fbpx

O que fazer em Maragogi: praias, passeios e como chegar

O que fazer em Maragogi, Alagoas? Este texto é um guia de viagem sobre um dos mais bonitos destinos do Brasil e foi construído com base na experiência de diversas passagens pela cidade.

O que fazer em Maragogi: os principais passeios

Não faltam passeios interessantes em Maragogi. Incluindo o melhor deles, que é simplesmente relaxar nas praias. Por lá, a água tem cor própria: é o azul-maragogi, que tanto lembra o Caribe.

Galés de Maragogi: as piscinas naturais

Esse é o passeio mais tradicional da cidade. Você entra num barco e vai até as piscinas naturais que se formam no meio do mar, a cerca de seis quilômetros da costa.

Existem três áreas de piscinas ao longo do litoral de Maragogi. Taocas, que fica em frente à Praia de Maragogi, e Barra Grande, localizada em frente à praia de mesmo nome, são duas delas. A terceira área é justamente a mais famosa, cujo nome acaba sendo aplicado a todo o conjunto: as Galés de Maragogi.

Ao contratar seu passeio, provavelmente ninguém vai te dizer qual será a área visitada – se você realmente vai às galés ou a uma das outras áreas de piscinas.

Portanto, se você fizer questão de ir numa área específica, pergunte antes de contratar o passeio. Para controlar o fluxo de visitantes e proteger a região, há um esquema de rodízio envolvendo as empresas nas áreas visitadas.

O que fazer em Maragogi, Alagoas

As piscinas são formadas por corais, durante a maré baixa. Além de observar a beleza das águas, todo mundo costuma encarar um snorkeling, na tentativa de ver de perto os peixinhos coloridos que vivem ali. Também é possível mergulhar com cilindro ou contratar um serviço profissional para tirar fotos debaixo d’água – e cercado por peixes.

Mas atenção: se você notar que seu guia está atraindo os peixes de forma artificial (com ração, por exemplo), saiba que isso é proibido e, segundo estudos da ONG Projeto Recifes Costeiros, gera desequilíbrio ambiental e pode prejudicar os animais.

Entre outros problemas, a prática favorece o estabelecimento de apenas algumas espécies de peixes, prejudicando a biodiversidade. Por isso, se você quiser que as piscinas de Maragogi continuem lá, bonitas e preservadas, ajude a combater a prática.

Vale lembrar também que as piscinas naturais de Maragogi fazem parte da Área de Proteção Ambiental Costa dos Corais e que quem viola as regras da região pode ser multado.

Maragogi, Alagoas

Quanto custa um passeio para as piscinas naturais Maragogi?

O passeio até as piscinas naturais custa, em média, R$ 120 por pessoa. Pode haver uma taxa adicional para o aluguel do snorkel, que fica em cerca de R$ 30.

Você pode contratar o serviço assim que chegar em Maragogi, na recepção de muitos hotéis, ou pela internet. Se sua passagem pela cidade for em alta temporada ou durante um período curto, é aconselhável reservar.

Nós reservamos com a empresa Maragogi Receptivos, que tem uma loja em frente à praia central da cidade, mas várias empresas também oferecem o passeio. Qualquer atividade a mais, como o mergulho com cilindro ou fotografias, é cobrada separadamente. O passeio dura duas horas e os horários de saída variam de acordo com a maré.

Uma dica importante: se você quer aproveitar o passeio, é fundamental entender o funcionamento da tábua das marés. Além de ir na hora certa, dependendo da altura da maré nos dias da sua viagem a ida às piscinas pode nem valer a pena. E dificilmente vão te dizer isso na hora da reserva.

Para saber mais sobre esse assunto, veja o texto Tábua das Marés: por que você não deveria viajar pro Nordeste sem consultá-la.

Passeio de buggy pelo litoral de Maragogi

Assim como em outras partes do nordeste, é possível fazer um passeio de buggy pelo litoral de Maragogi. São três roteiros principais: o primeiro passa pelo litoral norte, levando os turistas a sete praias, incluindo Peroba, que fica na divisa de Alagoas com Pernambuco. O tour tem paradas para banho, claro.

A segunda opção é pelo litoral sul e passa por seis praias. Já o último roteiro envolve o Santuário do Peixe-Boi. Os passeios custam, em média, R$ 400, mas o preço é por buggy, que pode levar até quatro pessoas. É uma boa forma de conhecer as praias da região.

O que fazer em Maragogi, Alagoas

Santuário do peixe-boi, em Porto de Pedras

Eu não fiz esse passeio, mas achei uma opção interessante. Como muitos de nossos leitores sabem, o 360meridianos tem os dois pés atrás quando o assunto envolve atrações turísticas envolvendo animais. No entanto, há casos que merecem sim o apoio do viajante.

Pelo que li, esse parece ser o caso do Santuário do Peixe-Boi, que ajuda na preservação do mamífero marinho mais ameaçado do Brasil. O projeto devolve à natureza, aos poucos e com planejamento, filhotes de peixe-boi nascidos em cativeiro.

Os passeios são de observação: você entra numa jangada (barcos motorizados são proibidos, justamente para proteger o peixe-boi) e pode ou não avistar os animais, que estão soltos na natureza. Toda a visitação é controlada pelo Ibama e obedece a regras rígidas de proteção ambiental.

A renda fica com a comunidade local. Vale a pena também conhecer o site da Associação do Peixe-Boi, que ensina como você pode fazer a sua parte para ajudar na proteção dessa espécie.

O santuário não fica em Maragogi, mas em Porto de Pedras, a cerca de 50 km. O passeio custa a partir de R$ 100 por pessoa – se você for de buggy. O ingresso no santuário não está incluído no preço pago ao motorista.

Leia também:

5 roteiros de viagem pelas praias do nordeste, do mochilão ao conforto
Onde ficar em Maragogi – dicas de hotéis e pousadas
O que fazer em Maceió, Alagoas: roteiros de 4 a 7 dias
Onde Ficar em Maceió? Melhores Hotéis e Praias
O que fazer na Praia dos Carneiros: passeios e como chegar
O que fazer em Porto de Galinhas: os melhores passeios da região
O que fazer no Recife em 2 ou 3 dias: principais atrações
Onde ficar no Recife: Boa Viagem, Centro ou Olinda?

O que fazer em Maragogi: as praias

Praia Central de Maragogi – A praia principal. Ao redor dela está a vila, com várias pousadas e restaurantes. É a mais cheia, mas também é bonita.

Ponta de Mangue: Uma das mais famosas da cidade. Fica no litoral norte e tem águas cristalinas e recifes que formam piscinas naturais durante a maré baixa. Tem trechos vazios e com pouca estrutura.

Barra Grande: Como o nome indica, é uma extensa faixa de areia com águas tranquilas. Em geral, tem águas calmas, o que a torna uma boa opção para famílias. Ali ficam as piscinas de Barra Grande, com barcos que levam até lá e saem da areia da praia. Na maré baixa é possível acessar as piscinas caminhando pelo banco de areia, mas atenção para não ser surpreendido pela cheia. 

Antunes: Linda! Praia com areias douradas, coqueirais e piscinas naturais durante a maré baixa. Pra mim, a mais bonita e agradável de Maragogi. 

Peroba: Com uma vila de pescadores, é uma praia encantadora e menos movimentada. Outra boa opção para quem vai com crianças.

Xaréu: Praia mais isolada, a oito quilômetros do centro. Tem ondas fracas e não costuma ter opções de alimentação.

Burgalhau: Poucas ondas e também isolada, com alguns quiosques à beira-mar.

Dourado: Praia pequena e pouco turística, mais frequentada por moradores.

São Bento: Localizada a cerca de 7 km do centro de Maragogi, oferece uma atmosfera mais tranquila e com alguns restaurantes. Ali ficam ruínas de uma igreja e um mosteiro. Esse também é o endereço de outro passeio bastante concorrido: percorrer as piscinas naturais numa jangada a motor. A experiência custa R$ 110 e pode ser reservada aqui. 

Qual a praia mais famosa de Maragogi?

As mais famosas são a Central, que batizou Maragogi, e também Ponta de Mangue e Barra Grande.
Para mim, a mais bonita e agradável praia de Maragogi é Antunes.
praia de antunes

Praia de Antunes, em Maragogi

O que fazer em Maragogi além de praia?

Como deu para perceber, quase todas as atividades envolvem água – pode ser um passeio de barco, mergulho, ver os peixe-bois ou relaxar na areia. Mas há algumas opções para quem quiser um descanso do mar:

  • Mirante de Maragogi – Você não vai estar no mar, mas ele vai compor o visual. O Mirante do Cruzeiro, em Maragogi, é um dos pontos mais altos da cidade. Lá também estão instalados os tradicionais letreiros turísticos, como o Eu 2S Maragogi. O mirante fica na Pousada Alto do Cruzeiro, que cobra entrada de não-hóspedes.
  • Ruínas da Igreja de São Bento – Não é todo dia que você pode visitar uma igreja de 1634. Elas ficam no povoado de São Bento, a 7 km do centro da cidade. A parada ali costuma estar incluída nos passeios de buggy.
  • Trilha do Visgueiro – Uma trilha no meio da mata que leva até uma árvore de quase quinhentos anos. Tem duração de duas horas. Fica na comunidade de Água Fria, na zona rural e onde você pode contratar um guia local que contará algumas lendas da região.
  • Associação das Mulheres de Fibra – No começo da trilha do Visgueiro fica a Associação das Mulheres de Fibra, que faz acessórios e decoração com a fibra da bananeira. Vale dar um pulo no Instagram para conhecer os produtos.

Viagem em Maragogi: resort ou pousada?

Se a beleza da área é incontestável, o estilo de viagem poderia ser diferente. Maragogi acabou se desenvolvendo como uma espécie de Cancún brasileira.

É terra de grandes resorts, mas poucos restaurantes charmosos e bonitinhos; é praia buscada pelo all inclusive, mas sem uma vila simpática e turística para você caminhar.

É importante dizer que nos últimos anos outro tipo de turismo começou a se desenvolver em Maragogi, mas a cidade passa longe de oferecer o tipo de estrutura de destinos como Pipa, no Rio Grande do Norte, Porto de Galinhas, em Pernambuco, e Jericoacoara, no Ceará.

Estive algumas vezes em Maragogi. Sempre fiquei em pousadinhas, que é o tipo de hospedagem que combina mais comigo.

Vale ficar num resort em Maragogi se:

  • Você quer descansar e não se preocupar em tomar nenhuma decisão. Só mesmo o combo praia e guarda-sol. Nesse caso, você vai fazer todas as refeições no resort e, se quiser, nem precisa sair dali. É só ir na praia em frente.
  • Para quem vai viajar com crianças pequenas e quer aproveitar a estrutura do resort para descansar.
  • Para quem achou uma promoção interessante no all inclusive (pode acontecer).

É melhor ficar numa pousada em Maragogi se:

  • Você quiser economizar.
  • Quiser conhecer outros restaurantes, praias e não ficar o dia inteiro no mesmo lugar.
  • Quiser ficar em praias mais bonitas e isoladas, sem tanta gente por perto.
  • Por fim, tenha em mente que escolher uma pousadinha local faz o dinheiro circular mais pela cidade – e ajuda a estimular outro tipo de turismo em Maragogi.

Hotéis e pousadas em Maragogi

  • Salinas Maragogi ($$$), resort famoso em todo o Brasil. Esse all inclusive cinco estrelas tem duas piscinas, três restaurantes e fica de frente para uma praia ao sul da vila.
  • Ao lado do Salinas está o Camurim Grande ($$$), um hotel pé na areia com ótima estrutura e muito elogiado pelos hóspedes. Não fiquei lá, mas fui no restaurante deles, que é excelente.
  • O Gran Oca ($$$), o outro resort da área e que fica perto da Praia Ponta de Mangue, no litoral norte.
  • Na bela Praia de Antunes eu me hospedei no Village Miramar ($$), que fica na frente da praia. São chalés completamente montados e afastados uns dos outros. Ótimo custo/benefício!
  • Ao lado ficam outros conjuntos parecidos, como o Maragogi Chalé Antunes ($$), e uma das melhores pousadas de Maragogi, a Anttunina ($$), que é maravilhosa.

Opções de bate-volta a partir de Maragogi

Praia de Maragogi, Alagoas

Maragogi está perto de vários lugares interessantes e pode ser usada como base para conhecer outras praias lindas do nordeste.

Mas lembre-se que as saídas, oferecidas por agências, variam de acordo com o dia da semana, portanto planeje-se com antecedência para não perder o passeio desejado.

  • Praia dos Carneiros – Apontada como uma das praias mais bonitas do Brasil, a Praia dos Carneiros, em Tamandaré, no Estado de Pernambuco, fica a cerca de 50 km de Maragogi. Um passeio de oito horas, com saída e retorno para seu hotel em Maragogi, custa R$ 80. Detalhes aqui.
  • Porto de Galinhas – Outra praia pernambucana, essa do município de Ipojuca. Só que Porto de Galinhas é bem mais famosa e já foi apontada várias vezes como a melhor praia do Brasil. Porto de Galinhas está a 100 km de Maragogi – pra mim, é distância demais para um bate-volta e o melhor seria passar a noite por lá. Mas dá pra fazer. Um passeio de oito horas, com saída e retorno para seu hotel em Maragogi, custa R$ 90. Reservas aqui.
  • São Miguel dos Milagres – Também apelidada de paraíso, São Miguel dos Milagres fica a 70 km de Maragogi. Costuma ser incluída no passeio do Santuário do Peixe-Boi, já que está ao sul de Maragogi (as praias citadas acima estão na direção norte). Você pode contratar um passeio para lá, com ida e volta para seu hotel, por cerca de R$ 80, nesse link. Outra opção, para quem vem de Maceió, é parar em São Miguel dos Milagres e depois seguir viagem até Maragogi.
  • Japaratinga – Com sete mil habitantes, praias relativamente vazias e a menos de 15 quilômetros de Maragogi, Japaratinga é o bate-volta perfeito. O mar continua na mesma cor surreal que torna o litoral alagoano o mais bonito do Brasil. Por ali, uma opção é fazer um passeio de barco até as piscinas naturais de Japaratinga. Custa R$ 112 e você pode reservar online.

Também é possível fazer passeios de bate-volta até Maceió, Recife e Olinda. Mas, francamente, não acho que sejam opções interessantes, já que esses destinos demandam mais tempo que apenas um dia de viagem.

Nesse caso, a melhor opção é montar um roteiro que inclua todas as cidades: você pode começar por Maceió, seguir para Maragogi (com parada em São Miguel dos Milagres ou Japaratinga) e depois continuar por Praia dos Carneiros, Porto de Galinhas e Recife.

Se quiser conhecer mais sobre essas praias, dê o play no vídeo abaixo, que mostra algumas das maravilhas da região.

Quando ir para Maragogi

A melhor época vai de outubro a janeiro, quando quase não chove. Em fevereiro o tempo começa a mudar, mas a temporada das chuvas vai mesmo de março a agosto, sendo que junho e julho são os dois meses mais molhados.

Se o clima em dezembro e janeiro é perfeito, os preços aumentam. Novembro, por outro lado, tem as condições ideais: pouca chuva, cidade vazia e preços mais em conta.

Onde fica Maragogi

A pergunta parece boba, mas é a dúvida de muita gente – não falta quem pense que Maragogi é uma ilha ou que, por conta do tom da água, nem no Brasil fique. A cidade está em Alagoas.

Quantos dias ficar em Maragogi

Fique pelo menos três dias, para dar tempo de relaxar. Quem quiser ficar mais tempo acha o que fazer nos arredores da cidade.

Por outro lado, viajantes num roteiro maior pelo nordeste podem optar por ficar apenas um ou dois dias. Não é o ideal, mas dá pra aproveitar.

Como chegar em Maragogi

Maragogi está logo ali, pertinho de Maceió e do Recife: a distância até as duas capitais é basicamente a mesma. São 127 km até a capital alagoana, enquanto Recife está a 138 quilômetros das praias de Maragogi.

Ou seja, para chegar em Maragogi, vale descer no Aeroporto Internacional Zumbi dos Palmares, em Maceió, ou no Aeroporto Internacional do Recife – tanto faz.

Depois de escolhido seu aeroporto de desembarque, é preciso escolher como você percorrerá as duas horas até Maragogi. Existem algumas opções.

Como chegar em Maragogi a partir de Maceió

Eu cheguei por Maceió. Como o tempo de viagem era curto – apenas três dias – optei por não ficar na capital alagoana e em seguir direto para Maragogi, assim que cheguei ao aeroporto.

Como chegar em Maragogi de ônibus a partir de Maceió

Essa é a forma mais econômica de chegar em Maragogi. A empresa que faz o trajeto é a Real Alagoas. Você precisa pegar o ônibus que liga Maceió ao Recife (e que passa por Maragogi). O ônibus sai do Terminal Rodoviário de Maceió, às 4h15 da manhã e às 11h. A viagem dura 2h30 e custa R$ 35.

Peguei um táxi até a Rodoviária de Maceió e comprei minha passagem. É um ônibus rodoviário comum. Mas, uma vez que entra na estrada, o ônibus para em vários pontos, ao longo do caminho. Isso significa que muita gente viaja em pé, no corredor do ônibus.

Embora o viajante que embarcou na rodoviária tenha lugar marcado, isso pode ser um pouco desconfortável. Outra coisa importante: o ônibus não para dentro de Maragogi, mas na rodovia em frente à cidade. Por isso, fique atento para não perder a hora certa de descer.

Para voltar, você precisará ir ao mesmo ponto, mais ou menos na hora esperada para o ônibus passar – 6h45 e 13h30. O problema é que o ônibus pode estar cheio e você pode ter que viajar em pé.

Para resolver esse problema, eu fui de ônibus e voltei para Maceió de táxi.

Como chegar em Maragogi de táxi

Você chega ao aeroporto e pega um táxi. Pronto, 1h30 depois você estará lá. Se esse é o método mais simples, é também o mais caro: a corrida custa a partir de R$ 300, dependendo do seu poder de negociação, que pode ser pequeno caso você tenha acabado de chegar ao aeroporto e não tenha outra forma de chegar em Maragogi. Uma solução é procurar, em seu próprio voo, pessoas que estejam interessadas em dividir o táxi.

Já a volta é bem mais simples. Na praça central de Maragogi, perto da Igreja, há um ponto de táxi. Os veículos saem para Maceió durante todo o dia, no sistema de corrida compartilhada. Eu paguei R$ 50 para ir até o aeroporto, junto com outros três viajantes.

Como chegar em Maragogi de carro

Outra opção é alugar um carro. O caminho é pelas rodovias AL-105 e AL-101. Você pega a AL-101 na saída de Maceió e segue por ela ao longo de 50 km, até Barra de Santo Antônio. Depois, entra para o interior do estado voltando para o litoral já perto de Maragogi.

Como chegar em Maragogi de transfer

Várias empresas oferecem o transfer, que custa em torno de R$ 400 para até quatro pessoas.

Como chegar em Maragogi a partir do Recife

Como chegar em Maragogi de ônibus a partir de Recife

A empresa e até a linha é a mesma. É a Real Alagoas, que opera o trecho Maceió – Recife (que passa por Maragogi). Os horários de saída também são idênticos: às 4h15 da manhã e às 11h, a partir do Terminal Rodoviário do Recife, num percurso de cerca de 2h30. A passagem custa R$ 35.

Como chegar em Maragogi de táxi a partir de Recife

Como a distância é praticamente a mesma, espere pagar um valor parecido para ir de táxi do Recife à Maragogi: entre R$ 250 e R$ 300. Na volta, você pode tentar combinar o preço da corrida e achar quem queria dividir o táxi com você, no ponto de táxi central de Maragogi.

Como chegar em Maragogi de carro a partir de Recife

A partir de Recife, prepare-se para percorrer 135 km pela PE-060. Segundo o Google Maps, a viagem dura 2h16, mas é possível fazer em menos tempo.

Como chegar em Maragogi de transfer a partir de Recife

As mesmas empresas também oferecem receptivos a partir do Aeroporto do Recife. O preço também não varia: R$ 400 para até quatro pessoas.

Outra opção é contratar um passeio bate-volta a partir de Recife – você pode voltar no mesmo dia ou ficar em Maragogi e não pegar a van no retorno. Custa a partir de R$ 130.

Devo alugar um carro para viajar para Maragogi?

Se você pretende ir para uma única praia e ficar por lá, relaxando na areia, então não é preciso alugar um carro para aproveitar Maragogi. Dá pra ir de ônibus, transfer ou mesmo de táxi. Já contratei o serviço do Roberto (082 991419500, atendimento por Whatsapp).

Por outro lado, quem pretende circular pelas praias de Maragogi, conhecer destinos nos arredores ou mesmo montar um roteiro maior de viagem pelo nordeste vai perceber que alugar um carro é uma boa ideia.

Sobre isso, não deixe de ler nosso guia de como reservar um carro pela internet, garantindo o melhor preço.

Vai seguir viagem pelo nordeste?

Cinco hotéis no Recife

  • Apraiana Hostel – opção econômica e mochileira muito bem avaliada. Também quartos privativos
  • Hotel Enseada Boa Viagem – está a 600 metros da praia, tem boa avaliação e custo/benefício
  • Grand Mercure Recife – Fica de frente para o mar, tem quartos amplos e piscina. E, o melhor, as diárias continuam num preço interessante
  • Fity Hotel – Hotel desses classicões, com cara de hotel, mas com um bom café da manhã e quartos confortáveis
  • Hy Beach Flats – 4 estrelas com vista para o mar e piscina
  • Piratas da Praia – Hostel a três minutos da praia, apenas quartos compartilhados

Hospedagem em Maceió

Hospedagem na Praia dos Carneiros

Inscreva-se na nossa newsletter

5/5 - (1 vote)

Compartilhe!







Eu quero

Clique e saiba como.

 




Rafael Sette Câmara

Sou de Belo Horizonte e cursei Comunicação Social na UFMG. Jornalista, trabalhei em alguns dos principais veículos de comunicação do Brasil, como TV Globo e Editora Abril. Sou cofundador do site 360meridianos e aqui escrevo sobre viagem e turismo desde 2011. Pelo 360, organizei o projeto Origens BR, uma expedição por sítios arqueológicos brasileiros e que virou uma série de reportagens, vídeos no YouTube e também no Travel Box Brazil, canal de TV por assinatura. Dentro do projeto Grandes Viajantes, editei obras raras de literatura de viagem, incluindo livros de Machado de Assis, Mário de Andrade e Júlia Lopes de Almeida. Na literatura, você me encontra nas coletâneas "Micros, Uai" e "Micros-Beagá", da Editora Pangeia; "Crônicas da Quarentena", do Clube de Autores; e "Encontros", livro de crônicas do 360meridianos. Em 2023, publiquei meu primeiro romance, a obra "Dos que vão morrer, aos mortos", da Editora Urutau. Além do 360, também sou cofundador do Onde Comer e Beber, focado em gastronomia, e do Movimento BH a Pé, projeto cultural que organiza caminhadas literárias e lúdicas por Belo Horizonte.

  • 360 nas redes
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
  • Twitter

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

10 comentários sobre o texto “O que fazer em Maragogi: praias, passeios e como chegar

  1. Bom dia.

    Irei para maragogi no final do mês, gostaria de saber se vc conhece alguma pessoa, ou empresa que faz a opção de translado, do aeroporto de fortaleza para maragogi.

    obrigado.

  2. Boa tarde!vou a porto de galinhas dia 29/10 fico até dia 05/11 e quero ir a maragogy e outras praias arredores.Reservamos um carro ao sair do aeroporto. Tenho 2 crianças. Quero ir a maragogy ficar uma noite. O que me acomselha sair cedo ou sair depois do almoço e aproveitar a praia láa tarde e já ver um passeio q possa levar criança ou ficar só lá. curtindo. tendo emvista q estarei de carro. E um lugar p se hospedar barato e limpinho.
    Obrigada!

  3. Olá Rafael! Seu blog e suas dicas são ótimas, adorei tudo, mas gostaria de tirar uma dúvida. Quantos dias ficar em Maragogi? Viajo com meu marido. Vamos a Tamandaré, Maragogi e Porto de Galinhas e estamos na dúvida de quanto tempo ficar em Maragogi e de quebra em Porto. Se puder nos ajudar… Obrigada!

    1. Oi, Fabianna! Obrigado pelos elogios ao blog. 🙂

      Olha, isso depende do tanto que você quer relaxar na praia. Dá pra ficar dois dias, três, quatro… Aí vai de vocês.

      Além de Maragogi, há passeios interessantes ao redor, como a Praia dos Carneiros ou esses outros, que citei no texto, tipo o Santuário do Peixe Boi.

      Abraço.

2018. 360meridianos. Todos os direitos reservados. UX/UI design por Amí Comunicação & Design e desenvolvimento por Douglas Mofet.