Morro de São Paulo: o que fazer, como chegar, onde ficar e mais!

Morro de São Paulo é aquele tipo lugar que parece estar descolado de um espaço e um tempo. Fica na Bahia, a apenas duas horas e meia de barco de Salvador, mas ali o sotaque baiano se confunde e se mistura com outros falares brasileiros e muitos idiomas. O espanhol é quase língua oficial; a moqueca e o acarajé são servidos lado a lado das empanadas e a ilha fica em algum lugar entre o moderninho e hipster dos bares descolados e a tranquilidade de uma vila de pescadores que desconhece os automóveis e a pressa. Se você está prestes a embarcar para esse paraíso, veja agora nosso guia completo com todas as dicas pra viajar para Morro de São Paulo.

Como chegar a Morro de São Paulo

Muita gente nem imagina, mas Morro de São Paulo não é um município independente, mas um distrito da cidade de Cairu. Está localizado na ilha de Tinharé, junto a outros três vilarejos que, juntos, somam somente 6 mil habitantes. Mas, na alta temporada o fluxo de turistas leva a quantidade de gente na ilha às alturas. Para chegar lá, há três opções de transporte: lancha rápida e catamarã, saindo de Salvador, ou por via terrestre mais balsa, saindo de Valença.

Morro de São Paulo - Praias

Catamarã ou lancha rápida

Ambas as embarcações saem do Terminal Marítimo de Salvador, próximo do Mercado Modelo, na Cidade Baixa. A viagem dura cerca de 2h30, mas isso pode variar de acordo com as condições climáticas – a distância percorrida é de 64 quilômetros. Se você sofre em viagens de barco, o catamarã é a opção mais estável. Ainda assim, é aconselhável levar um remédio para enjoo, já que a maré não colabora sempre e não são raros os casos de gente que passa mal durante o trajeto. Em dias de mar bravo, as partidas são canceladas e os passageiros são transportados pela via semiterrestre, o que é um transtorno, pois a viagem demora o dobro do tempo e não há qualquer tipo de reembolso por usarmos a modalidade mais barata de transporte (mas se não tem jeito de ir com segurança, não tem jeito, não é minha gente?).

O Catamarã para Morro de São Paulo é operado por três companhias: Biotur, Ilha Bela e Farol do Morro. Cada uma tem sua própria tabela de horários, mas o valor é o mesmo: R$ 96,90 por pessoa. Dá pra comprar pela internet ou direto na bilheteria do terminal. Caso você viaje em alta temporada, garanta seu lugar com antecedência.

Semiterrestre e balsa

Essa é a alternativa mais barata para chegar a Morro de São Paulo, mas também a mais demorada. É possível fazer o trajeto com carro próprio ou com empresas contratadas. Algumas empresas oferecem o transporte de van a partir do Aeroporto de Salvador ou de diversos hotéis e pousadas da cidade até o terminal marítimo. Do terminal, é preciso fazer uma travessia de balsa até Bom Despacho, na Ilha de Itaparica (entre 40 minutos e uma hora). Você será conduzido pela empresa contratada (ou seguir de carro) até a praia Ponta do Curral, na cidade de Valença, onde você deverá fazer uma última travessia de 30 minutos até Morro de São Paulo. Não é possível cruzar de carro nesse trecho. Há diversos estacionamentos nos arredores do porto de Valença.

Atenção: embora o Terminal Marítimo de Salvador seja apenas um, o ponto de embarque nas balsas é diferente do local de embarque dos catamarãs e lanchas. Quem for de táxi ou uber até lá deve informar ao motorista qual será a embarcação utilizada.

Morro de São Paulo - Praias

Quando ir

O Nordeste do Brasil é, sim, um pedaço do paraíso e Morro não fica de fora. E, como em qualquer paraíso, não tem tempo ruim por ali. Dá pra visitar em qualquer época, sem grandes prejuízos, mesmo no inverno, considerada baixa temporada – eu fui em junho e posso provar. Durante esses meses, é bem provável que você pegue pancadas de chuva fina, principalmente no fim do dia, e pode também enfrentar dias nublados, com mormaço, intercalados de outros com sol e céu claro (frio, jamais).

Mas para quem quiser curtir a praia e o agito sem ressalvas, a melhor época para visitar Morro de São Paulo é durante o verão. Os dias são quentes, não há tanta chuva e a ilha fica cheia, com festa por todos os lados. A cidade alcança sua ocupação máxima nos feriados de Ano-Novo e Carnaval, por isso, se você pretende viajar nessa época, vale a pena se planejar com antecedência para garantir preços mais baixos e um lugarzinho na ilha.

Morro de São Paulo - Praias

Dia quente e nublado em junho

Pra fugir das multidões e ainda pegar um bom tempo, prefira viajar durante o outono ou a primavera.

O que fazer em Morro de São Paulo

As praias

É muito fácil identificar as praias de Morro de São Paulo. Partindo do centro, estão a Primeira Praia, a Segunda Praia, a Terceira Praia e a Quarta Praia. Depois, vem a Quinta Praia, também conhecida como Praia do Encanto. Entre ela e a Ilha de Boipeba está Guarapuá, uma tranquila vila de pescadores que costuma ser incluída nos passeios de barco por causa de suas piscinas naturais formadas por recifes. Em dias de boa visibilidade e maré baixa, é o ponto perfeito para snorkel. A boa notícia é que dá para chegar em todas elas a pé com uma bonita caminhada pela areia.

Morro de São Paulo - Praias

Quarta Praia

Por último vem Gamboa, outra vila de pescadores que oferece paz e tranquilidade para quem quer fugir do agito do centro de Morro. Devido às condições do mar, a praia é também muito famosa entre velejadores. O vilarejo fica bem pertinho de Morro de São Paulo e dá pra chegar lá com uma caminhada de 20 minutos, mas quem preferir desfrutar ao máximo o clima bucólico de Gamboa pode se hospedar por ali mesmo.

As festas e animação se concentram na Segunda Praia. É lá que estão a maior parte dos restaurantes, quiosques e bares que ficam abertos até tarde da noite. Às segundas e quintas-feiras, a praia se enche de barraquinhas a beira-mar para o animado luau aberto ao público.

A Primeira e a Terceira praia também têm boa infraestrutura e alguns bares e restaurantes, porém costumam ser mais tranquilas. A Terceira é o melhor ponto para a prática de mergulho dentro de Morro. A Quarta Praia tem quiosques no começo, mas longos quilômetros só de areia branca, mar e palmeiras – é perfeita para quem busca um pouco de reclusão.

Passeio Volta à Ilha

É o passeio de barco mais vendido e o mais completo dentre os muitos oferecidos pelas agências em Morro de São Paulo. Inclui uma volta completa na Ilha de Tinharé e uma parada na vizinha hippie e roots, a Ilha de Boipeba. Ali, você terá a chance de comer peixes e frutos do mar fresquinhos nos restaurantes típicos e fazer uma pequena trilha.

No caminho, diversas belezas naturais da região, como a ilha de Canavieras, um criatório natural de ostras. E que é cheia de restaurantes que funcionam dentro de barcos e plataformas flutuantes e nas piscinas naturais de Garapuá e Moreré, mas para aproveitar a parada ali é preciso sorte: a visibilidade e a cor da água dependem das condições climáticas. Muito vento e nuvens prejudicam a atividade.

Canavieiras - Ostras Gratinadas

Restaurante e criatório natural de ostras em Canavieiras

A última parada é em Cairu, sede administrativa do município ao qual pertence Morro e todas essas outras ilhas. Este é um dos dois únicos municípios brasileiros exclusivamente arquipelágicos. O outro é Ilhabela (SP). Apesar de ser pouco conhecida, Cairu é cheia de história: o Convento de Santo Antônio, construído em 1654, foi um dos primeiros no Brasil e é considerado o marco inicial do Barroco no país.

Convento de Cairu

Convento de Cairu

O valor do passeio é de R$180 por pessoa – e é tabelado. Há, pela cidade inteira, cartazes que advertem contra a contratação empresas que oferecerem um preço menor que esse, uma vez que a prática não é permitida e a empresa é provavelmente irregular. 

Uma pegadinha nesse passeio é que o valor cobrado não inclui praticamente nada (nenhuma refeição ou guia local, entrada no convento de Cairú e nem mesmo o equipamento de snorkeling), mas o tempo inteiro existe aquela pressão suave para que você desembolse dinheiro nesses extras. Por isso, para aproveitar o passeio por completo, você precisa ir preparado. 

Outros passeios mais curtos e mais baratos são vendidos em qualquer agência de Morro de São Paulo. O Volta à Ilha é o que pode te dar uma visão mais completa dos arredores se você não quiser fazer muitos. Pessoalmente, acredito que é melhor passar a maior parte dos dias nas praias de Morro que gastar rios com vários tours diferentes – e que no final acabam muito parecidos. Mas isso é uma decisão pessoal. Escolha um dia bem claro e com muito sol e aproveite!

Morro de São Paulo - Praias

Tirolesa

Com 340 metros de extensão, a tirolesa de Morro de São Paulo leva do Farol à Primeira Praia e é uma das atrações mais populares da vila, considerada uma das 10 melhores atrações da Ilha de Tinharé. Para chegar lá, é preciso encarar o morro até o Farol, que é o ponto mais alto da ilha, pegando o caminho da direita. A subida começa na praça principal, próxima à Igreja. Lá em cima, a equipe responsável vai te dar instruções e se encarregar de que todos os seus pertences cheguem tão seguros quanto você lá embaixo. Há outros membros da equipe te esperando no final da descida, e eles vão te oferecer um pacote com fotos do rolê por a partir de R$20 (o valor depende do número de pessoas no grupo e do número de fotos). A descida custa R$ 50.

Pôr do sol no Mirante do Farol

O Mirante do Farol é o melhor lugar para ver o pôr do sol em Morro de São Paulo. Muita gente se reúne por ali todas as tardes e aguarda, com um drink na mão, o sol desaparecer no oceano. Para chegar lá, basta subir o morro do Farol e pegar a trilha da esquerda.

Feira de Artesanato Local

Todas as noites, a praça principal da vila se transforma em um espaço de exibição e venda de trabalho de artistas locais. Organizada pela AMOSP, a Associação dos Artistas e Artesãos Moradores de Morro de São Paulo, a feira conta com artesanato em prata, bijuterias, roupas e artigos de decoração de diversos materiais.

Vida noturna em Morro de São Paulo

As festas em Morro de São Paulo costumam seguir um cronograma bem pensado para não deixar ninguém morrer de tédio: às segundas e quintas-feiras, a Segunda Praia se enche para o luau.

Quarta é o dia do Teatro do Morro, uma casa noturna com duas pistas de dança que bombam ao som de música brasileira e outros ritmos latinos. O lugar também recebe apresentações de bandas, além de performances de dança e capoeira e exibição de filmes.

Nas sextas e aos sábados, as festas se dividem pelas demais casas noturnas da cidade. E, pra fechar a semana, as tardes de domingo têm aquele sambinha bom na Ponta da Ilha.

Também há espaço para fugir da agenda e deixar a espontaneidade tomar conta. Restaurantes e bares sempre tentam atrair clientes com apresentações de música ao vivo, algumas delas nas ruas, um convite para todo mundo chegar junto.

Onde ficar em Morro de São Paulo

Centro de Morro de São Paulo

Não tem segredo. Escolha hotéis perto do centrinho e você vai estar a um pulo das praias também.

Para quem viaja sozinho e quer a oportunidade de conhecer gente legal e estar por dentro das melhores festas, o Che Lagarto Morro de São Paulo é de longe a melhor opção. Esse é o hostel mais famoso da cidade, e a maior parte dos viajantes desse perfil acaba optando por ficar por ali. Quem prefere não dividir quarto, não precisa se preocupar, o lugar também conta com habitações privativas. O Hi Hostel Pousada do Reggae também é bastante querido entre mochileiros e econômicos.

Para casais e família, um lugar com ótimo custo/benefício é a Pousada Bocaray. Os quartos são limpos e confortáveis, a localização é excelente e o café da manhã é bem servido. Quer uma piscininha para dar aquele mergulho no fim do dia? A Pousada Pérola do Morro e a Pousada Bahia 10 têm!

Quem procura mais tranquilidade e uma autêntica experiência de estar perdido numa vila de pescadores pode conferir as opções de hospedagem em Gamboa.

Encontre hotéis em Morro de São Paulo

Salve essas dicas no seu board do Pinterest:

pinterest praia morro de sao paulo bahia


Compartilhe!



Com o 360meridianos, você encontra as melhores opções para planejar a sua viagem. Confie em quem já tem prática no assunto!

 

Reserve seu hotel com o melhor preço e alto conforto

 


Veja as melhores opções para seguros de viagem

 


Transfira dinheiro para o Brasil e exterior com menos taxas

 


Alugue veículos com praticidade e comodidade

 




Quer 70 páginas de dicas (DE GRAÇA!)
para planejar sua primeira viagem?




Natália Becattini

Já chamei muito lugar de casa, mas é pra Belo Horizonte que eu sempre volto. Viajo o mundo em busca de histórias e de cervejas locais. Além do 360, mantenho uma newsletter sobre o a vida, o universo e tudo mais, que eu chamo de Vírgulas Rebeldes. Vira e mexe eu também estou procrastinando lá no instagram @natybecattini e no twitter.

  • 360 nas redes
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
  • Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

2018. 360meridianos. Todos os direitos reservados. UX/UI design por Amí Comunicação & Design e desenvolvimento por Douglas Mofet.