fbpx
Tags:

A arte de repetir cidades

Enquanto a chuva não decidia se caia de vez ou ia embora e o vento não dava uma trégua, eu tirava uma foto com a vista para o Tâmisa, o Big Ben e a London Eye. Uma das vantagens de morar na Europa é poder escolher passar o aniversário em Londres. E foi isso que eu decidi, mesmo sendo a minha terceira (e decididamente não a última) vez na cidade. Tudo bem, é fácil amar Londres. Mas a verdade é que são poucos os lugares no mundo que eu já visitei e que não eu repetiria.

Até Praga, cidade de que não guardo muitas boas lembranças, entrou novamente no meu roteiro, em certa altura. Existe uma arte em repetir cidades que não são suas. Em observar novamente, com novos olhos, aquele lugar que tem uma cultura, uma história, um estilo de vida diferente do seu.

londres repetir cidades

Você pode usar seu tempo numa cidade nova para repetir tudo o que gostou. Quer ir ver a Torre Eiffel novamente? Ou circular pelo Caminito mais uma vez? Ta valendo! Ou pode usar o mesmo tempo para conhecer o que faltou. Foi o que eu fiz em Roma, com a minha mãe: fomos em busca de passeios e lugares que ainda não tínhamos visitado, e ainda rendeu um monte de posts aqui pro blog. Ainda, dá para investir num roteiro temático: que tal ir procurar os melhores cafés de Nova York? Ou fazer um roteiro de ramen em Hong Kong? Ou fazer uma visita temática as hamburguerias em São Paulo?

As possibilidades são infinitas. A magia em descobrir um local novo ou charme em revisitar aquelas ruas que você tem boas histórias e memórias.

londres repetir cidades

Em Londres, neste aniversário, fiz um mix de tudo: revisitei alguns lugares que eu nunca me canso de ver, como a tal vista para o Big Ben. Aproveitei para explorar com mais calma Camden Town e conhecer outro desses bairros alternativos da cidade: Shoredich e a Brick Lane. E, ainda, fiz um roteiro temático por pubs que fazia questão de conhecer.

londres repetir cidades

Eu estava tão certa de que queria caminhar novamente por aquelas ruas que já em janeiro tinha decidido essa viagem. Confesso também que cada vez que eu abria um mapa ou o Instagram nesse meio tempo, me perguntei se não deveria escolher um lugar novo. Fiquei tentada quando uma promoção de passagens para os países bálticos surgiu. Ponderei a possibilidade de talvez ir para algumas cidades alemãs que eu ainda não conheço.

Mas a verdade é que apesar do tamanho deste mundão sem fronteira, das bucket lists de lugares para conhecer na vida, da curiosidade de explorar novos lugares, também pode valer a pena, na hora de decidir uma viagem, escolher voltar para um lugar familiar. Tem até quem goste de todo ano fazer a mesma viagem, quem sou eu ou você para julgar isso?

Clube Grandes Viajantes

Assine uma newsletter exclusiva e que te leva numa viagem pelo mundo.
É a Grandes Viajantes! Você receberá na sua caixa de email uma série de textos únicos sobre turismo, enviados todo mês.
São reportagens aprofundadas, contos, crônicas e outros textos sobre lugares incríveis. Aquele tipo de conteúdo que você só encontra no 360 – e que agora estará disponível apenas para nossos assinantes.
Quer viajar com a gente? Então entre pro clube!

Avalie este post

Compartilhe!







Banner para newsletter gratuita

Receba grátis nosso kit de Planejamento de Viagem

Eu quero!

 

 




Luiza Antunes

Sou jornalista, tenho 34 anos e atualmente moro na Inglaterra, quando não estou viajando. Já tive casa nos Estados Unidos, Índia, Portugal e Alemanha, e visitei mais de 45 países pelo mundo afora. Além de escrever, sempre invento um hobbie novo: aquarela, costura, yoga... Siga minhas viagens em @afluiza no Instagram.

  • 360 nas redes
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
  • Twitter

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

31 comentários sobre o texto “A arte de repetir cidades

  1. Não gosto de repetir cidades, mas se eu pudesse ter a oportunidade de conhecer Arequipa, Berlin e Durban novamente, eu faria sem pestanejar.

    Dublin e Amsterdam eu jamais piso meus pezinhos de princeso novamente.

  2. Vixi Luiza!!! Sou daquelas que não repete lugar, apesar de estar louca para pisar em solo cubano novamente.
    Tem alguns lugares que consigo repetir com “stopover” e funciona bem!
    Sempre fico contando e divagando a quantidade de “cantos” que o mundo tem e que sou fascinada por explorar! Entouces definitivamente opto por não repetir 🙂

  3. Oi Luiza,
    Já fui a Londres e Paris 8 vezes e sempre quero voltar…tem sempre um museu que não fui, um programa que não fiz etc…fora o que quero fazer de novo (risos).
    E também tem a questão das estações, cada estação a cidade parece que se renova.
    Amei seu post!

  4. Lu,
    Que linda sua foto com o Big Ben.
    Na minha opinião, esses lugares com ícones bem turísticos sempre me fazem sentir ainda mais parte desse mundão.
    Bom, vi que ponderou vir pra Alemanha! Veeeeeenha que estamos de portas abertas aqui. Vamos marcar uma viagem juntas por terras alemãs ou portuguesas!? =)
    Beijos

    1. Oi Marcella!

      Ainda estou ponderando. Vou te chamar depois no Face para contar os planos! Aproveitamos e marcamos essa viagem =)

      bjs

  5. Eu adoro voltar a lugares e tbm falo que não tem nenhum lugar que não voltaria.
    E alguns são especiais nesses sentidos mesmo que vc descreve, mas se é revisitar ou conhecer coisas diferentes não tem regra.
    Uma vez fui dar dica de pousada em Tiradentes e lembrei de 6 que tinha ficado, sendo que algumas repeti. Gosto tanto de lá! E sempre faço exatamente as mesmas coisas.
    Ai Bangkok, que já fui 5 vezes, amo, e tem tanta coisa diferente cada vez que vou, cada vez num bairro, cada vez lugares novos.

Carregar mais comentários
2018. 360meridianos. Todos os direitos reservados. UX/UI design por Amí Comunicação & Design e desenvolvimento por Douglas Mofet.