Curso de espanhol em Buenos Aires: como estudar no laboratório da UBA

Quando eu decidi que passaria quatro meses fazendo um curso de espanhol em Buenos Aires, estudar no Laboratório de Idiomas da Universidad de Buenos Aires, foi a opção mais barata que encontrei. Existem outras escolas voltadas para ensinar a língua para estrangeiros na cidade, mas os preços são em dólar e muito mais caros e a carga horária era muito mais alta, o que dificultava entrar no meu orçamento e a conciliar com o meu trabalho.

Na época, eu precisava de garantir que teria um nível intermediário em no máximo seis meses. Esperava que as aulas, aliadas à vivência do idioma na cidade, fossem suficientes para isso. Porque aprender Espanhol pode até parecer fácil: basta um pouquinho de esforço pra gente conseguir se comunicar de forma eficiente com nossos vizinhos sul-americanos. Mas não dá para se virar com portunhol o resto da vida. Aprender a falar bem a língua pode ser uma exigência profissional ou um objetivo pessoal para muita gente.

Não há forma mais eficiente (e divertida) de aprender um novo idioma que se inserindo em um país onde ele é falado. Talvez por isso, é grande a quantidade de brasileiros que querem fazer cursos de espanhol em Buenos Aires, assim como eu. E foi exatamente o valor do curso, a qualidade de vida em Buenos Aires e a proximidade do país que tornou a Argentina a melhor opção que eu encontrei.

Veja também:
Onde ficar em Buenos Aires – os melhores bairros
Intercâmbio na Espanha: como estudar Espanhol em Barcelona

Não é por ser perto de casa que dá para viajar sem seguro: saiba por que contratar um seguro de viagem para conhecer a Argentina e como garantir um com boa cobertura (e com desconto).

A maior dificuldade de levar a cabo essa ideia é descobrir como se matricular no bendito curso de espanhol da UBA. As informações no site são meio truncadas, confusas, divididas em várias páginas diferentes e não são atualizadas constantemente, uma bagunça só! Mas como meu dever aqui é ensinar o caminho das pedras, lá vai:

Tipos de curso de espanhol da Universidad de Buenos Aires

O primeiro passo é decidir quanto tempo você vai ficar na cidade, já que isso vai influenciar no tipo de curso que você pode escolher. A UBA oferece cursos de espanhol de duração:

  • Quadrimestral: Esse seria o curso regular. O ano letivo das universidades argentinas é dividido em dois quadrimestres e você faz um módulo por quadrimestre
  • Bimestral: Considerado intensivo. Você faz dois módulos por quadrimestre. Foi o que eu optei durante minha estadia.
  • Verão: Realizado sempre no mês janeiro, você faz um módulo por mês.

Há também um módulo especial para alunos brasileiros, que costuma andar mais rápido que para outros estrangeiros devido a nossa facilidade em aprender o idioma. A vantagem do curso para brasileiros é que fazemos dois níveis do curso comum de uma vez, ou seja, terminamos com metade do tempo. A desvantagem é que só vai ter gente que fala português na sua sala.

Curso de espanhol em Buenos Aires: Como fazer a inscrição no Laboratório de Idiomas da UBA

Tour a pé no centro de Buenos Aires

  1. Entre nessa página aqui e informe-se sobre a data das próximas inscrições. Talvez você tenha que se lembrar de entrar a cada poucas semanas para ver se houve alguma atualização, porque as datas exatas não são informadas com muita antecedência. De qualquer forma, dá para ter uma ideia de quando eles vão abrir as matrículas, para que você comece a se programar. Por exemplo, neste momento, a data da próxima inscrição dos cursos quadrimestrais está marcada para março de 2020. Você já pode começar a pesquisa de passagens. Eu me programaria para chegar em Buenos Aires pelo menos uma semana antes das inscrições começarem, para que você possa se situar bem.
  2. Já nessa página, você pode ter uma visão geral do curso e se informar sobre os níveis. Para nós, há duas opções: o curso exclusivo para brasileiros e para estrangeiros em geral. Na hora da matrícula, você pode escolher em qual vai se matricular. Ah, e é bom lembrar que nem todos os cursos, níveis e horários listados ai abrem sempre. Depende da demanda. É preciso ter pelo menos seis alunos interessados em um curso para que forme turma. Como sempre há muitos brasileiros na cidade, é quase garantido que você não terá problemas com isso.
  3. Aqui você tem uma noção de quanto vai custar a empreitada. Os preços são atualizados semestralmente, por isso o que está ali pode não ser o que de fato você vai pagar. Os preço mostrados na página estão em pesos argentinos.
  4. Com as informações em mãos, você pode começar a planejar sua viagem. Compre passagem, faça as malas e se jogue na vida portenha.
  5. No dia da inscrição, vá até a sede da UBA, que fica na Calle 25 de Mayo, pertinho da Casa Rosada e da Florida. Você vai ter que fazer uma prova de nivelamento e depois pagar o valor do curso, que pode ser dividido de duas (cursos bimestrais) e quatro (cursos quadrimestrais) vezes, mas pagando a vista fica mais barato. Não dá para se inscrever pela internet, é preciso ir ao local (é, eu sei…). Você pode conferir as datas das provas de nivelamento aqui.

O material didático é uma apostila criada pela própria universidade, vendida em uma papelaria de frente e não custa muito, coisa de R$ 30. Se você tiver qualquer dúvida, pode entrar em contato com o pessoal da coordenação por email ([email protected]). Eles são muito dispostos a ajudar.

Mirantes no centro de Buenos Aires

Como é o curso de espanhol na UBA

A Universidad de Buenos Aires é uma universidade pública. A qualidade de ensino é excelente,  mas não espere muita estrutura de ponta e mamata nas aulas. O prédio é antigo, assim como as salas de aula, móveis e quadros. As aulas do Laboratório de Idioma são ministradas na Faculdade de Filosofia e Letras, no centro, além de outras sedes menores em Palermo, Belgrano e Bario Norte.

As turmas têm a partir de seis alunos, mas não há limite máximo. Na minha sala, por exemplo, éramos dez. Faço o curso bimestral e, por isso, tenho aulas de duas horas de duração, quatro vezes por semana. Gostei muito de todas as professoras que tive (temos duas a cada nível), umas mais, outras menos, claro. Acho que o fato de serem professoras de Letras, com formação na área, ajuda muito. As aulas focam muito na conversação, mas também pegam pesado na gramática e escrita, o que é muito importante para quem, como eu, quer aprender espanhol por motivos acadêmicos.


Compartilhe!



Com o 360meridianos, você encontra as melhores opções para planejar a sua viagem. Confie em quem já tem prática no assunto!

 

Reserve seu hotel com o melhor preço e alto conforto

 


Veja as melhores opções para seguros de viagem

 


Transfira dinheiro para o Brasil e exterior com menos taxas

 


Alugue veículos com praticidade e comodidade

 




Quer 70 páginas de dicas (DE GRAÇA!)
para planejar sua primeira viagem?




Natália Becattini

Já chamei muito lugar de casa, mas é pra Belo Horizonte que eu sempre volto. Viajo o mundo em busca de histórias e de cervejas locais. Além do 360, mantenho uma newsletter sobre o a vida, o universo e tudo mais, que eu chamo de Vírgulas Rebeldes. Vira e mexe eu também estou procrastinando lá no instagram @natybecattini e no twitter.

  • 360 nas redes
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
  • Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

69 comentários sobre o texto “Curso de espanhol em Buenos Aires: como estudar no laboratório da UBA

  1. Natália, primeiramente muito obrigado pelo texto artigo tão facilitador e esclarecedor.
    Abrindo os links, não consegui verificar especificamente o valor do curso para brasileiros, encontrei apenas esse calendário (http://www.idiomas.filo.uba.ar/webfm_send/498) que não consegui compreender com clareza se existe o curso super intensivo nos meses de janeiro e fevereiro, ou apenas fevereiro, ou se o super intensivo é pra quem faz apenas um mês (no caso fevereiro) e o intensivo é o normal (janeiro e fevereiro).

    Outra dúvida, nos valores (encontrados nesse link http://www.idiomas.filo.uba.ar/webfm_send/557) nós (brasileiros) nos encaixamos na categoria II ? onde tanto no curso bimestral ou mensal o valor é $5130 ?
    Também não encontrei nenhum local que indica se esse valor é em dólar ou peso, se você puder ajudar fico muito grato.

    Caso você saiba me informar, pois pretendia aproveitar essas férias de verão para fazer um intensivo.

    De antemão agradeço novamente por seu excelente trabalho e portal incrível para nos informar com qualidade.

    1. Olá! Essa tabela que postou não está correta. Os valores são em pesos e atualmente está custando 6.750,00 para brasileiros. Tem curso super intensivo em janeiro, fevereiro e julho. Há também cursos de 2 e 4 meses, mas eles são entre março e junho.

  2. Olá Natalia, bom post! Obrigado pelas informações.

    Estou pensando em ir agora no segundo semestre, estou lendo a respeito e pelo que vi tem duas opções:
    – Bimestrales: de 8 horas semanales, durante 2 meses. Se inician en marzo, mayo, agosto y octubre, cada 2 meses.
    – Mensuales: de 15 horas semanales durante 1 mes. Se inician en enero, febrero y julio de cada año.
    (http://www.idiomas.filo.uba.ar/content/espa%C3%B1ol-para-extranjeros)

    Pelo que vi tem 4 níveis, tu sabe me dizer se cada mês intensivo desse (ou o curso de 2 meses) corresponde a 1 nível?
    Estou meio perdido ainda.

    Outra coisa, tu falou ali em baixo:
    “4. No curso para brasileiros, a cada nível avançamos dois níveis mais que no curso para estrangeiros em geral. Fazemos na metade do tempo.”

    Pode me explicar melhor? Não achei nada no site.

    1. Olá Hemerson,

      Sim, cada mês equivale a um nível no curso intensivo.

      O que eu disse é que no curso pra brasileiros a gente avança mais rápido que os outros estrangeiros. Cada nível nosso equivale a dois pra eles. Avançamos na metade do tempo…

      Abraços

  3. Olá Natália, eu não sei quase nada de espanhol.. em Julho agora entro em férias do serviço.. você acha válido eu fazer um intercâmbio e um curso de um mês em BA, pra começar a ter pelo menos uma noção do idioma ?

    Att,

    1. Reinaldo, acho que sempre é válido, porém saiba que com tão pouco tempo você só vai pegar uma noção básica mesmo…

      Abraços!

  4. Ola !!

    Nathalia, quanto custou o curso ? não achei informações de valores . Eu tenho interesse nesse para brasileiros os três níveis , seria 1 mês para cada nível ?

    Grata

  5. Olá Natália, tenho apenas um dúvida, sou menor de idade, isto implicaria em algo? pretendo ir com 17 anos e após terminar o curso me matricular na UBA para fazer medicina, você acha possível? tem alguma dica para me ajudar.. no aguardo 🙂
    Parabens pelo Blog!!

Carregar mais comentários
2018. 360meridianos. Todos os direitos reservados. UX/UI design por Amí Comunicação & Design e desenvolvimento por Douglas Mofet.