fbpx

5 passos simples para calcular seu orçamento de viagem

Não importa se você vai para uma cidade vizinha ou para a Cochinchina, calcular o orçamento de uma viagem é um processo mais ou menos igual para qualquer destino. E a boa notícia é que fazer isso pode ser bem fácil e até divertido. Afinal, o planejamento faz parte da festa e ajuda a gente a sonhar com o destino mesmo antes de chegar lá.

Mas eu sei que no início dá um insegurança danada tirar uma viagem do papel. E que tem muito viajante inexperiente que não tem nem ideia de por onde começar. Por isso, segue um passo a passo simples para você parar de rodar que nem barata tonta nesse mar de informações que é a internet.

Leia também: Como calcular os custos de uma grande viagem

15 dicas de como viajar gastando pouco

moedas de varios paises

Descubra quanto você vai gastar em qualquer lugar do mundo

1. Defina sua viagem

A primeira coisa que você precisa se perguntar é que viagem é essa. Qual o destino, quantas cidades você quer visitar, quanto tempo você vai ficar, qual o estilo da sua viagem, quais as atividades que você quer fazer. Tudo isso vai influenciar no cálculo final.

2. Pesquise, pesquise e pesquise um pouco mais

Quando você já tiver esses pontos claros na sua cabeça (ou planilha), é hora de colocar o Google para trabalhar. Eu gosto de começar a destrinchar a viagem pelos gastos grandes, como a passagem e o seguro. Em seguida, ataco a hospedagem. Eu uso o Booking.com para pesquisar e reservar os hotéis. Com esses três gastos maiores já definidos, só falta definir o valor diário que vou gastar em cada lugar. E, por incrível que pareça, essa pode ser a parte mais difícil.

E isso porque o orçamento por dia varia muito de pessoa para pessoa. Por mais que a internet ajude, no fim das contas você nunca vai achar um orçamento pronto e acabado para usar. Filtre e analise as informações que você encontrar e faça as adaptações necessárias para o seu estilo e preferências de viagem. O tipo de restaurante que você come, de transporte que usa e de atrações que você curte influenciam muito.

orçamento de viagens

Uma dica é descobrir quanto os viajantes econômicos gastam naquele lugar. Mesmo que você não viaje contando moedinhas, o valor vai te dar uma pista do custo de vida local. A partir disso, acrescente os dólares de acordo com o seu estilo (e conta bancária).

Para ajudar, neste post aqui eu listo os gastos mínimos diários por região (valores incluem a hospedagem).

3. Calcule os gastos extras

Às vezes, pode ser que os gastos da sua viagem não se limitem a passagem, hospedagem e gastos diários. Pode ser que você tenha que comprar ou alugar algum equipamento, como câmeras, roupas de esqui ou um passeio ou excursão mais caros (bungee jump, vôo de balão, etc).  Essa é a hora de somar essas despesas.

Se você for comprar ou alugar esses equipamentos no exterior, pode tentar pesquisar os preços em blogs brasileiros mesmo ou em sites locais. Dependendo de onde você for, isso não vai ser tarefa fácil e pode ser que você tenha que trabalhar com estimativas. Quem é de compras também deve acrescentar agora o valor que pretende gastar.

Leia também: Viaje mais, gaste menos em compras

4. Faça um planejamento de poupança para a viagem

Com os gastos calculados, é hora de consultar o banco. Tem o valor necessário? Então, boa viagem! Caso contrário, é hora de descobrir como você vai conseguir essa grana. E a melhor forma de fazer isso é se perguntando se você não pode viajar com menos. Talvez escolhendo uma hospedagem mais barata, abrindo mão de restaurantes todos os dias, cortando atividades ou destinos mais caros. Economizando aqui e ali dá para tornar o sonho mais amigo do seu bolso.

cofre de porquinho - economia em viagens

Já cortou de tudo quanto é lado, mas ainda precisa de dinheiro? Então faça uma previsão de quanto você realmente consegue economizar por mês e quanto tempo você vai demorar para conseguir o dinheiro necessário. Pergunte-se se não dá para deixar seu dia a dia mais barato. A gente tem um monte de gastos supérfluos na nossa rotina que não fazem a menor falta se deixarmos de lado. Você também pode fazer alguns sacrifícios temporários para economizar mais rápido. Aqui tem algumas dicas de como fazer isso.

5. Controle seus gastos durante a viagem

Depois de todo esse trabalho, é importante manter um controle de quanto você está gastando a cada dia da viagem para não correr o risco de chegar ao final e descobrir que torrou toda a grana. Eu uso o app de notas do meu celular para anotar tudo que eu gasto, mas existem apps especializados para isso. Quem não gosta de tecnologia pode até usar um caderninho. No fim do dia, eu somo todos os gastos e vejo se eu estourei o orçamento. Também redivido o valor que ainda tenho em caixa pelo número de dias restantes na viagem para saber se preciso economizar mais ou se posso esbanjar um pouquinho.

Bônus: Descubra qual a melhor moeda para levar em cada país

Nem sempre a melhor alternativa é trocar todos os seus dinheiros em dólar. Na realidade, a melhor alternativa quase sempre é aquela que te proporcione o menor número de conversões possíveis. Por exemplo, se você está indo para algum país da América do Sul, pesquise sobre a aceitação do real por lá. Na Argentina, por exemplo a nossa moeda é muito bem aceita e, por isso, não há necessidade de levar dólares. Leve reais e troque por lá. Isso se repete em outros países vizinhos.

Já em países onde é fácil encontrar a moeda local aqui no Brasil, como os Estados Unidos, União Europeia e Canadá, já leve o dinheiro trocado daqui. Para o resto do mundo, em especial os lugares mais distantes, o dólar é uma boa opção. Por isso, antes de correr para a casa de câmbio, pesquise um pouco e peça a ajuda de quem já passou pela mesma situação.

notas de euro - orçamento de viagem

E você, tem alguma dica para calcular o orçamento de viagem?

Fotos: PixaBay


Compartilhe!







KIT DE PLANEJAMENTO DE VIAGENS
Receba nossas novidades por email
e baixe gratuitamente o kit




Natália Becattini

Jornalista, escritora e mochileira. Viajo o mundo em busca de histórias e de cervejas locais. Já chamei muito lugar de casa, mas é pra BH que eu sempre volto. Além do 360, mantenho uma newsletter inconstante, a Vírgulas Rebeldes, na qual publico crônicas e contos . Siga também no instagram @natybecattini e no twitter.

  • 360 nas redes
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
  • Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

28 comentários sobre o texto “5 passos simples para calcular seu orçamento de viagem

  1. muito bom esse artigo
    principalmente a dica extra,foi bem relevante para mim pois realmente saber qual moeda vale a pena levar para o pais de destino as vezes vale muito mais a pena que converter tudo em dolar

  2. oieee, acompanho sempre vocês e estou planeando minha viagem…
    eu vou fazer um intercambio pela AIESEC em dezembro, vou passar 60 dias sendo 14 dias muchilando pelo norte da india.
    vou pegar um voo de Delhi para Kiev e la começa meu muchilão pela europa.
    penso fazer esse intinerário de onibus ou trem (ou low-cost). por isso esses dias a baixo não contam com locomoção. quero economizar o maximo possivel, voces me indicariam alguns destinos a mais e sabem mais ou menos o quanto eu gastaria com acomodação (hostel), alimentação (bem simpless), e os museus e tals (não são uma necessidade).
    kiev – 5 dias
    lviv- 3 dias
    cracovia (possivelmente Varsovia) – 4
    praga- 3
    frankfurt- 3
    bruxelas -3
    calais – 1
    londres- 7
    paris – 2
    toulouse – 3
    barcelona – 4
    madrid- 4
    lisboa- 5

    1. Olá Jhonny,

      Seu itinerário já está bom, não incluiria mais destinos pois pode ficar muito corrido. O valor de cada hospedagem e alimentação você deve calcular separadamente, de acordo com o destino, já que não é o mesmo para Londres e Paris (destinos caros) que para Kiev (destino mais barato). Aqui temos vários textos que podem te ajudar: https://www.360meridianos.com/tag/quanto-custa-viajar

      A forma mais barata de se locomover na Europa é de ônibus ou low cost. Trens costumam ser mais caros. Também considere utilizar o bloblacar e outros aplicativos de carona, que funcionam muito bem no continente: https://www.360meridianos.com/2017/02/blablacar-aplicativo-de-carona-dicas.html

      Abraços

  3. Oi Natália,
    Me ajude a calcular os gastos de 15 dias nos EUA (11 em NYC, 2 em DC e 3 em Boston). Hospedagem e passagens já estão cobertos. Vou ficar na Times Square. Para conhecer as atrações turísticas em NYC vou precisar do metrô? O NY city pass vale a pena? Obrigada! Bjks.

Carregar mais comentários
2018. 360meridianos. Todos os direitos reservados. UX/UI design por Amí Comunicação & Design e desenvolvimento por Douglas Mofet.