fbpx
Tags:
Atlas: São Paulo, Brasil, São Paulo

Butatan Food Park: gastronomia de rua em SP

Toda vez que vou fazer contas para economizar uma grana, percebo que o meu maior gasto nessa vida é com comida. Por isso, quando vejo projetos que unem comida boa (e farta) por um preço camarada, eu piro. Assim que eu descobri a existência do Butatan Food Park, enquanto ainda estava em Belo Horizonte, já mandei whatsapp pros amigos paulistanos marcando esse programa durante minha estadia por aqui.

O Butatan Food Park nada mais é que uma feirinha de rua mais elaborada. Além das barracas, alguns trailers de comida – os chamados food trucks – se reúnem numa área fechada, que conta com decoração especial, mesinhas de madeira coletivas e um espaço para exposições.

Butatan Food Park

butantan food park

butantan food park

São Paulo já tem outras opções de comida de rua legais, como a Feirinha Gastronômica e o Chefs na Rua, mas a ideia do Food Park é ser um lugar fixo e bem preparado para receber o público: “Sempre acreditamos na comida de rua e investimos nisso. Agora chega o Butantan Food Park, com um conceito inovador de uma praça de alimentação moderna e dinâmica a céu aberto”, explica Maurício Schuartz, que é produtor do projeto, realizado junto com a curadora Daniela Narciso, pela KQi Produções.

O Butantan Food Park funciona todos os dias e fica perto do metrô (linha amarela, estação Butatã). Eu fui num sábado, por volta de 16h. Estava cheio, mas não aquela lotação desesperadora que só São Paulo é capaz de produzir. Fui com um amigo que já tinha ido antes e ele disse que em geral é assim, agradável: algumas barraquinhas tem mais filas do que as outras, mas dá para comer tranquilo, se sentar e aproveitar a tarde.

Butantan Food Park

butantan food park

Antes de escolher o que comer, andei por todas as barracas e trailers: tem basicamente de tudo, da comida indiana ao hambúrguer gourmet, passando por doces de vários tipos, vinhos, cervejas e drinks. As comidas mudam todo dia, então se você for em dias diferentes, vai encontrar opções novas. Para poder estacionar o caminhão de comida, os candidatos passam por uma curadoria, tem reunião e degustação com os produtores do Food Park, para garantir que  tudo é de qualidade.

Agora, a melhor parte: a comida de fato. Eu experimentei um hambúrguer da Burguer Lab, uma hamburgueria que eu sempre quis provar, mas fica longe da minha casa. Infelizmente, eu estava com tanta fome que só lembrei de tirar foto depois que já tinha terminado de comer (foi mal galera). Mas achei delicioso e, se você curte uma carne bem feita, é uma ótima pedida. O sanduíche custou 20 reais. De sobremesa, eu enfrentei a maior fila da feira só para comer o maior churro que já vi na vida. Sério, se você for lá e tiver essa opção, só digo uma coisa: experimente! A barraquinha chama “Churros Tentação“. Além de ser enorme, eles te deixam colocar dois recheios nos churros. A minha escolha foi doce de leite e beijinho, com decoração de M&Ms. Custou 8 reais.

Churros Tentacao Butatan Food Park

Apesar dessa comilança toda, nós não estávamos satisfeitos. Ainda mais porque quando começa a escurecer eles acendem as luzes de decoração, deixando o ambiente ainda mais bonitinho. Então sentamos para tomar um vinho – tem taças de vários preços, varia mais ou menos ente 10 a 18 reais. Para nossa alegria, nesse dia também estava rolando uma Feira de Queijos e Produtos Artesanais, organizada pela Mercearia Mestre Queijeiro, ou seja, tinha um monte de produtores de queijo expondo seus produtos. E claro que eu degustei todos. Meu amigo comprou um queijo do Serro, por 25 reais. Mas eu não comprei nada, porque, afinal, vou voltar para Minas semana que vem. Essa feira só rolou no sábado passado, então se você gosta de queijos artesanais e está em São Paulo, pode procurar a Mercearia, que fica em Pinheiros (vai rolar post sobre isso em breve, aliás). 

Mestre Queijeiro butantan food park

Mestre queijeiro butantan food park

Vale a pena ficar atento à página de Facebook do Butatan Food Park para saber qual evento vai acontecer no final de semana. Por exemplo, agora, dia 26/07, tem o Festival Paulistano de Cervejas. Lá eles também atualizam sobre os novos food trucks e barracas que vão ter a cada dia.

Serviço:

Local: Rua Agostinho Cantu, 47 (próximo ao Metro Butatã, linha amarela)

Horário de funcionamento:

Segunda à quarta, das 11h às 16h.

Quinta a sábado, das 11h às 22h.

Domingo, das 12h às 19h.

Butantan Food Park aerea noturna

Receba mais dicas de viagem

Então curta nossa página no Facebook

Siga o @360meridianos no Twitter

Veja nossas fotos no Instagram

Receba novos posts por e-mail

 

Avalie este post

Autor

  • Luiza Antunes

    Sou jornalista, tenho 34 anos e atualmente moro na Inglaterra, quando não estou viajando. Já tive casa nos Estados Unidos, Índia, Portugal e Alemanha, e visitei mais de 45 países pelo mundo afora. Além de escrever, sempre invento um hobbie novo: aquarela, costura, yoga... Siga minhas viagens em @afluiza no Instagram.


Compartilhe!







Banner para newsletter gratuita

Receba grátis nosso kit de Planejamento de Viagem

Eu quero!

 

 




Luiza Antunes

Sou jornalista, tenho 34 anos e atualmente moro na Inglaterra, quando não estou viajando. Já tive casa nos Estados Unidos, Índia, Portugal e Alemanha, e visitei mais de 45 países pelo mundo afora. Além de escrever, sempre invento um hobbie novo: aquarela, costura, yoga... Siga minhas viagens em @afluiza no Instagram.

  • 360 nas redes
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
  • Twitter

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

2 comentários sobre o texto “Butatan Food Park: gastronomia de rua em SP

  1. Olá Luiza,

    Estive Butatan Food Park no ultimo domingo com alguns amigos. Comi um hamburguer e uma costelinha, ambos excelentes!! Além disso tinha chopp Brooklyn, que eu adoro!
    Porém estava muito muito muito lotado! A fila do churros, por exemplo, era desanimadora. Além disso era impossível encontrar lugar para sentar.
    Acho que a dica é, se possível, evitar ir aos domingos.
    Tirando esta parte de estar lotado, vale muito a pena conhecer!

    Abraço!

    1. Oi Anderson,

      Como nos domingos costuma juntar a Feirinha Gastronômica, imagino que fica mais cheio mesmo. Sem contar que domingo é dia das coisas lotadas em SP.

      Eu queria ter comido a costelinha, mas já não tinha espaço na barriga, sabe como é! hahaha

2018. 360meridianos. Todos os direitos reservados. UX/UI design por Amí Comunicação & Design e desenvolvimento por Douglas Mofet.