Tags:
Atlas: Genebra, Suíça

Onde ficar em Genebra, Suíça: melhores regiões e bons hotéis!

Genebra é um dos lugares mais cosmopolitas que você pode visitar. Sede de importantes organizações internacionais, é moradia para muitos estrangeiros – os gringos são cerca de 40% da população. Apesar disso, é uma cidade pequena, com menos de 200 mil habitantes. Por isso, escolher onde ficar em Genebra não é tarefa complicada.

Neste texto, falaremos de opções de hospedagem nas seguintes áreas de Genebra:

  • Cidade Velha
  • Les Pâquis
  • Grottes/Saint Gervais
  • Aeroporto

Vai viajar? O Seguro de Viagem é obrigatório em dezenas de países da Europa e pode ser exigido na hora da imigração. Além disso, é importante em qualquer viagem. Veja como conseguir o seguro com o melhor custo/benefício e garanta promoções.

Na Cidade Velha

A parte mais legal de Genebra. Essa é a Cidade Velha, centro histórico da cidade, cheio de prédios bacanas, igrejas e museus. Por falar em Igreja, a Catedral de St. Pierre viu as pregações de João Calvino, um dos mais importantes líderes da Reforma Protestante. Ali você também achará bares e restaurantes. Além disso, a Cidade Velha está pertinho do Lago, sendo possível caminhar até a orla e cruzar a ponte para o outro lado.

Por ali, três opções se destacam: o Hôtel Résidence Cité-Verdaine, os apartamentos do Fraser Suites e o Hôtel Bel’Espérance, todos bem avaliados e localizados.

Veja opções de hotéis na Cidade Velha

Catedral de Genebra, na Suíça

Les Pâquis

Esse bairro fica no lado oposto da Cidade Velha, na margem esquerda do lago. O Pâquis concentra muitos dos hotéis da cidade, além de bares, restaurantes e boates. O comércio dessa região também oferece muitas opções e tem a fama de não ser muito caro, embora não seja exatamente uma pechincha, afinal você ainda está na Suíça.

O Les Pâquis fica relativamente perto da ONU, o que talvez explique a grande quantidade de imigrantes que moram por ali. A principal estação de trens de Genebra também não está longe. Essa área é onde fica o Red Light District da cidade, ou seja, tem prostituição por lá. Se isso te incomodar, procure outra região para se hospedar, mas vale lembrar que o bairro é multicultural e interessante.

Nesse bairro, destaque para o Warwick Geneva, o Design Hotel f6 e o N’vY Manotel.

Veja opções de hotéis no Les Pâquis

Onde ficar em Genebra, Suíça

Grottes/Saint Gervais

Outra região com muitos hotéis. O Grottes está bem no centro da cidade e do lado da estação de trem. Diz a Wikipédia que há algumas décadas a região sofreu com o abandono, mas que hoje foi revitalizada. Nós não encontramos nada abandonado por lá, muito pelo contrário.

Nessa área você vai achar restaurantes e muitas opções para quem quer curtir tanto as noites como os dias. Embora não fique de frente para o Lago, é fácil chegar nele a partir dessa parte da cidade – basta caminhar um pouco.

Nesse endereço, boas alternativas são o Hotel Suisse e o NH Geneva City.

Veja opções de hospedagem no Grottes/Saint Gervais

Onde ficar em Genebra, Suíça

Foto: Jvhertum, Wikimedia Commons

Veja também: O que fazer em Genebra, Suíça – atrações e roteiro de dois dias
Passeios de barco pelo lago Genebra

Perto do Aeroporto

Sério, perto do aeroporto? Isso não é longe de tudo? Pois é caro leitor, eu também tive essa dúvida. Você se lembra que eu falei que Genebra é pequena? Está aí a prova: o aeroporto está a menos de 15 minutos do centro da cidade, usando o eficiente sistema de transporte público local. E o melhor é que o ônibus saindo do aeroporto é de graça, basta pegar sua ficha na sala de desembarque. Além disso, os hotéis costumam dar transporte público gratuito para quem se hospeda em Genebra.

Procurando preços mais em conta, optamos por ficar no Ibis Budget e não nos arrependemos. Desse hotel, estávamos a cinco minutos do aeroporto e a dez do centro da cidade, do Lago Genebra e das atrações turísticas. Valeu pelo custo/benefício.

Veja opções de hotéis perto do aeroporto

Sim, existem hostels em Genebra

Não vou mentir para você: Genebra é uma cidade cara. Não cara tipo Paris, que cabe perfeitamente no bolso do viajante econômico que faz o planejamento certo. Genebra é cara mesmo, a ponto de dificultar – e muito – a vida de mochileiros. Ainda assim, é possível achar hostels por lá, como o Geneva Hostel e o City Hostel.

Só não espere várias opções ou preços muito convidativos. Afinal de contas, você está numa das cidades com maior qualidade de vida do mundo e cheia de diplomatas e gente que ganha bem. Dá para  conviver com isso, mas planeje um orçamento mais alto do que para viajar por países como França, Itália e Inglaterra.

Clique e veja opções de hostels em Genebra

Atenção: como são poucas opções de albergues na cidade, no fim da lista o buscador de hotéis acaba incluindo alguns estabelecimentos em cidades próximas, como Lausanne. Tenha certeza que você está reservando o hostel realmente em Genebra.

Onde ficar em Genebra: viagem sem economia

Tem dinheiro para gastar e quer fazer uma viagem dos sonhos, com tudo que você puder ter? Então a dica mais importante é: fique num hotel com vista para o Lago Genebra. Clique aqui e ache alguns dos hotéis mais badalados da cidade – só não se esqueça de verificar se o estabelecimento tem uma vista parecida com essa aqui, ó:

Lago Genebra

*Ao fazer sua reserva a partir dos links listados aqui, o blog ganha uma pequena comissão. Essa é uma forma de ajudar o 360meridianos, mas você não paga nada a mais por isso. Para mais detalhes, veja as políticas do blog.


Compartilhe!



Com o 360meridianos, você encontra as melhores opções para planejar a sua viagem. Confie em quem já tem prática no assunto!

 

Reserve seu hotel com o melhor preço e alto conforto

 


Veja as melhores opções para seguros de viagem

 


Transfira dinheiro para o Brasil e exterior com menos taxas

 


Alugue veículos com praticidade e comodidade

 




Quer 70 páginas de dicas (DE GRAÇA!)
para planejar sua primeira viagem?




Rafael

Quando criança, eu queria ser jornalista. Alcancei o objetivo, mas uma viagem de volta ao mundo me transformou em blogueiro. Já morei na Índia, na Argentina e em São Paulo. Em 2014 voltei para Belo Horizonte, onde estou perto da minha família, do meu cachorro e dos jogos do América. E a uma passagem de avião de qualquer aventura. Siga minhas viagens também no instagram, no perfil @rafael7camara no Instagram

  • 360 nas redes
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
  • Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

7 comentários sobre o texto “Onde ficar em Genebra, Suíça: melhores regiões e bons hotéis!

  1. olá! tudo bem?
    vc acha que fica muito corrido ficar 3 dias inteiros em Genebra e ainda poder fazer Yvoire, Annecy (bate x volta) e Montreaux?
    Pq de Montreaux só me interessa o centrinho e o Chillon.
    De Montreaux eu iria até Interlaken de Golden Pass Line.

  2. Rafael,

    Vi que cidades como Lausanne ou Nyon são relativamente perto de trem. Você acha válido ficar hospedado em uma dessas para visitar Genebra ou não é viável?

  3. Prezados,
    Em primeiro lugar meus parabéns pelo blog.
    Estou indo para a Europa no mês que vem.
    Inglaterra, França e… Suiça!!!
    Na Suiça ficarei em hoteis dentro de meu orçamento e gostaria de indicações de restaurantes bons e….relativamente baratos neste país (nas cidades pesquisadas).
    Obrigado

    1. Oi, José.

      Olha, restaurantes eu vou ficar te devendo, porque da Suíça só conhecemos Genebra. E, quando estive lá, preferi comer no hotel ou economizar. 🙂

      Abraço.

2018. 360meridianos. Todos os direitos reservados. UX/UI design por Amí Comunicação & Design e desenvolvimento por Douglas Mofet.