fbpx

O que fazer em Barreirinhas, no Maranhão

Se você nunca ouviu falar de Barreirinhas, pode ter certeza que conhece aquilo que faz dessa cidade famosa em todo o mundo: os Lençóis Maranhenses. Um daqueles destinos que já entraram no imaginário coletivo nacional, os lençóis ficam pertinho de Barreirinhas, que é a principal porta de entrada para o Parque Nacional. Um parque que é maior que a cidade de São Paulo.

Eu pouco sabia de Barreirinhas quando planejei uma viagem para lá, em abril deste ano. E me surpreendi. É que eu esperava encontrar a beleza extraordinária dos Lençóis Maranhenses, claro, mas não sabia que a cidade que serve como base para conhecer a região tem outros atrativos, que rendem facilmente uma semana de viagem. Vai passar pelo Maranhão? Veja abaixo o que fazer em Barreirinhas. Começando pelo óbvio.

Veja também: Onde ficar em Barreirinhas

O Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses

Uma imensidão de areia, dunas e lagoas de cores incríveis. Assim é o Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses, que ocupa uma área maior que a da nossa maior metrópole. Para chegar até lá, você precisa alcançar uma das cidades que ficam ao redor do parque – Barreirinhas é a opção mais comum e com maior infraestrutura.

A partir daí, ainda é preciso contratar um tour guiado. Só assim a entrada no parque é permitida. Nada de levar comida e bebidas alcoólicas, mas não se esqueça do protetor solar. E esteja preparado para andar. Muito.

O erro mais comum é entrar no parque apenas uma vez. O ideal é reservar pelo menos dois dias aos lençóis, para dar tempo de fazer pelo menos dois percursos diferentes. Os passeios custam entre R$ 50 e R$ 60 por pessoa e duram cerca de quatro horas. Em todos eles, o veículo vai te buscar no seu hotel e te deixa lá, após o fim do programa.

E ainda tem quem sobrevoe o parque, outro passeio oferecido por várias agências da cidade. Nós não fizemos isso, mas a Dancéliz, agência onde comprados os outros tours, também oferece essa opção.

Leia também:
Como é a visita ao Parque Nacional dos Lençóis Maranheses
Roteiro completo pela Rota das Emoções

Parque nacional lencois maranhenses

Passeio de voadeira pelo rio Preguiças

Eu não tinha te falado que a própria Barreirinhas é um lugar interessante? Para provar o ponto, olha só a vista que eu tinha da janela do meu hotel:

Onde ficar em barreirinhas

Esse é o rio Preguiças, que corta a cidade e serve de avenida. Moradores usam o rio para ir ao trabalho, crianças entram num barco para ir à escola e turistas entram em lanchas rápidas para ver a imensidão de água, mata e dunas que tornam essa região uma beleza só.

Essa lancha rápida tem nome, ou melhor, apelido: voadeira. Você pode fazer diversos tipos de passeios de voadeira por lá. O mais tradicional, no entanto, envolve os Pequenos Lençóis, a praia de Caburé e as vilas de Vassouras e Mandacaru. O passeio leva o dia inteiro e custa em torno de R$ 60.

Leia também: A Praia de Caburé e o passeio de voadeira

Dicas de viagem em barreirinhas

Passeio de boia pelo rio Formiga

O quarto elemento dos tours oferecidos em Barreirinhas é um passeio de boia rio abaixo. Quando eu soube disso, logo pensei naqueles passeios comuns no sudeste asiático – e que normalmente envolvem um monte de turistas bêbados e muita confusão. Por sorte o de Barreirinhas é bem mais relaxante. E ajuda a comunidade local, que é muito pobre.

O tal rio Formiga é um riacho pequeno, bonitão e de águas calmas. Na realidade, não fica em Barreirinhas, mas em Cardosa, um povoado minúsculo perto de Barreirinhas. Você entra no rio, sobe na boia e relaxa. Uma guia da comunidade local acompanha o grupo, para evitar que as boias se afastem e para te levar até o destino final. Por fim, você ainda pode almoçar num restaurante local – nós recomendamos.

Leia também: Passeio de boia pelo Rio Formiga

Boia cross no Rio Formigas - Barreirinhas

Os atrativos de Barreirinhas

Com pouco mais de 50 mil habitantes, Barreirinhas não é uma cidade que tenha museus, parques ou coisas do tipo. Mas o centro é simpático, incluindo a praça da igreja e toda a orla em frente ao rio. Não faltam bons restaurantes, principalmente no calçadão da Avenida Beira Rio.

Essa é uma ótima atividade para aquelas metades de dia, enquanto você espera um passeio ou depois que você voltou de um: procure um bom restaurante, peça uma cerveja (ou um suco) e relaxe admirando o rio. Eu garanto que será uma experiência agradável.

Se você preferir, pode pegar um barco e almoçar num dos muitos restaurantes que existem do outro lado do rio. Lembre-se de levar dinheiro vivo, pois esses estabelecimentos não costumam aceitar cartões. Por falar nisso, há agências bancárias em Barreirinhas (eu vi Banco do Brasil, Bradesco e Banco do Nordeste).

Veja também: Onde comer em Barreirinhas

Onde comer nos Lençóis Maranhenses

Atins e Santo Amaro, os outros vilarejos

Tem mais tempo? Aproveite para conhecer dois vilarejos que também servem de base para os Lençóis. Atins é um passeio tradicional – nós só não passamos lá porque as chuvas tinham impedido o percurso, segundo nos contaram moradores locais. De todo modo, 1h30 de voadeira e você estará lá. Dica: é caminho de Caburé, então pode ser uma boa ideia combinar um noite em Atins depois de conhecer essa praia

Além dos lençóis e da Lagoa Verde, Atins ganha fama por ter o famoso Camarão da Luzia. E bota famoso nisso – todo mundo fala desse restaurante. Numa pesquisa rápida, descobri que a fama veio de uma coluna da Revista Época, escrita pelo Ricardo Freire. Ele garante que o camarão da Luzia é o melhor que você vai comer na vida.  Se você passar por lá, volta aqui e me conta se concordou com ele.

Já em Santo Amaro, vilarejo chamado de porta dos fundos dos Lençóis, você consegue acesso rápido a outras lagoas lindíssimas do Parque Nacional, como a da Gaivota. Esse é outro lugar que ficou para a próxima viagem, mas você não fica sem ajuda para chegar até lá. 🙂 Tem um relato bem legal no Viaje Aqui.

A Rota das Emoções

Chegar nos lençóis não é fácil. Primeiro você precisa chegar até São Luís. Tarefa alcançada? Ótimo, mas agora pegue um ônibus até Barreririnhas, numa viagem que dura 4h. Se você quiser conhecer Atins e Santo Amaro, ixi, aí complicou: vai ter que continuar viagem. E, para chegar até o parque, prepare-se para caminhar.

Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses

Dito isso, deixo claro que vale a pena. Cada real investido. E que, se você tiver tempo e disponibilidade, pode juntar os Lençóis Maranheses com outros dois destinos fantásticos: Jericoacoara, no Ceara, e Delta do Parnaíba, no Piauí.

Você tem um roteiro de mochilão pronto, passando pelos três estados e que tem até um nome pomposo, pensado pela galera do marketing: Rota das Emoções. Jericoacoara e o Delta estão a 210 km de distância uma da outra, enquanto Barreirinhas fica a 179 km do Delta.

Várias agências de viagem fazem o trecho. O passeio não é dos mais baratos, mas vale a pena. Para os mochileiros e viajantes econômicos, o Viaje na Viagem explica como fazer esse trecho de transporte público.  Se optar por fazer isso, compre uma passagem área multidestinos, com chegada por Fortaleza e volta por São Luís. E tenha tempo de sobra. Nós explicamos como fazer isso nesse texto aqui.

Bate-volta de São Luís

Olha, eu não recomendo não. As tradicionais viagens de bate-volta – em que você vai e volta no mesmo dia – funcionam melhor para destinos mais próximos. Fora que é um desperdício: os Lençóis merecem uma semana inteira, não poucas horas intercaladas entre duas viagens de van.


Compartilhe!







KIT DE PLANEJAMENTO DE VIAGENS
Receba nossas novidades por email
e baixe gratuitamente o kit




Rafael

Siga minhas viagens também no perfil @rafael7camara no Instagram - Quando criança, eu queria ser jornalista. Alcancei o objetivo, mas uma viagem de volta ao mundo me transformou em blogueiro. Já morei na Índia, na Argentina e em São Paulo. Em 2014, voltei para Belo Horizonte, onde estou perto da minha família, do meu cachorro e dos jogos do América. E a uma passagem de avião de qualquer aventura.

  • 360 nas redes
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
  • Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

14 comentários sobre o texto “O que fazer em Barreirinhas, no Maranhão

  1. Oi Rafael,
    Qual o melhor roteiro e quantos dias para conhecer os principais atrativos de Barreirinhas, os Lençóis, Tutoia e o Delta do Parnaiba chegando de carro?

    Grato.

  2. Oi Rafael, eu adorei conhecer os Lençóis, fiquei tão inspirada que voltei e comecei o Blog.
    Na época, fiquei hospedada em uma Pousada chamada Encantes do Nordeste, com um restaurante excepcional, bem em frente ao Rio Preguiça.
    O nosso país é lindo!
    Parabéns pela matéria.

  3. Bom dia!:)
    Passeio de voadeira o dia inteiro só R$60,00? Muito bom!!
    A vista do bar na foto parece maravilhosa ao vivo!
    Parece que no Nordeste tem muito local bonito e difícil de chegar.

2018. 360meridianos. Todos os direitos reservados. UX/UI design por Amí Comunicação & Design e desenvolvimento por Douglas Mofet.