Tags:
Atlas: San Salvador, El Salvador

10 coisas que você precisa saber antes de viajar para El Salvador

El Salvador não costuma entrar na rota de muitos viajantes. O país, o menorzinho da América continental, é envolto em estereótipos e falta de informação. Apesar da criminalidade ser, de fato, um problema, o lugar tem também muito a te mostrar. Gente alegre e simpática, comida deliciosa e paisagens belíssimas que vão de vulcões a praias pra surfista nenhum botar defeito são algumas das principais atrações do país. Veja agora algumas coisas que você precisa saber antes de visitar El Salvador.

Leia também:

O que fazer em San Salvador
É seguro viajar para El Salvador?
6 lugares para conhecer em El Savador

1. Transporte público é barato e seguro. Tanto para se locomover em San Salvador quanto para visitar lugares próximos, dá para usar os ônibus públicos sem medo. Eles são coloridos e têm uma aparência bem vintage, para não dizer outra coisa, mas são quase de graça e fazem o que precisam fazer. Se você for usar transporte privado, opte pelo Uber ou táxis de cooperativa.

2. San Salvador é um ponto estratégico para explorar o país. Dá para organizar a viagem com bate-voltas a partir dela e também como ponto de partida para lugares mais distantes, já que dali saem ônibus para todas as partes. Mas a capital em si não é assim tão interessante que não possa ser sacrificada caso você esteja na pressa. Palácio Nacional de San Salvador

Palácio Nacional de San Salvador

3. A moeda oficial é o dólar americano. Mas apesar do câmbio desfavorável, El Salvador é um país bem barato de se viajar. Dá para jantar pupusas, o orgulho gastronômico local, por um dólar se você quiser economizar, e uma refeição completa em restaurantes locais não sai por mais que cinco. A hospedagem também ajuda a manter os preços lá embaixo. Veja nosso guia de onde ficar em San Salvador.

4. Você vai ler e ouvir coisas que podem te desanimar da viagem. Persista. El Salvador não recebe muito destaque nos livros e guias sobre a América Central e você já deve ter escutado que é melhor riscar o país do roteiro por causa dos altos índices de violência registrados ali. Viajando na América Latina, é sempre importante manter a cautela. Evitar andar sozinho, em especial à noite e em áreas que você não conhece, é um comportamento aconselhável. No entanto, é preciso também entender que a violência ali não é generalizada e se concentra em certas partes mais que em outras, como ocorre no Brasil ou em qualquer outro lugar que enfrenta problemas semelhantes. A grande maioria das pessoas que visita o país volta para casa em segurança e sem maiores incidentes.

Leia também: É seguro viajar para El Salvador?

El Salvador tem lugares lindos para visitar, gastronomia e cultura ricas, fatos que muitas vezes acabam eclipsados nos roteiros e guias que vemos por aí por causa dessa triste realidade. É claro, também não ajuda a pouca informação que encontramos na internet e os sites desatualizados do governo. Uma boa opção, caso você comece pensar duas vezes, é contratar guias para sua viagem. O serviço não custa caro no país e assim você sabe que não se meterá em nenhuma furada por causa de desinformação. El Salvador também conta com uma polícia do turismo que pode te dar informações sobre segurança e como fazer as rotas que você quer.

5. Converse com os moradores locais. Talvez porque eles não estejam acostumados a ver tantos turistas de fora como em outros países da América Central, mas os salvadorenhos são simpáticos, receptivos e fazem questão de mostrar sua cultura para os estrangeiros. Conversar com eles pode enriquecer e muito a sua viagem.

6. San Salvador é conhecido como a Terra dos Vulcões. São 25 deles espalhados por um território do tamanho do estado de Sergipe – três ainda são considerados ativos. Isso é sinal de uma forte atividade sísmica na área e tremores menores ocorrem com frequência. Na minha primeira noite eu acordei com alarme sísmico e tudo, mas não era nada para se preocupar.

Vulcão em El Salvador

25 vulcões em um território do tamanho de Sergipe. Foto: Shutterstock.

7. É também a terra do surf. As praias de El Salvador já foram sede de dezenas de competições internacionais de surf. É bem comum ver gente chegando ao país acompanhada de suas pranchas. El Tunco é a mais famosa para esse propósito e tem aquela vibe mochileira com vida noturna agitada e um montão de gente de todas as partes. Se você procura mais tranquilidade, vá para a vizinha El Sunzal.

El Sunzal, El Salvador

8. Não tema a comida de rua. E ali, ela tem um nome: pupusa. Uma tortilha de milho com recheios diversos que ganha o coração de todos que visitam o país. São baratas, alimentam bem e, o mais importante, são deliciosas.

Pupusas El Salvador

Um palavra: pupusa. Foto: Shutterstock.

9.  Leve uma jaqueta. Os meses de verão em El Salvador são entre janeiro e abril, porém é nessa mesma época que o inverno está em seu ápice no hemisfério norte. E é de lá que chega “el norte”, como os salvadorenhos chamam as frentes frias que costumam pintar por ali nessa época do ano. O “norte” não afeta todas as partes do país por igual: é muito mais sentida em San Salvador que no litoral, por exemplo, mesmo que a praia esteja a poucas horas de viagem. Na dúvida, leve uma jaqueta quentinha com você.

10. El Salvador já foi conhecido como República do Café. Hoje, a economia é mais diversificada, mas o país ainda preserva inúmeras plantações, em especial nas regiões mais montanhosas. Esses lugares funcionam como um refúgio natural para a fauna local, já que 98% da mata nativa do país já foi dizimada. Por isso, comprar café salvadorenho não é apenas uma garantia de qualidade, mas também uma forma de contribuir para a preservação dessa fauna, em especial se você buscar marcas comprometidas com a natureza e a economia local.


Compartilhe!



Com o 360meridianos, você encontra as melhores opções para planejar a sua viagem. Confie em quem já tem prática no assunto!

 

Reserve seu hotel com o melhor preço e alto conforto

 


Veja as melhores opções para seguros de viagem

 


Transfira dinheiro para o Brasil e exterior com menos taxas

 


Alugue veículos com praticidade e comodidade

 




Quer 70 páginas de dicas (DE GRAÇA!)
para planejar sua primeira viagem?




Natália Becattini

Já chamei muito lugar de casa, mas é pra Belo Horizonte que eu sempre volto. Viajo o mundo em busca de histórias e de cervejas locais. Além do 360, mantenho uma newsletter sobre o a vida, o universo e tudo mais, que eu chamo de Vírgulas Rebeldes. Vira e mexe eu também estou procrastinando lá no instagram @natybecattini e no twitter.

  • 360 nas redes
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
  • Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

13 comentários sobre o texto “10 coisas que você precisa saber antes de viajar para El Salvador

  1. Natália, obrigada por esse post! Estou muito animada para conhecer esses países e visitar essa página me deu forças para não desistir. Escutamos muitas coisas por aí, e como viajante solo as pessos as vezes, mesmo sem querer, me desanimam muito. Mesmo tomando todos os cuidados, a gente fica naquela de “será que devo?” e eu vou ter que passar por esses países para chegar à Guatemala. Pq nao parar e conhecer a cultura local? Obrigada por seu relato e pela maneira que escreve trazendo o melhor de cada país! <3

  2. Nat obrigada pelo post! Para ir pra lá precisa ter o passaporte por 6 meses ou superior a isso? Eles pedem que tenha valor disponível em conta para poder ir?
    Reservei uma hospedagem hoje (para outubro), porém ainda vou tirar o passaporte.

    1. Havenna, é sempre bom viajar com passaporte com validade de pelo menos 6 meses, mesmo que não seja exigido. Como você vai tirar agora, estará dentro dessa recomendação. Não há exigência de valor exigido para entrar, mas no aeroporto há uma taxa de 20 dólares.

      Abraços!

  3. Estamos planejando ir para El Salvador em Dezembro/2018, meu sogro é originário de lá e iremos visitar a familia dele. Eu e minha esposa estamos animados :)F

  4. Parabéns pelos esclarecimentos e dicas. Valeu! E que legal que encontrei uma mineira que gosta e curte muito do que eu, como mineiro, tb gosto!

  5. Realmente ouvir sobre El Salvador ,em geral os comentários nos afastao logo da ideia de viajar para lá,Sempre e bom,recolher mais comentários assim como o seu mais detalhado que dão uma imagem diferente,do geral,Obrigado

    1. Ei Helder,

      Não dá para negar que o país tem um problema, porém não é o cenário de guerra que a gente imagina. Como em todo lugar, a violência não é generalizada, mas está concentrada em certas regiões e entre certos grupos. Dá para conhecer sim. O salvadorenho é um povo alegre e fica muito feliz quando se encontra com os raros estrangeiros que se aventuram por ali.

      Abraços!

2018. 360meridianos. Todos os direitos reservados. UX/UI design por Amí Comunicação & Design e desenvolvimento por Douglas Mofet.