fbpx
Tags:
Atlas: Paris, França

Como e onde celebrar o réveillon em Paris

Fui surpreendida! Afinal, não esperava nada. O Conexão Paris e vários blogs e fóruns na internet já tinham avisado: Paris é uma das únicas cidades do mundo onde não se celebra o réveillon apropriadamente. Não tem fogos, não tem nada além de uma multidão decepcionada.

Eu e minha família estaríamos em Paris no Réveillon mais porque as datas coincidiram do que porque ali era o lugar que desejávamos desesperadamente celebrar a passagem do ano. Já estávamos bem felizes com o nosso espumante e comidinhas para celebrarmos a meia noite juntas no apartamento.

Champs Elysses as 21h

A Champs Elyséss, por volta das 19h do dia 31.

Mas como uma blogueira de viagem que se preze, eu não podia deixar de dar pelo menos uma olhadinha em como estaria a Champs Elysées, que ficava a um quarteirão da nossa hospedagem. Ainda mais depois que li a notícia, no dia anterior, que a prefeitura de Paris, pela primeira vez na vida, havia preparado um show multimídia para a virada.

Assim, recrutei minha mãe para me acompanhar (minhas irmãs não quiseram enfrentar o frio e a multidão) e fomos para a rua por volta das 23h para ver o movimento e tirar umas fotos.

Champs 23h15

Champs algumas horas depois, às 23h

Já na saída do apartamento, reparamos na quantidade de carros de polícia e guardas armados na rua. Os policiais paravam as pessoas e confiscavam garrafas de bebida. A Champs estava de fato lotada, mas dava para se movimentar. E não estava tão frio quanto a minha quantidade de agasalhos sugeria – sorte!

Tinha de tudo, muitas famílias com carrinhos de bebê, muitos idosos, muitos grupos de jovens. Alguns de fato eram meio mal encarados, mas o clima estava bom. Fomos caminhando mais em direção ao Arco, eu tirando fotos, observando a multidão.

Champs 23h30

“Até que não está ruim” – Observou minha mãe. “Suas irmãs deveriam ser vindo!”. Mas não tínhamos internet para chamá-las.

Reveillon em paris 23h

predios iluminados champs

O Arco do Triunfo estava iluminado, preparando-se para o show de mais tarde. Por volta de 23h30, senti que a aglomeração apertava e decidimos retornar dois quarteirões para baixo, de volta para o apartamento. Doce ilusão. A multidão já era muito grande e as luzes do Arco começaram a dançar, indicando que em breve o show começaria. Tentamos descer mais algumas vezes, fomos para o lado, mas não adiantava, estávamos presas no mar de gente.

Às 23h45 em ponto, começou o “show”. Foi uma projeção bem interessante no Arco, sobre Paris, com música rolando e uma multidão muito animada.

arco do triunfo ano novo em paris

projeção no arco

projecao no arco 2

Algumas cenas da projeção. Como mudamos de lugar, não tinha mais a vista do Arco inteiro

Então vieram os fogos. Minha impressão foi que duraram uns cinco minutos. Bonitos, sim! Mas não tão espetaculares quanto em Copacabana, certamente. Como não teve uma contagem regressiva, não tínhamos certeza se já era ano novo, principalmente porque as pessoas a nossa volta ainda não tinham começado a gritar “Bonne Année!” e a se abraçar.

fogos em paris no ano novo

Réveillon em Paris

feliz ano novo em paris

Os fogos acabaram, eu e minha mãe olhamos o relógio: 00h06. E então, a experiência mais estranha de todos os tempos aconteceu: toda a multidão virou as costas e começou a ir embora em conjunto. Tipo, apagaram as luzes: acabou a festa pessoal!

Réveillon em Paris

O fim da festa!

No início da decida trombamos com um casal de franceses. Eles tinham rosas e champagne. Parei para tentar tirar uma foto e acabamos recebemos copos de bebida para celebrar com eles.

Réveillon em Paris

Continuamos a decida, bem no estilo carnaval de Salvador, sendo carregadas pela multidão. Eu já estava meio em pânico quando vi uma rua lateral onde poderíamos entrar.

mar de gente na champs elysees no ano novo

Cortamos caminho por ali e por uma galeria e conseguimos chegar em casa por volta de 00h20, com minhas irmãs meio furiosas com a nossa ausência na virada. Explicações dadas, fomos celebrar nosso Réveillon atrasado. Não quero nem imaginar como seria se tivéssemos que pegar transporte público para voltar.

Outros lugares para celebrar o Réveillon em Paris

Não sei se a nova tradição de fogos e luzes no Arco do Triunfo vai se manter para os próximos anos. O mais provável é que sim. De qualquer forma, apesar de ter sido bem bonito, eu não planejaria meu réveillon em Paris esperando uma grande festa.

A cidade fica lotada nessa época do ano, tem fila para tudo e é muito frio. O transporte público funciona 24h no dia 31/1º e também é gratuito (sim!) de 17h do dia 31 às 2h15 do dia 1º. Porém, imagina o tamanho da muvuca por volta de 1h?

Réveillon em Paris

De qualquer forma, descobri nas minhas pesquisas que muita gente também vai para Champs de Mars ver as luzes da Torre Eiffel à meia-noite. Lá não tem fogos, mas a região oferece um visual lindo, com a Torre se iluminando na hora da virada. Uma opção mais alternativa (e menos cheia) é ir para Montmartre, celebrar à beira da Sacre-Coeur, com a vista de toda cidade.

sacrecoer a note

Minha irmã tem uma amiga que mora em Paris. Ela passou a virada numa boate na região da Champs Elysées. O valor da entrada era 50 euros, com direito a uma bebida. Vi outras três boates pelo mesmo preço, apesar de também existirem opções bem mais caras. Restaurantes em geral esgotam as reservas com muita antecedência e custam, no mínimo, uns 150 euros por pessoa (com bebidas cobradas a parte, em geral).

Você também passou o Ano-Novo em Paris? Tem alguma dica extra? O que achou da experiência? Conte nos comentários =)

 


Compartilhe!







KIT DE PLANEJAMENTO DE VIAGENS
Receba nossas novidades por email
e baixe gratuitamente o kit




Luiza Antunes

Sou jornalista, tenho 30 anos e moro no Porto, Portugal, quando não estou viajando. Eu já larguei meu emprego três vezes para viajar e finalmente encontrei uma profissão que me permite "morar no aeroporto". Já tive casa em quatro países diferentes, dei a volta ao mundo e cumpri minha meta de visitar 30 países antes dos 30. Mas o mundo é muito maior e, se puder, quero conhecer cada canto dele e inspirar vocês a fazer o mesmo. Siga @afluiza no Instagram

  • 360 nas redes
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
  • Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

39 comentários sobre o texto “Como e onde celebrar o réveillon em Paris

Carregar mais comentários
2018. 360meridianos. Todos os direitos reservados. UX/UI design por Amí Comunicação & Design e desenvolvimento por Douglas Mofet.