fbpx

A Praia de Caburé, perto de Barreirinhas e dos Lençóis Maranhenses

Encurralada entre rio e mar, a Praia de Caburé é um passeio alternativo para quem vai desbravar os Lençóis Maranhenses. De mar calmo, areia branca e águas limpas, a praia é uma ótima opção para relaxar sem fazer nada por um dia inteiro e para quem curte esportes náuticos. O lugar possui boa infraestrutura de bares e restaurantes, dos mais bacanas até as barraquinhas mais simples, porém acolhedoras, geridas pelos habitantes da vila de pescadores próxima.

A região é bem rústica, repleta de casinhas com telhado de palha de buriti. Quem vem de Barreirinhas precisa pegar um barco no cais da Avenida Beira Rio. O percurso segue por cerca de 40 km no Rio Preguiças. Dá pra fazer isso de forma independente, conversando diretamente com os motoristas das lanchas no cais e combinando o preço e hora do retorno.

A forma mais comum, no entanto, é comprando o passeio em uma agência de turismo. Nesse caso, você vai sair de manhã por volta, das 8h30, com volta às 16h. O custo depende da empresa e de como você vai negociar o preço. É mais fácil conseguir descontos se você fechar mais passeios com a mesma agência, então fica a dica! Nós fomos com a Daniceliz e pagamos R$ 50 por pessoa.

Praia de Caburé no Maranhão

Quem opta pelo tour de agência também tem a vantagem de conhecer mais da região. Antes de chegar à praia de Caburé, o passeio passa pelos vilarejos de Vassouras e Mandacaru. Por outro lado, se você escolhe ir por conta própria pode passar a noite no local. Há opções de hospedagem em chalés à beira da praia.

Praia em Caburé, Lençóis

Paradas: Vassouras e Mandacaru

A parada em Vassouras foi rápida, de cerca de 15 minutos. Ali, a maior atração é a área conhecida como Pequenos Lençóis, uma região de dunas intercaladas com lagoas que, embora não esteja dentro do Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses, possui as mesmas características de lá.

Pequenos Lençóis em Vassouras

Há uma tenda de apoio aos turistas que chegam ao local, com venda de artesanato, produtos locais, água, comida e até umas redes para descanso.

Tenda turística em Vassouras, Pequenos lençóis

O lugar é habitado por um monte de macacos-prego. Os bichinhos já estão acostumados com o movimento de turistas no local e chegam bem perto da tenda, esperando ganhar comida. Algumas pessoas vendem bananas e outras guloseimas para que os turistas possam alimentá-los, mas nós não achamos essa prática legal, por isso apenas observamos de longe. Se você estiver carregando bolsas ou algum lanche, tome cuidado, pois eles são espertinhos e pulam nas pessoas para conseguir comida.

Macaco prego em vassouras

De lá, seguimos para Mandacaru, outro povoado ribeirinho no caminho para Caburé. O lugar é bem simples, com ruas de areia e casinhas precárias. Ali, o objetivo era ter uma vista privilegiada da região de cima do Farol Preguiça.

Mandacaru - Lençóis Maranhanses

Farol Preguiças - Mandacaru

Para chegar ao topo, é preciso subir 160 degraus, mas a recompensa é essa:

Vista do Farol Mandacaru

Praia de Caburé: O que fazer

Mal desembarcamos em Caburé, já fomos cercados por crianças e vendedores que queriam, de todas as formas, nos empurrar os passeio de quadriciclo. Nós recusamos, tanto por economia quanto por precaução. Não é tão fácil dirigir uma coisa dessas se você não sabe o que está fazendo e sobram relatos de turistas acidentados nesse tipo de atividade, algumas vezes com ferimentos fatais.

O desembarque é de frente ao Restaurante do Paulo, um lugar simpático e cheio de redes para descanso, uma ducha para os clientes e comidinha caseira saborosa. Eles também têm alguns chalés pé na areia para quem quiser passar a noite. Como era perto da hora do almoço, pedimos nossos pratos e fomos dar uma volta na praia.

Restaurante em Caburé

Pousadas chalés em Caburé

E ainda deu tempo de relaxar bastante de frente para o mar e tomar uma cerveja nas tendinhas da praia.

Passeio pela praia de Caburé

Avalie este post

Compartilhe!







Banner para newsletter gratuita

Receba grátis nosso kit de Planejamento de Viagem

Eu quero!

 

 




Natália Becattini

Jornalista, escritora e mochileira. Viajo o mundo em busca de histórias e de cervejas locais. Já chamei muito lugar de casa, mas é pra BH que eu sempre volto. Além do 360, mantenho uma newsletter inconstante, a Vírgulas Rebeldes, na qual publico crônicas e contos . Siga também no instagram @natybecattini e no twitter.

  • 360 nas redes
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
  • Twitter

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

15 comentários sobre o texto “A Praia de Caburé, perto de Barreirinhas e dos Lençóis Maranhenses

2018. 360meridianos. Todos os direitos reservados. UX/UI design por Amí Comunicação & Design e desenvolvimento por Douglas Mofet.