O que fazer em Quito: atrações e roteiros na capital do Equador

Quito é uma das queridinhas das capitais latino-americanas. Talvez seja por seu belo e preservado centro histórico, o maior do continente, que a deixa com cara de cidadezinha do interior. Mas há muito mais o que fazer em Quito do que se perder pelas ruelas do centro. A cidade fica em um vale bem no meio da Cordilheira dos Andes e é cercada de vulcões, lagoas a mais de 3000 metros de altura e belezas naturais.

O que você precisa saber antes de viajar para Quito e o Equador

A moeda oficial do Equador é o Dólar Americano. Mesmo que isso signifique uma cotação desfavorável para nós, não faz do Equador um país caro, já que o custo de vida lá é bem baixo.

Vai viajar? O seguro de viagens é obrigatório no Equador. Veja aqui como conseguir o seu com desconto.

No quesito segurança, tenha cuidado redobrado ao circular por lugares tumultuados, como o centro e rodoviárias, já que batedores de carteira em Quito não são coisa rara. Roubaram um celular meu em um ônibus e, ao relatar a situação, descobri que eu estava longe de ser a única turista a ser surrupiada por ali.

O que fazer em Quito: centro histórico

Lembre-se que a cidade está 2850 metros acima do nível do mar, o que quer dizer que você vai precisar de uma aclimatação nos primeiros dias e pode se sentir mal por causa da altitude. Faça passeios mais leves até se acostumar, não exagere na comida nem no álcool nos primeiros dias e, se puder, tome um chazinho de coca para dar aquela ajuda pros seus pulmões.

Onde ficar em Quito

A maior parte da oferta de hospedagem de Quito está dividida entre o Centro Histórico e a zona boêmia de La Mariscal. No Centro Histórico, você estará perto das principais atrações e contará com boas opções de transporte público. Já em La Mariscal é onde a festa acontece e também onde estão alguns dos melhores restaurantes da cidade. É uma região mais arborizada e moderna, longe da confusão do centro. Veja aqui nosso guia de bairros de onde ficar em Quito.

Encontre hotéis em Quito

O que fazer em Quito: atrações dentro da cidade

  • Passear pelo centro histórico
  • Subir no mirante da Virgem do Panecillo
  • Visitar a Casa-Museu Guayasamín e a Capilla del Hombre
  • Curtir a vida Noturna em La Mariscal
  • Comer as iguarias vendidas no Parque de Las Tripas
  • Visitar o Parque de la Mitad del Mundo
  • Conhecer o Cotopaxi, um dos maiores vulcões ativos do mundo, e outros vulcões da região
  • Fazer um bate-volta ao Mercado de Otavalo

Passear pelo centro histórico

O colorido centro histórico de Quito é o maior das Américas e também um dos mais bem conservados. São 3,75 km², mais de 130 prédios tombados como Patrimônio da Humanidade e 5.000 casas e lojinhas que dão o charme para a região. Entre eles, se destaca a Igreja da Companhia de Jesus (García Moreno n. 10-43, $5), cujo interior é todo decorado em ouro, o Palácio Nacional e a Plaza de la Independência, a enorme Basílica do Voto Nacional (calle Venezuela com calle Carchi, $2), que de tão majestosa já chegou a ser comparada com a Catedral de Notre Dame, em Paris.

Centro Histórico de Quito

Não deixe de passar também pelo Mercado Central (Av. Pichincha perto da Esmeraldas) para comer a tradicional Cuervina com papas, um peixe muito consumido no país. Já a região de La Ronda é onde se concentram os bares, restaurantes e lojas de artesanato que funcionam dentro de belos casarões coloniais nos limites do centro histórico.

Mirante da virgem do Panecillo

O que fazer em Quito: Panecillo

O morro do Panecillo fica 3000 metros acima do nível do mar e é o principal mirante natural de Quito. Recebe esse nome por sua forma arredondada, que se assemelha a um pão. No topo, uma escultura de uma virgem de 30 metros de altura, toda feita em alumínio, parece abençoar a cidade a seus pés. Para chegar lá, suba a Calle García Moreno a partir do Centro Histórico ou pegue um táxi. O valor da corrida gira em torno de $5.

Casa Museo Guayasamín e Capilla del Hombre

A residência do artista Oswaldo Guyasamín, um dos mais importantes pintores equatorianos, foi transformada em um museu que guarda suas obras, assim como a sua coleção pessoal de objetos e cerâmicas de povos pré-colombianos.

No mesmo terreno fica a Capilla del Hombre, um projeto idealizado por Guayasamín como uma homenagem à humanidade, um memorial aos povos nativos da América Latina e uma forma de assinalar a esperança por um futuro melhor. Tours guiados em inglês, espanhol e francês estão incluídos no valor do ingresso. A entrada para ambas as atrações sai a $8. Fica na Calle Calvache E18-94 com Chávez.  Site oficial.

Vida noturna em La Mariscal

As ruas do bairro mais boêmio de Quito se enchem de moradores locais e turistas todas as noites, em especial nos bares que ficam ao redor da Praça Foch. Não deixe de aproveitar uma noitada – ou apenas sair para jantar por esses lados – para conhecer a verdadeira atmosfera de uma Quito mais jovem e badalada.

Onde ficar em Quito: La Mariscal

Shutterstock By Fotos593

Comer as iguarias vendidas no Parque de las tripas

Barraquinha de rua que vende miúdos no Equador

A rica culinária equatoriana tem lá suas iguarias. E um dos melhores lugares para os de paladar aventureiro é o Parque de las Tripas, como é popularmente conhecido o Parque Navarro. Todos os dias, a partir das 17h, o lugar se enche de barraquinhas de comida com apenas uma especialidade: miúdos. É intestino frito para um lado e rim para o outro. Um ótimo lugar para conhecer a tradição gastronômica popular do país.

O que fazer em Quito: arredores e bate-voltas

Grande parte das atrações mais famosas de Quito fica, na verdade, fora dos limites da cidade. Confira algumas delas.

Parque de la Mitad del Mundo

Local onde passa a linha do equador no Parque da Metade do Mundo, em Quito

O parque que marca a latitude 0, local onde passa a linha do Equador, fica a 40 minutos de carro do centro da cidade. Além de ter o gostinho de cruzar de um hemisfério a outro, ali você também pode aprender mais sobre a cultura e história equatorianas e sobre os povos originários do país.

Para chegar, é preciso pegar o BTS Central Norte na estação La Marín e descer em Ofelia, que é a última parada. O trajeto dura cerca de 50 minutos e custa $0,25. De lá, pegue os ônibus que saem próximos a uma placa indicando “Mitad del Mundo”, mas pergunte antes ao cobrador se aquele veículo deixa, de fato, no parque, pois os letreiros são meio confusos. A viagem dura mais meia hora e custa 0,15 centavos. A entrada do parque custa a partir de $ 3,50.

 Leia mais sobre o Parque da Metade do Mundo.

Parque Nacional do Vulcão Cotopaxi

A duas horas da capital, o Parque Nacional do Vulcão Cotopaxi tem 33 mil hectares e 80 vulcões em sua área, entre eles o Cotopaxi, um dos maiores vulcões ativos do mundo. Agências em Quito fazem o passeio até lá por algo em torno de $70, refeições inclusas. Também dá para chegar por conta própria pegando o ônibus para Latacunga (é preciso avisar ao motorista onde você pretende ir). Nesse caso, recomenda-se contratar um guia local na entrada.

O Mercado de Otavalo

Mercado de artesanato de Otavalo

Localizada a 100 km de Quito, a pequena cidade de Otavalo possui o maior e mais famoso mercado indígena do mundo. Ali é possível comprar o genuíno artesanato otavaleño, povo com grande habilidade para produzir material têxtil e para o comércio.

Os preços são muito convidativos e a variedade e a beleza das peças impressiona. Não é à toa que muita gente faz esse bate-volta só para ir às compras. O mercado funciona diariamente, mas o melhor dia é sábado, quando não apenas a praça central da cidade, mas também as ruas ao redor, se enchem de vendedores. Os ônibus para Otavalo saem do Terminal Norte de Quito várias vezes por dia e custam $2,70.

Leia mais sobre O que fazer Otavalo.

Lagoa Quilotoa

Essa brilhante lagoa vulcânica está a 3.880 metros de altitude e se formou dentro da cratera de um vulcão extinto há oitocentos anos. Para chegar por conta própria, o melhor é alugar um carro ou contratar uma agência em Quito. Dá para chegar de transporte público, mas é preciso fazer duas baldeações. A caminhada desde a entrada é de apenas dez minutos.


Compartilhe!



Com o 360meridianos, você encontra as melhores opções para planejar a sua viagem. Confie em quem já tem prática no assunto!

 

Reserve seu hotel com o melhor preço e alto conforto

 


Veja as melhores opções para seguros de viagem

 


Transfira dinheiro para o Brasil e exterior com menos taxas

 


Alugue veículos com praticidade e comodidade

 




Quer 70 páginas de dicas (DE GRAÇA!)
para planejar sua primeira viagem?




Natália Becattini

Já chamei muito lugar de casa, mas é pra Belo Horizonte que eu sempre volto. Viajo o mundo em busca de histórias e de cervejas locais. Além do 360, mantenho uma newsletter sobre o a vida, o universo e tudo mais, que eu chamo de Vírgulas Rebeldes. Vira e mexe eu também estou procrastinando lá no instagram @natybecattini e no twitter.

  • 360 nas redes
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
  • Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

2 comentários sobre o texto “O que fazer em Quito: atrações e roteiros na capital do Equador

  1. Gostaria de saber se tem alguma agência de turismo para indicar para os passeios nos arredores de Quito. Viajarei no Natal sozinha e ficarei em La Mariscal.

    1. Olá Jussara, como viajamos de forma independente na maioria das vezes, não tenho nenhuma agência para te indicar. :/

      Espero que você encontre e tenha uma ótima viagem.

      Abraços

2018. 360meridianos. Todos os direitos reservados. UX/UI design por Amí Comunicação & Design e desenvolvimento por Douglas Mofet.