Tags:
Atlas: Hong Kong, China

Dicas de viagem para Hong Kong

O ocidente e o oriente se encontram em Hong Kong. A metrópole de sete milhões de habitantes exibe arranha-céus e letreiros de neon, apetrechos tecnológicos por preços incríveis e modernidade dos pés à cabeça. Mas, no meio dessa charmosa selva de concreto ainda existe espaço para templos budistas, meditação, mantras e incenso.

Colônia britânica até 1997, Hong Kong, assim como Macau, é hoje uma região administrativa especial da China. Isso quer dizer que eles possuem um elevado grau de autonomia no que diz respeito a quase tudo, exceto nas relações exteriores e defesa militar.

Por causa dessa falsa independência, Hong Kong alcançou níveis de desenvolvimento humano invejáveis. Quando analisado como um país, ostenta o 24º IDH do mundo e seu sistema de transporte público atinge 90% da população. Leia agora tudo o que você precisa saber para aproveitar uma viagem a essa ilha, seja a negócios ou a passeio.

Planeje sua viagem: Saiba onde ficar em Hong Kong

Vai viajar? O Seguro de Viagem é obrigatório em dezenas de países e indispensável em qualquer viagem. Não fique desprotegido na China. Veja como conseguir o seguro com o melhor custo/benefício para o país – e com cupom de desconto.

Onde ficar em Hong Kong - Wan Chai

Como Chegar em Hong Kong

Não existem voos diretos saindo do Brasil, mas o viajante pode escolher entre várias rotas, algumas chegando a durar três dias. A alternativa mais curta é passando por Johanesburgo, na África do Sul, que possui várias conexões para Hong Kong por dia. Algumas das companhias que fazem o percurso são a Air China, a Emirates e a South African Airways.

Visto

Ao contrário do restante da China, brasileiros não precisam de visto para entrar em Hong Kong.

Vacinas

Para entrar no país, é preciso ter o certificado internacional de vacinação contra febre amarela. Para fazer o seu, basta levar seu cartão nacional a qualquer prédio da Anvisa. Alguns aeroportos no Brasil também emitem o certificado.

Cable Car Hong Kong

Idioma

Cantonês e Inglês. Devido à colonização britânica, o inglês é muito falado em todos os lugares em que você, turista, vai se meter.

Fuso Horário

GMT +8 (ou 11 horas na nossa frente)

Telefone e Internet

Hong Kong é o paraíso da wi-fi. Em nenhum outro lugar do mundo ficar online foi uma tarefa tão fácil. Existe internet pública nas ruas, praças e prédios – de graça e sem necessidade de cadastro. Tudo que você tem que fazer é concordar com os termos de uso.

O código de telefonia internacional é 852.

Moeda

A moeda é o Dólar de Hong Kong, que vale cerca de R$0,26 ou $0,13. Apesar do valor baixo da moeda e de ser um paraíso do consumo, com pechinchas eletrônicas e produtos chineses, o custo de vida em Hong Kong está entre os mais altos da Ásia e também do mundo. Apesar disso, é possível fazer uma viagem a baixo custo.

Quando ir

Buda Gigante, Hong Kong

Hong Kong pode ser visitada durante o ano inteiro, mas entre abril e setembro existe um risco maior de que tufões atinjam o país. De dezembro a fevereiro os dias são frios e nublados, o que pode dificultar a vista de alguns dos principais pontos turísticos, como o Buda Gigante e o Victoria Peak. O verão vai de junho a agosto.


Compartilhe!



Com o 360meridianos, você encontra as melhores opções para planejar a sua viagem. Confie em quem já tem prática no assunto!

 

Reserve seu hotel com o melhor preço e alto conforto

 


Veja as melhores opções para seguros de viagem

 


Transfira dinheiro para o Brasil e exterior com menos taxas

 


Alugue veículos com praticidade e comodidade

 




Quer nosso kit de Planejamento de Viagens?
Contém um Ebook, tabelas de orçamento,
roteiro e check-list (DE GRAÇA!)




Natália Becattini

Já chamei muito lugar de casa, mas é pra Belo Horizonte que eu sempre volto. Viajo o mundo em busca de histórias e de cervejas locais. Além do 360, mantenho uma newsletter sobre o a vida, o universo e tudo mais, que eu chamo de Vírgulas Rebeldes. Vira e mexe eu também estou procrastinando lá no instagram @natybecattini e no twitter.

  • 360 nas redes
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
  • Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

37 comentários sobre o texto “Dicas de viagem para Hong Kong

  1. Bom dia Natália !

    Eu estou programando uma viagem para junho de 2018 inciando por HK, passando por outras cidades chinesas até o Tibet, incluindo o lado muçulmano da China. Depois disso desejo ir para o Nepal e finalizando na Índia. Já estive nestes dois últimos, mas num período de muita neblina o que comprometeu a viagem. A minha pergunta é que como estarei em trânsito pela China, tenho mesmo assim que apresentar obrigatoriamente as cidades e hotéis chineses do roteiro chinês e a saída para o Nepal?

    Desde já muitíssimo obrigado e parabéns pelo blog.

    Wagner

    1. Ei Wagner, eu nunca fui a China propriamente dita, apenas em HK, por isso não sei como é o processo de imigração para lá. 🙁

      Abraços e boa viagem!

  2. Ola boa noite… estou querendo ir a hong kong ano que vem, e quais as exigencias de comprovar renda ,quem e autonomo.o que e presciso tanto.obrigado

  3. Oi Natália, tudo bem?

    Primeiramente parabéns pelo blog! Sempre que viajo não deixo de conferir tudo que vocês compartilham sobre o destino.
    Vou para Hong Kong em Dezembro, tenho 21 dias disponíveis e já conheço Tailândia, Malásia e Cingapura. Quais outros destinos você sugere que eu acrescente no roteiro para tornar a viagem a mais “completa” possível?

    Obrigado

    1. Ei Raphael,

      Você pode entrar na China “real” ou o resto dos países do sudeste asiático, como Laos, Vietnã e Camboja.. O bom de Hong Kong é que, por ser um hub aéreo, há diversas passagens baratas para muitos países da região.

      Abraços!

  4. Boa noite! Pelo que estou pesquisando o visto de turista é semelhante com o da Nova Zelandia (estou aqui agora), porem a Nova Zelandia pede comprovação de 1250 dólares por cada mas que o turista for ficar aqui, no meu caso a imigração não me pediu para mostrar, so perguntou se eu tinha dinheiro. Hong Kong pede alguma comprovação? Ou so o passaporte e a carteira de vacina?

    Cheers

    1. Rafael, não há uma exigência oficial de valor mínimo ou comprovação de renda para entrar em Hong Kong, porém é sempre bom levar seus extratos pois eles podem sempre pedir na hora.

      Abraços

Carregar mais comentários
2018. 360meridianos. Todos os direitos reservados. UX/UI design por Amí Comunicação & Design e desenvolvimento por Douglas Mofet.