O que fazer em Mumbai: roteiro de dois dias

Não faltam opções na lista de o que fazer em Mumbai. A maior cidade da Índia oferece um pouquinho de tudo, de Bollywood à arquitetura britânica dos prédios; do estilo de vida cosmopolita de uma grande metrópole a florestas urbanas e favelas gigantes.

Assim como ninguém é capaz de ver tudo que há de importante no Rio ou em São Paulo em um fim de semana, certamente não é possível conhecer Mumbai por inteiro em dois dias. Semanas, talvez meses, seriam necessários para desvendar a cidade. Mas como fazer se o tempo é curto? Bom, se não for possível aumentar a estadia (o que seria recomendável) resta somente uma saída: pegue um taxi do aeroporto e vá direto para o Colaba.

Colaba é uma das sete ilhas que formam Mumbai. Boa parte do que você precisa ver na cidade está em Colaba ou perto dali, o que torna essa região o lugar ideal para se hospedar. Seja em um hotel de luxo ou um albergue meio vagabundo (como o que escolhemos), ficar em Colaba significa atravessar uma rua para estar em alguns dos pontos mais importantes da cidade.

Encontre hotéis em Mumbai

O que fazer em Mumbai: India Gate - Mumbai

O que fazer em Mumbai: roteiro de dois dias

  • Portão da índia
  • Taj Mahal Palace
  • Ilha da Elefanta
  • Bade Miya
  • Chowpatty
  • Prédio da Suprema Corte
  • Universidade de Mumbai
  • Catedral São Thomas e a Victória Terminus

Vai viajar? O seguro de viagem é obrigatório em dezenas de países e indispensável nas férias. Não fique desprotegido na Índia. Veja como conseguir o seguro com o melhor custo/benefício para o país – e com cupom de desconto.

Dia 1

Se você seguiu a dica e escolheu um hotel em Colaba então é só largar suas malas e seguir a pé para o Portão da Índia, um ponto emblemático da cidade que fica pertinho do porto e de frente para o mar. Com 26 metros de altura, esse arco foi construído para comemorar a visita do Rei George V e da Rainha Maria à Índia, em 1911.

Mas o Portão da Índia não é exatemente um arco do triunfo para os súditos da Rainha: foi por lá que as últimas tropas britânicas deixaram Mumbai quando a Índia conseguiu sua independência, em 1948. A Portão da Índia é o cartão de entrada para quem chega pelo porto, juntamente com o…

O que fazer em Mumbai: Hotel-Taj-Mumbai

Taj Mahal Palace. Não o famoso Taj Mahal, símbolo máximo da Índia e que fica em Agra, cidade perto de Nova Delhi. Em Mumbai fica o outro Taj Mahal, o Palace, um hotel cinco estrelas com quase 600 quartos, lojas de luxo, restaurantes e essa fachada linda que você na foto. Fachada que certamente você já conhece, embora em fotos não tão pacíficas. O Taj Mahal Palace foi um dos locais mais afetados pelos atentados terroristas que deixaram centenas mortos, em novembro de 2008.

Se você já está no porto e ainda não é muito tarde, corra para a Ilha da Elefanta. Barcos saem a cada 5 minutos, entre 9 da manhã e 2 da tarde. A viagem de ida e volta custa 200 Rúpias e o percurso dura cerca de 40 minutos. Mas o que tem nessa ilha? Templos escavados em pedra e dedicados a Shiva, um dos principais Deuses hindu, juntamente com Brahma e Vishnu.

Os templos foram construídos entre 450 e 750 DC, e a ilha foi declarada Patrimônio da Humanidade pela Unesco em 1987. Mas tem elefante nessa ilha? Não. Macacos você vai ver aos montes, mas elefante só se for de mentirinha, nas lojas de artesanato. O nome da ilha vem de uma estátua de elefante que ficou lá até 1814, mas hoje está num museu em Mumbai. Estrangeiros pagam 600 Rúpias para entrar na ilha.

Veja também: Conheça a Ilha da Elefanta, em Mumbai

O que fazer em Mumbai: Elephanta island - Mumbai

Fome? Não faltam opções de restaurantes em Colaba e certamente você vai achar algo que agrade ao seu estômago (e ao seu bolso). Se quiser tentar a típica comida de rua de Mumbai tente o mitológico Bade Miya, que fica perto Taj Mahal Palace.

Todas as noites a rua fica lotada de turistas e indianos. Eu provei e digo que a comida é até boa, não fosse a pimenta, que para mim não desce muito bem. Se você também tiver dificuldade com os temperos indianos, não se desespere. Em Colaba também tem um McDonald’s. Deus salve os Estados Unidos e sua comida sem qualquer valor cultural.

O que fazer em Mumbai: Comida de rua em Mumbai - Índia

Dia 2

Mumbai não é Goa, mas uma cidade formada por sete ilhas não poderia deixar de ter praias. Então pegue seus óculos de sol e vá até a Chowpatty, praia que não fica muito longe do restante do roteiro. Mas nada de nadar: a ideia é só admirar a paisagem da metrópole. Quem preferir pode ir até a região do Churchgate, onde não tem areia na beira do mar, mas é possível andar no calçadão e admirar o Mar Arábico.

Construído entre 1848 e 1862, o prédio da Suprema Corte é outro ponto interessante. Esse negócio de arquitetura não é muito a minha praia, mas a Wikipédia garante que o prédio foi construído em estilo Gótico Inglês, o que é uma baita quebra de expectativa quando você olha para as confusas e nada britânicas ruas de Mumbai. Há quem aconselhe acompanhar o trabalho dos 75 juízes da Suprema Corte, mas se esse não for exatamente o seu tipo de passeio apenas admire a fachada e siga em frente, assim como eu.

O que fazer em Mumbai: Praia em Mumbai

Outro prédio interessante é o da Universidade de Mumbai, também construído em estilo gótico (santa Wikipédia). Uma biblioteca com quase um milhão de livros fica na Rabajai Tower, planejada no mesmo padrão do Big Ben. E até que parece mesmo…

Por fim reserve um tempo para conhecer a Catedral São Thomas e a Victória Terminus (atualmente chamada Chhatrapati Shivaji), que nada mais é do que uma das mais cheias estações de trem da Índia. Quem quiser passar pela experiência antropológica de andar de metrô na terra da vaca tem aí uma grande oportunidade; turistas normais podem apenas admirar esse prédio do século 19 que também é patrimônio mundial da Unesco.

Não se esqueça que a melhor parte de Mumbai está escondida em cada esquina e rua, e não apenas nos prédios históricos. Gaste algumas horas perambulando pelos camelôs e mercados de rua do Colaba, onde você pode comprar praticamente de tudo (nunca se esqueça do primeiro mandamento: Barganharás sempre).

O que fazer em Mumbai

Quem tiver mais tempo na cidade pode aproveitar para fazer outros passeios, como por exemplo planejar um tour num estúdio de Bollywood. Há quem curta visitar Dharavi, que está para Índia assim como a favela da Rocinha está para o Brasil. E não faltam templos, ruas, mercados…  Nós pretendíamos tentar a primeira alternativa, mas uma infecção alimentar atrapalhou nossos planos. Faz parte do pacote – e serve como mais um bom motivo para não planejar roteiros apertados demais.

O que fazer em Mumbai – informações úteis

Um táxi do aeroporto até o Colaba custa em torno de 350 Rúpias (R$ 12,5). Os hotéis são um pouco mais caros em Mumbai do que no restante da Índia, e no Colaba essa diferença pode ficar ainda maior. Uma alternativa barata é o Sea Shore, que fica a 300 metros do Portão da Índia. Um quarto sem banheiro privativo e com vista para o mar custa em torno de 1000 Rúpias (R$ 35) para o casal.

No mesmo prédio do Sea Shore há outros hotéis onde é possível achar quartos por até 600 Rúpias (R$ 21) para o casal. Espere gastar em torno de 1200 Rúpias (R$ 42) por dia se for ficar num hotel desse nível e conhecer apenas o Colaba e arredores. Táxis podem aumentar o valor gasto, já que a cidade é enorme e o transporte público nem sempre é uma opção. Agora que você já sabe o que fazer em Mumbai, não deixe de ler nosso texto com dicas de hospedagem em Mumbai.


Compartilhe!



Com o 360meridianos, você encontra as melhores opções para planejar a sua viagem. Confie em quem já tem prática no assunto!

 

Reserve seu hotel com o melhor preço e alto conforto

 


Veja as melhores opções para seguros de viagem

 


Transfira dinheiro para o Brasil e exterior com menos taxas

 


Alugue veículos com praticidade e comodidade

 




Quer 70 páginas de dicas (DE GRAÇA!)
para planejar sua primeira viagem?




Rafael

Quando criança, eu queria ser jornalista. Alcancei o objetivo, mas uma viagem de volta ao mundo me transformou em blogueiro. Já morei na Índia, na Argentina e em São Paulo. Em 2014 voltei para Belo Horizonte, onde estou perto da minha família, do meu cachorro e dos jogos do América. E a uma passagem de avião de qualquer aventura. Siga minhas viagens também no instagram, no perfil @rafael7camara no Instagram

  • 360 nas redes
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
  • Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

18 comentários sobre o texto “O que fazer em Mumbai: roteiro de dois dias

    1. Oi, Larissa.

      Só se mudou agora, mas na época era só indo lá mesmo.

      É uma hospedagem bem, digamos, econômica. Não espere muito.

      Abraço.

  1. Oi pessoal estamos indo p India dia 07/04/2016 e vamos ficar umas 4 hs no Aeroporto de Bombain! Saberiam de algum guia que nos apanhasse no Aeroporto e desse 1 circulada rápida p cidade!
    Aguado e tks

  2. Turma:102
    Nome: Beatriz Mendes & Ursula Ferreira.
    Já de cara, podemos perceber que Mumbai é uma cidade que tem muito a oferecer em relação à cultura. Até nas coisas mais simples, pode-se notar que há um peso cultural muito grande. É um ótimo atrativo pois chama nossa atenção e cria em algumas pessoas(como eu) um desejo de fazer um visitinha. Lendo este artigo, dá para ver que é um lugar onde não poderiamos nós arrepender de ir. Seria uma oportunidade inegável. Em cada rua, cada prédio, cada praia, cada museu.. há algo que possamos aprender. E é isso que me fez gostar: o fato de em cada lugar poder nos ensinar algo.

  3. Oi Rafael,achei o seu blog procurando info sobre bombay tenho planos de fazer compras la vc tem ideias de precos de roupas e joias e onde comprar barato? e que tipo de cuidado deverei ter um indiano me disse pra tomar cuidado pra nao ser {cheating} ser passada pra tras ou comprar gato por lebre. desde ja agradeco!gostei muito do seu blog valeu!

  4. Oi Rafael, estamos tentando fazer uma resrva no SeaShore, mas não há contatos disponíveisna internet. Como você fez a sua reserva? Valeu! O blog é ótimo. Vamos a India no começo do ano que vem e os posts tem informações bastante úteis.

    1. Oi Daniela! Que bom que você gostou do blog! Nós não reservamos pela internet, simplesmente chegamos na porta e pedimos um quarto. Achei dois links aqui que podem te ajudar. Um é o do Tripadvisor http://www.tripadvisor.com.br/Hotel_Review-g304554-d548878-Reviews-SeaShore_Hotel-Mumbai_Bombay_Maharashtra.html – e também tem a página do hotel no Google + https://plus.google.com/118277979964601803745/about?gl=br&hl=pt-BR
      Tenha em mente que esse é o hotel mais barato na região do Colaba, então não espere conforto. A localização é ótima e o hotel costuma ser frequentado por mochileiros, quase todos estrangeiros. Se esse for o seu esquema, então o hotel pode ser uma boa. O prédio é feioso, mas ele é pior por fora do que por dentro (pode acreditar). hehehe Espero ter ajudado! Qualquer dúvida é só perguntar.

      1. Ei Rafael! Obrigada pela resposta rápida e gentil. Fuçamos bastante na net atrás de contatos do hotel. Vamos tentar o telefone. Irei com um amigo e chegaremos depois da meia noite, por isso queremos fazer a reserva com antecedência. Pode deixar que entendemos bem a proposta do hotel. É isso mesmo que queremos. Abraços

        1. Olá, estamos tentando reservar esse hotel e também vamos chegar depois da meia noite. Na internet é impossível reservar..
          Vc conseguiu contato com eles quando vc ligou?

          1. Olá, estive em Mumbai mês passado e enquanto andava pelas ruas, encontrei o SeaShore Hotel. O preço está 500 rúpias para quarto individual, se não me engano. Perguntei para o atendente se eles tinham algum site ou página, e ele disse que não. Porém, perguntando para algumas pessoas, descobri que estava ocorrendo muitos furtos lá. Vai ver é por isso que é tão difícil encontrar alguma coisa na internet. Acabei ficando em outro lugar.

2018. 360meridianos. Todos os direitos reservados. UX/UI design por Amí Comunicação & Design e desenvolvimento por Douglas Mofet.