 segundos, Lenin, de três.”

lenin de três

8. Pareço legal, mas… 

não suporto conversa fiada.

9. Escolha um drink, eu pago

Pode ser cerveja?

10Facebook, Twitter ou Instagram? 

Prefiro o Twitter e o Instagram, mas atualizo pouco, até mesmo por conta do tempo gasto com as redes sociais do blog.

11. Qual música está na sua cabeça agora?

Passei o fim de semana cantando Beatles, principalmente While My Guitar Gently Weeps, e discutindo qual beatle era melhor. Uma coisa é certa: não era o John.

beatles

Gostou?

Então conte um pouco sobre você! Os comentários estão aí para isso. 🙂 Blogueiros, de viagem ou não, fica o convite para participar da brincadeira. Dois blogs já toparam:

Conheça a Luisa, do Janelas Abertas

Conheça a Dri, do Da Porta Para Fora

Conheça a Fernanda, do Preciso Viajar

Conheça o Rodrigo, do Serviço de Bordo

Conheça a Fernanda, do Tá indo pra onde?

Conheça a Laise, do Coordenadas do Mundo

Conheça a Thais e a Mariana, do Viajadora

Conheça a Juliana, do De mala e Cuia pelo Mundo

Conheça a Patrícia, do Bagagem de Memórias

Quando criança, eu queria ser jornalista. Alcancei o objetivo, mas uma viagem de volta ao mundo me transformou em blogueiro. Já morei na Índia, na Argentina e em São Paulo. Em 2014 voltei para Belo Horizonte, onde estou perto da minha família, do meu cachorro e dos jogos do América. E a uma passagem de avião de qualquer aventura. Siga minhas viagens também no instagram, no perfil @rafael7camara no Instagram

109 comentários em Conhecendo o blogueiro: Rafa

  1. Mais uma vez parabéns pelo blog. O pouquinho que contou de sua história da vontade de conhece-lo. Vindo a Fortaleza é só ligar sera um prazer conhece-lo. abraços.

  2. Oi Rafa! Que incrível o blog e suas dicas..
    Então.. Estou fazendo planos de viajar em Abril para Londres a principio passar uma temporada com um amigo que já mora lá faz um tempo.
    E sempre aquela conversa de passar pela migração assim que chegar no destino, é complicado?
    É melhor chegar direto no destino ou fazer conexão em algum outro país e depois seguir para o destino?
    Qual melhor Banco e Cartão de crédito? Onde vou ter facilidade para fazer transações bancarias em onde eu estiver sem problema!
    Help! Rs

    Obrigado pelas dicas e aguardo você.
    Forte Abraço
    Aleff Corrêa

  3. Cara. Parabéns pelo blog a você e as meninas. A matéria do visto espanhol me ajudou muito, os outros posts também são ótimos. Bom saber mais sobre vocês. Me identifiquei em vários aspectos, também sou muito introspectivo, na facul coleciono vários apelidos: entra mudo sai calado, homem de gelo, quietinho, estranho, entre outros, kkk.

  4. Cara que Show esse blog e que massa conhecer você e as meninas, é tão bom saber que tem gente louca igual eu por ai hahaha e agora servem como minha inspiração.

    P.s Louco é um elogio, admiro pessoas que se aventuram, saem de suas zonas de conforto (ou desconforto) no caso das jornadas de trabalhos formais como citado. E olha que sou psicólogo! haha tenho viagem pra Tailândia marcada e como te deixei um recado no Face seu post me ajudou muito.

    Fã número 01.
    Quando vierem a SP da um toke, recebo vocês e recomento uma visita ao Cereja Bristô muito top e por minha conta.

    Abraços

  5. Duas perguntas, Rafael:

    1. Conseguiu parar de comer carne?

    2. Já concluiu que o melhor beatle é o Paul?

    Parabéns pelo blog, você e as meninas fazem um ótimo trabalho! Sucesso e felicidade aos três!

    • Não consegui, Claudia. 🙁

      E ainda tenho dúvidas no Beatle. Gosto muito do George também.

      Só tenho certeza que não é o John. hahaha

      Abraço e obrigado. 🙂

  6. Olá Rafael
    Descobri o blog a pouco e já gosto demais!
    Sou uma paulistana que mora em BH a três anos e super curto suas postagens…Gostei muito de saber mais sobre vc!
    Temos algo em comum “Domir é fundamental” kkkkkk
    Tenho um sonho de ter um trailer e rodar esse Brasil com my family, enquanto isso não acontece vou pra Sampa no calor e pra Bahia no frio. Esse ano nas férias de meio de ano talvez conheça Guaraparis rs…me manda todas as dicas! Um abraço!

  7. Rafa fiz um comentário, num post da Cândida de Belém, quando vc vier no Pará quero te receber cara! Amei conhecer vcs deste blog. Me avisa por favor!

  8. Gostei muito do perfil, Rafa, e do blog, claro.
    Também sou de BH, porém não gosto nem um pouco da cidade e queria viver viajando, minha maior paixão. Algumas pessoas falam que é possível viver assim trabalhando com a internet, mas sempre que vou procurar possíveis formas de ganhar dinheiro com ela me deparo com os livros pagos de alguém que deu certo assim. É triste. Será que não se compartilha mais informação de graça?
    Eu sou formada em história e gosto muito de escrever. Porém não sei o que posso fazer para ganhar dinheiro com o computador, que aliás, é onde passo a maior parte do tempo, hahaha.

    Rolaria umas dicas?

    Beijão e boas viagens.

    • Ei, Layla. Obrigado. 🙂

      Há um movimento de gente que ganha dinheiro na internet ensinando outros a ganhar dinheiro na internet. E somente isso. Sinceramente, o problema desse modelo é quando a única renda da pessoa é essa. O que ela consegue ensinar então? Que técnicas ela tem além do material que vende? Não sei, tenho minhas dúvidas sobre esse tipo de coisa.

      Veja esses textos aqui, principalmente os mais antigos dentro desta “tag”. Podem te ajudar: https://www.360meridianos.com/nomade-digital

      E qualquer coisa é só falar. Abraço.

  9. Olá.
    Descobri o blog recentemente e estou adorando ler os posts. Como moro em BH, além de amar viajar, me identifico especialmente com seus post, RAfael, que tem para mim um toque intimista, de um vizinho com quem tenho afinidades mas não conheço pessoalmente. Seguidora de um estilo de vida minimalista, também tenho que que responder cotidianamente a perguntas sobre minha conta bancária versus minhas viagens… rs

    • Olha, que bom conhecer uma vizinha, Luciana. 🙂 Os três autores do 360 são de BH, na realidade. Nos conhecemos na UFMG, durante o curso de Comunicação. Mas só eu moro aqui atualmente.

      Obrigado pela companhia aqui no blog e pelo comentário.

      Abraço.

  10. Olá acabei de conhecer o blog quando estava procurando comentários sobre o AISEC.
    Faço faculdade de jornalismoe também tenho um blog.Minha vontade é de sair viajando por aí tanto voluntariamente como também por descobrimento do mundo e poder contar um pouco disso no meu site.
    Adorei o site de vocês e agora já está nos favoritos!

  11. Cara, gostei que só desse blog. Eu sou geógrafa, viajar pra mim é quase obrigação. Moro em Belém do Pará e achei muito lisonjeiro o post sobre a minha terra haha!!

    To planejando um Mochilão pela América Latina no final do ano, mas to muito em dúvida sobre quanto levar, quais os lugares mais vantajosos e rentáveis… vou dar uma mini viajada pelo 360 pra planejar minha viagem, quem sabe eu vire uma blogger viajante também kkkk

  12. Oi Rafa, tenho que dizer que gostei muito do seu texto está verdadeiramente excelente!!
    Quero saber que idade vc tinha quando partiu para suas viagens e como se sustentou

    Obg

    • Que bom que gostou, William. Eu tinha 24 anos quando fiz minha primeira viagem, um mochilão pelo Brasil. E 25 quando fui ao exterior pela primeira vez.

      Eu trabalhei, de carteira assinada, por anos. Depois passei a viver de frilas e de projetos paralelos. Hoje vivo da renda do blog.

      Abraço.

  13. Olá Rafael,

    Para a ultima viagem que fiz à India e Tailandia, usei muito o blog de vocês como base.
    Estou pensando em viajar o mundo e queria dicas.
    Vi que você ainda mora no Brasil e bem pertinho de mim, em BH.
    Você toparia tomar um café comigo no domingo 6/12 para me dar dicas sobre ‘LARGAR TUDO’?? risos risos

    Segue meu e-mail, caso possa me ajudar nessa empreitada, assim combinamos o café.

    Abraços,

  14. Olá Rafael, estou me mudando para Belo Horizonte e queria informações da cidade. Será que você estaria disposto a bater um papinho comigo? Encontrei seu blog justamente porque estava procurando informações sobre Belo Horizonte.

    Tentei achar um e-mail, contato pessoal, mas não consegui. Ficaria mega feliz se pudêssemos trocar algumas idéias.

    abraços!

  15. Olá Rafael, estou adorando o Blog. Estava pesquisando algumas coisas sobre Amsterdam e então vi a sua dica de Hostel. Confesso que também gostei quando você citou que Guarapari pode ser Paris! rsrsrs Sou capixaba, mas amo os mineiros que são “ativos” no Espírito Santo! Estou morando na Alemanha a 1 ano, e como quero viajar e conhecer o mundo, tenho lido bastante coisas e inúmeros Blogs de viagens. Parabéns pelo trabalho de vocês, pode ter certeza que vale a pena cada frase lida. É muito legal quando compartilhamos nossas experiências, isso faz parte da vida (eu creio). Abraços a você Luíza e Natália.

    • Obrigado pelo comentário carinhoso, Márcia. 🙂

      Adoro o Espírito Santo. Estou precisando voltar lá – a última viagem ao estado já vai fazer dois anos.

      Abraço e aproveite seu tempo na Europa.

  16. Olá, Rafael! Eu simplesmente ADOREI seu texto. Também sou jornalista, mas meio que fui abandonando a carreira pelo meio do caminho, e hoje trabalho como revisora de textos freelancer. Amo escrever e gostaria de ser uma blogueira que pudesse viver disso, assim como você. Já escreveu algo a respeito? Dando dicas, indicando caminhos, por exemplo? Também amo viajar, Outra coisa: se eu quisesse criar um blog sobre viagens, mas bancado financeiramente por uma agência, isso seria possível? Conhece alguém que já faz isso? Desejo muito sucesso a você e ao seu blog! Tudo de muito bom!!!!

  17. Oi Rafa! Leio o blog há algum tempo, e gosto de pegar dicas sobre a Tailândia (vou fazer minha primeira viagem internacional em novembro, para lá) e sobre lugares que tenho vontade de conhecer.
    Só hoje, no entanto, tive curiosidade de ver quem está por trás do blog. rs
    Gostaria de parabenizar vc e as meninas por compartilharem com outros viajantes suas histórias, ideias e experiências.
    A propósito, tb já fui mto em Guarapari e amo HP! hahahaha
    Abs!

  18. Oi Rafa,
    nossa primeiramente parabéns aos 3 pelo blog fantástico… adorei essa parte sobre vocês em especial, pq nada melhor que conhecer quem esta dando as dicas pra ver se tem a ver com vc… pq viajar pra mim e que nem escolher comida não tem melhor e pior mas o gosto tem q combinar… e lendo sobre vcs vejo que todas as dicas serão muito boas pra mim ja q me identifiquei muito… especialmente c vc (cara q isso nossos gostos e historias ets são mto parecidos.. trocando seu america pelo meu timão claro…) e pra vc ver q padroes não são nada, eu sou super extrovertida e mesmo assim nos parecemos tanto… ah e eu ainda não dei a volta ao mundo mas ja sou vegetariana ha mais de 15 anos então podemos trocar figurinhas rs…
    Já que vc citou Hemingway deixo a dica do livro que terminei semana passada “Ilhas da Corrente”..
    bjs

  19. Engraçado como agente sempre descobre coisas novas… filmes de faroeste?… kkkk Pela sua indicação comecei a ler Por quem os sinos dobram…rsrs

  20. Ola Rafa, Moro aqui aonde foi seu destino por 20 anos, Guaraparis rs, estou indo em minha primeira experiencia na Europa, quero em 3 Meses, conhecer os Países do Espaço Schengene, Reino Unido e Irlanda.

    Meu embarque é dia 01 de Setembro, começo por Portugal e irei fazer conexão na alemanha. Alguma dica sobre a imigração de la ?

    • Eita! Saudade de Guarapari, Stefan. Não passo por aí desde janeiro de 2014. 🙂

      Olha, nunca entrei na Europa pela Alemanha. Mas acho que é tranquilo. Leve com você todos os documentos (passagens, seguro, comprovantes de hospedagem, etc). Vai dar certo. 🙂

      Depois conta pra gente como foi sua viagem, beleza?

      Abraço.

  21. Boa Noite Rafa,

    Tudo bem? Adorei o seu post. Eu sugiro o filme Os Intocáveis – Intouchables, espero que goste. E como faço para ser introspectiva. Acredito que já fui algum dia porém … É melhor lidar com os introspectivos e um VIVA aos não padrões e também sou fã do Sheldon.

  22. Olá, Rafa! Sou do Grupo Comunique-se de SP. Gostaria muuuuuito de inserir o Blog 360 Meridianos em nossa base de Mailing Imprensa. Teria alguém que possa me informar telefone ou e-mail para contato? Abraços! PS: Amei o blog!

  23. Olá!!
    Parabens pelo blog, e conhecendo sua história me identifiquei muito com a parte da introspecção, somos exatamente assim kkkkk somos analiticos ao extremos, talvéz esse seja o problema, ou não hehhe
    Bom estou indo ao Chile, pela segunda vez, e como na primeira eu não fui para as montanhas ver a neve, desta vez quero mergulhar no gelo… vou ver as suas dicas aqui… Valew abraços

  24. Achei sua história sensacional, meu sonho e poder viajar o mundo também junto com a minha esposa, depois que se casa as responsabilidades aumentam e isso se torna mais difícil.Venho estruturando minha vida para que em um futuro próximo esse sonho possa ser realizado.Encontrei seu blog por acaso e as histórias que estou lendo nele me servem de espiração.

    Grande Abraço!

  25. Adorei saber mais sobre o Rafa!! Ri muito na parte do futebol, porque lembrei de um dos meus livros favoritos de infância “O menino no espelho” do Fernando Sabino e que tem num capítulo um jogo entre o Atlético e o América, então sempre tive carinho pelo América Mineiro!!

  26. Rafa, gostei tanto de te conhecer pessoalmente! Já era fã e agora sou mais…ainda não tinha lido este post e adorei!
    O tímido mais divertido que já conheci! Só fico imaginando você barganhando com a pousada da água congelada nos canos…ahahaha…
    Sucesso, Rafa!
    Ana

    • haha!

      Nunca fui bom de barganha. Mas naquele dia não foi complicado conseguir o preço. 🙂

      Abraço e obrigado pelo comentário, Ana.

  27. Adorei Rafa! Adoro teu jeito de escrever, e me identifiquei com os filmes, amo muito Bastardos Inglórios, Meia Noite em Paris (apesar de ainda não ter ido pra lá) e acrescento Comer, Rezar, Amar. 😉

  28. Eu queria dizer que não concordei com a inserção desse vídeo. Achei que aquele incêndio ~acidental~ que aconteceu no arquivo da TV UFMG tinha tirado pra sempre da face da Terra barbaridades como os primeiros segundos desse vídeo.

    <3

    • Que isso, seus amigos de São Paulo merecem ver os primeiros segundos desse vídeo.

      Vou compartilhar no Facebook e te marcar. hehehe

      • haha sempre dá polemica. Isso de “qual foi o melhor” é foda quando se fala de Beatles. Mas na minha opinião são: Harrison>McCartney>Starr>Lennon… (e coloco o Ringo antes do John porque não consigo gostar do John com aquela história de “abandonar” o filho; mas sei que musicalmente falando o cara foi foda, não há como negar).

        E sobre o vegetarianismo: sou vegana e sofro quando viajo. Tanto que abro exceções e por isso me torno vegetariana quando estou fora de casa. No começo é difícil mas com o tempo vai ficando mais fácil. Sorte aí!

  29. Adorei! Sempre quis ser vegetariana também e no brasil falhei uma vez, fiquei mt magra e cansada. Agora estou morando nos EUA temporariamente e estou a quase 6 meses sem nenhuma carne ! Finalmente 😉

  30. Hahaha que criança fofa.

    Também sou introvertida e descobri isso na faculdade de jornalismo, apesar disso também já quis trabalhar em tv (e rádio), mas hoje, depois de formada, estou ok em um jornal, haha.

  31. Adorei Rafa! Mas tem uma coisa que preciso tirar do meu peito: te acho a cara do Rafael Infante do Porta dos Fundos haha. Sério, desde a primeira vez que vi sua foto no blog, olho pra ele e lembro de você, olho pra você lembro dele, bem assim.

    Eu também sempre fui muito muito tímida, a ponto de nem ter amigo porque não conseguia conversar. Hoje, também vou estudar Jornalismo, mas apesar de já ser um pouco mais extrovertida, ainda tem gente que me pergunta “Como vai estudar Jornalismo se é tão tímida?”. Ah, também quero trabalhar com viagens! Que sonhooooo!

    • haha! Não vejo semelhanças não, mas se você diz. 🙂

      Boa sorte na sua carreira. O jornalismo tem seus problemas, mas tem muita coisa legal também.

      Abraço.

  32. Adorei saber mais sobre o Rafa!! Ri muito na parte do futebol, porque lembrei de um dos meus livros favoritos de infância “O menino no espelho” do Fernando Sabino e que tem num capítulo um jogo entre o Atlético e o América, então sempre tive carinho pelo América Mineiro!!

    E mesmo discordando de um ponto (genteee, é bolacha!! hehehe) foi um prazer imenso ler mais sobre vocês três! São posts como esse que tornam o blog, que já é um dos meus preferidos, ainda mais delicioso!

    • Que bom que gostou, Bárbara. E Atlético e América fizeram, durante muitos anos, o maior clássico de Minas. Os dois times tinham estádios um de frente para o outro, no centro de BH.

      Abraço.

  33. Que criança linda!A Nazaré Tedesco com certeza gostaria de ter roubado!

    Rafa,Luiza e Nat sintam-se abraçados!!
    Iniciativa aprovada,gostei muito,parabéns!!

  34. Gostei muito Rafa!
    Me pareceu uma pessoa única,muito sincero e um pouco sério!

    Minha mãe já foi chamada no colégio para discutir com o diretor sobre meu jeito introvertido.Eu já sofri bullying,um menino falava que eu era um E.t e não falava a língua humana.

    Eu enfrentei minha timidez de uma maneira pouco convencional.Eu aprendi a ter prazer em ser diferente. Adoro bater papo com alguém e a pessoa me falar que eu penso diferente, tenho um tom de voz diferente…

    Gosto também de “Causar”, usar turbante amarelo gema,brincos que imitam orelha de elfo… gosto quando alguém me olha com olhar de questionamento!

    Detesto padrões, não nasci para ser normal!

    Tenho poucos amigos e não me faz falta.Eu também não aguento conversa fiada, quando o papo perde a decência eu fico observando ou tento mudar de assunto quase sempre sem sucesso!

    • Oi, Nat.

      Desculpa a demora, só consegui responder os comentários deste post hoje, já que passei as últimas semanas na estrada.

      E obrigado pelo seu comentário e por compartilhar sua história com a gente! Também não curto padrões. 🙂

      Abraço.

Deixe um comentário

RBBV - Rede Brasileira de Blogueiros de Viagem
ABBV - Associação Brasileira de Blogs de Viagem

Parceiros: