Tags:
Atlas: Cochim, Kerala, Índia

Fort Cochim, a Índia dos navegadores portugueses

A cidade de Cochim (também conhecida como Kochi), no estado indiano do Kerala, é uma das preferidas dos turistas europeus. Eles buscam o charme do clima tropical, com suas florestas e praias, combinado com as coisas que só a Índia tem, como a comida, os tratamentos de spa, as especiarias e artesanato.

No entanto, poucos brasileiros sabem que foi lá que um velho conhecido nosso começou a construir sua fama de descobridor dos sete mates. Não estou falando de Tim Maia, e sim de Pedro Álvares Cabral. Foi ele quem, em 1503 e logo depois de descobrir o Brasil, fundou em Cochim a primeiríssima colônia europeia na Índia. Como ele não era bobo nem nada, escolheu a melhor parte da cidade, que já era famosa no mundo todo pelo comércio de especiarias. Assim nasceu Fort Cochim, a porção norte na costa de uma península da cidade.

Os portugueses dominaram a região e o comércio local até 1663. Depois vieram os holandeses e sua Companhia das Índias Orientais exercer seu domínio em Fort Cochim. Por fim, eles fizeram um acordo com o Império Britânico, que tomou também a Índia inteira.

Mas você  lembra que eu falei que Cochim já era uma região famosa no mundo todo? Pois é, chineses, árabes e judeus também tiveram suas ondas de imigração para a cidade, importante para as rotas de comércio na época. Por isso, desde sua fundação, Fort Cochim já apresentava ares cosmopolitas e uma grande mistura de culturas. E é isso que você encontra por lá hoje.

Rua Cochim Kerala

Antes de contar o que você pode fazer em Fort Cochim, acho interessante explicar como funciona o mapa da cidade. Essa é a área mais densamente povoada do Estado do Kerala, com 600 mil habitantes, e tem uma extensa região metropolitana, com 2,1 milhões de pessoas. Ou seja, para chegar em Fort Cochim, você vai descer de trem em Ernakulam, o distrito comercial que fica na parte continental da cidade.

Para chegar na parte turística é preciso pegar uma ferry, que custa 2 rúpias. Também dá para descer no Aeroporto Internacioal de Cochim, que fica a 30km de distância do centro. Além disso, algumas atrações, como o antigo distrito judeu, não ficam exatamente em Fort Cochim, mas um pouco mais ao sul da península, em outro distrito, chamado Mattencherry, que era famoso – e ainda é – pela produção e comércio de pimentas e outras especiarias.

O que fazer em Fort Cochim

Redes de Pesca Chinesa

Rede de Pesca Chinesa

Um presente do imperador chinês para Fort Cochim no século 14, as tradicionais redes de pesca chinesa são utilizadas até hoje pelos pescadores locais. Você pode só tirar belas fotos das enormes estruturas ou até mesmo pagar uma gorjeta e participar do processo.

Igreja de São Francisco 

Igreja de São Francisco Cochim

Essa é a igreja católica mais antiga construída na Índia. Mas essa nem é a principal atração. Foi ali que outro conhecido das nossas aulas de história, Vasco da Gama, foi enterrado. Ele morreu em Cochim em 1524, de malária, e seus ossos ficaram lá até 1539, quando foram levados de volta para Portugal. Mas ainda dá para visitar a antiga tumba do explorador. Outra igreja cristã do século 16 que você encontra por lá é a Basílica de Santa Cruz.

Mattancherry Palace ou Dutch Palace

O Marajá do Kerala deu aos portugueses um palácio de presente. Depois, claro, esse palácio passou ao domínio dos próximos colonizadores. Esse prédio cheio de história foi transformado em museu, com informações sobre a dominação do Kerala por diferentes nações, murais hindus e objetos da era colonial.

A Rua Judaíca

Rua Judaíca Fort Cochim

Em 1568, judeus fugindo de Jerusalém construíram em Cochim uma sinagoga, chamada Sinagoga Pardesi, que funciona até hoje. Além disso, nessa antiga área dos judeus, que foi parcialmente destruída pelos portugueses e reconstruída pelos holandeses, você encontra ruas estreitas e várias lojinhas diferentes. É no entorno da área judaica que fica o Spice Market, com fábricas e mercados que produzem distribuem especiarias indianas.

Mercado de Especiarias Fort Cochim

Museu Indo-Português

O outro museu da cidade foca mais em arte e história sacra, uma vez que fica num anexo da casa do Bispo. Ainda assim, é uma coleção interessante para quem gosta de história, já que mostra como foi a ascensão e queda do império português na cidade.

Spas, Yoga e Tratamentos Ayurveda 

Na cidade você encontra muitos spas e centros de massagens especializados nas técnicas Ayurveda. Além claro, de centros especializados na prática de Yoga. No site oficial de Turismo do Kerala você encontra uma lista com os locais que são certificados pelo governo. 

Dicas de hospedagem

Rua de Fort Cochim

Não fique confuso entre as diferentes regiões de Cochim. Não tenha dúvidas: o lugar para se hospedar é em Fort Cochin, onde estão atrações turísticas, restaurantes e hotéis. Veja opções de hospedagem no Booking.com.

Vai viajar? O seguro de viagem é obrigatório em dezenas de países e indispensável nas férias. Não fique desprotegido na Índia. Veja como conseguir o seguro com o melhor custo/benefício para o país – e com cupom de desconto.


Compartilhe!



Com o 360meridianos, você encontra as melhores opções para planejar a sua viagem. Confie em quem já tem prática no assunto!

 

Reserve seu hotel com o melhor preço e alto conforto

 


Veja as melhores opções para seguros de viagem

 


Transfira dinheiro para o Brasil e exterior com menos taxas

 


Alugue veículos com praticidade e comodidade

 




Quer 70 páginas de dicas (DE GRAÇA!)
para planejar sua primeira viagem?




Luiza Antunes

Sou jornalista, tenho 30 anos e moro no Porto, Portugal, quando não estou viajando. Eu já larguei meu emprego três vezes para viajar e finalmente encontrei uma profissão que me permite "morar no aeroporto". Já tive casa em quatro países diferentes, dei a volta ao mundo e cumpri minha meta de visitar 30 países antes dos 30. Mas o mundo é muito maior e, se puder, quero conhecer cada canto dele e inspirar vocês a fazer o mesmo. Siga @afluiza no Instagram

  • 360 nas redes
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
  • Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

5 comentários sobre o texto “Fort Cochim, a Índia dos navegadores portugueses

  1. Pessoal,
    Tudo bem?

    Eu sempre veio ao blog pra TUDO.. shahsahsha.. ( ja comentei algumas vezes).
    Bom baseando em outros posts resolvi que farei um mochilao no sudeste asiatico depois que acabar meu programa da aiesec aqui na India.

    Eu tinah descartado minha vaigem ao sul.. e ja estava conformado. POREM.. os voos mais baratos para BAli por algum motivo .. saem de Cochin.. então estou começando a cogitar a ideia de seguir para Cochin e ficar 3 dias na regiao e conhecer alguma cidade perto .. como Munnar ou Allepey… vcs tem alguma dica.. Em 3 dias é possivel fazer lago na regiao. é melhor procurar hostel ou guest house na hora. ( ja que nao sei se vou pra outra cidade).???

    Se souber de algo que possa me ajudar. fico agradecido.. UM BEIJO PROCÊS!!!!!

    1. Oi Felipe,

      To respondendo mega atrasado, desculpe!

      Fort Cochin vale bastante a pena e Allepey também é bem interessante. Em três dias, eu ficaria dois em em Fort Cochin e um em Allepey.
      Dá para procurar hospedagem na hora, tranquilamente, toda a viagem da Índia fizemos dessa forma!

      1. Thank you!!!!.

        Só pra constar Fui até Manali… Quero morar lá.. Obrigado pelas dicas.
        Tive uma outra percepção de Manali, talvez por não ter ido no iverno. Não encontrei brasileiros lá.. e O s que ja foram sempre comentam algo do tipo “Vi no 360” hsahhsahsah..

        Aqui na Índia dificilmente um assunto sobre viagens e curiosidades não tem o nome de vocês circulando.

        Mais uma vez OBRIGADO!
        Sou muito FAN SIIIM!

2018. 360meridianos. Todos os direitos reservados. UX/UI design por Amí Comunicação & Design e desenvolvimento por Douglas Mofet.