Como visitar as Pirâmides do Egito e todo o complexo da Necrópole de Gizé

Como visitar as Pirâmides do Egito e todo o complexo da Necrópole de Gizé

As Pirâmides do Egito são o lugar que qualquer pessoa que visita o país quer ver. É importante dizer também que, quando falamos dessas famosas pirâmides, estamos falando do complexo da Necrópole de Gizé, uma cidade satélite do Cairo. Existem outras pirâmides egípcias: são quase cem catalogadas, na verdade. Mas são Queóps, Quéfren, Miquerinos, junto com a Esfinge, que dominam o imaginário popular.

Saiba mais sobre o Egito:

Os mistérios da vida após a morte no Egito Antigo

A arte milenar de construir obeliscos

Rato com asas ou prato do dia? O hábito de comer pombos no Egito

Como chegar na Necrópole de Gizé

As pirâmides e a necrópole ficam em Gizé, uma cidade a cerca de 20 km do centro do Cairo. Não deixe a curta distância te enganar! O transito no Egito é uma loucura e é possível ficar quase uma hora para fazer esse trajeto, dados os engarrafamentos.

É possível chegar no platô das pirâmides de táxi ou uber, com os ônibus 355 e 357 (tem que fazer sinal perto do Museu Egípcio) e ainda num tour contratado.

Existem planos de construção de uma linha do metrô que vai chegar até o futuro Grand Egyptian Museum e as pirâmides do Egito. Mas enquanto ainda não fica pronto, é possível pegar a linha 2 até Giza e de lá pegar um táxi ou uber. Há vagões exclusivos para mulheres no metrô do Cairo.

piramides do egito turistas

piramides do egito quanto custa

A entrada da Grande Pirâmide

Quanto custa para visitar as pirâmides do Egito?

Com um bilhete geral você tem acesso a todo o complexo e pode ver as pirâmides e a esfinge de perto. Para entrar dentro das pirâmides, é preciso um bilhete extra. Atenção: somente na entrada para o complexo da Grande Pirâmide é possível comprar os tickets para entrar em Queóps, Miquerinos ou no museu da Barca Solar.

Os valores são os seguintes:

Entrada no complexo da Necrópole de Gizé: 80 LE (cerca de R$15,00)

Entrada em Queóps: 200 LE (cerca de R$40,00)

Entrada em Miquerinos: 60 LE (uns R$11,00)

Entrada no Museu da Barca: 60 LE (uns R$11,00)

piramides do egito queops e quefren

Como é a visita a Necrópole de Gizé

São duas as entradas para o complexo: uma bem próxima à Grande Pirâmide de Queóps e outra perto da Esfinge. A entrada pela Grande Pirâmide é mais cheia, mas também é a única que te permite comprar o ingresso para entrar nos monumentos. Eu fiz o passeio começando por Queóps, passando pelas outras pirâmides e um ponto de observação para fotos e terminando no Templo do Vale e Esfinge.

O mapa do complexo. Crédito: MesserWoland (CC BY 3.0)

Tenha em mente que dentro da pirâmide é muito, mas muito claustrofóbico, e não tem “nada” para ver lá dentro: são dois corredores curtos e estreitos e uma sala vazia. Eu quis visitar mesmo assim, mas vale a pena pensar nas suas condições físicas e financeiras antes de ir. Leia mais sobre como é dentro da pirâmide e as teorias de como elas foram construídas.

A entrada da Grande Pirâmide de Queóps é chamada de entrada dos ladrões porque foi escavada em 820 d.C., por um califa. Você sobe alguns metros praticamente de quatro numa escada de madeira precária, com o teto de pedra baixinho (daí a experiência claustrofóbica). Depois, é mais uma subida por um corredor estreito de pedra, conhecido como Grande Galeria. Por fim, chega-se na Câmara do Rei, uma sala de pedra vazia, com um grande sarcófago em pedra, também vazio. Quando eu estive lá, a luz falhou e tive que dar um jeito de voltar usando a lanterna do celular.

Uma dica interessante é entrar na pirâmide de Miquerinos ao invés da Grande Pirâmide. A visita é bastante semelhante, mas muito mais vazia e mais barata.

O complexo é enorme e circular a pé não é fácil. Por isso, muitas pessoas usam carros com motoristas, vans e ônibus de turismo – ou contratam passeios de cavalo ou camelo. Eu fiz a visita com outros jornalistas, num ônibus do grupo.

Se você não contratar um tour, minha sugestão é que contrate um táxi ou carro com motorista que seu hotel indicar e faça a visita durante uma manhã ou tarde. Não recomendamos esse tipo de passeio com animais, mas, se você fizer questão, veja as condições dos animais antes de contratar o tour. Leia a experiência da Renata, do Revivendo Viagens, que fez o passeio por conta própria.

piramides do egito camelos deserto

Eu acredito que vale a pena contratar um guia oficial para explicar melhor a história e as curiosidades do lugar. Essa é a página do Facebook do guia que nos acompanhou – o Omar fala inglês e espanhol. O guia também serve para te mostrar os melhores lugares para fotos e ajuda a diminuir o assédio de vendedores e golpistas.

O passeio pelas pirâmides do Egito também é famoso pela quantidade de homens sendo bastante chatos e insistentes na tentativa de oferecer tours, vender suvenires ou tentar dar algum tipo de golpe para conseguir o seu dinheiro. Para recusar os avanços, faça não com a cabeça e diga “La, Shucre” (não, obrigado).

piramides do egito e esfinge

Quando estive lá, em dezembro de 2017, achei relativamente vazio, um reflexo provável das manchetes negativas sobre o Egito. Acredito que, a partir dos próximos anos, a região voltará a ficar bem cheia. O início da manhã ou o final da tarde são bons horários para evitar multidões.

Onde se hospedar para visitar as pirâmides do Egito?

Apesar do deserto, essa não é uma área isolada. Pelo contrário, fica bem no miolo da cidade de Gizé, o que justifica o fato de muitas pessoas ficarem hospedadas em Gizé e não no Cairo. Se você puder gastar um pouquinho mais, minha sugestão de hospedagem é o incrível Marriott Mena House, que é um hotel com vista para as pirâmides, bem do lado do complexo. Tem diárias a partir de R$420,00.

Se não der para se hospedar lá, vale a pena reservar uma mesa para almoçar ou jantar com a vista. Não é muito caro: uma refeição completa, com entrada, prato principal e bebida sai em torno de uns R$80 por pessoa.

Veja todas as opções de hospedagem em Gizé

Porém, tirando a proximidade com as pirâmides do Egito, Gizé é uma cidade bem feia e empobrecida. Ficar no Cairo, que tem outras atrações interessantes, me parece uma opção melhor. Eu fiquei lá, no Intercontinental Semiramis e no Four Seasons Nile Plaza. As diárias nesses hotéis 5 estrelas ficam em torno de R$480 e R$900, respectivamente. Existem várias opções mais em conta na cidade – você pode conferir todas aqui.

Dica importante: Não deixe de contratar um bom seguro de viagem para o Egito. Saiba como escolher um seguro bom para países da África e garanta um cupom de desconto

*A viagem pelo Egito foi feita a convite da AmCham Egypt.

Sou jornalista, tenho 29 anos e moro no Porto, Portugal, quando não estou viajando. Eu já larguei meu emprego três vezes para viajar e finalmente encontrei uma profissão que me permite “morar no aeroporto”. Já tive casa em quatro países diferentes, dei a volta ao mundo e cumpri minha meta de visitar 30 países antes dos 30. Mas o mundo é muito maior e, se puder, quero conhecer cada canto dele e inspirar vocês a fazer o mesmo. Siga @afluiza no Instagram

Um comentário em Como visitar as Pirâmides do Egito e todo o complexo da Necrópole de Gizé

  1. amei todas essas informações eu tenho um sonho conhecer as pirâmides de Gize.Sou professora de Historia trabalho com 6 Anos e 8 anos.

Deixe um comentário

RBBV - Rede Brasileira de Blogueiros de Viagem
ABBV - Associação Brasileira de Blogs de Viagem

Parceiros: