Como é a visita ao Canal do Panamá

De dentro de uma cabine, centenas de turistas observam todos os dias os navios que passam do Oceano Atlântico ao Oceano Pacífico pelo Mar do Caribe. A faixa d’água é tão estreita que mal parece caber as gigantescas embarcações carregadas de contêineres que levam produtos de todos os tipos. Para se ter uma visão privilegiada do vai e vem de navios, é preciso disputar um espaço nas janelas com outros visitantes curiosos.

Inaugurado em 1914, depois de 30 anos de trabalho, o Canal do Panamá é uma impressionante obra de engenharia que encurtou as distâncias do mundo ao trazer os dois hemisférios mais para perto um do outro. Com quase 80 km de extensão, o Canal recebe, por ano, cerca de 12 mil navios, entre cargueiros e cruzeiros de luxo. Para a navegação, representou um atalho enorme: antes, para ir de uma costa à outra dos Estados Unidos ou chegar até a Ásia, era preciso percorrer mais 15 mil km para contornar a América do Sul.

Navio no Canal do Panamá

A França foi o primeiro país a assumir a empreitada, em 1878, mas as dificuldades de abrir um canal em uma região montanhosa e de selva fechada, endêmica de malária e febre amarela, a fizeram desistir 10 anos e 20 mil operários mortos depois. Foi dos Estados Unidos, que compraram os direitos de construção do canal após a saída francesa, a ideia de trabalhar com as eclusas, que funcionam como elevadores de navio, subindo e baixando o nível da água de forma a amenizar as variações de altitude do terreno.

Desde 1999, os direitos de utilização do Canal passaram dos EUA para o Panamá e a grana que entra tem financiando a modernização do pequeno país caribenho. A construção, considerada uma das grandes obras da humanidade, é motivo de orgulho para os panamenhos, que também se aproveitam da infraestrutura criada no país para atender as demandas pelo fluxo de navios.

Canal do Panamá

Visita ao Canal do Panamá: as eclusas

Para ter a chance de ver de perto o funcionamento do Canal do Panamá, é preciso se dirigir a uma das eclusas do complexo. A Eclusa de Gatún, a que eu visitei, é a primeira para quem vem do Atlântico e a que te permite chegar mais perto dos navios. Por isso mesmo, te dá uma dimensão melhor do que é a operação do Canal. Essa também é a melhor opção para quem desembarca no Panamá em cruzeiros, pois fica mais próxima ao Porto de Colón. O ingresso custa $5. A eclusa fica aberta para visitação das 8h às 16h.

Eclusa de Gatún, Canal do Panamá

Eclusas do Canal do Panamá

Já a Eclusa de Miraflores ($15 – 9h às 17h), no lado Pacífico, é a mais visitada por turistas, por ser próxima à Cidade do Panamá e ao aeroporto, o que facilita a vida de quem está no país apenas para uma conexão. Outra vantagem da visita é o Centro de Visitantes, que exibe um filme 3D com a história e funcionamento do Canal (em inglês e espanhol), além de um museu de quatro andares que conta várias curiosidades sobre a obra e a região.

Visitantes no Canal do Panamá

A terceira eclusa é a de Pedro Miguel, menorzinha e sem estrutura turística. Para chegar às eclusas por conta própria, o jeito mais simples é pegar um táxi, com valor fixo combinado com o motorista, ou alugar um carro. Quem compra o tour com um daqueles Hop On Hop Off buses, que param nos pontos turísticos mais importantes da Cidade do Panamá, também tem o transporte à Miraflores garantido.

Dá para fazer uma navegação pelo Canal. Há opções de meio dia e de um dia inteiro, que faz a travessia completa no canal. Para isso, é preciso contratar uma agência que faz o passeio. Diversas delas estão disponíveis na Cidade do Panamá e em Colón. Espere pagar a partir de $115 pelo passeio de meio dia e $160 para o dia inteiro.

Navio passando no Canal do Panamá

Eclusas no Canal do Panamá

A inauguração de novas eclusas que vão ampliar a operação do Canal está prevista para agosto deste ano, permitindo a passagem de navios maiores. Por enquanto, é possível visitar as obras, que ficam próximas à Eclusa de Gatún, e já tirar proveito da estrutura turística que está sendo montada, com um moderno centro de visitantes, restaurante e lanchonete.

Como chegar ao Canal do Panamá

Para chegar ao Canal do Panamá em transporte público basta pegar o metrô de descer na estação Albrook. Atravesse a avenida até a parada de ônibus que fica do outro lado. Você deve pegar o ônibus que vai em direção a Miraflores e descer no ponto final, que fica justo em frente à entrada do Centro de Visitantes do Canal do Panamá.


Compartilhe!



Com o 360meridianos, você encontra as melhores opções para planejar a sua viagem. Confie em quem já tem prática no assunto!

 

Reserve seu hotel com o melhor preço e alto conforto

 


Veja as melhores opções para seguros de viagem

 


Transfira dinheiro para o Brasil e exterior com menos taxas

 


Alugue veículos com praticidade e comodidade

 




Quer 70 páginas de dicas (DE GRAÇA!)
para planejar sua primeira viagem?




Natália Becattini

Já chamei de casa a Cidade do Cabo, Chandigarh, Buenos Aires e Barcelona, mas acabo sempre voltando pra minha querida BH. Gosto de literatura, cervejas, música e artigos de papelaria, mas minha grande paixão é contar histórias. Por isso, desde 2011 viajo o mundo e escrevo sobre o que vi. Também estou no blog sobre escrita criativa Oxford Comma e compartilho minhas impressões de mundo também no instagram @natybecattini e no twitter.

  • 360 nas redes
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
  • Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

5 comentários sobre o texto “Como é a visita ao Canal do Panamá

  1. Eu acabei de vir do Panamá. Confesso que minha expectativa para o canal estava um pouco mais alta do que deveria.
    Acho que a visita vale mais para ver o resultado de engenharia do canal do que para ver a “ação” acontecendo…rs Confesso que achei meio caro o valor pra visitar.

    O que mais gostei do Panamá, foi o Casco Viejo. Pra quem estiver indo visitar o país, vale passar um dia lá. Na verdade, têm algusn hostels/hotéis bem bacana no Casco Viejo. =)

    Adoro o site! Parabéns pelo post.

    1. Margareth, realmente o canal impressiona mais pela engenharia que pela atração em si. Fiquei pouquinho, não pude visitar o Casco Viejo. Mas voltarei.

      Abraços

  2. Olá Natalia,
    Dá para fazer o tour pelo canal embarcando na eclusa do Atlântico e desembarcando em Miraflores?
    Daí aproveito o tour para também fazer o transfer até Miraflores e depois Cidade do Panamá. O que vc acha?
    Abraços
    Malu Toledo

  3. Bom dia!
    Consegue me dar dicas de como chegar até o canal do panama sem ser por taxi? Estarei hospedada no centro, e achei um absurdo o preço de 30 dolares (mais de 120 reais) para ir ate o canal.
    Obrigada

2018. 360meridianos. Todos os direitos reservados. UX/UI design por Amí Comunicação & Design e desenvolvimento por Douglas Mofet.