Aluguel de carro na Europa: todas as dicas de viagem

Portugal, Itália, Espanha, França, Grécia, Alemanha… Um aluguel de carro na Europa pode fazer muita diferença na sua viagem dentro dos países. Por mais que o transporte público no velho continente seja extremamente eficiente, muitas vezes, quando se quer conhecer o interior desses países, tipo pequenas cidades e vilas ou lugares mais reclusos e naturais, sem carro fica bem complicado de se locomover.

Por isso, resolvi fazer este post com as dicas sobre alugar carros na Europa que acumulei depois de mais de dois anos morando e viajando por aqui. Em primeiro lugar: evite alugar se for visitar majoritariamente grandes cidades. Carro dentro de cidades como Lisboa, Madri, Roma e Londres não só é um tremendo desperdício de dinheiro, é também um desperdício de tempo. Engarrafamentos e estacionamentos caros te aguardam. Além disso, são bem poucas as cidades grandes europeias com transporte público ruim ou que não permitam fazer boa parte das atrações a pé.

aluguel de carro na europa paris

Paris. Crédito foto: Shutterstock

Carteira de motorista para dirigir na Europa

A carteira de motorista brasileira vale por até seis meses contando a partir da entrada na Europa. Isso tem base na Convenção sobre Trânsito Viário, de Viena, que o Brasil é signatário. Ou seja, desde que a sua carteira de motorista seja válida, não é necessário tirar a Permissão Internacional para Dirigir. Mas caso você queira facilitar a sua vida, temos um post explicando direitinho como emitir a PID.

Em alguns países, caso o motorista seja menor de 21 ou 25 anos, o aluguel sai mais caro. Também é cobrada uma taxa extra por dia para o caso de serem dois motoristas no mesmo carro. E, por fim, na grande maioria das locadoras, é o dono do cartão de crédito utilizado no aluguel que precisa dirigir. Então é bom ficar atento a isso na hora do contrato.

Necessidade do cartão de crédito para alugar carro na Europa

Sem cartão de crédito fica impossível alugar um carro. É que o cartão de crédito é usado como garantia. Precisa ser apresentado no momento do aluguel, será bloqueado nele uma franquia (que varia de acordo com o seguro adquirido), que é desbloqueada após a devolução do veículo. Mesmo que você pague um seguro total, há um valor mínimo que é bloqueado (geralmente 200 a 300 euros), que é devolvido mesmo em caso de algum sinistro.

Estradas, pedágios e parquímetros e multas

As rodovias na Europa costumam ser muito boas, mas também têm muitas estradinhas menores sem pista dupla e acostamento, principalmente quando você vai mais para o interior ou regiões de montanhas. Caso alugue o carro numa área de neve, por exemplo, lembre-se de conversar, no momento de pegar o veículo, sobre gelo e neve na pista.

Em geral, as rodovias têm pedágio, na maioria das vezes automático, daqueles que você não paga na hora, mas um sistema contabiliza os valores e te cobra depois. Eu já contei sobre isso quando escrevi sobre alugar carro em Portugal. Minha dica é que você já mande debitar isso de uma vez para não correr o risco de perder a data de pagamento depois.

Se quiser evitar pedágios no seu caminho ou calcular mais ou menos quanto vai custa ir de A para B, o site Via Michelin é muito bom.

Outra regra na Europa que é preciso ficar muito atento, principalmente em cidades históricas: nem todas as ruas permitem tráfego de veículos que não sejam de transito local. E nem sempre isso é devidamente sinalizado, principalmente na Itália. Ou seja, muita atenção mesmo, porque simplesmente seguindo o GPS é possível que você caia numa dessas ruas se não estiver prestando atenção às placas.

Não dá para dar desculpa de que não sabia, seja por trafegar em via proibida, passar acima do limite de velocidade ou estacionar em local errado. No final das contas, a multa vai chegar para você no Brasil sim! E se não pagar, o risco é não conseguir entrar novamente no continente.

Também é preciso manter a atenção aos horários e sempre pagar os parquímetros. Dificilmente você vai achar um local para estacionar onde não haja cobrança. Eu estou cansada de ver gente tomar multa por ultrapassar o tempo do parquímetro. Então, realmente controle seu tempo de estacionamento.

Qual carro alugar na Europa?

Ao contrário do que muita gente pensa, carro automático não é muito comum na Europa e geralmente sai bem mais caro pegar um carro assim, com algumas exceções.

Além das diferentes categorias de veículo, dos mais econômicos aos mais caros, também há diferentes tipos de combustíveis que você deve ou não abastecer seu veículo. Sempre pergunte isso no momento da locação, ou você vai chegar no posto de gasolina e não vai saber qual dos 5 tipos diferentes de gasolina ou diesel é compatível com seu carro.

Em qual empresa alugar o veículo mais barato na Europa?

Recomendamos que faça a comparação na Rentcars, maior site do mercado, que compara os preços em dezenas de locadoras e está presente em mais de 60 países – assim você pode garantir valores abaixo dos oferecidos no balcão. A Rentcars é parceira do 360, então reservando por aqui você ainda ajuda o blog (e a gente agradece). ?

Uma dica extra: lembre-se sempre de marcar a opção “menor preço” para filtrar a busca.

aluguel de carro na europa bulgária

Sofia, Bulgária

Seguro de carro na Europa

Já mencionei antes que existem diferentes tipos de seguro com vários preços, assim como os valores da franquia. Por exemplo, o seguro básico que normalmente está incluído no aluguel obriga a bloquear um valor de mais de mil euros no cartão. Conforme você compre seguros de maior cobertura, a franquia diminui ou até pode ser zerada, no caso de um seguro mais completo.

Muitas vezes as pessoas pensam: mas eu sou um bom motorista, não vai acontecer nada, não vou gastar mais por dia! E vão lá e compram o seguro mais barato. Acontece que o seguro mais barato não cobre a possibilidade de terceiros baterem em você. Isso aconteceu recentemente com um casal de amigos meus. Eles alugaram um carro em Portugal e compraram um seguro “médio”, que diminuía o valor da franquia de 1500 para 300 euros. Acharam que era suficiente, porque o meu amigo que ia dirigir é um motorista excelente. Eles estacionaram o carro numa cidade, no lugar certinho, pagaram o parquímetro e foram fazer alguma coisa. Meia hora depois voltaram. Uma pessoa tinha batido no carro deles de uma forma horrível e fugido.

Ou seja, eles tiveram que arcar com o prejuízo de 300 euros causado por terceiros, sendo que poderiam ter pago só uns 40 euros a mais por um seguro mais completo.

Então, minha recomendação pessoal é que você invista no seguro completo.

Extras no aluguel do carro na Europa

Estão entre os extras do aluguel, pagos por dia: GPS, Motorista Extra, Cadeira de Bebê.

Sobre o GPS eu recomendaria que você, ao invés de alugar, baixe os mapas do google maps ofline. Outra sugestão melhor ainda é comprar um chip de viagem no país de destino ou um daqueles chips internacionais. Assim você tem acesso a internet e ao sistema de navegação pelo seu celular mesmo, que saí mais barato que a diária do GPS.

Sobre dirigir em diferentes países da Europa e devolver o carro em outro local

Como a Europa é um continente com muitos países pequenos e próximos uns dos outros, é comum que alguém queira alugar um carro para fazer várias cidades ou até mesmo vários países numa mesma viagem. Isso é possível e permitido? Sim! Porém, sai mais caro.

Geralmente, há uma taxa de pelo menos 100 euros para devolver o veículo numa cidade diferente da inicial, dentro de um mesmo país. Caso você queira pegar o carro em um país e devolver em outro, a taxa é ainda maior.

Caso você queira cruzar a fronteira com o carro alugado, deve informar no balcão da locadora. É permitido dirigir o veículo dentro do Espaço de Schengen, mas podem haver taxas dependendo da categoria do carro alugado ou do tipo de seguro contratado.

*Crédito foto destacada: Shutterstock


Compartilhe!







Quer nosso kit de Planejamento de Viagens?
Contém um Ebook, tabelas de orçamento,
roteiro e check-list (DE GRAÇA!)




Luiza Antunes

Sou jornalista, tenho 30 anos e moro no Porto, Portugal, quando não estou viajando. Eu já larguei meu emprego três vezes para viajar e finalmente encontrei uma profissão que me permite "morar no aeroporto". Já tive casa em quatro países diferentes, dei a volta ao mundo e cumpri minha meta de visitar 30 países antes dos 30. Mas o mundo é muito maior e, se puder, quero conhecer cada canto dele e inspirar vocês a fazer o mesmo. Siga @afluiza no Instagram

  • 360 nas redes
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
  • Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

62 comentários sobre o texto “Aluguel de carro na Europa: todas as dicas de viagem

  1. Olá.
    Grata pelas Dicas.
    Planejando viajar para países Balticos em junho 2020.
    Alugar carros para passear pelos arredores; viajar de ônibus entre as cidades.

  2. Bom dia vou alugar um carro em Frankfurt e pretendo visitar a Bélgica e a Holanda e devolver o carro em Frankfurt, é possível? Tem alguma taxa extra?

    1. Oi Aldir,

      Cada empresa de aluguel tem uma regra diferente quanto as fronteiras que você pode cruzar. Algumas delas não cobram nenhuma taxa extra. Verifique isso nos contratos antes de fazer o aluguel

    1. Oi Luana,

      Teoricamente sim, pois a convenção de viena ainda é valida. Porém, nas minhas duas últimas experiências com aluguel de carro na europa, estão exigindo a PID independente da convenção.

  3. Olá a todos,

    Eu aluguei recentemente um carro em Milão e quando a fatura foi fechada, vieram 2 cobranças estranhas:
    – Oneri Aeroportuali/Ferroviari
    – Oneri Automobilistici

    Você sabem o que siginifica isso?

    1. Oi Cleber, dei uma olhada rápida no Google e vi que são taxas cobradas em aluguéis na Itália. Veja no seu contrato de aluguel, devem estar descritas lá

  4. Ola Luiza, tudo bem?

    Eu, meu irmão e mais 2 pessoas estamos com uma viagem programada para barcelona em março do ano que vem e a nossa volta é por Roma.
    A nossa ideia era alugar um carro em barcelona passar por marselha, monaco e terminar em roma mas pelo que vimos o aluguel do carro fica inviável por causa da taxa que cobram por entregar em outro país.
    Tens alguma sugestão de como podemos fazer esse trajeto em 4 pessoas por um valor mais em conta?

    Desde já agradeço pela atenção, um abraço!

    1. Olá Gabriel,

      Desculpe a demora para responder

      Vocês podem fazer esse trajeto com voos low cost. É o mais em conta. Roma para Barcelona, por exemplo, é possível achar passagens de 20 euros na Ryanair

  5. Olá Luiza bom dia, estou para ir a Itália fim do mês e aluguei um carro na rentcars em meu nome, tenho 24 anos e após contratar e pagar pelo veículo vi nos regulamentos que o contratante tem de ter 25 anos no mínimo. Você acha que ainda assim consigo pegar o carro?

  6. Olá, Luiza!
    Você sabe me dizer se posso alugar um carro na Itália e atravessar com ele para a Grécia, pelos farries que fazem o trajeto Bari-Petras?
    Obrigado,
    Caio

      1. Oi, Luiza!
        Muito obrigado pela resposta… vou abusar um pouco mais da sua boa vontade! Rs!

        Eu fiz uma pesquisa extensa nas principais locadoras de carro… em todas elas, nos termos e compromissos, autorizam o transporte do carro no ferrie, mas não permitem a entrada na Grécia… já olhei em mais de 10 locadoras diferentes, incluindo as mais conhecidas e internacionais, como a Hertz… algumas, além de não ter Grécia nos países permitidos, deixam claro que é proibido passar para o território grego, por terra ou mar. Cheguei a entrar em chats online e mandar email… a resposta é sempre negativa! ?

        Tem alguma dica? Onde será que consigo alguém que autorize??
        Pensei em alguma alternativa, tipo carro compartilhado ou um Airbnb de carros… hehehe
        Mas nenhuma pesquisa frutífera até agora!

        Muito obrigado!!

  7. Olá Luiza, tudo bem?
    Por favor, uma informação
    Pretendo ficar 22 dias na Europa, entrando por Portugal e voltando de Portugal também
    A ideia seria alugar um carro em Portugal e seguir com ele para algumas cidades da Espanha, França, Itália, suíça e voltar para Portugal onde devolveria o carro onde o aluguei e voltaria para o Brasil. A distância de todo esse trajeto entre esses países até a devolução do carro será em torno de 6000 km
    É possível alugar um carro para fazer isso ou encontrarei dificuldades na locadora de veículo?

    Obrigado!

    1. Poxa kkk a mesma coisa so muda q eu vou passar 25 dias de resto e a mesma pergunta ! Luiza por favor responde a Priscilla Marques porque é a minha dúvida tbm.

    2. Oi Priscilla,

      Talvez você tenha que pagar uma taxa extra por conta da quilometragem alta e pelo fato de que vai passar em vários países. Mas isso varia de locadora para locadora. Tenta simular o aluguel no site da rentcars e veja o que aparece de resultados!

      bjs

  8. Luiza, muito boa sua postagem, só tenho que agradecer, minha dúvida é a seguinte, eu quero alugar um carro na europcar na Belgica, eu posso ir na alemanha, paris com o seguro básico? e sobre os pedágios nos paises da europa, como adquirir? Na fronteira?

    1. Oi Wagner,

      Essa pergunta você tem que fazer diretamente para a Europcar ou a agência que você alugar. Isso varia de agência para agência, por isso é tão difícil responder.

      Os pedágios depende se vai ter um sistema automático no carro que você alugar ou se você vai pagar depois ou diretamente em cada guichê

Carregar mais comentários
2018. 360meridianos. Todos os direitos reservados. UX/UI design por Amí Comunicação & Design e desenvolvimento por Douglas Mofet.