fbpx
Tags:

Meu amor por viagens estava escrito nas estrelas?

Quem aí curte astrologia? Não faltam listinhas e páginas sobre cada signo na internet, suas melhores e piores características e como elas influenciam a vida, as relações e até mesmo as viagens. Se você é um cético da astrologia, este post não é para você. Temos vários posts com dicas de viagem e reflexões sobre o turismo. Mas hoje estou me permitindo fazer este post meio de brincadeira, sobre esse assunto nada científico (será?), mas que muito me interessa.

Eu nunca fui uma pessoa que acreditava na sessão de signo do jornal, mas volta e meia dava uma lida, por via das dúvidas. Vez ou outra eu também lia as previsões da Susan Miller, mas, sinceramente, o texto é muito longo e detalhista e isso me dava uma certa preguiça.

Mas eu sempre me identifiquei muito com o meu signo solar, Gêmeos. A maioria das características sempre foram familiares para mim, como ser um signo de gente muito comunicativa, curiosa, de interesses variados e levemente bipolar. Aí descobri meu ascendente, em Escorpião, e aprendi ainda mais coisas que faziam sentido na minha personalidade, coma a obsessividade, persistência e paixão para fazer as coisas.

signos e viagens

E, por favor, não desista de ler o 360 só porque eu tenho essa combinação meio, errh, demoníaca: minha lua e marte são em Peixes – signo dos emotivos e amorosos, mas que vivem no mundo da lua – para compensar. A Naty e o Rafa… dois Escorpianos. Ela com ascendente em Peixes e lua em Câncer e e ele, com ascendente em Touro e lua em Aquário.

signos e viagens

É engraçado, porque quando rolam aquelas coisas de mercúrio retrógrado, retorno de saturno e outros paranauês do gênero, normalmente os três são afetados de maneira semelhante. Crise financeira? Todo mundo junto! Problema de comunicação? Unidos também. Talvez isso que tenha nos levado a começar um blog em primeiro lugar. Sério, olha o que diz o meu mapa astral:

“Com Urano na segunda casa, Luíza, é muito provável que você venha a ganhar dinheiro trabalhando autonomamente, e é certo que aprender novas tecnologias é algo que lhe traz dinheiro. Portanto, não hesite em aprender ao máximo tudo o que puder sobre informática, internet, ou sobre novas tecnologias dentro da sua área de atuação. Com Urano na segunda casa, as coisas modernas são suas aliadas no processo de fazer dinheiro”.

Há! Vem falar que não tem uma ciência por trás disso, minha gente!

signos e viagens

Eu só fiz esse mapa astral há uns dois meses, muito tempo depois de já ter largado meu emprego três vezes para viajar e ter transformado meu amor por viagens em trabalho autônomo na internet. Ou seja, me parece muito mais que um texto genérico com o qual qualquer pessoa poderia se identificar.

Aliás, esse negócio de ficar deixando empregos e casas para trás também está explicado pelos astros. “Uma sensação nítida que você pode ter, Luíza, por conta de seu problema com a Terra, é a do “não pertenço a este lugar”, no sentido da cultura em que vive, da família ou do emprego”. Escrevi sobre essa crise que eu estava vivendo outro dia!

Pois essa é outra questão astrológica curiosa deste blog: falta o elemento Terra nos nossos mapas astrais. Restam pessoas meio sem chão, mas curiosas e sempre em busca de aventuras e conhecer mais do mundo, por conta da quantidade de elementos de água e ar que a combinação de astros na hora dos nossos nascimentos determinou.

No fim das contas, eu sei lá se realmente gostar tanto de viajar “estava escrito nas estrelas”, como eu brinco no título. Mas acho engraçado como às vezes essas explicações astrológicas fazem tanto sentido na vida da gente. Não sei se porque estávamos procurando sentido em primeiro lugar ou se porque tem muito mais mistérios nesse vasto mundão que realmente saberemos. Quero saber o que vocês acham nos comentários – e também qual o signo de vocês, leitores – contem aí!

Para terminar, uma das frase favoritas do meu mapa astral, dessas que eu levo como inspiração para seguir vivendo assim:

“De todo modo, você tem a coragem de viver sua vida da forma como bem deseja, e gosta de vivê-la intensamente. Meios-termos não são para você. Você, Luíza, tem essa coragem de viver, acertar, errar, e no final da vida olhará para trás e perceberá que teve muitas experiências e muitas histórias para contar aos seus netos.”

*Imagem destacada: Shutterstock

Clube Grandes Viajantes

Assine uma newsletter exclusiva e que te leva numa viagem pelo mundo.
É a Grandes Viajantes! Você receberá na sua caixa de email uma série de textos únicos sobre turismo, enviados todo mês.
São reportagens aprofundadas, contos, crônicas e outros textos sobre lugares incríveis. Aquele tipo de conteúdo que você só encontra no 360 – e que agora estará disponível apenas para nossos assinantes.
Quer viajar com a gente? Então entre pro clube!

Avalie este post

Compartilhe!







Banner para newsletter gratuita

Receba grátis nosso kit de Planejamento de Viagem

Eu quero!

 

 




Luiza Antunes

Sou jornalista, tenho 34 anos e atualmente moro na Inglaterra, quando não estou viajando. Já tive casa nos Estados Unidos, Índia, Portugal e Alemanha, e visitei mais de 45 países pelo mundo afora. Além de escrever, sempre invento um hobbie novo: aquarela, costura, yoga... Siga minhas viagens em @afluiza no Instagram.

  • 360 nas redes
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
  • Twitter

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

13 comentários sobre o texto “Meu amor por viagens estava escrito nas estrelas?

  1. Fui digitalmente influenciada e comprei um mapa astral tb hahaha. Muitas coisas explicadas ali. Engraçado que de acordo com ele, eu preciso ter uma casa para voltar, um lugar para plantar meus pés, e é algo que eu sempre digo. Mesmo amando viajar eu não saberia viver como nômade e é interessante como meu mapa descreveu exatamente o que eu já penso. Falou várias coisas interessantes, e olha essa ” é bem provável que você venha a romper com a sua cultura pátria, a fim de ser um indivíduo de síntese, que congrega aspectos contraditórios das culturas e os harmoniza.” Pense nisso! O mais engraçado é que nós nascemos no mesmo dia, e pelo que você descreveu algumas coisas do seu mapa são o oposto do meu! Enfim, curti bastante a experiência!E acredito super em astrologia, podem me julgar à vontade mas continuarei crendo!

    1. Adorei! Você é a terceira pessoa que eu influenciei a comprar um mapa astral! Mas é tão legal e acerta tanto, que eu acho que vale a pena!

      “Indivíduo Síntese” essa aí é para colocar no currículo, hehe

      bjão

  2. É incrível como algumas coisas fazem muito sentido na Astrologia.

    Sou Taurina, signo de Terra, da estabilidade e da tranquilidade. Mas meu ascendente em Sagitário é o que me faz ser, como você, apaixonada por viagens! A definição disso é: “Pé no chão e a cabeça nas nuvens”.

    Estou em busca de autoconhecimento para uma mudança total de carreira e vocês do 360 Meridianos me inspiram demais!

    Parabéns pela oportunidade de trabalhar em consonância com a sua essência, estando ela dentro ou fora do mapa astral! 😉

    Abraços

  3. Sagitário, o signo do arqueiro, é o signo do explorador, quer o território desconhecido seja físico, mental, emocional ou alguma mistura intrigante disso tudo. Sagitário no topo do mapa traz uma sede por viagens, e sua carreira, bem como sua vida, precisa de alguma forma ser uma jornada. Qualquer coisa que lhe dê espaço, movimento ou oportunidade de aprender ou viajar parece bom.

  4. Olha, eu sou canceriana com ascendente em peixes, leão fortíssimo no mapa e meio céu em sagitário. Meio céu significa o que te torna pleno, seus maiores sonhos e desejos e o que te torna feliz. Sagitário nessa colocação traz sonho de viajar, aprender pelo mundo, ser feliz e não se prender. além de eu ter um pequeno stellium em aquário q faz meus objetivos serem meu maior foco.

    1. Oi Gabrielle,

      Eu comprei o mapa astral do Personare, custou 60 reais.
      No site astro.com você encontra muita informação de graça!

  5. Nossa ,você me fez lembrar da musica “Escrito nas estrelas” de Tetê Espíndola.

    Caso do acaso
    Bem marcado em cartas de tarô
    Meu amor, esse amor
    De cartas claras sobre a mesa
    É assim
    Signo do destino
    Que surpresa ele nos preparou
    Meu amor, nosso amor
    Estava escrito nas estrelas
    Estava, sim

2018. 360meridianos. Todos os direitos reservados. UX/UI design por Amí Comunicação & Design e desenvolvimento por Douglas Mofet.