Tags:
Atlas: El Salvador

6 lugares para visitar em El Salvador

O menor país continental das Américas pode passar despercebido em muito roteiro de viagem. Não é só por seu tamanho diminuto, mas El Salvador tem a sina de só aparecer nos noticiários quando a notícia é ruim. Esse tipo de exposição acaba escondendo aquilo que o país tem de melhor para mostrar: vulcões e montanhas, praias perfeitas para surf ou mergulho, cultura e gastronomia ricas, um povo sorridente e acolhedor e muita história para contar. O país encantou até mesmo o escritor francês Anthony Saint-Exupery, que se inspirou nesse pedacinho de terra para criar o planeta do Pequeno Príncipe. Ficou curioso para saber o que El Salvador tem para te mostrar? Descubra então as seis maiores atrações do país.

El Tunco e El Sunzal

el Tunco, el Salvador

Talvez o destino turístico mais conhecido e cobiçado de El Salvador, El Tunco é uma praia de surfistas localizada em uma cidadezinha mochileira-hippie formada por duas ruas paralelas. Por isso, a coisa ali é só relaxar na areia ou fazer aulas de surf. O lugar é famoso por suas ondas e atrai praticantes do esporte do mundo inteiro. Ao lado, fica a praia de El Sunzal, mais vazia e tranquila, ideal se o que você busca é sossego.

Ruta de las Flores

Ruta de las Flores, El Salvador

A Ruta de las Flores é um trajeto turístico nos departamentos de Sonsonate e Achuachapán, no oeste de El Salvador, que percorre fazendas de café, povoados de tradição indígena, paisagens verdes, feiras gastronômicas e com estrutura turística para acomodar tudo isso. A maior parte da mata nativa de El Salvador já foi devastada. Por isso, visitar essa região é também contribuir para a preservação de diversas espécies do país.

Lago Coatepeque

Lago Coatepeque, El Salvador

O Lago Coatepeque é uma maravilha azul formada milhões de anos atrás, depois que o vulcão de mesmo nome soltou fogo pelas ventas. O lugar é famoso pela prática de esportes aquáticos, como kayak, mergulho, snorkeling, jet ski e passeios de barco. Há também diversos restaurantes que servem comida local e alguns poucos hotéis para quem busca uns dias de retiro junto à natureza. Ali perto fica o Parque Nacional Cerro Verde, no qual é possível fazer uma caminhada até o topo de (outro) vulcão.

Cidades coloniais: Santa Ana e Suchitoto

Santa Ana, El Salvador

Próxima ao Lago Coatepeque e entre as montanhas de El Salvador está Santa Ana. Além dos belos casarões históricos e bairros coloniais, Santa Ana é parte da rota do café e conta com o maior moinho de café do mundo. E tem também fábrica de têxteis e bebidas alcoólicas e atmosfera universitária, graças ao campus da Universidade de El Salvador. As ruínas da cidade indígena de Chalchuapa estão a 15 km dali.

Já Suchitoto é a capital cultural de El Salvador, graças ao incentivo às artes em suas mais diversas expressões. Com suas casas antigas e ruas de pedra, está aos pés do vulcão Guazapa e às margens do rio Lempa. A região é ocupada desde tempos pré-colombianos e conta com diversas atrações naturais nos arredores, como a curiosa formação geológica conhecida como “Los Tercios”.

San Salvador e arredores

Onde ficar em San Salvador

A capital do país também promete agradar os turistas. Por sua localização central, é a base perfeita para explorar boa parte do país, com atrações como o Parque Nacional El Imposible, que abriga a maior biodiversidade da nação, e a bela cidade de Juaya, que se destaca por sua arquitetura peculiar. Até mesmo a cidade de Santa Ana, o Parque Nacional de Montecristo e as praias de El Tunco e El Sunzal estão a um bate-volta de distância de San Salvador, o que torna o planejamento da viagem fácil se você não quer se mover muito carregando todas as suas malas.

A cidade em si não é a mais interessante, mas um passeio pelo centro histórico, que foi reformado recentemente, e pela Zona Rosa são suficientes para te tornar fã de carteirinha de El Salvador.

As ruínas maias de Tazumal

Tazumal, El Salvador

Essa antiga cidade maia é o mais importante sítio arqueológico pré-hispânico do país. Acredita-se que a região foi habitada entre 100 e 1200 d.C. Dentro de suas estruturas, que têm mais de 26 metros de altura, foram encontradas vasilhas, joias de jade, espelhos e esculturas. Hoje,  é possível ver os resquícios do complexo sistema de drenagem de água, os campos para prática de esporte, tumbas e as famosas pirâmides maias.


Compartilhe!



Com o 360meridianos, você encontra as melhores opções para planejar a sua viagem. Confie em quem já tem prática no assunto!

 

Reserve seu hotel com o melhor preço e alto conforto

 


Veja as melhores opções para seguros de viagem

 


Transfira dinheiro para o Brasil e exterior com menos taxas

 


Alugue veículos com praticidade e comodidade

 




Quer 70 páginas de dicas (DE GRAÇA!)
para planejar sua primeira viagem?




Natália Becattini

Já chamei de casa a Cidade do Cabo, Chandigarh, Buenos Aires e Barcelona, mas acabo sempre voltando pra minha querida BH. Gosto de literatura, cervejas, música e artigos de papelaria, mas minha grande paixão é contar histórias. Por isso, desde 2011 viajo o mundo e escrevo sobre o que vi. Também estou no blog sobre escrita criativa Oxford Comma e compartilho minhas impressões de mundo também no instagram @natybecattini e no twitter.

  • 360 nas redes
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
  • Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

2018. 360meridianos. Todos os direitos reservados. UX/UI design por Amí Comunicação & Design e desenvolvimento por Douglas Mofet.