Peak District: roteiro pelo Parque Nacional no Norte da Inglaterra

Muito famoso entre o ingleses e pouco conhecido entre brasileiros, o Peak District National Park é um parque natural no Norte da Inglaterra, próximo às cidades de Manchester e Sheffield. Por que vale a pena incluir o parque no seu roteiro pelo Reino Unido? Muitas vilas fofinhas, uma paisagem de tirar o fôlego, casarões e castelos históricos e ainda o cenário de alguns filmes e livros famosos, como Orgulho e Preconceito e Jane Eyre.

Este texto é um grande guia de viagem pelo Peak District, na Inglaterra, com todas as informações para você incluir a região no seu roteiro.

Quer planejar sua viagem pelo Reino Unido? Então veja também:
O que fazer em Londres: roteiro de 5 dias (ou mais)
Harry Potter em Londres: Estúdio Tour, Teatro e roteiro de atrações
O que fazer em Manchester: roteiro de viagem e pontos turísticos
O que fazer em Liverpool, Inglaterra: roteiro dos Beatles e outras dicas
Saída de um conto de fadas: um roteiro por Chester, na Inglaterra
York, Inglaterra: o que fazer na cidade medieval e viking
12 motivos para visitar o País de Gales

Onde fica o Peak District: mapa e distância

O Parque Nacional Peak District fica no norte da Inglaterra, numa área de 1440 km² dividida entre seis diferentes regiões: Derbyshire, Cheshire, Greater Manchester, Staffordshire, South e West Yorkshire. É um parque nacional desde 1951.

O “distrito dos picos” é retratado em importantes obras da literatura inglesa, como Jane Eyre, de Emile Bronte; e Orgulho e Preconceito, de Jane Austen. Além de ser berço de lendas como Robin Hood e sua gangue.

Os dois maiores picos da região são o Kinder Scout e Bleaklow Head, ambos com cerca de 640 metros de altura.

O Peak District está a cerca de 2 a 3 horas de Londres de trem (até Chesterfield ou Macclesfield) e então mais 20 minutos até o parque. Já Manchester está cerca de 1 a 2 horas de distância do Parque, com opções de ônibus, trem ou carro. Por fim, Sheffield tem uma parte da área metropolitana dentro do Peak District, de forma que de 20 minutos a 1 hora você consegue alcançar as principais atrações.

Principais atrações e cidades no Peak District

Buxton, a cidade Spa

Buxton é uma cidade spa no Norte da Inglaterra. Como lá jorram fontes de águas termais minerais, foi ocupada pelos romanos. Na era medieval, a Rainha dos Escoceses, Mary, ficou presa num dos hotéis mais antigos da Inglaterra (The Old Hall Hotel) e também bebeu as tais águas.

Buxton Crescent

No século 17, o Duque de Devonshire decidiu construir em Buxton uma estrutura de spa para rivalizar com Bath. Foi assim que surgiu a estrutura do Crescent Hotel (mais sobre ele abaixo), e a partir daí, nas décadas seguintes, o Pavilion Gardens, uma Ópera e elegantes edifícios vitorianos e georgianos.

O que fazer em Buxton

Buxton Well Peak District

  • Beber água termal da Fonte St Anne’s Well (foto acima)
  • Passear pelos Pavillion Gardens e ver a ópera
  • Admirar a Cavendish Arcade, onde hoje funciona uma galeria de lojas de artesanato local, e antigamente era uma casa de banhos lindíssima.
  • Visitar as estalactites da Poole’s Cavern
  • Tomar uma pint de cerveja no The Old Sun Inn, um pub com quase 200 anos.
  • Tomar um tradicional chá da tarde no No 6 The Square Tearooms
  • Mesmo que você não se hospede no Crescent, ainda é possível fazer uma visita interativa ao hotel e descobrir a história de Buxton através da The Buxton Crescent Experience.

Ensana Crescent Hotel & Spa

Como disse acima, o Ensana Crescent Hotel é um hotel histórico, construído sob as águas termais de Buxton. O local foi completamente renovado e reaberto ao público em 2020. A acomodação 5 estrelas, inclui o acesso ao Spa completamente restaurado da antiga glória, com uma piscina de águas naturais termais a 28º.

Spa de Aguas Termais em Buxton Peak District

As diárias no hotel custam a partir de 145 libras. Caso você queria, é possível contratar apenas o Day Use do Spa, o que inclui acesso a todas as piscinas, saunas e almoço, a partir de 99 libras.

Bakewell, a maior vila do Peak District

Old Museum em Bakewell Peak District

Bakewell é uma adorável vila medieval na beira do rio Wye, com casinhas de pedra, jardins, uma ponte medieval e muita história. É uma excelente base para explorar o resto do parque, tanto por sua posição central, como pelo fato de que tem a maior estrutura em relação às outras vilas da região. Nos arredores de Bakewell ficam algumas das atrações mais famosas do parque, como os casarões Chatsworth House e Haddon Hall e Thornbridge Hall.

O que fazer em Bakewell

Thornbridge Brewery Peak District

  • Visitar a Thornbridge Brewery, uma cervejaria incrível. É possível fazer o Thornbridge Experience, que permite conhecer a história do local e degustar várias das cervejas; ou apenas aproveitar o movimentado Tap Room, que conta com todas as cervejas da casa no bar e pizzas artesanais.
  • Conhecer a Igreja All Saints, que tem história desde o século 2, com as ocupações romanas e dos saxões.
  • Passear na beira do rio Wye e apreciar a vista da ponte medieval
  • Caminhar pelas ruelas e becos da cidade
  • Visitar o Old House Museum, que conta a história da região numa casa da época da rainha Elizabeth I (séc 16).

Bakewell Tart

  • Provar o Bakewell Puddin ou a Bakewell Tart, sobremesas muito famosas da Inglaterra, com uma receita com mais de 150 anos. O local tradicional para comer o famoso doce, feito com massa folheada, geleia de morango e creme inglês, é a Old Original Bakewell Pudding Shop – onde também é possível almoçar ou jantar.
  • Fazer uma caminhada ou trilha de bicicleta pela Monsal Trail, uma trilha que segue por antigos trilhos de trem, passando por túneis e até um antigo viaduto.

Castleton, a aldeia na beira do Castelo

A pitoresca Castleton é daquelas aldeias que tem uma rua que vai e outra que volta. Ainda assim, consegue ser charmosa a cada esquina, com ruelas na beira de riachos e a vista dos ruínas do castelo de Peveril, no topo da colina.

castleton peak district

O que fazer em Castleton

  • Caminhar pelas ruelas da vila e visitar a Igrejinha
  • Tomar um chá ou almoçar na tradicional Tillys of Castleton.
  • Visitar o Peveril Castle, ruínas de uma fortaleza normanda construída em 1176
  • Conhecer uma das várias cavernas nos arredores, famosas pela mineração de Blue John, uma pedra azulada. A mais famosa das cavernas é a Treak Cliff Cavern, Castleton. 
  • Se admirar com Winnats Pass, uma formação rochosa lindíssima bem na entrada da cidade. É possível subir por uma rota não demarcada e ver a passagem de cima.

Winnats Pass Castleton Peak District

  • Fazer uma trilha até o topo Man Tor, uma colina de cerca de 500 metros, e a Great Ridge, uma trilha circular de cerca de 10 km.

Eyam, a Vila da Praga

Imagina ficar 14 meses em quarentena. Foi isso que aconteceu com Eyam, de julho 1665 a novembro 1666, quando essa pequena aldeia foi contaminada com a peste negra. Para evitar que a praga se espalhasse para os vizinhos, o reitor da igreja teve o plano de fechar todo mundo em quarentena. Quando os mortos começaram a empilhar, túmulos eram cavados pelos parentes nos jardins de casa. No final das contas, 250 pessoas morreram (2/3 da população total).

Contamos toda essa história na nossa newsletter especial Grandes Viajantes.

É possível ver as casas históricas que conservam na porta plaquinhas indicando quem vivia ali, quem morreu e quem sobreviveu. Na igrejinha da vila, está conservado o armário que trouxe a doença de Londres, com pulgas num tecido encomendado pelo alfaiate. Ainda, um livro conta os mortos e um vitral narra a história da longa quarentena.

Outras vilas e passeios no Parque

igreja hathersage tumulo robin hood

Seria impossível listar todas as vilas e passeios no Peak District. Outras aldeias e vilas merecem a visita, como Hathersage, onde fica o túmulo de João Pequeno, tenente de Robin Hood; ou Tissington, que fica no sul do parque e é conhecida pelas paisagens pitorescas. Veja aqui mais ideias de vilas e passeios para conhecer no Peak District. 

Trilhas e paisagens no Peak District

As belezas naturais e as trilhas são o que tornam o Peak District tão especial. Em qualquer final de semana você encontrará várias pessoas circulando pelas trilhas enlameadas e suspirando com os belos cenários.

monsal head peak district

  • A Monsail Trail é uma das trilhas mais famosas. Saindo de Bakewell, segue por antigos trilhos de trem, passando por um viaduto antigo. Mesmo que você não faça a trilha, vale a pena ir até Monsal Head ver uma vista panorâmica do tal viaduto.
  • Stanage Edge forma um paredão de pedras lindíssimo na região do Dark Peak.
  • Considerada uma das trilhas favoritas do Reino Unido, a Great Ridge route leva de Mam Tor até o Losehill. 
  • A Penine Way é uma longa caminhada até a fronteira da Escócia (430km). Mas é perfeitamente possível fazer uma das sessões mais curtas do caminho.
  • É possível subir o Kinder Scout, pico mais alto do Peak District National Park, numa caminhada circular de 12 km.
  • Para quem prefere caminhadas mais curtas e fáceis, a Bamford Edge permite ver algumas das vistas mais lindas do parque numa trilha circular de 3.2km
  • Grindleford Circular é uma caminhada de 7 km considerada fácil e que passa pela floresta de Padley Gorge e a bela vista da Surprise View. 

Onde se hospedar no Peak District

É possível pensar sua estadia no Peak District de duas formas: ou você escolhe uma base para circular pela região ou, caso for ficar mais tempo, divide as hospedagens entre diferentes vilas.

Em termos de estrutura e facilidade para locomoção, eu recomendaria ficar hospedado em Buxton, Bakewell ou Castleton.

quarto do hotel crescent buxton ensana

• Onde ficar em Buxton? Além do incrível Buxton Crescent & SPA (foto acima), você pode ficar no Old Hall Hotel (onde ficou Mary, a Rainha) ou alugar um chalé como o Cavendish Villas (em frente aos Pavilion Gardens) ou Brocklehurst Cottages.

• Onde ficar em Bakewell? Vários hotéis e chalés históricos na vila, como Rafters at Riverside House Hotel, The Rutland Arms Hotel, The H Boutique Hotel e Bagshaw Hall. 

• Onde ficar em Castleton? Você pode optar por uma casa de temporada como Talbot House ou o High View Cottage, dentre várias outras. Ou pode optar por uma pousada aconchegante como The Castle by Innkeeper’s Collection

Caso você só pretenda fazer um bate-volta no Peak District, vale a pena seguir para Manchester ou Sheffield ao final da visita.

Como chegar no Peak District e como se locomover

Passeio contratado: para quem só tem um dia

Se você tem pouco tempo, contratar um passeio para o Peak District é uma excelente opção, mesmo para quem está em Londres.

Nós experimentamos um tour privado com Live for the Hills, cujo guia, o Mark, mora no parque. Na visita que fiz, chamada Wonders of the Dark Peak tive a chance de conhecer vários pontos lindos do parque, como Stanage Edge, onde fica a caverna de Robbin Hood e a pedra onde Keira Nightly/Elizabeth Bennet aparece numa das cenas de Orgulho e Preconceito.

E também a vila de Eyam, a reserva de Derwent, Castletown e outros locais incríveis que não saberia ir sozinha.

Represa Derwent Peak District

A empresa faz vários tours temáticos (como um roteiro pelos cenário de Orgulho e Preconceito) ou customizado de acordo com o gosto dos visitantes. O Mark me disse que está acostumado a receber passageiros que fazem só um bate-volta de Londres. Mas também busca clientes em Sheffield, Manchester ou outra cidade nos arredores.

Outra opção é fazer um tour com um grupo. Na Get Your Guide você encontra um passeio para Bakewell e arredores, partindo de Manchester por um dia.

Trem

O Peak District é cruzado por cinco linhas ferroviárias diferentes, passando por todos os vales, de norte a sul do parque. A Northern Railway é a principal concessionária, mas também há trens da East Midlands Railway e da TransPennine Express.

A melhor forma de verificar quais as opções de trem para os trajetos que você tenha vontade de fazer é usando a Omio, que faz uma busca entre todas as empresas e te mostra os melhores preços e trajetos.

Ônibus

Há diversas rotas de ônibus local que circulam pelo parque. O transporte costuma ser de hora em hora, ou menos. Mas pelo menos é possível chegar nas principais vilas e paisagens. No site da Visit Peak District estão listadas todas as rotas e horários de ônibus: Peak District Bus Routes.

Alugar Carro na Inglaterra

Apesar das boas opções de ônibus e trem, sem dúvida, alugando um carro você conseguirá circular com mais facilidade entre as vilas e paisagens do Peak District. Lembre-se que no país a direção é na mão-inglesa e que as estradas no interior são bastante estreitas.

Clique aqui para alugar carro na Inglaterra em reais e dividido em até 12 vezes sem juros, num preço muito melhor do que diretamente no balcão da locadora.

Quando ir e quantos dias ficar no Peak District

Você pode ficar 1 dia ou uma semana no Peak District e terá bastante coisas para ver. Eu recomendaria pelo menos uns 3 dias na região, caso tenha tempo. Assim você consegue visitar várias vilas, aproveitar as paisagens, comer e beber bem.

trilha peak district

É possível visitar o Peak District em qualquer época do ano.

  • De Dezembro a Março, os meses de inverno, você encontrará temperaturas mais baixas e maior chance de neblina, geada ou até neve.
  • De Abril a Junho, na primavera, encontrará as paisagens mais verdes, mas estará sujeito a variações climáticas.
  • Em Julho e Agosto é o pico do verão inglês. Com isso, algumas flores florescem apenas nessa época e será possível ver a paisagem coberta de tons de rosa e roxo.
  • De Setembro a Novembro é o outono. As folhas começam a ficar vermelhas e amarelas e o frio vai apertando. A partir de novembro já tem algum “risco” de neve em algumas semanas.

Se você está planejando uma viagem para Inglaterra, não se esqueça do seguro viagem! Nesse texto te contamos como garantir seguro com até 25% de desconto e a melhor cobertura!

Seguro Viagem: Europa
AC 35 EUROPA AC 35 EUROPA Assistência médica EUR 35.000 Bagagem extraviada EUR 1.200 (COMPLEMENTAR) R$ 24/dia*
AC 60 MUNDO COVID-19 QUARENTENA (EXCETO EUA) AC 60 MUNDO COVID-19 QUARENTENA (EXCETO EUA) Assistência médica USD 60.000 Bagagem extraviada USD 1.200 (COMPLEMENTAR) R$ 68/dia*
Affinity 30 EUROPA COVID-19 QUARENTENA Affinity 30 EUROPA COVID-19 QUARENTENA Assistência médica EUR 30.000 Bagagem extraviada USD 1.200 (SUPLEMENTAR) R$ 60/dia*

Compartilhe!







Banner para newsletter gratuita

Receba grátis nosso kit de Planejamento de Viagem

Eu quero!

 

 




Luiza Antunes

Sou jornalista, tenho 30 anos e moro no Porto, Portugal, quando não estou viajando. Eu já larguei meu emprego três vezes para viajar e finalmente encontrei uma profissão que me permite "morar no aeroporto". Já tive casa em quatro países diferentes, dei a volta ao mundo e cumpri minha meta de visitar 30 países antes dos 30. Mas o mundo é muito maior e, se puder, quero conhecer cada canto dele e inspirar vocês a fazer o mesmo. Siga @afluiza no Instagram

  • 360 nas redes
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
  • Twitter

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

2018. 360meridianos. Todos os direitos reservados. UX/UI design por Amí Comunicação & Design e desenvolvimento por Douglas Mofet.