Tags:

TOP 9 melhores livros, filmes e séries de 2020

Em 2020, o 360meridianos tinha viagens marcadas para destinos como Butão, Galápagos e o deserto do Atacama. A pandemia não deixou, mas acabamos embarcando para os subúrbios de Seul, na Coreia; para a Rússia do século 17, os Estados Unidos durante a Guerra Civil…

Livros, filmes e séries foram a forma de muitas pessoas para escapar da realidade difícil do ano que passou. E é por isso que resolvemos fazer esta segunda retrospectiva, com indicações das histórias que mais amamos ver ou ler.

Se você quiser saber mais sobre o que fizemos em 2020, temos um texto com a retrospectiva das melhores reportagens, vídeos, livros e outros conteúdos que produzimos.

9 livros que lemos e amamos em 2020

melhores livros de 2020

Indicações da Luíza

  • Duna (Frank Herbert)

Atrasada alguns anos, resolvi (por conta do anúncio do filme) ler esse clássico da ficção científica. A série de cinco livros começa com a história da família Atreídes indo governar um planeta desértico conhecido como “Duna”. O livro mistura referências sobre poder, religião, tempo, ecologia e até um pouco de bruxaria.

Onde ler: Compre Duna em capa dura ou Kindle

  • Mulherzinhas ou Adoráveis Mulheres (Louisa May Alcott)

É possível encontrar os dois nomes para essa história clássica (Little Woman no original) de quatro irmãs. Apesar do pano de fundo da guerra, o que importa aí são as personalidades e as relações entre Jo, Beth, Meg e Amy. Eu tinha curiosidade de ler esse livro desde que vi uma referência sobre ele em Amiga Genial (Elena Ferrante). Se você tem irmãs, recomendo ainda mais, porque é impossível não se enxergar nas relações familiares, brigas e carinho entre as irmãs March.

Onde ler: Mulherzinhas (texto completo e edição ilustrada) em capa dura ou Kindle

  • A Arte de Viajar (Alain de Botton)

Um livro de não-ficção sobre viagem. É difícil explicar exatamente do que fala “The Art of Travel”: o autor aborda diferentes aspectos e reflexões sobre viajar, como a desilusão de que não dá para fugir dos problemas nem mesmo num destino paradisíaco; ou como a jornada de avião ou trem pode ser inspiradora; ou ainda, como nem é necessário sair do seu quarto para viver aventuras. Tudo isso sob a perspectiva de grandes pensadores, escritores, poetas e pintores como Van Gogh, Gustav Flaubert ou Charles Baudelaire.

Onde ler: A Arte de Viajar em capa comum (novos e usados) ou Kindle

Saiba mais: Viagem ao redor do meu quarto, a curiosa expedição de Xavier de Maistre

Indicações da Natália

  • Torto Arado (Itamar Vieira Junior)

Nas profundezas do sertão baiano, as irmãs Bibiana e Belonísia encontram uma velha e misteriosa faca na mala guardada sob a cama da avó. Ocorre então um acidente. E para sempre suas vidas estarão ligadas ― a ponto de uma precisar ser a voz da outra. Num texto lírico, épico e repleto de magia, com personagens densos e muito realistas, o autor discute questões como servidão, luta e resistência. O melhor livro do ano, disparado.

Onde ler: Torto Arado em capa comum ou Kindle

  • Kindred: Laços de Sangue (Octavia E. Butler)

Em seu vigésimo sexto aniversário, Dana é misteriosamente transportada de seu novo apartamento para as margens de um rio. Ali, ela salva uma criança branca que se afogava. Essa foi a primeira de uma série de viagens involuntárias que ela realizou para o sul escravista dos Estados Unidos no século 19. Uma leitura eletrizante, impossível de largar, que aborda temas como igualdade racial, racismo e escravidão.

Onde ler: Kindred em capa comum ou Kindle

  • Do Amor e Outros Demônios (Gabriel García Márquez) 

García Márquez conta a história de amor entre a filha única de um marquês, criada no convívio de escravos e orixás, e um padre incumbido de exorcizar os demônios que se acredita terem possuído a menina, cujos cabelos só seriam cortados em seu casamento. Repleto da magia típica do escritor (o meu autor favorito, diga-se de passagem), a história se passa na Colômbia colonial e é leitura obrigatória para quem sonha em visitar Cartagena das Índias. A inspiração para a trama surgiu das histórias que Gabo colecionava quando vivia na cidade.

Onde ler: Do amor e Outros Demônios em capa comum ou Kindle

Indicações do Rafael

  • A Imaginária (Adalgisa Nery)

Com traços autobiográficos, o livro A Imaginária, de Adalgisa Nery, é uma obra de ficção. Narrado em primeira pessoa, conta a história de Berenice, da infância ao casamento precoce, ainda na adolescência. Um matrimônio abusivo e muitas vezes violento.

A Imaginária é uma obra sobre sofrimento, luto, doença e insanidade. A autoficção, um gênero em que Adalgisa é considerada precursora no Brasil, fica clara quando a gente conhece um pouco da vida da escritora, que se casou aos 15 anos com um vizinho, o pintor modernista Ismael Nery. A Imaginária foi publicado em 1959, décadas após a morte de Ismael, e logo se converteu no maior sucesso de Adalgisa. Um dos melhores romances que li em 2020.

Onde ler: Na Amazon, A Imaginária custa entre R$ 20 (usado) e R$ 45 (novo).

  • A Máquina de Fazer Espanhóis (Valter Hugo Mãe)

Poucos escritores contemporâneos tratam tão bem a língua portuguesa como Valter Hugo Mãe. Comecei 2020 lendo A Máquina de Fazer Espanhóis (2010). Na obra, Valter Hugo Mãe narra a história de um idoso, o barbeiro Antônio. Aos 84 anos e após perder a esposa, ele vai morar num asilo.

Ali, enfrenta o abandono da família, o luto e a velhice ao mesmo tempo em que faz novos amigos. Por meio das memórias do homem, o livro fala de um Portugal Salazarista e ditatorial – a tal máquina de fazer espanhóis, um país de onde muitos queriam ir embora.

Onde ler: A Máquina de Fazer Espanhóis custa em torno de R$ 30.

  • Nem Sinal de Asas (Marcela Dantés)

Nem Sinal de Asas é o romance de estreia da escritora belo-horizontina Marcela Dantés. “Mulher é encontrada mumificada em apartamento cinco anos após sua morte”. Foi dessa manchete, publicada pelo El País, que Marcela partiu para construir Anja, a personagem principal dessa obra densa, linda e muito bem escrita. Acompanhamos a vida de Anja, da infância ao fim solitário. Um livro sobre solidão e perdas – enfim, sobre a vida real. Foi um dos grandes livros que li em 2020.

Onde ler: Nem Sinal de Asa, Editora Patuá (R$40)

9 melhores séries que assistimos em 2020

Indicações da Luíza

  • The Great

Sem dúvida a melhor série que vi esse ano, The Great é uma história majoritariamente ficcional, mas com leves toques de realidade, sobre Catarina, a Grande – Imperatriz da Rússia. É uma série muito engraçada, com cenários belíssimos e cheia de bons bordões – eu queria sair falando por aí “indeed” ou “huzzah”. Só tem uma temporada.

Onde assistir: Starz Play (via Amazon Prime)

  • The Good Place

Infelizmente, uma das minhas séries favoritas de comédia terminou em 2020. Existem muitas formas de explicar The Good Place: para mim era a história de quatro pessoas nada perfeitas tentando fugir do inferno e encontrar paz em sua existência, sendo muito engraçadas no processo. São 4 temporadas.

Onde assistir: Netflix

  • Sex Education

A história de um adolescente virgem, cuja mãe é terapeuta sexual, que passa a aconselhar os colegas de escola sobre problemas sexuais. É das melhores séries que vi em 2020. A segunda temporada foi lançada esse ano.

Onde assistir: Netflix

Indicações da Natália

  • The Morning Show

Série vencedora do Emmy, estrelando ninguém mais, ninguém menos que Jennifer Aniston (que está maravilhosa, aliás). Conta a história do dia a dia de um canal de TV e seus funcionários depois que uma de suas estrelas é acusada de assédio sexual durante na esteira do movimento #metoo. Nos faz refletir sobre ambientes de trabalho dominados por homens, sobre nossa própria omissão e sobre relações de poder no mundo corporativo.

Onde assistir: Apple TV

  • Little Fires Everywhere

Protagonizada por Reese Witherspoon e Kerry Washington, Little Fires Everywhere nos transporta para os anos 1990. Para a vida aparentemente perfeita de uma família de um subúrbio rico americano e suas vizinhas misteriosas que acabam mudando o delicado equilíbrio da vizinhança. A trama fala do pesos dos segredos, da carga da maternidade e das tensões raciais em ambientes predominantemente brancos.

Onde assistir: Prime

  • Normal People

Série irlandesa que acompanha um jovem casal desde a adolescência até os primeiros anos da vida adulta. Mas esse não é um romance clichê e comum. Normal People aborda as várias camadas de um relacionamento, desde os desencontros, as expectativas frustradas, as lacunas na comunicação e os desafios que envolvem a construção de uma cumplicidade forte e duradoura.

Onde assistir: Starz Play (via Amazon Prime)

Indicações do Rafael

  • Bom dia, Verônica 

Bom dia Verônica estreou em 2020. E causou impacto: essa produção nacional da Netflix conta a história de Verônica Torres (Tainá Muller), uma escrivã da Polícia Civil de São Paulo que investiga casos de assédio e violência contra mulheres. Acabou de ser renovada para uma segunda temporada.

Onde assistir: Netflix

  • Anne with an E

Com três temporadas completas disponíveis na Netflix, Anne With an E é uma série baseada numa história canadense, o livro Anne of Green Gables, de Lucy Maud Montgomery. Conta a história de uma órfã que é adotada por um casal de irmãos e fazendeiros. Solteiros, sem filhos e já entrando na velhice, eles encontram em Anne um pouco do amor e da companhia que tanto procuravam.

Onde assistir: Netflix

  • The Office 

Foi só em 2020 que assisti The Office, uma das comédias mais bem-sucedidas da história da TV americana. A série acompanha o dia a dia num escritório de Scranton, no estado da Pensilvânia, especializado na venda de papel. Premiadíssima, a série teve nove temporadas e mais de 200 episódios.

Onde assistir: Prime

9 melhores filmes que vimos em 2020

Indicações da Luíza

  • Hamilton

Eu gosto bastante de musicais e nunca tive a chance de ver Hamilton na Broadway, apesar de ter a playlist com as músicas há anos no meu Spotify. Para quem não sabe, Hamilton é um musical de grande sucesso, que mistura hiphop e a história da independência americana, com a biografia de Alexander Hamilton, um dos “founding fathers” dos Estados Unidos. O filme foi gravado durante 3 performances com o elenco original da peça.

Onde ver: Disney+

  • Parasita

O ganhador do Oscar de 2020, Parasita é um filme coreano que mistura humor, crítica social e suspense para contar a história de uma família muito pobre em Seul que consegue entrar na vida de uma família muito rica e alheia a realidade da própria cidade. É um dos melhores filmes que já vi.

Onde ver: Telecine Play ou Youtube (aluguel)

  • JoJo Rabit

Surpreendente, divertido e emocionante, Jojo Rabit conta a história de um menino alemão nazista que descobre que sua mãe está escondendo uma jovem judia em casa. O filme é do diretor neozelandês Taika Waititi, que é muito engraçado. Nunca pensei que fosse rir tanto de uma piada sobre as pessoas se cumprimentando com “Heil Hittler”.

Onde ver: Telecine Play ou Youtube (compra)

Indicações da Natália

  • Amarelo – É tudo pra ontem

O documentário do rapper Emicida poderia ser só um making-of do seu último disco (que é sensacional, escutem!), mas vai além e se propõe a recontar uma parte da história da negritude brasileira, abordando temas como reparação histórica, análise sociológica, autobiografia e processo criativo e nos apresentando personagens que são comumente esquecidos e apagados da nossa história oficial. De chorar do início ao fim.

Onde assistir: Netflix

  • Your Name

Mitsuha é a filha do prefeito de uma vila no Japão rural e está cansada da vida no interior. Taki tem uma vida corrida em Tóquio, entre a escola e seu emprego no restaurante. Os dois não se conhecem, mas acabam misteriosamente vivendo as vidas um do outro em seus sonhos. Para quem gosta de animação japonesa, essa é uma das mais lindas que eu assisti nos últimos tempos.

Onde assistir: Netflix

  • Roma

Ok, talvez eu tenha visto esse filme com algum atraso, mas vale a indicação se você ainda não viu. Dirigido por Alfonso Cuarón, retrata a rotina de uma família de classe média e como a presença de uma babá e empregada doméstica ajuda e influencia a vida na casa, as mudanças e as relações interpessoais entre os moradores.

Onde assistir: Netflix

Indicações do Rafael

  • The Darkest Hour

Vencedor de dois Oscars, indicado a outros quatro e dono também de um Globo de Ouro. The Darkest Hour (no Brasil, O Destino de uma Nação), é um filme de 2018. Traz uma das histórias mais importantes da Segunda Guerra Mundial: a resistência britânica frente ao avanço nazista. Acompanha o momento em que Winston Churchill é escolhido Primeiro Ministro e as tropas de Hitler cercavam as britânicas, na França.

Onde assistir: Netflix

  • The Report

Lançado no final de 2019, The Report é uma produção da Amazon Studios. Conta a história de Daniel Jones (Adam Driver), membro de um comitê do Senado dos Estados Unidos que investiga o uso de tortura pela CIA, após os ataques de 11 de setembro de 2001.

Onde assistir: Prime

  • Fragmentado

Outro filme nem tão novo, mas que só assisti em 2020, após chegar no catálogo da Netflix. Mostra a história de Kevin Wendell Crumb, um homem que tem 23 personalidades. É uma sequência de O Corpo Fechado (2000) e da mesma trilogia que Vidro (2019).

Onde assistir: Netflix

Clube Grandes Viajantes

Olá, somos a Luíza Antunes, o Rafael Sette Câmara e a Natália Becattini. Há 10 anos fazemos o 360meridianos, um blog que nasceu da nossa vontade de conhecer outras terras, outros povos, outras formas de ver o mundo. Mas nós começamos a sonhar com a estrada ainda crianças e sem sair de casa, por meio de livros sobre lugares fantásticos. A gente acredita que algumas das histórias mais incríveis do mundo são sobre viagens: a Ilíada, de Homero, Dom Quixote, de Cervantes; Harry Potter, Senhor dos Anéis e Guerra dos Tronos. Todo bom livro é uma viagem no tempo e no espaço. E foi por isso que nasceu o Grandes Viajantes: o clube literário do 360meridianos. Uma comunidade feita para você que ama ler, escrever e viajar.

Somos especialistas em achar livros raros, já esquecidos pelo tempo. Fazemos a curadoria de crônicas, contos e histórias de escritores e escritoras incríveis, que atualizamos numa edição moderna e bonita. A cada mês você receberá em seu e-mail uma nova aventura sempre no formato de livro digital, que são super práticos, para você ler onde, quando e como quiser.

Além do livro raro e do bônus exclusivo, recompensas que todos os nossos associados recebem, oferecemos duas experiências diferentes à sua escolha:

1) Para quem quer se aprofundar nas histórias e conhecer pessoas com interesses parecidos;< br/>
2) Para quem, além de ler, também quer escrever seus relatos.

Conheça cada uma das categorias e escolha a que combina melhor com você. Venha fazer parte do Clube Grandes Viajantes.

recompensas clube recompensas clube


Compartilhe!







KIT DE PLANEJAMENTO DE VIAGENS
Receba nossas novidades por email
e baixe gratuitamente o kit




Luiza Antunes

Sou jornalista, tenho 30 anos e moro no Porto, Portugal, quando não estou viajando. Eu já larguei meu emprego três vezes para viajar e finalmente encontrei uma profissão que me permite "morar no aeroporto". Já tive casa em quatro países diferentes, dei a volta ao mundo e cumpri minha meta de visitar 30 países antes dos 30. Mas o mundo é muito maior e, se puder, quero conhecer cada canto dele e inspirar vocês a fazer o mesmo. Siga @afluiza no Instagram

  • 360 nas redes
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
  • Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Um comentário sobre o texto “TOP 9 melhores livros, filmes e séries de 2020

  1. Bom artigo. Adoro ler livros sobre relações interpessoais porque é muito interessante aprender algo novo lendo constantemente fatos interessantes sobre o assunto. Você tem uma boa seleção, acho que vai ser útil para muitos, principalmente durante as férias.

2018. 360meridianos. Todos os direitos reservados. UX/UI design por Amí Comunicação & Design e desenvolvimento por Douglas Mofet.