Tags:

Como tirar boas fotos sozinha: dicas práticas

Continuando a minha saga para tirar boas fotos sozinha (eu já falei aqui das selfies e também das fotos tiradas por estranhos) resolvi completar esta série de posts com algumas dicas, minhas e do pessoal no Instagram, para conseguir tirar fotos legais numa viagem solo, sem ter nenhum fotógrafo amigo por perto.

Esse tipo de foto exige um pouquinho de dedicação e até um planejamento pré-viagem.

Usando o timer da câmera para tirar fotos sozinha

O timer é o melhor amigo do viajante solo. Basicamente, são três estágios:

  • Ligue a câmera no timer e corra e para a frente do local
  • Pose linda para a foto
  • Corra de volta para a câmera, antes que ela seja roubada

Serra-da-Estrela-Portugal-luiza

Esse tipo de foto envolve o risco de alguém levar sua câmera ou celular embora. Então, é melhor evitar fazer isso em lugares muito movimentados e claramente perigosos.

Eu também evito ficar longe demais da câmera, então já faço a composição pensando na minha distância e facilidade para voltar rápido para o lugar que a maquina está. Além disso, em lugares movimentados sempre vai ter gente passando e a chance de atrapalharem a sua foto é grande.

Programe mais de um disparo

Uma boa técnica para combinar com o uso do timer é programar mais de um disparo por vez. Eu geralmente me contento com três, mas minha câmera aceita até 9. Isso otimiza o uso do timer, já que mesmo que uma foto dê errada (tipo alguém passou na frente, você não chegou na pose certa a tempo, etc) ainda vão ter outras opções.

Isso também diminui a quantidade de vezes que você terá que se afastar da sua câmera e a ansiedade de que ela será roubada a qualquer momento. Já deu para ver que eu tenho muito medo disso né?

Suporte para celular para tirar foto sozinha

Essa é uma coisa que o pessoal do Instagram sugeriu. Inicialmente, me pareceu uma ideia estranha. Carregar um tripé, aquele treco grande e desengonçado por aí. Mas aí eu lembrei que hoje em dia existem tripés de todos os estilos e tamanhos.

Foto sozinha tripé

A melhor opção, acredito eu, seria o Gorila Pod (ou qualquer marca similar), que é aquele tripé de pernas móveis, que você pode enrolar em qualquer lugar.

E o melhor, esse tipo de tripé é sempre pequeno, leve e moldável para caber na sua bagagem. Eu comprei um há pouco tempo (de uma marca genérica) e minha maior preocupação seria se essas pernas móveis suportariam o peso da minha câmera DSLR. E sim, deu tudo certo. Também dá para comprar um adaptador e usar o suporte para o celular.

Não só um tripé é útil por conta a estabilidade da câmera, como também permite explorar outros ângulos e variações na composição para além da câmera apoiada em qualquer lugar.

Selfies!

Para todos os momentos que não der para deixar sua câmera longe de você, as selfies acabam sendo a solução. Eu, ao longo desses tempos e de muitas selfies frustradas, cheguei a conclusão que o famoso pau de selfie (ou monopod) é uma solução honesta para resolver o problema do carão na foto.

Mas, para mim isso implica em outro problema, que é a semi vergonha de ficar abrindo aquele bastão em qualquer lugar. Se você não tiver esse problema, parabéns! Minha dica para você é só que evite mostrar o bastão na foto! Gente, só mexer um pouco no enquadramento e desaparecer com a varinha de metal estranha da sua fotografia!

fotos sozinha pau de selfie

Só dá para ver o pau de selfie pelos óculos!

A outra técnica que eu tenho usado é o display móvel da câmera. Acontece que a câmera frontal do meu celular é um horror. Então, quando fui comprar uma câmera nova, investi numa que tinha o ecrã móvel, de forma que, mesmo com apenas a distância do meu braço para tirar a foto (ou seja, continua o problema do carão), pelo menos eu consigo ver o que estou enquadrando. Eu recomendo comprar uma câmera assim – até porque hoje em dia há muitas delas com essa opção.

Quer aprender a fotografar bem de verdade?

Vou indicar um curso online de fotografia que é muito bom, o Caçadores de Imagens. São 60 aulas – quase 20 horas de conteúdo exclusivo e original.

Os professores, a Lígia e o Charles, são fotógrafos profissionais há mais de uma década e já comandaram uma grande escola de fotografia em Belo Horizonte, que na época era uma das maiores do Brasil. Parte da equipe do 360 estudou na escola deles, entre 2014 e 2015, e indica de olhos fechados.

Há três anos eles se mudaram para o Japão e passaram a dar aulas somente online. Mais de dois mil alunos já fizeram o curso Caçadores de Imagens, que tem sete módulos: introdução, desenvolvimento de olhar fotográfico, formação técnica, cores, composição, iluminação e photoshop para fotógrafos digitais.

O curso Caçadores de Imagens garante certificado e você terá um grupo exclusivo no Facebook para interagir com os professores e com outros alunos. Saiba mais aqui.

*crédito imagem destacada: Shutterstock

Clube Grandes Viajantes

Olá, somos a Luíza Antunes, o Rafael Sette Câmara e a Natália Becattini. Há 10 anos fazemos o 360meridianos, um blog que nasceu da nossa vontade de conhecer outras terras, outros povos, outras formas de ver o mundo. Mas nós começamos a sonhar com a estrada ainda crianças e sem sair de casa, por meio de livros sobre lugares fantásticos. A gente acredita que algumas das histórias mais incríveis do mundo são sobre viagens: a Ilíada, de Homero, Dom Quixote, de Cervantes; Harry Potter, Senhor dos Anéis e Guerra dos Tronos. Todo bom livro é uma viagem no tempo e no espaço. E foi por isso que nasceu o Grandes Viajantes: o clube literário do 360meridianos. Uma comunidade feita para você que ama ler, escrever e viajar.

Somos especialistas em achar livros raros, já esquecidos pelo tempo. Fazemos a curadoria de crônicas, contos e histórias de escritores e escritoras incríveis, que atualizamos numa edição moderna e bonita. A cada mês você receberá em seu e-mail uma nova aventura sempre no formato de livro digital, que são super práticos, para você ler onde, quando e como quiser.

Além do livro raro e do bônus exclusivo, recompensas que todos os nossos associados recebem, oferecemos duas experiências diferentes à sua escolha:

1) Para quem quer se aprofundar nas histórias e conhecer pessoas com interesses parecidos;< br/>
2) Para quem, além de ler, também quer escrever seus relatos.

Conheça cada uma das categorias e escolha a que combina melhor com você. Venha fazer parte do Clube Grandes Viajantes.

recompensas clube recompensas clube


Compartilhe!







KIT DE PLANEJAMENTO DE VIAGENS
Receba nossas novidades por email
e baixe gratuitamente o kit




Luiza Antunes

Sou jornalista, tenho 30 anos e moro no Porto, Portugal, quando não estou viajando. Eu já larguei meu emprego três vezes para viajar e finalmente encontrei uma profissão que me permite "morar no aeroporto". Já tive casa em quatro países diferentes, dei a volta ao mundo e cumpri minha meta de visitar 30 países antes dos 30. Mas o mundo é muito maior e, se puder, quero conhecer cada canto dele e inspirar vocês a fazer o mesmo. Siga @afluiza no Instagram

  • 360 nas redes
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
  • Twitter

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

12 comentários sobre o texto “Como tirar boas fotos sozinha: dicas práticas

  1. Adorei as dicas… e vc é mto parecida cmg… medo de roubarem a câmera, “semi vergonha” do monopod kkkkkkk e no início eu achava ele ridículo, mas quando viajei sozinha pela primeira vez, vi o quanto ele pode ser útil. O problema foi que eu não soube tirar as fotos direito e aprendi mais um pouco aqui… Até chegar a data da minha viagem pra Jericoacoara eu espero estar expert!!!!

  2. Luiza,

    Viajei sozinha pela primeira vez a NY e estava com esse medo também, mas tirei ótimas fotos, a ponto de muitas pessoas perguntarem se eu viajei sozinha mesmo rsrsrs..
    Bom, eu levei o tripé convencional, é bem levinho e ele se dobra todo, então colocava na mochila que usava no dia a dia e estava tudo certo. Mas tinha aquele incômodo de ficar tirando toda hora da bolsa. Outra opção era a gopro junto com o “pau de selfie”, essa câmera tem uma angular muito ampla, o que tira aquele efeito carão das selfies. A última opção era pedir pra alguém tirar, nos últimos dias de viagem eu já estava craque nessa rsrsrs… quando fazia passeio pra alguns lugares turísticos e via casais tirando selfies, me oferecia pra tirar foto deles, automaticamente eles também se ofereciam pra tirar foto minha, ou quando não se ofereciam, eu pedia mesmo: “Can you take a picture for me, please?”… muitas fotos ficaram péssimas pois nem todos sabem tirar, mas aí eu esperada a próxima vítima passar por ali e pedia kkkkkkk. Foi ótimo!

  3. Oii Luiza! Seu post ajudou muito, vou viajar sozinha no meio e no final do ano e queria fazer boas fotos mas sempre sofro pra conseguir. Quais câmeras você usa e recomenda? Tanto pra selfies quanto pra paisagens de qualidade. Estou pesquisando mas fico perdida com a quantidade de oferta.

    1. Oi Bruna,

      Não é a questão da câmera que você usa, sinceramente. Mas do quanto você domina não só o equipamento e as técnicas.

      Se eu fosse dar alguma recomendação sobre câmeras: se puder, compre uma que tenha acesso wifi, para você poder enviar para o celular com facilidade as fotos tiradas. Também é uma adição interessante um visor 360º, que permita você se ver quando está tirando as fotos (ajuda muito nas selfies).

      Nesse post aqui o Rafa dá algumas dicas, talvez te ajudem: https://www.360meridianos.com/2015/07/samsung-nx3000-camera.html

  4. O tripé convencional é ótimo e sempre ajuda bastante, mas tem o incômodo de levar mais peso. Em viagens é difícil ter um tripé sempre ao alcance.
    Eu gosto do Gorilla Pod que você mencionou.
    Algumas câmeras possuem disparador remoto, que também ajuda bastante. Uma opção para o timer. E tem também aquelas que possuem até aplicativos para celular, como a NX3000 (que o Rafael já até mostrou) e também a GoPro (que eu curto mais pra filmar do que tirar fotos).
    Esses aplicativos ajudam muito tanto para tirar quanto visualizar as fotos.

  5. Comprei uma câmera com opção de conexão ao celular, pra poder passar as fotos que eu quisesse postar em redes sociais na hora. Surpresa foi quando vi que vc tbm pode conectar pra ter uma visão remota e ainda tirar as fotos pelo celular! Bem prático, ajuda até com o pau de selfie, pra tirar uma foto de costas por exemplo.

2018. 360meridianos. Todos os direitos reservados. UX/UI design por Amí Comunicação & Design e desenvolvimento por Douglas Mofet.