fbpx

Como tirar o visto americano, passo a passo

O processo para tirar o visto americano é chatinho, caro e complicado, mas todo mundo que deseja abraçar os States ainda precisa encarar isso. Os fantasmas do passado fazem muita gente ter medo desse processo. Antigamente, viagens eram frustradas por vistos negados. Hoje, a taxa de concessão do visto é altíssima e o processo está bem mais tranquilo. Os governos dos dois países já estão até namorando a possibilidade de cair com a exigência, graças aos brasileiros mucho locos que fazem a alegria dos lojistas em Miami e  deixam centenas de milhares de dólares na terra do Tio Sam.

Eu ainda não estive nos USA, mas já tenho o visto para quando surgir a oportunidade. Em todo o caso, acho que existe muito mais lá do que outlets. Por isso, na sua próxima visita ao país, viaje mais e gaste menos em compras: Alasca, Havaí, San Francisco e Yellowstone mandaram um abraço. Mas chega de conversa fiada e vamos ao que interessa: o passo a passo de como tirar o visto americano.

Passo 1: O Formulário DS-160

O processo começa com você preenchendo o formulário nesse site aqui: https://ceac.state.gov/genniv

Nessa página, a primeira coisa é escolher o consulado onde você fazer a sua entrevista e clicar em Start an application. 

Como tirar o visto americano

Fazendo isso, você será direcionado para uma página que informa o ID da sua solicitação e onde você deverá escolher uma pergunta de segurança. Essas informações são importantes caso você precise interromper o preenchimento do formulário para continuar em outra hora ou queira corrigir alguma informação depois. A partir daqui é importante que você se lembre de não usar acentos, vírgulas e outros caracteres especiais.

Vai viajar? O seguro de viagens é super importante para os Estados Unidos por causa dos altos preços dos serviços médicos no país. Reserve seu Seguro de Viagem com desconto para leitores do 360meridianos.

Escolheu sua pergunta secreta? Na página seguinte começa o preenchimento dos seus dados pessoais.

Como tirar o visto americano: dicas

Oito é o número total de formulários DS-160 que eu já tive que preencher na minha vida: o meu próprio e o de sete pessoas da minha família. É o que se ganha por falar inglês. Depois de toda essa experiência, só tenho que te dizer que é chato e demorado. Vão te perguntar tudo sobre a sua vida, até se você tem ligação com tráfico humano e outros crimes. Por mais cansativo que seja, responda tudo com calma e atenção. E, claro, seja sempre sincero. Vá preenchendo cada página que aparece e passando para as etapas seguintes, até o final. E lembre-se de usar o inglês, sempre. Se você não souber, melhor pedir ajuda para alguém. Ficou com alguma dúvida na hora de responder as perguntas do formulário? Leia o próximo tópico.

Perguntas problemáticas do DS-160

Algumas informações solicitadas no formulário DS-160 podem gerar dúvidas. Veja como responder a elas:

Já na segunda etapa do formulário você será perguntado sobre o seu número de identificação nacional. Isso não é nenhum código secreto, é apenas o nosso famoso CPF. Nos campos que pedem o 

Visto Americano - DS160 - TELA 3

Passport Book Number

Esse número é inexistente no passaporte brasileiro, portanto marque “Does not apply”.Visto Americano - DS160 - Tela 4

Os tipos de visto americano

No primeiro campo, escolha o visto de turismo ou para visitante temporário a negócios, da categoria B. No campo inferior você deve especificar os propósitos da sua viagem. Se for apenas para curtir as férias ou para tratamento médico, o visto correto é o B2. Se você for a eventos de negócios, é o B1. É possível também tirar os dois de uma vez, B1/B2, sem pagar nenhuma taxa a mais.

Visto Americano - DS160 - Tela 5

Datas da viagem e endereço onde você vai ficar nos EUA

Na mesma etapa, você deverá informar a sua data de chegada aos EUA. Caso você não tenha nenhuma viagem planejada ainda, basta informar uma data aproximada. Do tipo: “Ah, eu queria viajar na segunda metade de setembro”. Então informe 18/09/2014. A mesma coisa vale para o tempo de permanência por lá. Você não precisa ser preciso nesses campos.

Visto Americano - DS160 - Tela 6

Quando você preencher esses campos, abrirá um novo espaço em que você deverá informar o endereço de onde você vai se hospedar nos EUA. Se você vai ficar na casa de alguém ou já tem um hotel de preferência, basta informar esse endereço. Se você não tem nada planejado, procure por um hotel em alguma cidade que gostaria de visitar e informe o endereço. Esse é um campo em que mesmo eles não exigem que você seja tão preciso.

Processo para tirar o visto dos Estados Unidos

Contatos nos Estados Unidos

Você deverá informar quem são os seus contatos nos Estados Unidos. Aqui, basta informar novamente o nome e o endereço do hotel que você já disse lá atrás. Marque “Do Not Know” na parte que pede para informar o nome da pessoa.

Se você pretende ficar na casa de alguém, os campos se invertem. Informe o nome no primeiro campo e marque “Do Not Know” na parte que pede para dizer o nome da organização.

Em ambos os casos, será preciso informar o endereço e o telefone da hospedagem.

Visto Americano - DS160 - Tela 8

Finalizando o formulário

Preenchida todas as perguntas, você deverá confirmar o envio do formulário. Tenha certeza de que está tudo certo, pois uma vez enviado você não poderá fazer qualquer alteração. Feito isso, você receberá o documento de confirmação do envio. Imprima-o na hora ou peça para que seja encaminhado para o seu email para que você possa imprimi-lo depois. Esse documento é obrigatório tanto no CASV quanto no dia da entrevista, por isso, guarde muito bem esse arquivo.

Atenção: Não é mais necessário anexar uma foto digital ao formulário de visto.

Passo 2: A taxa e o agendamento no CASV

Se você se aplicou a qualquer variação do visto tipo B, então você tem um boleto lindo de 160 dólares para pagar (informações sobre os outros vistos no site da embaixada). “Mas eu não recebi nenhum boleto ainda!”. É porque antes você precisa, adivinha? Preencher outro formulário! Mas não desanime: esse é bem mais rápido, fácil e no bom e velho português.

É que, para emitir seu boleto e agendar a entrevista do visto americano, você precisa se cadastrar no site da CSC, esse aqui: https://usvisa-info.com/pt-BR/selfservice/ss_country_welcome

Para começar, clique em criar sua conta. Na próxima página, você deve ler e compreender as informações e declarar isso. Vai abrir uma janela para verificar se você já tem uma conta ali. Se for a primeira vez da sua vida nesse site, apenas clique não.

Como tirar o visto americano - agendamento de entrevista

Em seguida, é hora de contar sua vida toda novamente, mas dessa vez em versão resumida. Se preferir bater um papo, pode informar tudo isso por telefone.

Como tirar o Visto americano - agendamento de entrevista 2

 Conta criada? Na tela seguinte, você deve clicar em agendar entrevista:

pagar-taxa-visto-americano

Depois, faça o seguinte caminho:

Vistos de não imigrantes > Agendamento comum de vistos > Visto de Visitante > Negócios (B1)/ Turismo (B2)/Negócios ou Turismo (B1/B2) – dependendo do tipo que você se aplicou lá no DS-160.

visto-americano

Selecione o mesmo consulado de entrevista que você informou na hora de começar a preencher o primeiro formulário. Escolha também como o seu visto será entregue. As opções são retirar no CASV de sua preferência ou entregar por correio na sua casa.

Entrevista em família

pagar-taxa-visto-americano 2

Se você deseja que a sua entrevista seja feita junto com outros membros da sua família, logo após criar a sua conta no site da CSC e antes de clicar em “Agendar Entrevista”, você deve escolher a opção “Adicionar membros da Família” e incluir os dados das pessoas que vão viajar com você. Mas é preciso ter uma relação próxima de parentesco. Já vi caso de gente que morava sob o mesmo teto há não sei quantos anos, mas não puderam fazer a entrevista juntos por não serem oficialmente casados.

Depois de fazer isso, a entrevista será agendada para o grupo inteiro.

Pagamento da taxa do visto americano

Depois de escolher como você vai receber o seu visto, é hora de liberar a grana. O pagamento pode ser feito via cartão de crédito ou boleto bancário. Se optar pelo cartão, a liberação ocorre em apenas alguns minutos. Já se pagar com boleto, vai ter que esperar 24h para confirmar e continuar o processo.

Feito isso, você está pronto para agendar as entrevistas.

Agendamendo da entrevista

Pera aí, você disse “as entrevistas”? Isso mesmo. Você vai ter dois encontros com o pessoal do USA. O primeiro é no CASV, onde você vai tirar foto e impressões digitais. O segundo é a entrevista do visto propriamente dita, no consulado.

Na hora de agendar, a primeira data é a da entrevista do visto, no consulado. Ou seja, você agenda o segundo encontro antes. Entendeu?

Então vamos supor que você é do interior de São Paulo e vai fazer a entrevista na capital. Agende a entrevista do consulado para um dia e, depois agende a visita ao CASV no dia anterior. Assim você só faz uma viagem.

Mas se você for, por exemplo, de BH, você pode agendar a entrevista no consulado de SP para um dia, e agendar sua visita do CASV de Belo Horizonte uma semana antes, só depende das datas disponíveis. Veja como fica melhor na sua programação.

agendamento-visto

Agendou uma data e se arrependeu? Não tem problema, basta acessar sua conta nesse mesmo site e alterar a data tanto do CASV quanto do consulado até 24h antes da entrevista.

Lembre-se de imprimir a página de confirmação e levar no dia do CASV.

Passo 3: O CASV

Para a nossa sorte, o CASV está disponível em diversas cidades do Brasil, mesmo onde não tem consulado. Belo Horizonte, por exemplo, tem um. São Paulo tem dois. Você pode escolher o mais conveniente para você na hora de agendar a visita.

No local, não é permitido entrar com bolsas e os celulares devem estar desligados. Do lado de fora dos CASV é comum que tenha uma galera que tenta te extorquir cobrando valores absurdos pelo guarda-volume, impressão dos documentos necessários para a visita, estacionamento e outros serviços. Eu esqueci o papel de confirmação do agendamento e tive que pagar R$30 pela impressão de uma mísera página.

Para evitar passar raiva com esse comércio e com a conivência do pessoal do CASV (eles bem que podiam oferecer guarda-volumes, né?), vá preparado.

A lista de documentos que você deve levar é: 

– Passaporte (lembre-se que precisa ter uma validade de seis meses)

– Página de confirmação de envio do formulário DS-160

– Página de confirmação do agendamento da entrevista

Se você já tirou o visto americano alguma vez, leve também seu passaporte no qual consta o visto

Você só poderá entrar no CASV meia hora antes do seu horário de atendimento. Ainda assim, no dia que eu fui estava lotado e atrasou bastante. Por isso, vá preparado para esperar. E em pé. No CASV de Vila Mariana, em São Paulo, não existe uma cadeira sequer para receber os visitantes. Mesmo pessoas que estavam com crianças ou grávidas tiveram que ficar UMA HORA E MEIA em pé, aguardando serem chamadas para um atendimento que deveria ter acontecido muito antes. Eu achei a situação desrespeitosa e despreparada, mas tudo bem. Quem sabe você não dê mais sorte e vá em um dia mais tranquilo?

Chegou a sua vez? Eles vão conferir os seus documentos, te mandar para a coleta de impressões digitais e para tirar a foto que vai sair no seu visto. Feito isso, você pode ir embora. Sem traumas.

Renovação de vistos

Se você está apenas renovando um visto que ainda está válido ou que expirou nos últimos 48 meses, a saga termina ali. Como você não passa pela entrevista, eles recolhem seu passaporte e você espera o visto sair. Simples assim.

Se seu visto é mais antigo, você deverá passar pela entrevista consular também.

Documentos para menores de 15 anos ou maiores de 66

Pessoas com 15 anos de idade ou menos e maiores de 66 não precisam comparecer ao CASV ou fazer a entrevista. Para isso, o representante legal ou despachante deve levar:

– Passaporte válido

– Recibo do pagamento da taxa de requisição (MRV)

– Página de confirmação do formulário DS-160 com a foto do menor

– Uma fotografia extra (e recente) de 5×5 cm ou 5×7 cm com fundo claro. Acesse o site http://portuguese.brazil.usembassy.gov/pt/guidelines.html para requisitos da fotografia

Passo 4: A entrevista no consulado

Fique calmo. A entrevista está muito tranquila e ninguém quer te impedir de ir aos Estados Unidos sem motivo. Eles estão com a maior boa vontade com os brasileiros. Então não minta, leve seus comprovantes de renda e vínculo com o Brasil (matrículas em escolas, carteira de trabalho, contra-cheques, provas de que você tem casa e carro aqui, extratos bancários, etc). “Mas eu sou autônomo!” Então leve os documentos da sua empresa (se for o caso) ou contratos de prestação de serviço e reforce nas comprovações de renda. É provável que você não tenha que mostrar nada disso, mas é bom levar por garantia.

Os documentos obrigatórios para a entrevista no consulado são: 

– Passaporte válido (lembre-se: mínimo de seis meses de validade)

– Página de confirmação do DS-160

– Passaporte com visto antigo, se for o caso

No consulado, é permitido entrar com uma bolsa pequena (mochilas não), mas aparelhos eletrônicos e objetos cortantes devem ficar do lado de fora. A organização ali é bem melhor que no CASV (lugares para sentar!) e para mim também foi mais rápido.

Leia também: Dicas para a entrevista do visto americano

Perguntas da Entrevista

Não dá para saber exatamente o que vão perguntar. Isso depende muito de você, do seu formulário e do humor do cara que está te entrevistando. A minha entrevista foi assim:

– O que você faz?

– Sou jornalista.

– E trabalha em que empresa?

– Empresa X

– O que você gostaria de ver nos Estados Unidos?

– Nova York, Disney…

– Você já viajou antes? – Pergunta enquanto folheia meu passaporte – Ah, sim! Claro! – ele mesmo responde quando vê meus carimbos.

– Muito bem, visto aprovado.

Viu? Não tem o que temer. Eles não vão te perguntar nada que você não saiba responder.

Pedido em processo administrativo

É raro, mas pode acontecer do seu visto não ser concedido na hora e passe por um processo administrativo. Isso significa que eles vão ter até 60 dias para analisar melhor o seu caso. Eles nunca vão te explicar o motivo. Pode ser desde um foragido internacional com o mesmo nome que você até um erro no seu formulário. O jeito, nesse caso, é esperar. Mas se você tiver falado a verdade e não for, de fato, o foragido internacional, são grandes as chances de dar tudo certo.

Como tirar o visto americano: e se o meu for negado?

Olha, eu vou até entender se você se sentar e chorar um pouquinho, afinal você passou por isso tudo. Mas não precisa se desesperar, ok? Por mais que a taxa de aprovação do visto esteja altíssima, o consulado americano tem o direito de negar o visto para quem bem entender, sem sequer dar qualquer explicação para a pessoa.

A maioria, no entanto, não é nenhum crápula que quer destruir sua vida. Por isso, é provável que eles te deem pelo menos alguma pista sobre o motivo da recusa. As principais razões são a falta de provas de que você pode pagar pela viagem e a ausência de vínculos consistentes com o Brasil. Já ter feito alguma viagem para o exterior antes ajuda, mas não é fator decisivo na aprovação.

Se você tiver o visto negado, procure corrigir os problemas que te levaram a isso e entre com o pedido novamente. Você precisa recomeçar o processo do início e pagar a taxa de novo, mas pode fazer isso uma semana depois da entrevista que deu errado. Não é porque te recusaram uma vez que vão necessariamente te recusar de novo.

 


Compartilhe!







KIT DE PLANEJAMENTO DE VIAGENS
Receba nossas novidades por email
e baixe gratuitamente o kit




Natália Becattini

Jornalista, escritora e mochileira. Viajo o mundo em busca de histórias e de cervejas locais. Já chamei muito lugar de casa, mas é pra BH que eu sempre volto. Além do 360, mantenho uma newsletter inconstante, a Vírgulas Rebeldes, na qual publico crônicas e contos . Siga também no instagram @natybecattini e no twitter.

  • 360 nas redes
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
  • Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

691 comentários sobre o texto “Como tirar o visto americano, passo a passo

  1. Olá, a minha dúvida seria quanto a que categoria preencher na parte sobre ocupação profissional no ds160, sou designer e atualmente estou trabalhando como freelancer, porém não possuo mei…mas a questão é: designer se enquadra como communications? ou a melhor opção seria others?

    1. Cássia, esse tipo de minúcia não é tão importante. Você pode colocar no que achar que é mais próximo, não há uma tabela para conferir se essas categorizações estão corretas… communications, por exemplo, seria uma boa categoria, sim.

      Um abraço!

  2. Informei nome de minha esposa, filhas e secretária que viajarão comigo para os EUA. Preciso preencher um formulário para cada uma ou o meu é suficiente?

  3. Querida adorei seu post! Fiquei confusa em relação às entrevistas! Primeiro eu marco a entrevista no consulado e depois marco a entrevista no CASV. Porém tenho que fazer primeiro a entrevista no CASV pra depois fazer a entrevista no consulado, é isso? Obrigada

  4. ola! sou advogada, mas trabalho por conta propria. nao tenho imposto de renda declarado e a maior parte do pagamento recebo em dinheiro, o que fazer? coloco profissional legal, mas pedem nome, endereço e telefone de onde trabalho, o que fazer? obg

    1. Olá Talita, se vc tem um MEI ou outro tipo de empresa, por exemplo, você pode colocar o endereço registrado nela, pode ser o da sua casa. Com relação a comprovação de renda fica mais difícil, já que você não registra o que ganha.

  5. olá tenho 15 anos, já tenho passaporte amplos poderes, vou viajar pra orlando sem meus pais, mas vou com os pais da minha amiga e ela. Meu pai irá me acompanhar no CASV e no consulado, queria saber quem vai responder as perguntas na entrevista, e quais documentos que meu pai precisa levar?
    desde já agradeço a resposta!

    1. Daniele, o fiscal deve falar diretamente com você, mas responde quem ele perguntar. Os documentos são os listados nesse post 🙂

      Abraços e boa sorte!

  6. Olá Natália! Eu tenho 17 anos e sou emancipado, e gostaria de saber se é necessário que eu leve meus pais junto comigo para o CASV e também na entrevista , ou eu posso fazer todo o procedimento do Visto sozinho (sem nenhum problema)????

    1. Olá Davi, não é necessário não. Você pode fazer o procedimento sozinho. Leve documentos que comprovem a emancipação, por garantia.

      Abraços!

  7. olá! minha sogra vai tirar o visto novo para ir ao estados unidos, ela tem 71 anos e agora tem que ir a entrevista né? gostaria de saber se alguem pode acompanhá-la nas entrevistas, pois ela ficaria bem enrolado indo sozinha!

    1. Olá Débora, nesse caso fica um pouco vago (em geral, o que eles dizem é que só permitem acompanhantes em casos específicos, como menores de idade, etc), mas tem gente que já conseguiu entrar.

      Abraços

Carregar mais comentários
2018. 360meridianos. Todos os direitos reservados. UX/UI design por Amí Comunicação & Design e desenvolvimento por Douglas Mofet.