Dicas de turismo em Cingapura

Cingapura? Singapura? Singapore? As três grafias estão corretas (mas em idiomas diferentes) e falam do mesmo lugar: uma cidade-Estado formada por 63 ilhas, localizada na península malaia. Um dos países mais modernos e ricos do mundo, com o maior número de milionários per capita, cheio de regras para regular a vida de seus moradores, povoado por imigrantes.

Cingapura tem estrutura comercial e turística de fazer inveja em muitos países. Está num processo de aterramento para aumentar suas ilhas e melhorar os acessos. Oferece hotéis, cassinos, restaurantes, bares, parques e lojas para nenhuma metrópole colocar defeito.

Marina Bay - Onde ficar em Cingapura

O Merlion, símbolo da cidade 

Turismo em Cingapura: tudo que você precisa saber

Como chegar

Cingapura é um dos maiores hubs de aviação do sudeste asiático. Há voos partindo e chegando de lá da Ásia, da Europa e até da Oceania, de praticamente todas as empresas aéreas importantes e também de boa parte das low costs asiáticas. A Singapore Airlines faz o trecho São Paulo-Cingapura direto. Outras cias como British Airways, Emirates, Qatar Airways, Luthtansa, entre outras, também voam para lá, com uma escala na Europa ou em Dubai.

Visto

Caso fiquem por até 30 dias, brasileiros não precisam de visto. Contudo, o passaporte deve ter validade de pelo menos seis meses e você deve apresentar o comprovante de vacinação contra a febre amarela certificado pela Anvisa.

Idioma

São mais de 5 milhões de habitantes, muitos deles  imigrantes ou descendentes de imigrantes. Por isso, Cingapura possui quatro idiomas oficiais: inglês, chinês, malaio e tâmil. Todas as placas estão em inglês, então é muito tranquilo se comunicar.

Marina Bay Cingapura

O Hotel Cassino Marina Bay Sands e sua vista

Fuso Horário

Quando em Brasília são 18h, em Cingapura já são 5h do dia seguinte. O fuso horário de lá é UTC+8, o que significa 11 horas de diferença em relação ao Brasil.

Telefone e internet

O código telefônico é o +65. Internet com boa velocidade pode ser encontrada em muitos lugares públicos, por exemplo no aeroporto e em shoppings. O governo está instalando uma internet wi-fi pública pela cidade, mas é necessário se registrar via e-mail ou telefone.

Moeda

A moeda é o Dólar de Cingapura – SGD. A taxa de conversão em relação ao Real é de cerca de R$ 0,60 centavos (em setembro de 2012) e de $1,25 em relação ao dólar dos EUA. Em Cingapura, as coisas são mais caras do que no resto do sudeste asiático, porém, não tão caras como na Europa, por exemplo. Cerca de 60 dólares americanos por dia são suficientes para um turista econômico conhecer os principais pontos turísticos, pagar hotel, se alimentar e se locomover. Nós fizemos com USD 50, mas a gente acha que é um pouco ninja no quesito viajar sem grana. Quem desejar e puder gastar mais não vai ter dificuldade, afinal não faltam opções luxuosas.

Sentosa Island Cingapura

A praia na Ilha de Sentosa

Transporte

A cidade-Estado é bem servida de metrô, que possui quatro linhas, e também tem diversas opções de ônibus, que cobram a tarifa por distância viajada. Além disso, os taxis são relativamente baratos – é só ficar atento a qual tarifa eles cobram. O preço varia de acordo com  o veículo fica escrito na lateral do carro.

Clima

Com o clima equatorial, Cingapura não é uma cidade de grandes variações climáticas, ou seja, é sempre quente e úmido. A temperatura varia entre 30 e 20 graus ao longo do ano.

Chinatown - Onde ficar em Cingapura

Movimento no Chinatown

Regras

Conhecida mundialmente por suas regras, é bom ficar atento para não ter que pagar multas de até SGD 1000,00 só porque você estava comendo no metrô. Basicamente, não pode é fumar em locais públicos e cuspir (hábito em alguns países asiáticos) na maioria dos lugares. Também não é permitido comer e beber  em nenhum transporte público (principalmente durian, uma fruta fedida muito popular naqueles lados), além de jogar não lixo no chão em nenhuma hipótese. Não é permitido andar de bicicleta em áreas que pedestres transitem. O uso ou porte de drogas é crime gravíssimo, com risco de pena de morte. Ah, e mascar chicletes também é contra as regras!

Veja lista com opções de hospedagem em Cingapura

Vai viajar? O seguro de viagem é obrigatório em dezenas de países e indispensável nas férias. Não fique desprotegido em Cingapura. Veja como conseguir o seguro com o melhor custo/benefício para o país – e com cupom de desconto.


Compartilhe!



Com o 360meridianos, você encontra as melhores opções para planejar a sua viagem. Confie em quem já tem prática no assunto!

 

Reserve seu hotel com o melhor preço e alto conforto

 


Veja as melhores opções para seguros de viagem

 


Transfira dinheiro para o Brasil e exterior com menos taxas

 


Alugue veículos com praticidade e comodidade

 




Quer 70 páginas de dicas (DE GRAÇA!)
para planejar sua primeira viagem?




Luiza Antunes

Sou jornalista, tenho 30 anos e moro no Porto, Portugal, quando não estou viajando. Eu já larguei meu emprego três vezes para viajar e finalmente encontrei uma profissão que me permite "morar no aeroporto". Já tive casa em quatro países diferentes, dei a volta ao mundo e cumpri minha meta de visitar 30 países antes dos 30. Mas o mundo é muito maior e, se puder, quero conhecer cada canto dele e inspirar vocês a fazer o mesmo. Siga @afluiza no Instagram

  • 360 nas redes
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
  • Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

10 comentários sobre o texto “Dicas de turismo em Cingapura

  1. Olá! Estou em férias na Austrália e estou querendo tirar uma semana para ir a Thailandia e Cingapura, sendo 2 dias em Cingapura, 2 em Bangkok e 3 em Phuket! Vcs acham esse roteiro viável? Ou fica mato apertado? Vocês teriam algum guia turístico brasileiro para me indicar na Thailandia? Queria aproveitar o máximo possível de todos os lugares na medida do possível! Queria montar um roteiro para Cinga e para Bangkok e Phuket. Aguardo contato e agradeço desde já!

    1. Oi Veridiana,

      Eu considero muito apertado sim. Você está se esquecendo de contar o tempo de deslocamento entre esses lugares, ou seja, na prática, você não teria todo o tempo. Não conheço nenhum guia turístico por lá, mas você encontra muitas informações sobre a Tailândia aqui no blog. Minha sugestão é que você visite só a Tailândia nessa semana e deixe Cingapura para outra oportunidade.

      Abraço

  2. Oi Luiza,
    Já estou aqui na Asia e vou fazer uma viagem por Kuala Lumpur, Bangkok, Phuket e Cingapura.
    Quanto tempo você acha suficiente pra conhecer cada um desses lugares??
    Levando em conta que vou sozinha e a viagem vai ser estilo mochileiro – hostel, metro, comida de rua, etc – quanto gasta-se mais ou menos nesses lugares por dia??

    Obrigada

    1. Oi Beatriz, desculpa a demora para responder. Espero que ainda esteja a tempo!

      Eu não iria a Phuket se fosse você, tem outras praias mais bonitas e interessantes na Tailândia – dá uma olhada nos nossos posts. Dito isso, vamos aos dias. Kuala Lumpur, o gasto de mochileiro fica entre 25 a 30 dólares, acho que em 3 ou 4 dias dá para conhecer a cidade; Cingapura, o gasto fica por volta de 40 dólares, 3 ou 4 dias também. Acrescente alguns dólares e um dia se você quiser conhecer o Universal Studios (eu curti!). Já na Tailândia, o gasto varia entre 30 a 40 dólares, 2 dias em Bangkok e quantos dias você quiser ficar na praia, porque isso varia de cada um. Se você for a Phuket mesmo, sugiro que passe pelo menos dois dias em Ko Phi Phi.

      Abraço!

      1. Oi Luiza!
        Vou seguir o seu conselho e vou pra Krabi ao invés de Phuket.

        Agora vc sabe me dizer os bairros legais pra ficar nessas cidades?? Andei pesquisando e me parece que Chinatown em Cingapura é algo como eu estou procurando. Nas outras cidades vc tem alguma indicaçao??

        Obrigada

        1. Oi Beatriz!

          Acho que o Chinatown em Cingapura é uma boa opção. A gente ficou num hostel chamada Happy Snail http://www.happysnailhostel.com, que tem um preço bom, pelo menos na época foi o melhor custo benefício que encontramos (e tinha nutella liberada, hahaha)

          Para Kuala Lumpur, também sugiro que você fique no Chinatown, se busca hospedagem barata. Sem contar que é uma região muito boa da cidade, com transporte público e atrações turísticas próximas. Fiz uma pesquisa no Booking com o que você me falou que procura, segue o link (se você reservar por esse link aqui do blog, a gte recebe uma comissão do booking e vc não paga nada a mais): http://www.booking.com/searchresults.pt-br.html?aid=367502;sid=0d95ead330a18b83f275a7aaf7cd02d1;dcid=1;checkin_monthday=5;checkin_year_month=2014-2;checkout_monthday=6;checkout_year_month=2014-2;class_interval=1;csflt=%7B%7D;idf=1;offset=0;property_room_info=1;review_score_group=empty;score_min=0;si=ai%2Cco%2Cci%2Cre%2Cdi;;city=-2403010;origin=disamb;srhash=524171058;srpos=1#ajaxy_search_13__;nflt=district%3D1841%3Bht_id%3D203%3Bht_id%3D208%3Bht_id%3D216%3B

          Por fim, Bangkok, temos um post sobre onde ficar, dá uma olhada: https://www.360meridianos.com/2013/12/onde-ficar-em-bangkok.html

          Não sei te dizer sobre Krabi, mas acho que deve ser bem fácil achar umas pousadas e hostéis a beira mar.

          bjs

2018. 360meridianos. Todos os direitos reservados. UX/UI design por Amí Comunicação & Design e desenvolvimento por Douglas Mofet.