8 cidades perto de São Paulo para um bate-volta

Não faltam cidades perto de São Paulo para você conhecer, seja no esquema bate-volta, seja para passar uma ou duas noites. E tem de tudo: cidade histórica, natureza, praia e centros religiosos. Se você é da capital paulista e quer aproveitar um final de semana ou feriadão para viajar de carro, agora é só escolher o roteiro.

E uma dica importante para quem não tem carro: já explicamos como alugar um veículo com segurança, garantindo o melhor custo/benefício. Saiba como comparar preços, coberturas e reservar um carro online. 

Cidades e atrações próximas de São Paulo

  • Águas de São Pedro (185 km)

185 quilômetros e 2h30 de carro separam Águas de São Pedro da capital paulista. Com dois mil habitantes e o segundo menor território entre os municípios brasileiros, essa cidade é uma estância hidromineral – uma de suas fontes é riquíssima em enxofre.

O Parque Aquático Thermas e um hotel-escola que funciona no esquema meia pensão são os outros atrativos. Pela distância e atrações da cidade, vale a pena ficar pelo menos duas noites, mas quem tem apenas uma disponível não vai reclamar,

Veja aqui onde ficar em Águas de São Pedro

cidades perto de são paulo para passear

Águas de São Pedro (Foto: Eduardo Shiroma, Wikimedia Commons)

  • Aparecida (180 km)

Não é preciso ser católico para que a ida até Aparecida, a 180 km da capital paulista, seja um programa interessante. Agora, que para os fiéis essa viagem é quase obrigatória, isso é inegável. A cidade, que nasceu por conta da descoberta da imagem de Nossa Senhora da Conceição Aparecida no rio Paraíba do Sul, em 1717, é conhecida nacionalmente por causa de sua Catedral Basílica. Esse é o maior templo católico da América Latina – todos os anos, 13 milhões de fiéis passam por ali.

Veja também:  6 comidas típicas de São Paulo
17 museus em São Paulo, gratuitos ou não, que valem a visita
Onde ir em São Paulo – lugares secretos da capital paulista

Durma pelo menos uma noite na cidade. Por estar no meio do caminho para o Rio de Janeiro, uma parada rápida e estratégica em Aparecida também é uma opção antes de seguir para a praia.

Saiba onde ficar em Aparecida 

Aparecida, São Paulo

Valter Campanato/ABr – Agência Brasil (Wikimedia Commons)

  • Paranapiacaba (60 km)

Uma vila de inspiração inglesa colada com a maior metrópole da América do Sul. Paranapiacaba não é uma cidade, mas um distrito de Santo André, a 63 quilômetros da capital. É tão perto que dá para ir de trem: o Expresso Turístico sai aos domingos, às 8h30, da Estação Luz. Detalhes no site da CPTM.

A vila nasceu para ser residência dos funcionários e sede da São Paulo Railway, uma companhia inglesa de trens que operou as estradas de ferro que levavam mercadorias para o porto de Santos. Hoje, é cenário batido em ensaios fotográficos, tanto pelo efeito “parou no tempo”, quando pela tradicional neblina que costuma encobrir a cidade.

Saiba onde ficar em Paranapiacaba 

Paranapiacaba, São Paulo

Por Erica Catarina Pontes, shutterstock.com

  • Campos do Jordão (180 km)

O destino romântico número 1 de São Paulo e um dos mais importantes do Brasil. Essa é Campos do Jordão, que fica numa altitude de 1628 metros, no meio da Serra da Mantiqueira. Junte isso com as casas e construções em estilo europeu, bons restaurantes e temperaturas bem mais baixas do que as de São Paulo e vai ficar fácil entender por que o marketing turístico chama Campos do Jordão de Suíça brasileira.

Esse é provavelmente o mais concorrido dos destinos desta lista, por isso convém reservar sua hospedagem com antecedência, principalmente em feriados e na alta temporada.

Saiba onde ficar em Campos do Jordão

cidades perto de São paulo

Pórtico de Campos do Jordão (Foto: User:OS2Warp)

  • Templo Zu Lai, em Cotia (30 km)

É tão perto que dá para ir de Uber (ou outro aplicativo). O Templo Zu Lai está em Cotia, uma cidade de 240 mil habitantes a apenas 30 quilômetros da Avenida Paulista.

O local é visitado não apenas por religiosos, mas também por quem se interessa em saber mais sobre o budismo ou simplesmente quer se sentir do outro lado do mundo. Além de grandioso, o templo é cercado por uma área verde lindíssima. A entrada é gratuita e uma corrida para lá, num aplicativo de mobilidade, custa entre R$ 50 e R$ 60.

templo zulai

Paulo Lee, Wikimedia Commons (Shutterstock.com)

  • Holambra (135 km)

E segue o clima europeu – ou pelo menos à moda do Velho Continente. Se em Campos do Jordão o teletransporte é para a Suíça, em Holambra a viagem prometida é para os Países Baixos. E o nome não é coincidência: é uma junção das letras iniciais de Holanda, América e Brasil, uma homenagem aos imigrantes daquele país europeu que foram morar na região, após a Segunda Guerra Mundial.

Holambra é conhecida nacionalmente como a cidade das flores – esse é o maior centro de produção de flores e plantas ornamentais do continente! Além de passear pelo centrinho, o grande programa por ali é conhecer um dos muitos campos de flores. Vale ficar atento aos meses de agosto e setembro, quando ocorre a Expoflora, maior evento do tipo na América do Sul e que atrai pelo menos 300 mil visitantes por ano.

Saiba onde ficar em Holambra

Holambra, São Paulo

Holambra (Foto: Por Paulo Nabas, Shutterstock.com)

  • Embu das Artes (25 km)

Mais um destino que combina com bate-volta, afinal Embu das Artes fica a menos de 30 km do centro da capital. O sobrenome “das Artes” é uma aquisição recente no nome da cidade, que há décadas tem vocação artística, e foi incorporado em 2011, após um plebiscito.

Por ali, as principais atrações são feiras, barraquinhas e lojas de artesanato, além de antiquários. Igrejas, casas históricas (e coloridas) e bons restaurantes completam a lista de atrações. Se tiver mais tempo e quiser aproveitar o clima local, pode valer a pena passar uma noite na cidade.

Saiba onde ficar em Embu das Artes

Embu das Artes

Por Roberto Epifanio, shutterstock.com

  • Santo Antênio do Pinhal (160 km)

Apenas 20 quilômetros separam Campos do Jordão e Santo Antônio do Pinhal, distância que imediatamente coloca um destino junto com o outro naquela pastinha de roteiros paulistas. Com seis mil habitantes, essa cidadezinha perdida tem clima tranquilo e está cercada pela natureza da Serra da Mantiqueira.

O principal programa por ali é perambular pelas praças, ruas e parques da cidade, que costuma ficar lotada em feriados e herdou um pouco do movimento da vizinha mais famosa. Para os aventureiros, trilhas, esportes radicais e cachoeiras também são opções.

Saiba onde ficar em Santo Antônio do Pinhal

Santo Antônio do Pinhal

Foto: IsmaelSilva, Wikimedia Commons


Compartilhe!



Com o 360meridianos, você encontra as melhores opções para planejar a sua viagem. Confie em quem já tem prática no assunto!

 

Reserve seu hotel com o melhor preço e alto conforto

 


Veja as melhores opções para seguros de viagem

 


Transfira dinheiro para o Brasil e exterior com menos taxas

 


Alugue veículos com praticidade e comodidade

 




Quer 70 páginas de dicas (DE GRAÇA!)
para planejar sua primeira viagem?




Rafael

Quando criança, eu queria ser jornalista. Alcancei o objetivo, mas uma viagem de volta ao mundo me transformou em blogueiro. Já morei na Índia, na Argentina e em São Paulo. Em 2014 voltei para Belo Horizonte, onde estou perto da minha família, do meu cachorro e dos jogos do América. E a uma passagem de avião de qualquer aventura. Siga minhas viagens também no instagram, no perfil @rafael7camara no Instagram

  • 360 nas redes
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
  • Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

2018. 360meridianos. Todos os direitos reservados. UX/UI design por Amí Comunicação & Design e desenvolvimento por Douglas Mofet.