O que fazer se tiver o passaporte roubado no exterior

É desesperador imaginar ter o passaporte roubado no exterior. Ainda mais sabendo que todos os anos, milhões de pessoas de todos os lugares do mundo viajam utilizando um documento roubado. São fugitivos da justiça, imigrantes ilegais, pessoas em busca de asilo político ou criminosos. Todos nós, que viajamos frequentemente, nos perguntamos: como isso é possível? E ainda, outra dúvida também surge, e que vamos responder detalhadamente nesse texto, é o que fazer se tiver o passaporte roubado fora do Brasil.

A Interpol mantém um banco de dados com cerca de 40 milhões de passaportes roubados ou perdidos e, por isso, são inválidos. No entanto, segundo essa reportagem do El País, apenas no ano passado, estima-se que cerca de 1 bilhão de passageiros embarcaram e desembarcaram de voos internacionais sem que ninguém comprovasse se usavam ou não um documento roubado. De acordo com a Interpol, apenas Estados Unidos, Reino Unido e Emirados Árabes fazem a checagem sistemática dos passaportes. Em todos os outros aeroportos do mundo, passageiros voam de um lado para o outro sem que ninguém tenha certeza de que utilizam um passaporte legítimo.

Passaporte Brasileiro: cuide bem dele

passaporte roubado brasileiro no exterior

Como somos um povo sem etnia definida, o passaporte brasileiro tem preço especial no mercado negro. Qualquer um pode ser brasileiro sem levantar muitas suspeitas. Duvida? Em 1991, o líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, na época uma criança, resolveu dar um passeio na Disney de Tóquio. Como as relações diplomáticas entre o país que ele governaria no futuro e o Japão não são as mais amistosas, ele viajou com um passaporte falso. Já adivinhou a nacionalidade desse passaporte?  Pois é.

Saiba mais: Como tirar o passaporte brasileiro

E como a brasileirada viaja cada vez mais, ter o passaporte roubado é uma experiência aumentou consideravelmente nos últimos anos: 111% só entre 2009 e 2013. Por isso, cuidado redobrado! A Polícia Federal tem aplicado diversos itens de segurança nos novos passaportes para torná-los mais seguros. Entre as medidas está a implantação de um chip de identificação e a busca no banco de dados da Interpol. Isso significa que, para alguém embarcar com o seu passaporte, só mesmo com uma falha humana. E dessas o mundo está cheio.

Para minimizar os riscos de ficar sem seu documento internacional, procure guardá-lo sempre em lugares seguros e nunca, nunca deixe seu passaporte como garantia em lugar nenhum. Para isso, leve sua carteira de identidade. Foi assim que Luigi Maraldi, o italiano que teve o passaporte usado no voo MH370 da Malaysia Airlines, perdeu seu documento. Ele deixou o passaporte numa empresa de aluguel de motos da Tailândia e, quando chegou para buscá-lo, o documento já tinha ido pro beleléu.

Dica esperta: Não viaje sem seguro de viagem. Numa situação de roubo ou perda do passaporte, você pode conseguir assistência jurídica e ter os custos com os transtornos cobertos pela seguradora. Veja aqui nossas dicas para conseguir seguro com desconto. 

Passaporte roubado no exterior: o que fazer?

Os primeiros passos vem antes de qualquer viagem para o exterior. Tenha salvo no seu email ou serviço de nuvem uma foto do seu passaporte, de um documento de identidade com foto e da sua certidão de nascimento ou de casamento.

Saiba mais: Check list de organização para viagens internacionais
Quais documentos levar numa viagem para Europa

o que fazer se tiver o passaporte roubado

Caso o seu passaporte seja roubado ou perdido, procure a polícia local assim que der por falta de seus documentos e faça um Boletim de Ocorrência (B.O). Procure o consulado ou embaixada brasileira mais próximo – dependendo de onde você está, vai ter que viajar para outra cidade. Não se esqueça também de verificar no site da Rede Consular quais são os horários de atendimento ao público.

Caso você estiver no último destino de sua viagem, você pode pedir uma Autorização de Retorno ao Brasil (ARB), que é gratuita – e deixar para emitir outro documento quando já estiver acomodado em terras Brazucas.

Se você estiver no meio de uma viagem e for visitar outro país depois, será necessário emitir um novo documento. Para isso, antes de ir até a embaixada, você deve preencher um formulário da polícia federal. Nesse formulário, há uma opção para informar que você não poderá apresentar seu documento anterior, porque ele foi roubado. No formulário também é possível marcar “não consta” caso você não tenha nenhum outro documento com você.

Uma vez no consulado, será necessário apresentar o boletim de ocorrência e a cópia do documento com foto e certidão de nascimento ou casamento. Por isso também é importante não viajar sem sua identidade e colocá-la em um lugar separado para não correr o risco de perdê-la junto com o passaporte.

Dependendo do seu desespero e da disponibilidade da embaixada, o novo passaporte pode ser entregue no mesmo dia ou em um prazo rápido, mas pode ser que ele tenha uma validade inferior a dez anos, como é comum. O valor é deR$-ouro 120,00. Isso significa, por exemplo, 132 euros por um novo passaporte se você for furtado em Lisboa.


Compartilhe!



Com o 360meridianos, você encontra as melhores opções para planejar a sua viagem. Confie em quem já tem prática no assunto!

 

Reserve seu hotel com o melhor preço e alto conforto

 


Veja as melhores opções para seguros de viagem

 


Transfira dinheiro para o Brasil e exterior com menos taxas

 


Alugue veículos com praticidade e comodidade

 




Quer 70 páginas de dicas (DE GRAÇA!)
para planejar sua primeira viagem?




Natália Becattini

Já chamei de casa a Cidade do Cabo, Chandigarh, Buenos Aires e Barcelona, mas acabo sempre voltando pra minha querida BH. Gosto de literatura, cervejas, música e artigos de papelaria, mas minha grande paixão é contar histórias. Por isso, desde 2011 viajo o mundo e escrevo sobre o que vi. Também estou no blog sobre escrita criativa Oxford Comma e compartilho minhas impressões de mundo também no instagram @natybecattini e no twitter.

  • 360 nas redes
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
  • Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

9 comentários sobre o texto “O que fazer se tiver o passaporte roubado no exterior

  1. Aconteceu comigo, e o meu maior medo é saber que tipo de pessoa achou o meu passaporte e que uso está fazendo dele. Daqui uns anos quero voltar pra Europa e minha dúvida é: meu passaporte estar em mãos erradas e eu ao me encontrar fora do país ser acusada de algo que não fiz! É possível?

    1. Jo, se você registrou o roubo, não tem que se preocupar muito. Há uma lista com passaportes que foram roubados e seria responsabilidade da imigração checar, mas pouco o fazem, como eu disse no texto.

      Abraços

    2. Em uma só viagem fomos roubados duas vezes,primeiro na estação norte em Bruxelas levaram meu passaporte e meu dinheiro,depois em PISA arrombaram o carro e levaram todas as nossas malas,nos deixando somente com a roupa do corpo,um prejuízo enorme,e muita frustração achei que isso só acontecia no Brasil.

      1. Olá Nara, sinto mito pela sua experiência. É bem comum que os brasileiros tenha essa visão idealizada de fora e achar que essas coisas não acontecem fora. Acontecem sim, em qqr lugar. Eu também já fui roubada várias vezes no exterior, por sorte meu passaporte nunca levaram…

        Abraços!

  2. Natália, já sabia dos roubos, mas não que o número era tão elevado. Em Madrid é um lugar onde os “carteiristas” atuam mais, principalmente no metrô. Tive um colega meu que estava conversando com outro, frente a frente, dentro do metrô, e mesmo assim, uma mulher ficou ao lado dos dois e conseguiu roubar o passaporte dele e dinheiro. Por sorte, quando ele foi à Polícia, eles disseram que o o passaporte dele tinha sido encontrado numa lata de lixo do lado de fora do metrô. Os caras são tão conhecidos que na final da Champions League de 2010, disputada no Santiago Bernabéu em MADRID, a polícia espanhola havia identificado por volta 1000 carteiristas, muitos estrangeiros, atuando naqueles dias.
    Abraços e parabéns mais uma vez!

    1. Pois é Sérgio, a situação é tensa. Na Europa é comum esses carteiristas. Eu sempre ando com meu passaporte na doleira. ele já está bem amassadinho por isso, mas ainda está comigo.

  3. Fui viajar com meu pai e já tinha 25 anos. O policial federal olhou meu passaporte 15 vezes porque não acreditou que eu tinha esta idade e ficou achando que eu era menor de idade e meu pai estava me sequestrando do país. No dia fiquei revoltada. Hoje lembro com saudades do tempo que parecia ser tão mais nova…rs

2018. 360meridianos. Todos os direitos reservados. UX/UI design por Amí Comunicação & Design e desenvolvimento por Douglas Mofet.