Tags:
Atlas: Yvoire, França

Yvoire, uma vila medieval na França

No século 14, um viajante que passasse por essa vila encontraria as muralhas de uma importante cidade fortificada, com direito até a castelo na beira do lago. Já quem visitou o local nos séculos seguintes encontrou uma cidade parcialmente destruída, moradia de algumas dezenas de pescadores, suas famílias e só. O viajante de hoje é mais sortudo: encontra uma vila medieval de muralhas abertas e com a fama de ser um dos lugares mais bonitos da França. Essa é Yvoire, que fica no Lago Genebra e pertinho da Suíça.

Yvoire está numa posição estratégica, justo no ponto onde o lago é dividido em dois: o grande e o pequeno. Por isso, o Conde Amadeu V mandou erguer um castelo ali, para controlar quem passava pelo lago. Foi assim que Yvoire viveu seu momento político mais importante, até que caiu diante de inimigos e passou por saques, mortes violentas, abusos e destruição. Enfim, as práticas de praxe para conflitos da época. O castelo ficou sem teto durante 350 anos, até que resolveram reconstruí-lo – era o primeiro passo para recolocar Yvoire no mapa.

Nos últimos 20 anos, Yvoire viveu um boom populacional. Em 1982 a vila tinha 357 habitantes. Hoje são 849 felizardos, mais que o dobro. Ok, habitante é artigo de luxo por lá, mas não são os únicos itens escassos: também falta informação sobre a cidade. O verbete de Yvoire na Wikipédia (em inglês) tem menos palavras do que a vila tem de moradores. Em português, raros são os sites ou blogs que falam desse lugar. Destaque para esse post do Ducs Amsterdam, que esteve por lá durante uma viagem de carro pelo Lago Genebra.

Turismo em Yvoire

Mas se Yvoire é tão desconhecida pelos brasileiros assim, como eu e a Naty fomos parar lá? Simples: foi a falta de grana que nos levou até uma vila da Idade Média. Estávamos há dois dias em Genebra, na Suíça. Passamos o primeiro conhecendo os pontos turísticos da cidade, enquanto no segundo fizemos um passeio de barco pelo Lago Genebra. E no último dia na região, o que fazer? A ideia inicial era ir de trem até Lausanne, também na Suíça, só que os tickets de ida e volta custavam o absurdo em forma de francos suíços – estava mais fácil fazer uma viagem de 4 horas para Itália do que o pequeno trecho entre as duas cidades suíças.

Impedidos pelo bolso, optamos por outro passeio, tão caro quanto a ida até Lausanne, mas pelo menos seria a bordo de um barco a vapor pelo belíssimo Lago Genebra. Dentre as várias opções de passeios de um dia, três palavras decidiram por nós: vila medieval francesa. Nunca tínhamos ouvido falar de Yvoire, mas essa descrição bastou. Cerca de uma hora e meia de barco e… vimos o Castelo! Pronto,  Yvoire tinha nos conquistado de cara, logo no primeiro cartão-postal.

Yvoire, França

Você não vai gastar nem duas horas para percorrer todas as ruas da cidade a pé. São restaurantes, lojas de artesanato, hotéis ou casinhas simpáticas, dos poucos moradores da vila. Agora, quer saber o que é legal mesmo? Os jardins. Desde a destruição da cidade, Yvoire caiu no esquecimento. Até que os moradores resolveram fazer algo peculiar – eles plantaram flores. Muitas flores, em todas as casas, janelas e cantos da cidade.

Yvoire, vila da França

Como abelhas, os turistas vieram logo que a primavera revelou essa nova cara da cidade, lá nos anos 50. O primeiro prêmio de paisagismo chegou em 1959, mas logo a cidade se acostumou a colocar troféus na prateleira. Hoje, poucos lugares da Europa rivalizam com Yvoire nesse sentido (lembra que eu te disse que era uma das mais belas vilas da França?).

Yvoire, vila do sul da França

Yvoire, França

Quem não quiser ir de barco pode ir por terra mesmo, mas carros não entram nas muralhas de Yvoire. Caminhar ali é obrigação, assim como fotografar tudo quanto é jardim. A cidade pode até ter ficado esquecida do mundo durante séculos, mas isso teve o efeito positivo de preservar casas da época. É lógico que muita coisa teve que ser reconstruída, mas com um olhar atento você vai encontrar muita coisa que é tão velha quanto essa cidade de 707 anos.

Yvoire, vila da França

Depois de caminhar pelas ruelas, observar (ou nadar) no lago, e visitar prédios históricos, escolha um restaurante e aproveite! Nem todo mundo tem o privilégio de almoçar numa vila medieval e com flores e mais flores de cenário.

Yvoire, turismo na França

Yvoire, França

 


Compartilhe!



Com o 360meridianos, você encontra as melhores opções para planejar a sua viagem. Confie em quem já tem prática no assunto!

 

Reserve seu hotel com o melhor preço e alto conforto

 


Veja as melhores opções para seguros de viagem

 


Transfira dinheiro para o Brasil e exterior com menos taxas

 


Alugue veículos com praticidade e comodidade

 




Quer 70 páginas de dicas (DE GRAÇA!)
para planejar sua primeira viagem?




Rafael

Quando criança, eu queria ser jornalista. Alcancei o objetivo, mas uma viagem de volta ao mundo me transformou em blogueiro. Já morei na Índia, na Argentina e em São Paulo. Em 2014 voltei para Belo Horizonte, onde estou perto da minha família, do meu cachorro e dos jogos do América. E a uma passagem de avião de qualquer aventura. Siga minhas viagens também no instagram, no perfil @rafael7camara no Instagram

  • 360 nas redes
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
  • Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

7 comentários sobre o texto “Yvoire, uma vila medieval na França

  1. Quero fazer um passeio na Suiça . Vou passar uns dias em Paris e de lá vamos para Nice. Estamos de carro . Como no Caminho , passamos próximo a suíça , pretendo passear lá. Porém me aconselharam ficar na França e atravessar de barco para Suiça. Isso é viável !

    1. É viável, Elba, mas não entendi direito a partir de qual lugar você pretende fazer isso. Mas esse barco Genebra – Yvoire tem todos os dias.

      Abraço.

  2. Gostaria de saber quanto custa o passeio de barco saindo de Genebra? Fazendo este passeio posso sair em Yvoire almoçar passear e pegar o braco de volta para Genebra ou tenho que pagar outra passagem?
    Voce gostou de Genebra? Pretendo ficar 3 a 4 dias em Genebra. E um desses dias ir de barco até Yvoire ou Lausanne e Montreux. Voce sabe o preço do barco ate Lausanne e Montreux?

    1. Oi, Clara. Sim, o passeio inclui exatamente isso, ida e volta, com direito a passar algumas horas em Yvoire.

      O preço varia – eu paguei em torno de 140 reais.

      Genebra é uma cidade bonita, mas não há tanta coisa para fazer por lá. Em (no máximo) dois dias você vê tudo em Genebra e gasta os outros dois nessas cidades ao redor.

      Dá uma olhada nesses links aqui:

      https://www.360meridianos.com/2013/11/passeios-barco-lago-genebra.html

      https://www.360meridianos.com/2014/02/onde-ficar-em-genebra-suica.html

      https://www.360meridianos.com/2013/11/o-que-fazer-genebra-suica.html

      https://www.360meridianos.com/2013/11/genebra-uma-cidade-mundo.html

      Abraço!

2018. 360meridianos. Todos os direitos reservados. UX/UI design por Amí Comunicação & Design e desenvolvimento por Douglas Mofet.