fbpx

7 roteiros de viagem pela Espanha: 7, 10, 15 e 20 dias

Este texto é um guia de roteiros de viagem pela Espanha, com sugestões para uma semana ou mais tempo – e para todos os tipos de viajantes. Aqui você vai encontrar dicas para conhecer as principais cidades espanholas, como Madri, Barcelona, Córdoba e Sevilha, e os pontos turísticos do país.

A Espanha tem cultura apaixonante, povo receptivo e gastronomia para gourmet nenhum botar defeito. Saiba o que fazer na Espanha durante um tour de férias.  

Leia também:
11 lugares incríveis para conhecer na Espanha
Viagem de Portugal para Espanha – trem, ônibus, carro ou avião

Seguro de viagem na Espanha

Contratar um seguro viagem para Europa é obrigatório, e o documento pode ser exigido na imigração. São as regras do Tratado de Schengen e valem para todos os países signatários, incluindo a Espanha.

Mas não serve qualquer seguro. É preciso que ter uma cobertura mínima de 30 mil euros. É pensando nisso que muitas seguradoras oferecem planos específicos para viajantes que vão para essa região.

Veja aqui dicas para contratar o melhor seguro para a Europa, com o melhor custo/benefício e com cupom de desconto exclusivo para os leitores!  Confira também as ofertas abaixo, com seguros por menos de 2 euros por dia.

Seguro Viagem: Europa
UA 40 ESPECIAL MUNDO UA 40 ESPECIAL MUNDO Assistência médica USD 40.000 Bagagem extraviada USD 1.200 (SUPLEMENTAR) R$ 21/dia*
AC 35 EUROPA AC 35 EUROPA Assistência médica EUR 35.000 Bagagem extraviada EUR 1.200 (COMPLEMENTAR) R$ 26/dia*
GTA 60 SLIM  EUROPA GTA 60 SLIM EUROPA Assistência médica USD 60.000 Bagagem extraviada USD 1.200 (SUPLEMENTAR) R$ 17/dia*

Aluguel de carro na Espanha

A Espanha tem um bom sistema de ônibus e trens interligando suas principais cidades e outros importantes destinos Europeus. Empresas de aviação low cost também ajudam em um deslocamento rápido e barato pelo país.

Pesquise entre trens, ônibus e avião para conseguir a melhor opção de transporte

Se você quiser se afastar um pouco das capitais e cidades maiores e percorrer o interior dos charmosos pueblos – ou povoados – e conhecer uma Espanha diferente, como é sugerido em vários dos roteiros de viagem listados abaixo, o ideal é alugar um carro.

Se for fazer isso, recomendamos utilizar a Rent Cars, que busca entre as principais locadoras e te ajuda a encontrar os melhores preços e condições de aluguel.

Veja aqui como alugar um veículo na Europa e garantir o melhor custo/benefício.

Passagens baratas para Espanha

Atualmente, você pode esperar pagar entre R$ 2500 e R$ 3500 em uma passagem de ida e volta para a Espanha.

A melhor forma de economizar na passagem é buscar com antecedência e comparar entre diferentes companhias aéreas, em busca de promoções. Para isso, recomendamos o buscador da 123 Milhas.

Isso porque eles têm uma boa opção para quem tem certa flexibilidade para viajar, chamada Voos Promo. Você sugere uma data para a viagem e pode viajar um dia antes ou depois da data escolhida, sem alterar a duração da sua estadia.

Isso permite uma economia de entre 30% a 40% no valor da passagem. Pesquise aqui voos promocionais da 123 Milhas.

Saiba mais como o Voos Promo funciona aqui.

Roteiro de viagem pela Espanha: o básico em 12 dias

Você já deve ter percebido que é impossível ter uma visão geral da Espanha em poucos dias. Em uma primeira viagem, no entanto, há alguns itens que a maior parte dos turistas quer riscar da lista.

Os museus da capital, a agitação de Barcelona, as tapas, o flamenco e os vestidos vermelhos que representam o país no exterior, mas que na verdade são tradições da Andaluzia.

Roteiros de viagem pela Espanha: Granada

Comece por Madrid e fique por ali três ou quatro dias. Veja aqui uma lista com as 18 principais atrações turísticas da cidade.

Depois, vá de trem rápido (AVE) para Granada. Os bilhetes, se comprados com antecedência, custam a partir de 37 euros e a viagem dura cerca de cinco horas. Em Granada, você tem atividades para dois dias: veja aqui o que fazer.

Siga, de trem ou ônibus, para Sevilha: roteiro de três dias

De Sevilha, voe para Barcelona, onde você deverá passar os últimos quatro dias do roteiro.

As low costs RyanAir e Vueling fazem o trecho em 1h30. Você também pode ir de trem, em outra viagem de cinco horas.

O que fazer na Espanha em 7 dias: roteiro em Madrid

Madrid é uma das principais portas de entrada dos brasileiros na Europa, com voos que saem de diversas cidades do país e, geralmente, com preços convidativos quando comparados a outros aeroportos.

Se esse for seu caso ou se você escolheu visitar a capital espanhola por outros motivos, não vai se arrepender. A cidade possui uma linda arquitetura e uma vida vibrante, cheia de pessoas nas ruas, parques e restaurantes, além de diversos museus de renome internacional.

Você pode conferir aqui Roteiros em Madrid: 2, 3 e 5 dias na capital da Espanha

Está na dúvida de onde se hospedar em Madrid, veja na lista abaixo, alguns dos hotéis que já experimentamos na cidade, todos muito bem localizados:
• Luxuoso – RIU Plaza Espana, 4 estrelas, nota 8,9, $$$$
• Confortável – Petit Palace Puerta del Sol, nota 8,8, $$$
• Econômico – Hostal Oliver, nota 7,7, $
• Veja também todas as nossas dicas no post Onde ficar em Madrid: os 5 melhores bairros para se hospedar

Use a cidade como base para explorar a região. Existem tantas opções de viagem bate-volta compatíveis com uma visita a Madrid que, se tempo for um problema para você, vai ser até difícil escolher. Isso graças à excelente oferta de trens rápidos (AVEs) saindo da cidade, que permitem chegar a lugares nem tão próximos assim em pouco tempo. Outra opção é contratar um passeio. Veja algumas opções:

Três dias são suficientes para conhecer todas as principais atrações na capital da Espanha. O que sobrar depois disso, você pode optar por alguns dos bate-voltas abaixo:

Bate-volta em Toledo a partir de Madrid

Esse é o bate-volta mais tradicional saindo de Madrid, já que a distância entre as cidades é curta. Toledo fica a apenas meia hora em AVE, que também saem de Atocha e deixam na estação de Toledo, que fica do lado de fora da cidade murada.

De lá, será preciso pegar ainda um ônibus que te deixará dentro da parte medieval. Não se esqueça de comprar a passagem de volta antes de sair da estação.

Construída pelos romanos em 192 a.C, às margens do rio Tejo – sim, o mesmo de Lisboa -, Toledo é considerada Patrimônio Mundial da Humanidade pela UNESCO e tem em suas ruelas cheias de história sua principal atração.

A Catedral é o edifício mais proeminente, mas também há destaque para as ruínas da Mesquita do Cristo da Luz, uma construção que marca a grande mescla das culturas cristã, muçulmana e judia, que conviveram em paz na região por séculos.

Descubra aqui o que fazer em Toledo.

Roteiros de viagem pela Espanha: Toledo

De Madrid para Ávila

Ávila é uma das cidades medievais mais bem preservadas da Espanha. A bela muralha é apenas uma de suas principais atrações, que incluem igrejas, palácios e praças, algumas delas de arquitetura renascentista.

Chegar em Ávila a partir de Madrid é fácil. Os trens saem da estação Chamartín e levam 1h30 até o destino.

No fim do dia, você pode voltar para Madrid ou seguir para Salamanca, que está a 1h30 dali.

De Madrid para Córdoba

Córdoba é um dos bate-voltas saindo de Madri que só são possíveis graças aos trens rápidos. A cidade está a quase 400 km da capital mas, graças ao AVE, o trajeto é feito em apenas 1h45, saindo da estação Atocha.

Se você tem pouco tempo na Espanha, essa é a melhor forma de ter um gostinho de sua região mais emblemática, a Andaluzia. Caso tenha mais tempo, você pode conjugar esse roteiro com o próximo e seguir explorando a região.

Com um dia, você poderá conhecer a famosa mesquita-catedral, a construção muçulmana mais importante do ocidente, dar uma volta pelos bairros históricos da cidade, como a judiaria, e almoçar em um dos vários restaurantes que oferecem show de Flamenco de cortesia para os clientes.

Caso você tenha mais tempo, durma na cidade e siga para Sevilha no dia seguinte.

Veja aqui nossas dicas de o que fazer em Córdoba.

Roteiro Espanha: Andaluzia em 14 dias

Esse roteiro de viagem pela Espanha pode ser feito em duas semanas, se unido ao roteiro anterior, ou em sete dias, se você quiser se concentrar apenas na Andaluzia.

Vai ficar mais? Confira dicas com roteiros de viagem pela Andaluzia, que incluem também Cadiz e os Pueblos Blancos. Esses tour pela Espanha podem ser feito a partir de Madrid ou Barcelona.

Comece por Córdoba e por ali fique dois dias, o suficiente para conhecer as mesquitas e as outras atrações principais da cidade.

Nós ficamos na pousada Arc House (nota 7,6 – $), uma opção econômica com localização excelente. Para quem prefere uma hospedagem em Córdoba com mais conforto/ comodidade, recomendamos a charmosa Casa-Patio Axerquía (3 estrelas, nota 9,7 – $$) ou o histórico NH Collection Amistad Córdoba (4 estrelas, nota 8,7 – $$$).

Depois, siga para Sevilha, a capital da Andaluzia, que está a apenas 45 minutos dali. A forma mais barata de fazer o trajeto é usando os ônibus que saem regularmente da estação de Córdoba, mas também há trens que ligam as duas cidades. Pesquise aqui!

Sevilha tem a fama de ser uma das cidades mais bonitas da Espanha. Para conhecer bem suas atrações, reserve três dias. Leia mais sobre a cidade!

Entre as hospedagens em Sevilha bem localizadas, recomendamos para viajantes econômicos o The Nomad Hostel&Pension (hostel, nota 8,8 – $). Já para quem quer um bom equilíbrio entre conforto e custo/benefício: o Hotel Casa Imperial (4 estrelas, nota 8,8 – $$$) e Hotel Abanico (3 estrelas, nota 8,6 – $$).

O que fazer em Sevilha: Plaza España

O destino seguinte é Granada, onde visitaremos uma das maiores pérolas andaluzes, a Alhambra.

O conjunto de palácios é uma fortaleza que inclui jardins, uma pequena vila e templos, construída pela dinastia muçulmana dos nasridas, no último período da ocupação árabe na Península Ibérica.

Embora muita gente vá a Granada apenas para ver a Alhambra, a cidade é um charme só e merece pelo menos uma noite. Você pode experimentar o moderno Marquis Hotels Issabel’s (4 estrelas, nota 8,7 – $$) ou o histórico Hotel Santa Isabel La Real (3 estrelas, nota 9,2 – $$$). Para mochileiros, recomendamos o Oh! My Hostel (nota 8,1 – $).

Para chegar lá, 248 km entre uma cidade e outra, ou cerca de três horas de estrada, que podem ser feitos de trem ou ônibus, outra vez a alternativa mais barata.

Se você tem mais dois dias, considere passar por Málaga para conhecer a vibrante vida noturna e universitária da cidade.

Descobrindo Barcelona e a Catalunha em 10 dias

Se a Catalunha vai algum dia se tornar um país independente, eu não sei. Mas é fato que a região tem cultura, história e gastronomia próprias, além de paisagens naturais belíssimas para os amantes da vida ao ar livre.

Por isso, para ver tudo com calma é uma boa ideia ficar pelo menos quatro dias em Barcelona, entre praias, vizinhanças históricas e a agitada vida boêmia e cultural da cidade. Leia aqui todo conteúdo que temos sobre a cidade. 

A hospedagem em Barcelona pode ser um desafio, afinal, a alta procura deixa tudo mais caro. Mas temos algumas indicações interessantes, com preços justos:

Depois, siga para Girona, uma bonita vila medieval que já foi usada como cenário da série Game of Thrones. Por lá, nós ficamos hospedados no DoubleTree by Hilton Girona (4 estrelas, nota 8,2 – $$).

Em geral, dá pra ver Girona em um dia, mas você pode escolher ficar mais para fazer um bate-volta a Fígueres e Besalú, duas cidades fáceis de serem combinadas no mesmo passeio.

De Fígueres você pode tomar um ônibus para Cadaqués, um romântico município à beira-mar que já inspirou diversos artistas, entre eles Picasso.

onde ficar em girona

Se você viajar no inverno, pode alugar um carro e trocar Cadaqués por Cerdanya, uma cidade no meio dos Pirineus catalães onde fica a pista de esqui La Molina.

Além de desfrutar das belas paisagens montanhosas da região, o lugar ainda oferece diferentes atividades para quem quer curtir um pouco a neve.

Saiba como alugar um carro na Europa, com segurança e garantindo o melhor custo/benefício.

Leia também: 10 ideias de bate-volta a partir de Barcelona

Roteiro Espanha no inverno: como montar

A Espanha é um dos melhores países da Europa para se visitar no inverno. Isso porque, nessa época, ali bate um friozinho gostoso, mas que não chega a ser tão intenso quanto os países do norte.

Ou seja, dá para tirar o sobretudo do armário, mas ainda assim será agradável passear pelas ruas e fazer atividades ao ar livre na Espanha no inverno – todas intercaladas com paradas estratégicas em cafés para tomar o tradicional chocolate quente com churros.

O inverno também é uma boa oportunidade para passar horas dentro dos excelentes museus do país.

Há diversas opções de roteiros de viagem pela Espanha para o inverno, e tem tanto para quem quer ver neve e visitar estações de esqui quanto para buscar um destino para fugir do frio.

Na primeira opção, vale começar a viagem por Madrid ou Barcelona, por quatro dias, e depois seguir para os destinos mais frios, onde dá para encontrar neve. Eles ficam ao norte do país e nas regiões montanhosas.

Madrid tem temperatura média de 7 graus nessa época do ano. Barcelona é mais quente, os termômetros por lá costumam oscilar entes 10 e 15 graus. Em ambas, o mês mais frio é janeiro, quando as temperaturas podem eventualmente ir para baixo dos 0 graus.

Além de todos os roteiros de viagem pela Espanha que já citamos acima – que podem muito bem ser feitos no inverno – esses são algum destinos específicos para quem curte o frio.

  • Sierra Nevada: Localizada na Andaluzia, pode ser uma fuga para um lugar mais friozinho no meio de uma região com inverno bastante ameno. Quando se cansar da neve, dá para se refugiar em Sevilla ou Granada.
  • Pirineus: Cadeia de montanhas localizada entre a Espanha e a França, os Pirineus são um bom destino de inverno próximo à Barcelona. Há uma estação de esqui por lá que oferece diferentes atividades de neve, além de refúgios de montanha. Quem preferir não ir de carro pode contratar um passeio guiado saindo de Barcelona por aqui.
  • Montserrat: A cerca de 50 quilômetros de Barcelona, Montserrat pode ser uma escapada de um dia a partir da capital catalã. No local fica um santuário que abriga a imagem da virgem de Montserrat e que é motivo de peregrinação entre os fiéis, além do mosteiro e um museu. Para subir há um teleférico e um trem. Aqui é possível contratar passeios guiados para conhecer o local.

E a Andaluzia no inverno? Essa também é uma boa época para fazer o roteiro pela região, uma vez que o lugar é extremamente quente no verão.

Nesse caso, o mais fácil é sair de Madrid, de onde é viável ir de trem. Mas, para quem estiver em Barcelona, basta pegar um avião.

Verão na Espanha: como montar o roteiro

O verão na Espanha é bastante intenso. Se por um lado o termômetro de algumas regiões pode chegar a marcar mais de 40 graus, por outro essa é a época em que a vida em suas cidades é mais vibrante: há festivais, festas populares e gente nas ruas e praças o tempo inteiro.

Para temperaturas mais amenas, procure o norte do país. É bom evitar a Andaluzia e outras províncias do sul nessa época, uma vez que ali o calor pode ser até um impeditivo para passear.

Madrid é mais quente que Barcelona, e esta última tem a vantagem de estar perto do mar.

  • Saindo de Barcelona, há duas opções para curtir bem o sol e o calor: a primeira é pegar um avião para as Ilhas Baleares, Maiorca, Menorca, Ibiza e/ou Formenteira. É possível encontrar bons preços nas low cost do país
  • Se preferir não voar, uma boa ideia é pegar um carro e descobrir as praias da Costa Brava (veja um roteiro pronto ali embaixo)
  • Se você for para o sul da Espanha, o ideal é deixar as cidades para outra hora e percorrer as praias da Costa Blanca e da Costa del Sol. Málaga é uma boa ideia de base perto do mar.
  • Para fugir do forno de Madrid, aposte nas day trips para lugares menores, como Toledo e nos parques, como o Parque del Retiro e Madrid Rio
  • Também dá para pegar um avião de lá e ir conhecer as Ilhas Canárias, perto da costa da África, mas que pertencem à Espanha

Festivais de verão na Espanha

Assim como em outros países da Europa, há diversos festivais e festas populares de verão que você pode incluir no seus roteiros de viagem pela Espanha:

  • Festas dos Bairros de Barcelona: Cada fim de semana de julho e agosto é marcada por festas populares dos bairros da cidade. A maior é a de Grácia, na segunda quinzena de agosto. No entanto, o calendário da cidade não para. Veja esse post que te ajuda a ficar por dentro da agenda cultural de Barcelona.
  • Dia de São João: A tradição das nossas festas juninas veio dos europeus e, por isso, você vai encontrar inúmeras festas de São João por todo o país na noite do dia mais longo do ano, 24 de Junho. A tradição é reunir amigos e queimar uma fogueira na praia, com direito a fogos de artifício e tudo mais.
  • Mad Cool Festival: festival de música que ocorre em julho, em Madrid.
  • Festival Internacional Benicassim: festival de música que ocorre em julho, em Castelló.
  • Sonar Festival: festival de música que ocorre em julho, em Barcelona.
  • Bilbao BBK Festival: festival de música que ocorre em julho, em Bilbao.
  • Rotonton Sunsplash: festival de reggae que ocorre em julho, em Benicassim.

Roteiros pelo litoral da Espanha

A Espanha tem duas costas: a atlântica e a mediterrânea, que subdividem em outras menores, como a Costa Brava, a Costa Blanca e a Costa del Sol.

As praias do Oceano Atlântico, que banha as províncias do norte do país, como o País Basco, Cantábria, Astúrias e Galícia, têm água bastante fria, mas paisagens cênicas para impressionar qualquer um. Essa região também tem um verão mais ameno quando comparado ao sul.

Já as praias espanholas do Mar Mediterrâneo têm água morna e uma atmosfera vibrante de verão eterno.

Aqui você confere duas dicas de roteiros de viagem pela Espanha explorando essas costas.

Roteiro pela costa atlântica da Espanha (15 a 20 dias)

Roteiros pela costa da Espanha

Comece sua viagem com dois dias em San Sebastián. Essa bonita cidade da costa basca tem ruas imponentes e um centro histórico repleto de bares de tapas renomados em todo o mundo.

As tapas bascas – ou pintxos, na língua local – são consideradas as melhores da Espanha e os chefes locais inovam com toques gourmet.

Leia mais sobre as tapas bascas e o que fazer em San Sebastián.

De carro, siga até San Juan de Gaztelugatxe. A ilhota no meio do Atlântico é ligada ao continente por uma ponte de pedra e uma imponente escadaria que leva a uma igreja.

A paisagem é tão cênica que foi escolhida para ser a Pedra do Dragão, na série de TV Game of Thrones. Vale uma parada de algumas horas antes de seguir viagem.

Se preferir, pode dormir em Bilbao para conhecer a cidade, que está a 35 quilômetros dali, ou seguir direto até Santander, a 1h45 de estrada, já na província da Cantábria.

Em Santander há um misto de atrativos históricos e culturais com vida à beira-mar. O balneário El Sardinero tem três praias a serem visitadas, em um itinerário que começa na curva de La Magdalena e segue até a Segunda Praia, passando antes pela Praia do Camello, Praia de la Concha e a Primeira Praia do Sardinero.

O centro de Santander está a apenas meia hora de viagem de Santanilla del Mar, um vilarejo medieval que é considerado o terceiro povoado mais bonito da Espanha pelo El País. É repleto de vielas e becos com calçamento em paralelepípedo e construções históricas muito bem preservadas.

Seguindo pela costa da Espanha e depois rumo ao interior, é hora de uma parada em Oviedo, a capital das Astúrias. Apesar de não ter mar, a cidade tem um belo centro histórico e clima universitário. Se você ainda não tiver se cansado de praia, vale seguir para algumas cidades litorâneas ali bem perto, como Gijón.

A viagem, a partir dali, adentra a costa da Galícia e passa por lugares cênicos como Luarca, Ribadeo e Viveiro. Você pode fazer paradas rápidas em cada uma delas ou escolher passar uma noite.

O roteiro termina em Santiago de Compostela, onde você pode passar dois ou três dias.

Roteiro pela Costa Brava da Espanha (de 15 a 20 dias)

Roteiros de viagem pela Espanha: Costa Brava

A viagem começa em Barcelona, onde você deve passar quatro dias. Pegue um carro e siga pela costa até Tossa de Mar, um dos cartões-postais da região. A cidade fortificada do século 13 fica quase dentro da água e contrasta com o azul intenso do mar.

A partir dali começa um festival de praias incríveis. Faça uma parada na tranquila Palamós, onde fica a famosa praia de Cata Estreta, considerada por muitos a melhor praia da Costa Brava.

De lá, siga para Parafruguel. O município tem três distritos costeiros que valem a pena: Calella de Parafrugell, Llafranc e Tamariu. As três são belíssimas, com carinha de vila de pescadores e casinhas brancas que adornam toda a orla.

Depois, é hora de chegar a Begur. Essa é outra cidade medieval com um belo castelo construído sobre rochas e rodeada de bosques por um lado e pelo mar por outro. Por ali, algumas das praias que valem a pena são Aiguablava, Fornells, Sa Tuna e Aiguafreda.

O próximo destino é Pals, com seu centro histórico e suas praias enormes e com ampla faixa de areia. O lugar se divide em dois setores, a Platja del Grau, rasa e com areia fina, e Platja Gran, de águas mais profundas e com areia mais grossa.

Logo ao lado está Peratallada, que, juntamente com Pals e Monells, formam um conjunto de vilarejos com centro histórico bastante preservado, construídos em pedra. Se você tiver interesse nesse tipo de cenário medieval, vale a pena visitar as três.

E, por último, um dos destinos mais célebres da região. A beleza de Cadaqués conquistou o artista Salvador Dalí, que estabeleceu residência por ali e nomeou o lugar como a cidade mais bonita do mundo. Mas muitos outros se encantaram com o lugar. Picasso, Duchamp e Magritte são alguns dos que teceram elogios ao vilarejo.

Na volta a Barcelona, vale a pena se afastar do litoral e passar por Fígueres e Girona, se você ainda tiver tempo.

Gostou das nossas dicas de roteiros de viagem pela Espanha? O país é diverso e as opções são inúmeras, não se esgotam nas sugestões do texto. Deixe um comentário compartilhando o seu roteiro também!

5/5 - (1 vote)

Compartilhe!







Banner para newsletter gratuita

Receba grátis nosso kit de Planejamento de Viagem

Eu quero!

 

 




Natália Becattini

Jornalista, escritora e mochileira. Viajo o mundo em busca de histórias e de cervejas locais. Já chamei muito lugar de casa, mas é pra BH que eu sempre volto. Além do 360, mantenho uma newsletter inconstante, a Vírgulas Rebeldes, na qual publico crônicas e contos . Siga também no instagram @natybecattini e no twitter.

  • 360 nas redes
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
  • Twitter

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

15 comentários sobre o texto “7 roteiros de viagem pela Espanha: 7, 10, 15 e 20 dias

  1. Gostei muito do roteiro pelo Norte da Espanha.
    De carro alugado, só poderei ir saindo de Barcelona ou dá pra ir de carro saindo de Madri.
    Gostaria muito que vocês me dessem ideia de roteiro de carro saindo de Madri.
    Pretendo ir em Setembro de 2022.
    Tenho um total de doze (12) dias para fazer o norte da Espanha de carro.
    Desde já agradeço.
    Marcia

    1. Olá Márcia! claro você pode sair de Madri também, mas nesse caso estará mais longe do país basco, por exemplo. Você pode juntar os roteiros de 7 e o de 12 dias desse post. Será uma viagem incrível!

  2. Bom dia!
    Estou iniciando uma programação de viagem para a Espanha em outubro. Já fui a Madrid, Barcelona, gironda, granada, pueblos brancos, valência, Sevilla.
    Irei chegar a Europa por lisboa e tem a opção de fazer uma parte do douro e ir até a Espanha de carro ou ir de avião até Madrid e passar uns 2 dias e mais um em toledo. Alugaria um carro e nicaria o passeio. Que cidades na Espanha vc sugere talvez agregando o Douro. Passaremos 16 dias. Somos um casal de 45 e 43 anos

    1. Olá Eduardo, como você já conhece muito do sul, talvez valha a pena ir para outras partes do país. Nesse caso, o melhor seria ir de avião até Madrid (de onde você poderia ir para Toledo e Salamanca, por exemplo) ou Barcelona, para explorar a Catalunha. O país basco também vale muito a pena e você pode voar direto para lá. Particularmente, é minha região favorita, em especial pela comida!

      Um abraço!

  3. Muito bom o roteiro, penso um dia fazer um tour chegando em Lisboa indo pelo sul de Portugal e entrar na Espanha por Sevilha e após Barcelona e Madri retorno ao Brasil

  4. Oi!! Adorei as dicas.
    Vou para Portugal com uns amigos em junho, gostaria de saber se compensa mais ir de Portugal a Espanha ou Portugal a Roma ?
    Tem alguma dica da Espanha a Ibiza se compensa ir ?

    Obrigada ???

    1. Olá Bruna, não entendi o que você quer dizer com compensa. Isso depende muito do que você quer ver, qual país você tem mais interesse, do tempo que tem, de onde vc quer ir na Espanha. Os dois lugares são interessantes e há muito para ver. Não há escolha correta. Nunca fui a Ibiza, mas não seria minha primeira escolha na Espanha, mas, outra vez, essa sou eu. Tem gente que ama Ibiza e vai sempre…

      Abraços e boa viagem!

  5. Natália, boa tarde.
    Não entendi muito bem a sugestão de composição do roteiro de 14 dias:
    Madri (3 dias); Toledo (bate-volta 1 dia); Ávila (bate-volta 1 dia); Córdoba (2 dias); Sevilha (3 dias); Granada (1 noite); ???

    1. Olá Hugo, eu não deixei uma composição prontinha, porque acredito que esses roteiros precisam ser pensados individualmente, dependendo dos seus interesses no lugar. Mas sim, a ideia é unir os dois roteiros, a primeira parte em Madrid e arredores e depois voar ou ir de trem rápido para a Andaluzia. Poderia ser feito como você falou: 5 dias em Madrid, sendo dois deles para bate-voltas a Ávila e Toledo/ Depois mais 2 dias em Córdoba, 3 em Sevilha, 1 ou 2 em Granada. Isso totaliza 12 dias. Se sobrar tempo, eu voaria para Barcelona, ainda mais se é sua primeira passagem pelo país. Mas Barcelona pede no mínimo, no mínimo, uns 3 dias.

  6. Natália bom dia
    Estava procurando uma base para a viagem que gostaria de fazer para a Espanha.
    Me ajudou muito, bem esclarecedora a matéria e me ajudou muito.
    Parabéns !

2018. 360meridianos. Todos os direitos reservados. UX/UI design por Amí Comunicação & Design e desenvolvimento por Douglas Mofet.