O que fazer em Nápoles, Itália: um guia completo!

– “Cade a máfia?” Disse minha irmã em alto e bom som, enquanto nós circulávamos pelo segundo dia em Nápoles, no sul da Itália. – “Psss! Fala baixo, eles podem estar ouvindo” – Eu respondi, brincando.

Nápoles não tem o que podemos chamar de uma boa fama. Qualquer pesquisa na internet vai te contar que a terceira maior cidade italiana teve sérios desafios com a criminalidade e depois com o lixo. Não que esses problemas tenham deixado de existir, mas não estão assim tão fáceis de encontrar. Então, ao invés de ver o Dom Corleone circulando (que, diga-se de passagem, é da Sicília, não da Campânia), será bem mais fácil se distrair com uma cidade vibrante, caótica e muito, mas muito rica em história, cultura e comida boa. Neste post te conto exatamente o que fazer em Nápoles.

Acho bem triste que muita gente acaba acreditando nessa má fama de Nápoles e não dá chances para a cidade: faz um bate-volta de Roma e só inclui Pompeia no roteiro. Um pecado! Eu fiquei três dias lá – com um dia reservado para as ruínas do Vesúvio – e achei muito pouco. Gostaria de ter ficado mais tempo para conhecer melhor a cidade e seus incríveis arredores.

E apesar de não ter achado Nápoles insegura, é bom ter certa cautela, como evitar ficar de bobeira na região da estação central, na Piazza Garibaldi, não dar bandeira com objetos de valor ou entrar por ruelas desertas depois do pôr do sol.

Rua Nápoles

Como chegar em Nápoles

Para começar, a facilidade: de trem, demora apenas uma hora entre Nápoles e Roma. Se você comprar as passagens com antecedência de três meses, pelo site da Trenitalia, dá para encontrar tickets pela bagatela de 9 euros. Com o tempo os preços vão subindo: em torno de 20 euros.

Como se locomover em Nápoles

Nápoles conta com um bom sistema de metrô, que considero a melhor forma de se locomover pela cidade. O Google Maps aponta quais são os trajetos disponíveis. Ali pela região central, dá para fazer tudo a pé também. E essa, sem dúvida, é a melhor forma de conhecer a cidade. 

Há várias recomendações para tomar cuidado ao pegar táxi em Nápoles, dizem não ser muito confiáveis. Por isso, é melhor buscar num aplicativo como o MyTaxi ou pegar num ponto de táxi que pareça certificado. O uber não está disponível na cidade.

Como visitar Pompeia e a Costa Amalfitana a partir de Nápoles

Aqui você pode ler o post sobre Pompeia e Herculano. Mas, para resumir, é muito simples ir de Nápoles às ruínas. Basta pegar um trem, cujo ticket você compra na estação mesmo. O nome da linha é a Circumvesuviana – no link você consegue checar os horários dos trens. Você pega o trem na estação Napoli Centrali e desce em Pompeii Scavi Villa Misteri (para Pompeia) ou Ercolano Scavi (para Herculano). Recomendo começar o passeio bem cedo para dar tempo de fazer tudo com calma.

Se você está na Costa Amalfitana ou pretende ir de Nápoles para lá, o ideal é que vá para Sorrento ou Salerno de trem e então siga para uma das cidades, como Positano ou Amalfi. Explico detalhadamente como fazer isso no roteiro e guia de cidades da Costa Amalfitana. Também é possível passar um dia em Capri e Sorrento, partindo do porto de Nápoles. 

Ah, mais uma dica: muita gente não sabe, mas a partir de Nápoles também dá para visitar as incríveis ruínas e templos gregos em Paestum. O sítio arqueológico com seus enormes e bem preservados templos fica a cerca de 1 hora de trem regional. 

O que fazer em Nápoles, Itália

Museu Arqueológico Nacional

Nápoles Museu Arqueológico

Foto: Napoli, museo archeologico – CC BY-SA 2.0

É nesse museu que estão boa parte dos afrescos e objetos recuperados de Pompeia e Herculano, além de uma coleção enorme e fantástica de arte e história. Essa era a atração que eu mais queria ver na cidade. E foi exatamente a que eu não pude ir por por falta de planejamento. Acontece que o museu fecha toda terça-feira, logo o dia que tínhamos disponível. Fica a dica: o museu abre de segunda a domingo, das 9h às 19h30. A entrada custa 12 euros. Saiba mais sobre a atração no site oficial do Museu Arqueológico Nacional.

Centro Histórico de Nápoles

O que fazer em Nápoles Centro histórico

Via dei Tribunali. Foto: Armando Mancini – CC BY-SA 2.0

As ruelas do Centro Histórico são um verdadeiro labirinto: estreitas, cheias de gente e um ótimo passeio para quem quer conhecer uma Itália bagunçada e adorável. Por ali existem várias igrejas com obras de arte que não perdem nada para as de Roma.

Duvida? Na Capela de Pio Monte della Misericordia fica uma obra de Caravaggio, chamada Sete Atos de Misericórdia. Na Capela Sansevero fica uma escultura chamada Cristo Velato, que parece ganhar vida. O Duomo, principal igreja da cidade, é daquelas gigantescas e impressionantes. E o Complesso Museale di Santa Chiara é um monastério com um pátio lindíssimo, com azulejos coloridos (foto abaixo).

Nápoles o que fazer

Foto: Matthias Kabel – CC BY-SA 3.0

Dentre as ruas que você não deveria deixar de circular está a Spaccanapoli, uma via muito estreita, que é a cara de Nápoles. Mas não adianta pesquisar esse nome no Google Maps. O nome oficial é Via Benedetto Croce, que começa na Piazza Gesù Nuovo. Outra rua famosa no centro histórico é a Via San Gregorio Armeno, conhecida pelas lojinhas de presépios. Ande sem rumo e coma pizza, gelatto e tudo mais que seu estômago aguentar.

Nápoles o que fazer

Spaccanapoli

Ali também fica a Napole Sotterranea, uma série de galerias subterrâneas históricas. Eu também não tive tempo de visitar. Existe mais de um tour por esses túneis subterrâneos: Tunel Borbônico, Napole Sotterranea e La Napole Sotterranea

Piazza del Plebiscito e arredores

Foi ali que eu fiquei hospedada. Nessa praça está uma igreja enorme, chamada Basilica di San Francesco di Paola, que lembra o formato do Panteão por dentro, mas foi fundada em 1816. Também na praça fica o Palazzo Reale, um palácio de 1600, que foi residência dos reis da região e hoje é um museu.

alugar apartamento vista nápoles

A Via Toledo, que leva do centro até a praça, é uma rua comercial bem famosa, com lojas grandes, de preços variados – a via é muito citada na série A Amiga Genial! Ali fica a Galeria Umberto I, que lembra um pouco a Vittorio Emanuele, em Milão. As ruelas acima da via Toledo são outro charme. Bem mais tranquilas que as do centro histórico, animadas e com muitos restaurantes e cafés. Uma coisa que eu achei engraçada é que os prédios por fora parecem todos completamente degradados e sujos, mas por dentro, pelo menos onde entrei, são bem bonitos e confortáveis.

Os castelos

Napoles-Castel_Nuovo

Foto: Lizenziert – CC BY-SA 2.5 

Em Nápoles existem alguns castelos medievais. O Castel Nuovo fica ali nos arredores da Piazza del Plebiscito, é o maior e mais bonito deles. Foi construído em 1279 e por um tempo serviu de residência da realeza, até que foi transformado em fortaleza. Hoje funciona um museu lá dentro.

Napoles Castelo do ovo

Já o Castel dell’Ovo, o mais antigo de Nápoles, fica numa ilhota no mar Tirreno. Apesar do castelo por dentro não ter muitos atrativos, fica numa região à beira-mar incrível para se passear ao fim do dia, tomar um café ou comer alguma coisa. Ó:

O que fazer em Nápoles Itália

O nome engraçado do castelo vem de uma lenda: o poeta Virgílio escondeu ali um ovo mágico que segura a fortaleza. Caso o ovo quebre, não só o castelo entraria em colapso, mas também uma série de catástrofes aconteceriam em Nápoles.

Por fim, o Castel Sant’Elmo fica no alto de uma colina, na região de Vomero. Uma das formas de chegar lá é de bondinho. O Sant’Elmo também foi transformado em museu e dali, segundo a dona do apê onde eu fiquei, se tem belas vistas de Nápoles. A foto destacada deste post foi tirada lá (Crédito: Oliver Bonjoch – CC BY-SA 3.0).

Onde comer pizza napolitana?

Há alguns endereços muito famosos em se tratando de pizza napolitana. Vou listar dois que provei e aprovei:

Um deles a gente contou nesse post sobre a história da pizza marguerita, que é a Brandi – essa pizzaria afirma ter inventado o sabor, em 1889, em homenagem a uma rainha. A Brandi fica próxima à praça do Plebiscito e também serve outros sabores. A pizza custa €3,50 para take away ou 9 euros para comer lá no espaço. 

Outra pizzaria famosíssima em Nápoles, daquelas com fila de espera na porta, é a L’Antica Pizzeria Da Michele (próxima à estação de trem). Ela apareceu no filme Comer, Rezar e Amar. Na Pizzaria da Michele, serve-se apenas dois sabores: ou a marguerita tradicional ou a marinara (que é a pizza sem queijo). O valor é de €3,50. Se você não quiser ficar na fila esperando, peça a pizza take away. 

Onde ficar em Nápoles

Temos um post completo indicando para vocês os melhores bairros para se hospedar em Nápoles.

Eu fiquei hospedada na região de Chiaia, considerado um bairro nobre. Escolhemos um apartamento pertinho da Praça do Plebiscito, chamado Albachiara, onde cabiam 4 pessoas. O studio tem uma vista incrível da cidade, é todo novinho, vale muito a pena.  

Segue aqui também uma lista de hotéis, hostels e outros tipos de acomodação muito bem avaliados e localizados para a sua estadia em Nápoles:

Booking.com

Vai viajar? Importante: O Seguro de Viagem é obrigatório em dezenas de países, inclusive na Europa, e importante em qualquer viagem. Veja como conseguir o seguro com o melhor custo/benefício


Compartilhe!



Com o 360meridianos, você encontra as melhores opções para planejar a sua viagem. Confie em quem já tem prática no assunto!

 

Reserve seu hotel com o melhor preço e alto conforto

 


Veja as melhores opções para seguros de viagem

 


Transfira dinheiro para o Brasil e exterior com menos taxas

 


Alugue veículos com praticidade e comodidade

 




Quer 70 páginas de dicas (DE GRAÇA!)
para planejar sua primeira viagem?




Luiza Antunes

Sou jornalista, tenho 30 anos e moro no Porto, Portugal, quando não estou viajando. Eu já larguei meu emprego três vezes para viajar e finalmente encontrei uma profissão que me permite "morar no aeroporto". Já tive casa em quatro países diferentes, dei a volta ao mundo e cumpri minha meta de visitar 30 países antes dos 30. Mas o mundo é muito maior e, se puder, quero conhecer cada canto dele e inspirar vocês a fazer o mesmo. Siga @afluiza no Instagram

  • 360 nas redes
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
  • Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

58 comentários sobre o texto “O que fazer em Nápoles, Itália: um guia completo!

  1. Estarei em Nápoles em outubro (marido, filho e eu). Vamos nos hospedar pelo Airbnb, mas como não conheço nada por lá, ainda, gostaria de uma dica para ficar num bairro bom e próximo de tudo. Serão poucos dias (4 no máximo) e vamos para San Giovanni Rotondo depois. Desde já agradeço a atenção!

  2. Ola Luisa tudo bom? Eu vou a napoles em marco e gostaria de visitar pompeia e o vesuvio.Acha que um dia para essas duas coisas chegar? E poderei ir por conta propria sem excursao?obrigada.

  3. Olá Luiza.

    Estarei conhecendo o sul da Itália em Julho/18. Estou na dúvida se eu começo a partir de Napoli ou a partir de Palermo. Pois, parto do Rio de Janeiro. Mas depois do sul da Itália devo ir para a Espanha, então fiquei na dúvida em qual fica mais fácil para ir até a Epanha. Não tenho mais interesse em ir para a Roma, pois já fui duas vezes.

    Qual a sua dica?

    Muito grata.

  4. Se você é brasileiro não vá à Pizzeria Trianon. Fomos muito mal atendidos e o garçom tratou nosso filho mal. Levantamos e fomos embora na hora e o dono foi sarcástico e disse: “Thank you very much! Bye bye.” Por isso o local estava vazio. Fomos à Pizzeria D’angeli e tivemos um excelente atendimento.

  5. Olá Luiza, Adorei as suas dicas, mas gostaria de saber se por ventura conhece um restaurante que se chama D´Angelo, no alto do morro em Napoli. Estive lá a muito tempo e adorei, gostaria de saber se ainda existe.
    Grata

  6. Olá Luiza
    Estarei em Nápoles 7 horas no mês de agosto a realizar um cruzeiro.
    Gostaria de saber qual é o0 melhor roteiro para se fazer a pé, saindo do porto de cruzeiros.
    Obrigado
    João

  7. Olá! Elucidativo o post, gostei bastante. Minha dúvida é se vale a pena visitar Napoles em dezembro, bem como se vale a esticada a Capri e Sorrento, já q estaremos no inverno.

  8. Oi, Luiza!
    Vou fazer um bate e volta Roma-Capri e ficarei cerca de 2 horas em Napoles (de 18 às 20h). Gostaria de comer uma pizza legítima “Napoletana”. Entre o porto e a estação Central, onde você me aconselha a parar? Estarei com mais 5 pessoas.
    Obrigada

  9. Não conheço Nápoles, desejo muito conhecer em breve. Muito estimulada agora, depois da leitura da série napolitana de Elena Ferrante(quatro volumes de muito talento p criar e contar histórias emocionantes).

Carregar mais comentários
2018. 360meridianos. Todos os direitos reservados. UX/UI design por Amí Comunicação & Design e desenvolvimento por Douglas Mofet.